História Pluma - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Bts, Yaoi, Yoonmin
Exibições 79
Palavras 1.016
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


crédito a quem fez essa fanart maravilhosa da capa, eu peguei faz uns dias e tava morrendo de vontade de usar <333

Capítulo 1 - Eu vou voltar.


Fanfic / Fanfiction Pluma - Capítulo 1 - Eu vou voltar.

— Você é ruim, hyung. 

O mais novo comentou com lágrimas fazendo uma trilha por todo o seu rosto. Balançava os pés como uma criança, as mãos fixas no banco cinza que estava sentado. O Min mantinha uma postura inadequada e os braços cruzados, do seu lado. 

— Sou? — sua voz saiu tão fria que Jimin jurou ser inverno. 

Mas ele era, não era? Yoongi era frio como o inverno, se possível, mais. E não era algo que ele podia mudar, o mais novo sabia todos os motivos para uma camada de gelo ter se formado ao redor do que restava de um coração. 

Min Yoongi era um completo caos. Seu all star sujo sempre nos pés, camisa de uma banda de rock qualquer e o boné cobrindo quase todos os fios verdes de seu cabelo indicava isso. Ele era problema, mas de algum modo Jimin não ligava para isso. 

Porque sempre que Yoongi o mandava mensagem, ele era o primeiro a responder. O mais velho saia logo em seguida, óbvio, deixando ele falar sozinho como sempre. Mas Jimin não se importava, ter Yoongi com ele já era bom o bastante. Ser próximo dele já era bom o bastante. 

Quando saiam, Yoongi sempre preferia ir para um local lotado de carne, mesmo tendo consciência de que Jimin era vegetariano. E como sempre também, o Park ia com um sorriso no rosto, pois a companhia naquela noite era maior que seu estômago roncando de fome. 

Yoongi sempre escolhia os filmes. De ação, claro, sabendo que Jimin preferia romance. Eram sempre de terror ou luta, fazendo o garoto quase dormir no sofá de tanto tédio. Mas ele não dormia. Uma noite com Yoongi era muito rara de acontecer para desperdiçar aquele tempo dormindo. 

E foi em um desses momentos que Park Jimin finalmente percebeu o quão trouxa ele era. O quão usado ele era, pois bastava uma ligação do tal de Hoseok para Yoongi o largar jogado e ir correndo para os braços daquele mané. 

E quando Hoseok largava Yoongi, o que seu hyung fazia? Isso mesmo, corria de volta para Jimin. 

— Você é uma pessoa ruim comigo, de um jeito que eu nunca fui com você. — a voz do ruivo ainda estava falhando. Usou as pontas do cachecol para tentar enxugar seu rosto, mas não adiantou. 

— Por que você ainda fala comigo, então? 

Jimin sentiu vontade de socá-lo. De derrubar Yoongi daquele banco e encher seu lindo rosto de porrada. De gritar como ele era idiota para todo mundo ouvir. Mas tudo o que fez foi soltar um riso sarcástico. 

— Eu já teria feito isso se pudesse, acredite, eu tentei. Não é tão fácil assim esquecer a pessoa que eu amo. 

— Lá vem você falar de amor — o mais velho revirou os olhos. 

— É a última vez, eu prometo. 

Jimin se levantou, pegando ao seu lado uma caixa grande de papelão. Empurrou na direção do garoto, que segurou com confusão no olhar.

— Aí está tudo o que é seu. Estava na minha casa, achei melhor devolver. 

— Você só pode estar ficando louco, pare de drama. 

— Engula a porra do seu drama. — o menor se exaltou, contorcendo o rosto em uma expressão furiosa — Tudo é drama pra você? Quando vai levar o sentimento das pessoas a sério? É por isso que Hoseok já te deu tanto chute na bunda, porque você é a merda de um insensível egoísta! 

Gritou, chamando a atenção de alguns idosos que passeavam pelo local, e até mesmo surpreendendo o mais velho que estava em sua frente. 

— Você é a pior pessoa que eu conheço, e olha, eu te amo! Eu sou um completo idiota, Yoongi. Você sempre me ignorou, me usou e me jogou fora quando eu mais precisei de você. Minha irmã morreu e você não veio no enterro porque estava com ele! Sua mãe morreu e eu passei uma semana, uma semana cuidando de você, seu merda! 

As lágrimas que já haviam secado, voltaram com mais força ainda. Mas não era apenas soluços de Jimin. Yoongi também estava sendo atingido por aquelas palavras, forte como uma pedra. 

— Eu nunca esperei muita coisa de você, Yoongi. Eu só queria que você me amasse como eu te amo, e você veria a merda que isso é. Ser seu enquanto você é de outra. Eu sempre fui a porra da sua segunda opção. E eu não vou mais aguentar isso. Foda-se você, foda-se todo o amor que eu ainda sinto por você! 

Yoongi segurava a caixa com força, seus dedos apertando o papelão fortemente. As lágrimas caiam silenciosamente agora, e em grande quantidade. 

— Aí está a droga do casaco que você me emprestou quando estava chovendo. Seus CDs de bandas de rock que eu sempre ouvia pra te agradar, seus dois tênis que ainda estavam lá em casa. Está aí também aquela carta de uma página inteira que você escreveu falando sobre o Hoseok. Seu caderno de músicas e o boné laranja. Queime tudo se quiser. 

O Min abaixou o olhar para focar nos objetos da caixa, mas logo voltou a encarar Jimin, que enxugava o rosto brutalmente. 

— Eu espero que você seja feliz, e que ele te ame muito. Porque cara, essa dor eu não desejo nem pra você. — soltou uma risada irônica. — Eu ainda vou achar alguém que me ame como você nunca amou, Yoongi. Que não seja um cuzão idiota que nem você, que saiba cuidar de mim como eu mereço. Que responda minhas mensagens e não fique comigo apenas na noite de um amanhã, e sim na noite de todos os amanhãs possíveis nessa vida. E quando eu achar, eu vou voltar. 

O ruivo deu passos lentos para trás, logo seguindo em frente. Enfiou as mãos no bolso do casaco e sorriu em meio as lágrimas que estava expulsando de seu corpo mais uma vez. Ele se sentia livre, leve como uma pluma. 

Não olhou para trás para ver um garoto triste, ajoelhado e conferindo todas as coisas que estavam dentro da caixa, ainda soluçando alto. 

Yoongi chamou mais por Jimin todas as noites. 

Jimin esqueceu mais de Yoongi todos os dias. 


Notas Finais


yoonmin sempre combina com essas histórias né
aiai


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...