História Poderes Da Juventude - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Explosões, Guerra, Magia, Monstros, Super Poderes
Visualizações 11
Palavras 930
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Drama (Tragédia), Festa, Ficção, Ficção Científica, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Sci-Fi, Super Power, Suspense, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Suicídio, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Mesma coisa nas notas do autor do capítulo anterior.

Capítulo 4 - Velocidade e Tempo


Fanfic / Fanfiction Poderes Da Juventude - Capítulo 4 - Velocidade e Tempo

08/08/2017 às 05:40

A festa continuava lindamente, nada tinha acontecido depois da guerra entre Felipe e Erick, mas Nicole não conseguio o que queria... Que era falar com Erick.

Mas ela estava perto dele e estava com a chance, só que ela não conseguia, alguma coisa estava impedindo ela de fazer isso.

No outro lado, Isabela chorava ao perceber que a realidade era que seu crush era gay e estava de amizade com um amigo gay dele, que ainda é um idiota, Isabela odeia o Leonardo.

Guilherme sentia coisas estranhas quando estava na piscina, ele sentia dor no corpo inteiro ao tocar na água, uma vez que ele tentou nadar, tinha saído areia do cabelo dele.

Lucas que estava tendo uma amizade boa com Leonardo até então, Lucas percebeu que sentia algo a mais por Leonardo é que ele sentia outra coisa também... Ele sentia o ferro, ele ficava com uma vontade de tocar em tudo que era metal, Lucas não conseguia explicar o que estava acontecendo com ele, Lucas apenas queria tocar no metal, mexer no metal, fazer tudo com o metal... Isso é estranho, Lucas em sua cabeça acha que está se sentindo um imã já que um colher saiu voando na direção dele donada, todos acharam isso estranho.

Isabela estava com as pernas na piscina sozinha e estava ventando bastante lá fora e ela pareceu gostar do vento, ela colocou a mão sobre a água e um redemoinho pequeno se formou ali na água, logo algumas folhas voaram em direção ao redemoinho, como se tivesse algum mini tornado ali, mas Isabela ignorou isso.

Erick tinha o poder de controlar o fogo, calor e lava... Mas ele sempre deixou isso escondido de todos para não se sentir anormal.

O filho da professora de história, Tony, ele é bastante solitário e não tem muitos amigos e sempre fala que quer morrer... Fala que queria controlar as trevas e a escuridão.

Já Leonardo, estava se divertindo com Lucas no quarto, claro que eles estavam conversando sobre coisas aleatórias né.

-Terceira vez que o metal é atraído em minha direção! Eu disse que sou um imã. - Disse Lucas surpreendido ao ver o celular de Leonardo ser puxado em direção a ele.

-Ele caiu na sua barriga. - Disse Leonardo olhando para Lucas.

-Eu sei, esta dentro da minha blusa. - Disse Lucas levantando a camisa deixando Leonardo ver seu abdômen.

-Nossa... - Disse Leonardo tentando desviar o olhar.

-Que foi? - Disse Lucas pegando o celular de Leonardo e dando para ele, logo depois deixando sua blusa normal e se levantando da cama.

-Nada não... - Disse Leonardo dando uma risada falsa.

-Ata... - Disse Lucas.

-Imagina se eu sou o novo magneto? Séria incrível né. - Disse Lucas rindo.

-Tenta ue. - Disse Leonardo olhando para Lucas.

-Ta... - Disse Lucas apontando a mão para a janela.

-Ta sentindo alguma coisa? - Perguntou Leonardo não esperando nada tão surpreso.

-E-eu... - Disse Lucas gaguejando e logo pedaços da janela se quebraram e foram na direção de Lucas logo Lucas fez eles voltarem ao normal.

-QUE! - Gritou Leonardo se levantando da cama.

-CARALHO EU CONTROLO O METAL! COMO? - Gritou Lucas animado.

-TOME CUIDADO COM ISSO! - Gritou Leonardo segurando a mão de Lucas logo tendo sua pele pálida.

-Leo? MEU DEUS SEU SANGUE TA VOANDO! - Gritou Lucas vendo Leonardo morrendo sem sangue.

-L-luc... - Disse Leonardo caindo no chão.

-SEU SANGUE! - Gritou Lucas retornando todo o sangue para dentro de Leonardo.

-Esse poder é incrível! - Disse Lucas se deitando ao lado de Leonardo que agora estava desmaiado.

-Ele vai acordar... Né? - Disse Lucas preocupado.

Tony estava na festa sozinho em um canto quando Guilherme apareceu perguntando se ele queria alguma coisa.

-Eai, quer alguma coisa depressão em pessoa? - Perguntou o Guilherme rindo.

-Sim... A sua alma pode ser? - Perguntou Tony fazendo Guilherme parando de rir.

-Minha alma? Hahaha vai tirar ela de mim como? - Perguntou Guilherme rindo.

-Assim. - Disse Tony dando um sorriso e empurrando Guilherme até o corredor escuro, e logo tudo ficou escuro e Guilherme não sabia o que fazer.

Uma luz se acendeu atrás de Guilherme e ele percebeu que estava em um porão muito sujo e cheio de poeira.

-Parece que alguém brincou com o cara errado... - Disse o Tony apareceu na frente de Guilherme empurrando ele é fazendo ele se sentar em uma cadeira e logo Guilherme percebeu que estava preso ali e não conseguia sair.

-ME TIRA DAQUI! - Gritou Guilherme.

-Vou te dar um gostinho de como é a morte... É fácil, apenas roubar a sua alma... Mas se uma pessoa for forte... Pode ser difícil. - Disse Tony chegando mais perto de Guilherme e uma fita preta apareceu sobre a boca de Guilherme impedindo que ele falasse.

-Sinta a morte. - Disse Tony dando um sorriso e um machado saiu voando na direção de Guilherme.

Na festa, tudo estava ótimo, mas apenas Isabela estava solitária na piscina enquanto ventava tanto que a água da piscina começou a voar é uma árvore caiu.

-Oi Isabela... - Disse um garoto chegando perto de Isabela.

-Quem é você? - Perguntou Isabela olhando para o garoto que se sentou solado dela colocando os pés na água gelada da piscina.

-Matheus... - Disse Matheus olhando para Isabela.

-Ta... Uma pergunta nada haver com esse momento, é estranho um ser humano como nós ter poderes? - Perguntou Isabela.

-Eu não sei... Mas a gente iria ser tipo excluído da sociedade. - Disse Matheus e logo depois começou a cair pingos de água neles.

Isabela olhou para Matheus e Matheus olhou para Isabela, e no lado de Isabela estava ventando muito e no lado de Matheus começou a chover bastante e trovões e relâmpagos apareceram apenas no lado dele...

Cada um está descobrindo a realidade








Notas Finais


Desculpa qualquer erro ortográfico


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...