História Poison - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Alice: Madness Returns, American Horror Story, As Vantagens de Ser Invisível, Coraline, Fallen, Lendas Urbanas, Navio Fantasma (Ghost Ship), Sombras da Noite
Personagens Ariane Alter, Patrick, Roland Sparks, Sam, Sophia Bliss
Visualizações 42
Palavras 540
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Fantasia, Ficção, Hentai, Magia, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Steampunk, Terror e Horror, Violência
Avisos: Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Suicídio, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Kaya Scodelario na foto mas aqui ela é Carolyn hehe

Capítulo 1 - New Life


Fanfic / Fanfiction Poison - Capítulo 1 - New Life

*1998

POV Narrador

Numa estrada deserta e longa Alice Carolyn viaja com seus pais encostada na porta do carro vendo as gotas de chuva escorrerem pelo vidro com um olhar triste.
Ela não é como as outras garotas que preferem uma barbie de presente, ela sempre foi ligada a coisas sobrenaturais desde que tinha uma amiga imaginária, para ela é super normal, mas foi piorando com o passar dos anos e seus pais viram isso como algo ameaçador.
Ela vestia um jeans desbotado e um sueter preto grande de seu pai, cabelos negros e lábios vermelhos, mas sempre evitava espelhos...

POV Alice Carolyn

Meu primeiro dia na nova escola Shoreline,um lugar que na verdade é um hospital psiquiátrico para adolescentes que ainda tem chances de ser normal,um tipo de Sanatório. Meus pais falam que é uma escola como qualquer outra e que lá é melhor para pessoas "como eu". Acham que eu não sei que tipo de lugar eles vão me largar '-' 

Mas afinal por que tão longe de casa?
Meu pai dirigia e minha mãe contava nossas lembranças engraçadas ao seu lado escondendo o medo que estava sentindo, talvez ela quisesse que eu me lembrasse dos tempos que eramos uma família aparentemente normal que se reúne aos domingos com os amigos pra comer macarronada,  como se isso fosse me fazer sentir melhor...

*Está amanhecendo lá fora, acordo assustada com uns homens falando uma língua diferente da minha,pareciam estar brigando,mas percebi que estavam trabalhando juntos para fazer a balsa sobre o imenso lago que estávamos em cima Navegar.
Pouco depois eu vejo uma construção enorme conforme iamos nos aproximando, lá estava ela. Desci do carro e encarei o castelo antigo, era escuro com as janelas de madeira enormes, uma placa me chamou atenção, "Bem vindos a Shoreline Bathory", e algumas palavras noutro idioma escrito logo a baixo.
Desviei o olhar quando ouvi minha mãe
-Anw querida -Ela me dava um abraço -Aqui vai ser um lugar melhor para você eu prometo, Daqui umas semanas voltamos para te visitar.
Ela parecia cansada mas mesmo assim sorria. Seus cabelos Chanel repicado estavam um pouco bagunçado e sua pele parecia mais palida que o normal com aquele cachecol de lã verde escuro que usava.
Um casal vinha em nossa direção
-Bom dia senhor e senhora Gierszal? Estávamos a sua espera- Uma senhorita com uma postura de mandona disse ao estender a mão cumprimentando-os. Ela tinha o cabelo curto Joãozinho ruivo laranja,levemente ondulado que quase pareciam ter vida ao se mexerem conforme o vento soprava -Sou a vice diretora Srt.Dê, e este é o diretor Sr.Pigle.
O velho tinha uma pança de choop escondida no palitó azul escuro que usava e tinha o bigode engraçado.
-Esta deve ser Carolyn? Bem vinda - Continuou- O sr. Pigle vai leva-los até a sala dele para conversarem e eu levo Carolyn até os dormitórios. 

Peguei minha mochila e dei um abraço nos meus pais que disseram "Eu te amo" juntos.
Segui a Senhorita ruiva pelos degraus -Por aqui querida.
Antes de entrar encarei a porta da frente de madeira e eu sabia que se eu entrasse ali, eu não podia sair por um bom tempo, e aquela seria minha nova casa, eu apenas tinha que aceitar.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...