História Please Don't Go - Capítulo 38


Escrita por: ~

Exibições 42
Palavras 949
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Poesias, Romance e Novela

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 38 - Too close


Fanfic / Fanfiction Please Don't Go - Capítulo 38 - Too close

*Elisa on*

 

Mais um dia. O despertador me acordou, como de costume. Foi uma manhã cansativa. Com dificuldade, me levantei. Não por cansaço físico, mas mental. Recusei tomar café da manhã, mas minha mãe insistiu para que eu me alimentasse. E tudo isso vem se repetindo todas as manhãs, desde o dia em que perdi o meu Lysandre. Me despedi dos meus pais e fui até a escola. Lembrei do que o Alexy me disse e tentei aumentar meu astral.

A2: Bom dia! 

R: Bom dia, Elisa!

E: Bom dia, gente! Tudo bem?

A2: Tudo ótimo, ainda mais depois da nossa tarde de compras. Foi incrível! E você?

E: Estou bem, também...

P: Oi, gente!

E: Oi, Priya!

R: Oi!

A2: Bom dia, Priya!

P: Vocês sabem que só faltam 5 dias para o baile, né?

  Nós três abrimos a boca.

E: O-o quê? Eu não percebi que faltava tão pouco tempo assim...

R: Puxa vida! Sorte que já compramos os trajes...

A2: Falta tão pouco para acabar o ano... Só de pensar em não ver mais vocês todos os dias, me dá um aperto aqui!

P: Descobri várias informações sobre o baile através da Peggy! Vai ter um palco super lindo, para apresentações. Já está sendo montado.

A2: A banda do Lysandre já está ensaiando faz um tempinho...

E: Mesmo?

A2: É. Se apresente também! Você tem uma voz linda!

E: T-tenho vergonha... Mas, bom, acho que posso tentar...

A2: Isso! Quem não arisca, não petisca! 

R: Vai ser ótimo! Estão fazendo um comitê de organização, para ajudar nos preparativos da festa! Já me inscrevi.

P: Eu também já participo!

A2: Sério? Oh, eu também vou me inscrever!

E: Eu também... Vou me distrair, assim. 

R: Tem um papel pendurado do lado do grêmio. Basta escrever nossos nomes lá. As inscrições encerram hoje. 

A2: Hoje?

R: É.

A2: Não sei se vai dar tempo, tenho uma reunião no clube de música logo depois da aula...

E: Deixa que eu escrevo seu nome por você, então.

A2: Jura? Ah, obrigada! 

P: Hmm... Vamos? Não quero chegar atrasada...

E: Sim, vamos!

 Entramos na classe. A aula passou rápido. O sinal tocou, nos liberando. Fui até a porta do grêmio e vi o papel pendurado ao lado. Escrevi meu nome e o do Alexy. Nem li os nomes escritos em cima. A primeira reunião para o comitê era hoje de tarde. Depois, avisei o Alexy do horário. O resto da aula passou e fomos para casa.

 

Tarde do mesmo dia, Sweet Amoris.

 

Cheguei até um pouquinho atrasada. Me dirigi até o porão.

E: Oi, gente... Espero não ter me atrasado muito...

A2: Oi, Elisa!

 Olhei para o Nathaniel, Castiel, Priya, Rosalya e Kim.

E: Ué... Somos só nós? Vi tantos nomes na folha de inscrição...

A2: Não... Alguns saíram para buscar um varão para pendurarmos a cortina e algumas caixas de bebidas. 

 O encarei, meio confusa. 

A2: Sem álcool, claro! 

E: Ah, tá! Bom, o que posso fazer?

A2: Não sei... 

I: Deixamos as caixas ali na frente do porão! Você pode nos ajudar a buscar!

A2: EITA MULHER, BROTOU DO ALÉM?

I: Te assustei? Desculpe...

E: Estou indo, Iris! 

 Saí do porão e logo avistei as caixas. Empilhei duas delas e peguei - quase derrubando tudo no chão. Eram muito pesadas e grandes, chegaram a cobrir completamente minha visão! Dei um passo de cada vez, com medo de tropeçar. De repente, uma caixa foi removida. Nathaniel havia pegado para mim!

E: Ah! Nath! Obrigada!

N: Sem problemas!

 Fui carregando minha caixa e ele, a dele. 

E: Então... Como vai aquele negócio... Com seu pai?

N: Na mesma. 

E: Ah... Prenderam ele assim, sem mais nem menos? Sem julgamento?

N: O julgamento seria hoje, na verdade... Com certeza, chamaram sua mãe. 

 Eu gelei na hora. Havia me esquecido de comentar com minha mãe. 

E: A-ah... É... com certeza...

 Ficamos em silêncio. Entramos no porão e largamos as caixas. Não havia ninguém no porão. Certamente, estavam fazendo o outras atividades. Nathaniel sentou na ponta do palco e me sentei ao lado dele, mas com uma certa distância.

N: Sabe... Eu gostaria de falar... Sobre aquele dia no parque.

 Eu corei. 

E: Aaaaaah... B-bom... Eu... Te devo desculpas... Por te deixar lá sozinho. 

N: Eu entendo. Você estava constrangida.

E: E-estava?

 Poxa, Nathaniel! Não precisava ser tão direto assim!

N: Calma, ok? Só quero conversar tranquilamente com você. Eu... Gostava de você.

E: É-é mesmo?

N: Sim, e você percebeu... Mas eu sei que você gosta de outra pessoa.

E: C-como?

N: Descobri sozinho! E, bem... Eu estou superando, está bem? Não se preocupe.

 Eu o abracei. Não sabia que o Nathaniel era assim tão compreensivo! 

L: E-Elisa?

E: Oh, Lys... * ah, ele faz parte do comitê também! *

 Me afastei do Nath. Lysandre parecia um pouco triste.

E: E-eu vou encontrar outra tarefa para fazer...

A2: Elisa, olha isso aqui! 

 Alexy entrou, ele estava segurando uma bola de disco enorme. 

E: Nossa! Precisa de ajuda para pendurá-la?

N: Que massa!

A2: Na verdade, sim... 

 Ele correu para o canto e pegou uma escada que estava encostada na parede.  

A2: Ali tem um arquinho de ferro pequeno, está vendo? Pendure essa cordinha da bola de disco ali. Eu seguro a escada para você.

E: Está bem. 

 Eu subi e pendurei. Depois desci. Eu e Alexy nos afastamos da escada para observar o resultado.

A2: Ótimo! 

E: O que mais temos que fazer?

A2: A Iris está no grêmio... Ela está meio que no comando do comitê. Você pode ver com ela.

E: Ok! 

 Saí tão rápido que esbarrei no Lysandre.

E: D-desculpa... 

 Ficamos com as bochechas rosadas. Tratei de sair correndo dali.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...