História Podemos mudar o destino? - Capítulo 43


Escrita por: ~

Postado
Categorias Diabolik Lovers
Personagens Personagens Originais
Exibições 64
Palavras 1.259
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Fantasia, Harem, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Terror e Horror, Violência
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oi oi oi oi oi

Capítulo 43 - Aproximação final


Fanfic / Fanfiction Podemos mudar o destino? - Capítulo 43 - Aproximação final

Pov kaede

Estava com ayato e mikasa ainda na enfermaria,o ayato estava observando cada movimento que eu fazia 

kaede-mikasa pode me dizer o que eram aquelas coisas(ví ela respira fundo antes de falar)

Mikasa-são uns tipos de demónios bastante perigosos,eles são muito fortes

Kaede-fortes ? Mikasa eu acabei com eles num instante,e como você sabe dessas coisas? 

Miksa-se acalme eu vou explicar tudo antes que mais tragédias aconteça,mas primeiro precisámos encrontar todos e falar com eles,eu vou sair para eencontrá-los

Ela se levantou da cadeira que estava sentada e saiu

Kaede-ayato o que você achar que são essas coissas ? E por quê fomos atacados ?

Ayato-eu não sei kaede,e nós fomos atacados provavelmente por quê eles estavam com fome,queriam comer a gente

Kaede-certo,então 

Estava um silêncio desconfortável entre nós,eu acho que vou mandar ele cair fora quero dormir

Kaede-ayato 

Ayato-kaede

Nós falámos juntos e agora percebendo ele me chamou de kaede duas vezes

Kaede-milagre tú não me chamar de desrespeitada kkk,mas então o que é ?

Ayato-porquê você salvou a yui. ?pensei que não gostasse dela

Kaede-não é como se eu a odiasse,nós apenas não somos amigas,e além disso faria isso por qualquer pessoa

Ayato-certo,então deveria lhe agradecer por isso,afinal seria ruim eu fica sem o sangue dela

Kaede-pelo que parece você gostar dela

Ayato-não diga besteiras eu sou um vampiro  não tenho sentimentos,e além do mais séria ruim se eu ficasse sem o sangue dela e o seu

Kaede-eu também sou uma vampira e tenho sentimentos(falei me aproximando dele,ainda na cama)

Ayato- você é você,eu sou eu

Kaede-claro kkkk,mas então por quê veio ficar aqui comigo(percebi ele cora um pouquinho de nada)

Ayato-para...te fazer aquela pergunta

Kaede-então pronto,já fez sair daqui,ainda tó cansada

Ayato-não me mande ir embora você não mandar em mim(falou ele com raiva)

Kaede-SAÍ(falei me levantando da cama)

Ayato-você quer morre

 numa velocidade incrivel ele me empurrou  me fazendo bater na parede,veio até mim e me mordeu.Depois de um tempo ele parou,e olhou pra mim com um sorriso no rosto e me jogou na cama 

Ayato-nós ainda não terminamos o que começamos antes

Eu não podia fazer nada estava ainda fraca,e não queria lhe dar um chute novamente ele ia me matar 

Ayato-não se preocupe,não irá doer(falou ele com um sorriso diabólico)

Kaede-me deixe ir(falei ainda tentando me soltar)

Ayato-parecer que terei que te calar 

Então...ele me beijou,um beijo selvagem e doce...mas sem amor ou carinho,um beijo de um adolescente que só quer curtir a vida.Foi quando ouvi a porta sendo aberta ela a mikasa,o meu anjo da guarda 

Mikasa-AYATO,SAÍ DE CIMA DELA,SEU CAPIROTO(quando ela disse isso ele parou de beija)

Ayato-nós ainda não acabamos desrespeitada 

Ele saiu de cima de mim com um sorriso no rosto,e foi embora

Mikasa-foi seu primeiro beijo ? (Falou ela preocupada)

Kaede-sim,mas eu não ligo tanto pra isso,como a alicy(eu soube o que aconteceu com ela,afinal ela contou para todas nós)

Mikasa-eu vím aqui lhe informa que todos estão te esperando lá fora

Kaede-ok

Pov karuta

Eu estou tão ruim,minha cabeça está doendo,monstros pessoas mortas a kaede está na enfermaria,tanta coisa.Depois de ficar andando pra lá e pra cá encrontei kanato ele...estava chorando ?

Karuta-kanato o que ouve

Kanato-o teddy sumiu,e eu não sei onde está

Karuta-esse urso pelo visto é importante,qual foi o ultimo lugar que você ficou com ele ?

