História Pode me chamar de monstro - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Visualizações 360
Palavras 449
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Hentai, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Isso é somente o prólogo por isso ficou curto. Espero que gostem da história ❤

Capítulo 1 - Prólogo


Acordei em meio a um caos, cacos de vidro se espalhavam pelo carpete marrom escuro posicionado no meio da sala de estar, as paredes exageradamente brancas daquele quarto de hotel agora estavam tingidas de um vermelho vivo, lágrimas ardiam no fundo de meus olhos enquanto aproximava-me cautelosamente daquele corpo inerte caído do outro lado do cômodo. Um grito rasgou minha garganta ao fitar a expressão que aquele rosto possuía, os olhos permaneciam abertos e sua boca estava cortada dos dois lados até metade das bochechas. Arrastei meus pés até o banheiro afastando-me daquele cenário mórbido, um banho limparia minha mente por pelo menos alguns minutos, o suficiente para pensar com mais clareza e decidir o que fazer daqui para frente. Deixei que a água quente daquele chuveiro levasse consigo todo o sangue alheio impregnado em meu corpo, infelizmente a água não levaria as más lembranças da noite anterior, o sabonete aromático cor-de-rosa substituia o odor de suor que cobria-me por um cheiro doce e suave de morango, meus cabelos dançavam no ritmo da água que caia sobre eles fazendo-os ficar por cima de meus olhos.

Após terminar o banho enrolei-me numa toalha de banho juntando todas as peças de roupa que estavam no chão e as vesti colocando um sobretudo limpo por cima, desta maneira ninguém notaria os respingos de sangue nas mesmas. Acendi o esqueiro que se encontrava no bolso traseiro de minha calça jeans azul escuro e o atirei numa das cortinas da pequena sala de estar, logo o fogo iria tomar conta do local então retirei-me à passos largos de lá. O ar matutino daquela manhã de inverno beijou-me o rosto fazendo todos os meus membros vibrarem por conta do frio, o sobretudo era de um tecido fino e não fornecia o calor que tanto precisava, porém a estação de trem mais próxima ficava a uns dois quilômetros de distância e com certeza a caminhada que teria de fazer aqueceria todo meu corpo, coloquei as mãos nos bolsos e abaixei meu rosto o afundado na gola do sobretudo enquanto prestava atenção no barulho de meus sapatos chocando-se contra o chão daquela rua asfaltada, assim que saísse da cidade mudaria de nome se fosse preciso para esquecer de tudo que havia feito no passado e principalmente das pessoas que tinha assassinado sem ao menos ter um motivo concreto, um sorriso brotou em meus lábios só de pensar na possibilidade de ter um emprego e amigos como qualquer outra pessoa normal, e enquanto o clima daquela pequena cidade fazia-se cada vez mais frio o meu interior aquecia-se pela esperança de um futuro melhor, do qual duvidara ter desde que descobrira o prazer de ter sangue em minhas mãos.


Notas Finais


Obrigado por ler até aqui


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...