História Poesias ❤ - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Automutilação, Bullying, Gravidez, Incesto, Poesias, Suícidio
Exibições 30
Palavras 259
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Opa, outra 😂❤

Essa eu fiz inspirada no meu curta metragem favorito.
É uma história de amor, no qual o moço apaixonado volta ao lugar onde morou e viveu os melhores momentos com o amor da sua vida, antes dela morrer. E escreve uma carta para ela.

Capítulo 8 - Uma carta para você lembrar.


Hoje eu voltei aqui, por que me lembra você.

Voltei na cidade onde moramos por um longo período de tempo.

Eu fui até o restaurante italiano que eu sempre te levava,

Até você confessar que não gostava muito de massas,

O tempo estava o ideal para mim,

Aquele frio e nublado que você odiava.

Estamos na estação que você mais temia 

E que eu adorava.

Passando pela cidade novamente

Eu visitei a lugares que costumávamos frequentar,

Lembro-me que achei que jamais te convenceria a ficar.

A sua mãe mandou uma carta, que foi aos meus dedos como vento.

Dizia: "faça o que quiser ela não é nossa filha a muito tempo".

Eu lembro que você acordou mais cedo, e fez o café.

E você me olhou, e eu perguntei "o que foi?"

E você disse que só estava me olhando, e pensando na maré.

A praia era seu lugar preferido, por isso você gostava tanto do calor.

Nós estávamos tão apaixonados, 

Só pensávamos em amor.

Você disse: "vamos nos aventurar",

E então fomos a vários lugares passear.

Voltando, você parecia estar tão bem,

Enquanto eu tomava banho você fazia o jantar,

Eu saí do banho 

E naquele momento eu senti o cheiro de queimado da comida, 

E vi você no chão adormecida.

Talvez para sempre.

E então você partiu, assim é a vida.

E então eu assinei os papéis e foi assim,

Eles disseram "família?" Eu disse "nenhum.",

E então eles disseram "cinzas?" E eu disse "sim".

E agora aqui estou eu com você dentro de uma lata, no seu lugar preferido, a praia.

Enquanto carrego suas cinzas me vejo carregando você, 

E te arrastando por toda a areia.

É como se você estivesse aqui, voltando a viver.



Notas Finais


Favoritem e comentem o que acharam e temas se tiver 💟


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...