Kanato-na floresta,quando aqueles monstros nós atacaram

Karuta-então vamos pra lá ele deve estar lá ainda

Nós saímos da casa e fomos pra floresta,acho que não deve ter mais nenhum monstro.Começamos a procura e vimos o teddy 

Kanato-obrigado karuta por me ajudar a procurá-lo

Quando ele disse isso um daqueles bichos apareceu bem atrás dele

Karuta-CUIDADO (imediatamente ele se desviou e me pegou em estilo noiva,me dando o teddy para segurá-lo)

Ele se teletransportou para cima de uma árvore,e o monstro não nós viu por ela ser alta demais,então foi embora

Karuta-Kanato já pode me soltar(após falar isso nós fomos pro chão e ele me soltou)-nós precisámos falar isso pro pessoal,pra não viemos mas na floresta

Kanato-a floresta é um lugar perigoso,mas eles podem muito bem destruí a casa e matar todos

Karuta-tem razão,vamos logo

Kanato-eí karuta obrigado por me avisar,se não agora estaria na barriga do monstro(falou ele com um sorriso fofo)

Karuta-não precisar agradecer,há sim aqui está o teddy

Kanato-que bom que você é diferente,até que eu gosto de você 

Pov kin

Estava eu de boa caminhando,então resolvi e na biblioteca ler aquele livro.Mas quando cheguei lá eu não encrontei tinha desaparecido,resolvi deixar pra lá certamente alguém pegou

Hum,por quê eu não vou aten,digo fazer companhia para o reiji ?  Soube que tinha um laboratório aqui,certamente ele deve estar lá

Entrei no laboratorio,e acertei na mosca,ele estava sentado numa poltrona 

Reiji-o que faz aqui ? 

Kin-vím lhe fazer companhia não tem nada pra fazer(falei me jogango numa poltrona)

Reiji-e quando não se tem nada pra fazer,vêm procura a mim ?

Kin-bem eu não te conheço direito,séria uma boa oportunidade para te conhecer melhor,apesar do jeito que tú é(falei com uma gota na cabeça)

Reiji-bem você é diferente das outras noivas devo admitir,é a primeira que quer saber mais sobre mim

Kin-isso é uma coisa boa,não é ?

Reiji-sim,certamente sinta-se grata por isso

Kin-eba,vai me dizer algo ao seu respeito ou não(falei sem ânimo nenhum)

Reiji-e o que gostaria de saber(após falar isso,ele se levantou da poltrona e veio até mim,e colocou sua mão em cada braço da poltrona)

Kin-tudo(falei com um sorriso no rosto)

Reiji-já ouviu que a curiosidade matou o gato(falou ele se sentando de voltar na poltrona)

Kin-certo,e eu sou gato,thau(falei me levantando da poltrona e indo até a porta,mas senti uma mão segura a minha)

O reiji,me abraçou e sem nenhum aviso me mordeu,não estava doendo tanto era bem diferente das outras vezes que ele me mordia,então ele parou de chupar meu sangue

Reiji-já que não tem nada pra fazer,dance comigo

Kin-certo então

Nós ficamos dançando,alí por um tempo,e estava tão bom,até que a minha alegria acabar quando a mikasa chega

Ela tinha dito para nós ficamos do lado de fora da casa,e então saiu

Kin-bem então vamos(falei com certa raiva na voz

Reiji-sim,não se preocupe nós ainda teremos muito tempo depois para dançar(falou ele com um sorriso no rosto)

Kin-certo então

Pov Mikasa 

Eu e a kaede saímos da enfermaria e fomos para fora,estavam todos lá presentes

Mikasa-então estou aqui para falar dos monstros ou demónios tanto faz,esses monstros aparecem a cada mil anos mas eles não são qualquer monstros eles são fortes e alguns conseguem se múltiplaca,mas todos têm o seu lado fraco 

Akemi-Mikasa como você sabe disso tudo ?

Mikasa-eu já vivi mais de mil anos,sei das coisas,continuando,esses monstros não são os únicos problemas,algo maior está por vím

Kin-espera eu lí sobre isso em um livro que tinha na biblioteca,esse "ser" tremido deveria estar morto,afinal alguém o derrotou 

Mikasa-exatamente o derrotou,mas não o matou,ele ainda estar vivo

Ayato-espera e esse "ser" o que ele quer ?

Mikasa-destruir...é a unica coisa qu ele quer,quer matar e devorar todos deste mundo,e é ele que contolar os outros monstros,nós estamos em perigo

Reiji-o certo então séria falar com todossos vampiros e outras raças sobre isso

Mikasa-não iria funcionar,eles iriam achar que somos apenas um bando de jovens falando asneiras 

Kaede-MIKASA,POR FAVOR ME DIZ QUE ISSO NÃO É VERDADE,MEU PAI FOI MORTO POR ESSAS COISAS? 

Mikasa-certamente,ele te botou naquele laboratorio por pensar que os monstros não iriam te procurar lá

Pude ver os olhos dela ficar vermelhos,e seu colar se transforma numa espada

Kaede-onde está esse desgraçado que matou meu pai ?(falou ela segurando fortemente meu braço)

Mikasa-eu não sei,se acalme kaede

Kaede-ME ACALMAR

pude ver várias espadas atrás dela.Pelo que parecer o selo está bastante fraco,afinal ele morreu

Akemi-PARE KAEDE,VOCÊ QUER NÓS MATAR

kaede-não...me desculpem(então as espadas desapareceram e seus olhos voltou ao normal e sua espada voltou a ser um colar)

Mikasa-ei vai ficar tudo bem,nós estamos aqui

Reiji-bem tivemos muita aventuras por hoje,vamos entrar e ir dormir

Todos nós entramos e fomos pro quarto...desculpe pessoal mas têm mais coisa envolvida e vocês já se envolveram demais...principalmente você...kaede













Notas Finais


Oi,minna eu quero avisar que talvez eu bote alguns easter egg
de animes,que nem aquele no zero no tsukaima,mas só será às vezes,beijos no kokoro


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...