História Please Don't Go - Capítulo 36


Escrita por: ~

Exibições 42
Palavras 856
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Poesias, Romance e Novela

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oi! Fiz esse capítulo ouvindo Gravity-Against The Current
Aproveitem! <3

Capítulo 36 - Is too late now to say sorry?


Fanfic / Fanfiction Please Don't Go - Capítulo 36 - Is too late now to say sorry?

*Rosalya on*

Fui ao clube de jardinagem e o Lysandre estava lá, como de costume.
R: Hã... Oi...
L: Oh, bom dia, Rosalya...
R: Tá... tá tudo bem?
L: M-mais ou menos... Q-quer dizer, poderia estar melhor... Eu acho... 
R: Então... Você pensou no que eu te disse?
L: Pensei. 
R: E...?
L: Bom, eu... 
 Ele suspirou antes de continuar a falar. 
L: Acho que a Elisa... Ela não é quem eu pensava. 
R: O que você quer dizer com isso?
L: Eu... recebi algo... Que me fez refletir mais.
R: Poxa vida, você não escutou nada do que eu te disse? Espere... Recebeu algo? O que seria isso?
L: Um... Um e-mail...
R: Hein? E-mail? Elisa está tão deprimida que acho que não seria capaz nem de mandar um e-mail para você! Sobre o que era esse suposto e-mail?
L: N-não era da Elisa! Era do Dakota!
R: Dakota? Aquele babaca! Diga-me que você não acreditou! 
L: Rosalya... Se isso fosse apenas uma "brincadeira" de mal gosto do Dakota, provavelmente ele não se prestaria a continuar com essa besteira e não se importaria em me mandar esse e-mail!
R: M-mas... A Elisa não fez nada! 
 Lysandre se levantou e foi embora. 
 

*Alexy on* 

Eu ainda estava abraçando Elisa. 
A2: Olha aqui, enquanto as coisas não se ajeitam, não adianta de nada você ficar tristonha desse jeito, tá?
E: Mas... O Lysandre é muito importante para mim...
A2: Eu sei, mas, de qualquer forma, você precisa se manter forte. Eu já disse e volto a repetir: tudo vai dar certo.
E: Você... Tem toda razão. 
 Ela se afastou um pouco de mim.

*Elisa on* 

Alexy está certo. Mesmo que eu não esteja realmente bem, preciso ao menos fingir para que ninguém se preocupe comigo. 
E: Obrigada, Alexy... Prometo que vou me esforçar. 
A2: É assim que se fala. Agora, vamos buscar nossos materiais de artes no armário e eu vou pensar em algo para te ajudar. 
E: Não precisa, Alexy... Não, mesmo. Eu posso resolver sozinha. Vocês já fizeram coisa demais por mim. 
A2: Você e esse seu jeito tão bonzinho, que chega a ser irritante de vez em quando. Não se preocupe com isso. Agora, vamos! 
E: Vamos! 
 Sorri e nós caminhamos até nossos armários. O meu armário é distante do dele, enquanto o meu fica ao lado do grêmio, o dele fica perto da escadaria. 

*Alexy on*

Eu estava indo pegar minhas coisas no armário, quando vi o Lysandre. Coloquei meu dedo sobre a testa dele, fazendo sua cabeça levantar. 
A2: Ok, mocinho, chega dessa novela mexicana. 
L: Hã?
A2: Tá na hora de parar com esse show. Você está fazendo a Elisa sofrer, sabia? Deveria no mínimo ouvir as explicações dela!
L: Você... acha mesmo que tem explicação para o que eu vi?
A2: Sim, eu acho. Se realmente a quer de volta, saiba que não está se esforçando. 
 Ele olhou para baixo. Parece que consegui fazê-lo ficar pensativo! Alexy, um, Lysandre, zero! 
L: Acho que você não deveria falar sobre o que não possui conhecimento. 
 Empatou...
A2: E-eu tenho conhecimento sobre isso, sim! E sei muito bem que a Elisa está achando que você não se importa com ela!
L: E-ela acha mesmo?
A2: É o que você faz parecer!
 O sinal tocou. 
L: Preciso ir...
A2: Tá, mas não esqueça do que falei. 
 Ele concordou com a cabeça. Peguei meu material e fui para a sala de artes. Todos já estavam lá, aguardando a professora. Sentei ao lado da Rosalya e da Elisa. Inclinei a cabeça até o ouvido da Rosalya. 
A2: Precisamos fazer algo para melhorar o astral da Elisa. * sussurrando * 
R: Hm... Sei exatamente o que fazer! * sussurrando * 
 Patrick entrou na sala. P2: Patrick.
P2: Bom dia, alunos. Hoje vamos conversar um pouco sobre arte. 
A3: Afe, mas é claro! Queria que a gente falasse sobre o quê? Fórmula de química?
P2: Quer dar a aula no meu lugar, Ambre?
 Todos da sala gritaram "Ooooooooh" e a Ambre ficou envergonhada.
P2: Por favor, alunos, silêncio... Bom, que tipo de arte agrada vocês? 
 Ninguém se pronunciou. 
P2: Thales?
T: Gosto bastante de desenhar...
P2: Ótimo. Castiel?
C: Curto muito música. 
P2: Lysandre?
L: Gosto de cantar.
P2: Violette?
V: E-eu? Bem, eu gosto de desenho...
P2: Alexy?
A2: Gosto de música...
P2: Elisa?
E: Gosto de desenhar, mas amo muito cantar.
P2: Excelentes depoimentos, alunos. 
 A aula foi passando. De repente, vi que a Rosalya estava segurando um bilhete e fazendo gestos para eu pegá-lo. 
"Sabe a festa de formatura? Então... Vamos ao shopping hoje mesmo achar um vestido para a Elisa! -Rosa
Perfeito! Vamos chamar a Priya, também! -Alexy :3" 

 Devolvi o bilhete. Rosa concordou e passou o bilhete para a Priya. Depois, ele voltou para mim. 
"Sabe a festa de formatura? Então... Vamos ao shopping hoje mesmo achar um vestido para a Elisa! -Rosa
Perfeito! Vamos chamar a Priya, também! -Alexy :3

Super! Vai ser divertido. Às 4 horas? -Priya
Ok -Rosa 
Ok -Alexy :3" 
 
Passei o bilhete para a Elisa. Ela estava distraída e demorou para perceber o bilhete. Riscou "ok" embaixo. Yes! 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...