História Poemas de um louco - Capítulo 31


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Exibições 21
Palavras 65
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Poesias

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 31 - Caixa de vidro


É transparente
Não há vento
É tudo tão reluzente
Não tenho noção alguma do tempo
Me sinto preso,como um criminoso
Uma aberração...
Que se mostra tão medroso
Culpa de seu coração
Com medo de amar
Incapaz de correr
Alguêm que vive para chorar
Sem saber como é viver
Preso numa caixa de vidro
Transparente e singela
Um poeta esquecido
Quebrando um vidro que não quebra.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...