História Poderoso Amor - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Júlio Cocielo
Tags Coci, Cocielo, Julio, Julio Cocielo, Luna, Poderes, Super Poderes
Exibições 87
Palavras 954
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Colegial, Festa, Ficção, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural
Avisos: Adultério, Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - One


Fanfic / Fanfiction Poderoso Amor - Capítulo 1 - One

Olá, eu me chamo Luna, tenho 16 anos, moro com meus pais em Ribeirão Preto, os mesmos me criaram em um laboratório e falam que eu sou especial, mas nunca vi nada de diferente entre mim e minhas amigas, mas para não contraria-los, eu apenas agradeço, eles nunca me falaram o motivo, meus pais? Cientistas, se conheceram na faculdade, namoraram, casaram, e tiveram uma filha... eu, mais conhecida como Luna, a desconhecida da escola, sou apenas uma ilusão para algumas pessoas. Não entendeu oque eu quis dizer? Estou apenas falando que para as meninas e meninos famosinhos da escola, eu nem existo, sou um fantasma na vida de ambos. Sou a melhor aluna de redação e química, amo escrever e tenho pais cientistas, então não tem como não gostar de ciências, tem vários textos meus de dias felizes e ruins que quando eu acabo de escrever, coloco dentro de uma moldura em um quarto de hospedes daqui de casa, meus pais me incentivaram quando eu comecei, quantos eu tenho agora? Perdi a conta nos 50, e olha que já faz tempo, quando eu entro naquele quarto, eu me lembro de tudo, bate uma nostalgia da infância, sabe? Mas que pena que daqui a alguns dias eu tenho que me desfazer de alguns textos, o motivo? Vou me mudar para São Paulo, mas especificamente, Osasco, a terra dos youtubers, vou me desfazer de amigos, mas ao mesmo tempo, fazer mais amizades, bem... tomara né. Amanha vai acontecer a mudança, estou com medo e ao mesmo tempo ansiosa com tudo, como vai ser a casa, como vai ser o meu quarto, como vai ser a minha vida lá, será que eu vou mudar de atitudes para começar uma vida diferente agora, será que mesmo me mudando de cidade, continuarei sendo Luna, a desconhecida da escola? Me perco nos pensamentos e percebo meu pai escorado na porta me olhando.

 

-Oi pai. – Digo meio para baixo, nem eu mesma sabendo o motivo.

 

-Que foi filha, não esta ansiosa para a mudança? – ele diz chegando perto da cama e senta na cadeira ao lado da mesma.

 

-Estou sim, mas ao mesmo tempo, com medo.

 

-De que Luna?

 

-De não me aceitarem como eu sou, tenho medo de voltar a ser a Luna, esquisit...

 

-Você não vai filha, como eu e sua mãe sempre dizemos você é especial, e nos te amamos muito, se isso é uma preocupação para você, tente mudar o necessário, se você normalmente age de uma forma, tente agir de outra bem diferente. Agora, beijos que ta tarde e amanha temos que acordar cedo. – disse me dando um beijo na testa.

 

-Obrigada pai, boa noite, manda um beijo pra mãe. – ele sai do quarto e eu durmo. No outro dia...

 

-Bom dia filha. – ela diz me vendo descer as escadas. – bom como você acordou agora, vou deixar você sentar no sofá assistir TV ate arrumarmos as coisas. – Mãe boa? Mãe MARAVILHOSA LINDAMENTE GOSTOSA DO CARALHO QUE ME AMA MUITO E EU TAMBEM AMO ELA. Exagerada eu? Voces não viram nada meu amor.

 

-Bom dia pai. – falo vendo o mesmo descer as escadas arrumando as abotoaduras de seu terno preto. – você esta todo arrumado assim so para nos mudarmos?

 

-Desculpa, eu vou ter que dar uma palestra na faculdade de química, não vou poder ir com vocês.

 

-Sem problemas. – falo meio triste. – se precisarem de alguma coisa estou no meu antigo quarto. – subo as escadas, entro no cômodo que algum dia eu pude chamar de quarto, deitei na cama e refleti.

 

Porque que sempre quando eu preciso do meu pai ele nunca esta la? Nos meus momentos felizes, tristes, ele nunca vai a nada. Eu fazia teatro quando criança e ele nunca pode ir em NENHUMA apresentação minha, ele pode muito bem se auto-chamar de pai ausente, ele sempre vai em palestras de faculdades, a minha mae sabe que eu fico triste, então ela nem aparece na mídia, apenas ajuda meu pai, por isso que ela sempre fica comigo em casa, mas os dois disseram que agora vai ser diferente, eles vao continuar com o laboratório, so que no porão da casa... e novamente eu fui retirada de meus pensamentos pelo meu pai.

 

-Desculpa meu amor, mas é que eu não posso faltar mesmo, imagina o tanto de gente na faculdade que gosta de mim, do meu trabalho, e agora imagina, se eu não aparecesse la, o tanto de gente que iria se decepcionar comigo, é como se você fosse em um evento ver esse tal de Júlio que você tanto ama, e na hora ele não aparecer, aposto que você iria ficar triste...

 

-Não pai, eu não iria ficar triste, eu iria ficar curiosa para saber o porque dele ter faltado o evento, e se ele contar eu o perdoo, porque eu gosto do trabalho dele, eu respeito seu espaço e tempo, se ele não pode ir, que fique para a próxima...

 

-E se não tivesse mais a próxima?

 

-Levantaria a cabeça, e seguiria em frente, pois a vida não pode parar por causa de um pequeno erro dos outros, pai eu amo o Júlio pelo seu trabalho, por quantos sorrisos ele tira de tanta gente por dia, e não por ele ser perfeito e não errar, todos nos erramos, e você está errando por dar preferencia mais ao seu trabalho do que a sua própria famíl...

 

-ME DESCULPA TA, DESCULPA POR NÃO SER O PAI QUE VOCE SEMPRE QUIS, DESCULPA POR NÃO TE CRIAR COMO UMA MENINA NORMAL, ME DESCULPA POR ERRAR NO ELEMENTO E TE DAR SUPER PODERES... – nesse mesmo momento eu olho para o meu pai e ele coloca a mão na boca, percebendo oque ele acabou de falar.

 

-Eu tenho oque?

 

Continua...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...