História Poison Ivy - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Malhação
Exibições 147
Palavras 2.190
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Crossover, Romance e Novela, Universo Alternativo

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


RELÓU!!! Demorei,né? Desculpa,não era minha intenção. Não consegui postar esse fim de semana :(

Espero que gostem! Boa leitura xx

Capítulo 7 - Sete


Mal coloquei os pés pra dentro da lanchonete e senti ‘’realmente’’ que o dever me chamava.

- Isso são horas de chegar,dona Letícia? – Cadu fingiu tom autoritário,mas eu sabia que estava bem ferrada. Se ele não havia se importado,com Lincoln seria bem diferente.

- Me desculpa,Caduzinho! – Me aproximei dele e o abracei,como sempre fazia. – Eu não queria ter demorado tanto,mas é que depois do curativo o Léo me levou pra....

- Peraí,então teve mais do que o hospital? – Ele se afastou para me encarar – Me conta isso direito,agora deixa eu ver sua mão

Eu mostrei minha mão enfaixada pra ele,que torceu o nariz.

- Parece que foi feio mesmo. – Cadu odiava ver sangue,era daqueles que até caía duro no chão.

- Como foi que cê não desmaiou na hora? Ainda quero saber – Eu ri,imaginando a situação. – Já sei,ficou impactado com a presença do Léo,né? Sabia!

- Ahh,claro menina! Imagina se eu ia perder a oportunidade de ver um homem daqueles na minha frente? – Afinou a voz pra fazer graça e eu gargalhei em resposta. – Fala sério,né Leti? Quando eu fui te chamar de desastrada o cara quase me deu um tiro só com aquela encarada,porra. Nem deu tempo.

- Olha,valeu mesmo por ter me acobertado,viu? – Ele assentiu,como se não fosse nada demais. – E o Lincoln,o que disse?

- Nada,ele não sabia que quem tava com você era o Léo,então provavelmente achou que você tava num pronto socorro lotado.

- Faz o seguinte,o nosso expediente termina as 13,então pode ir que eu fico aqui até fechar. Topa?

- E você ainda pergunta? – Ele tirou o avental,na hora. – Mas peraí,e sua mão? Cê dá conta?

- Claro,qualquer coisa o Lincoln me ajuda. Eu sei lidar com ele. Pode ir,antes que eu mude de ideia!

- Você é demais,Leti! – Beijou minha bochecha e saiu porta afora.

- xXx –

Léo chegou na galeria onde a irmã estava. Mandou mensagem para saber se ela já havia saído do estúdio.

‘’Ei pirralha,já acabou as fotos? Me avisa que to aqui na porta xx’’

Alguns segundos depois,ela respondeu:

‘’Já acabou sim seu chato,mas sobe que o Marc e o Alejandro querem falar com você xx’’

E meio a contragosto,assim ele fez. Adentrou a recepção e cumprimentou os que estavam lá com um aceno,entrando no elevador. Alguns segundos depois,já se encontrava no andar do estúdio.

- É aqui que me pediram pra buscar uma meio metro metida a modelo? – Ele brincou com uma das assistentes.

- Pode entrar Léo,ela tá ali conversando com a Camila.

E então ele se lembrou que aquele nome não lhe era tão estranho,assim. As palavras de Letícia em seu carro,depois do hospital lhe vieram a mente. Seria muita coincidência se...

- Oi maninho! – Nanda o abraçou. – Camila,esse é o meu irmão chato pra caramba. Léo,essa é a Camila,assistente do Marc e ótima estilista.

- Imagina,Fernanda! Obrigada. – Ela agradeceu e Léo a cumprimentou de acordo.

- Só Nanda,por favor. Fernanda parece a minha mãe brigando comigo. – Riu com a comparação.

- Então você é o famoso Léo Régis? – Camila indagou,meio tímida com toda a situação. Nanda era bem simpática e receptiva,nada metida como um dia pensou.

- Até o momento,sim. – Ele fez piada. – E você deve ser a Camila Bezerra,irmã da Letícia?

- Isso! Acabei de ver seus snaps,vi que tava com ela. – Ao perceber que a coincidência poderia ser até demais,Léo sorriu um tanto desconsertado. – Então,vocês resolveram todo aquele mal entendido?

- Eu diria que bem demais,né Léo? – Ela desferiu um tapa no braço do irmão,o chamando de volta a realidade.

- Erm....ela é bem legal. – Ele apenas disse. – E é minha fã,né?

- Sim,demais! Ela só fala de você,o tempo tod.....Ah,não. Falei demais. – Ela parou a frase no meio,imaginando a reação da irmã se estivesse ali. – Leti vai me matar se ouvir isso!

- Fica tranquila,ela não vai ficar sabendo. – Léo tranquilizou a irmã da garota. – Eu fico muito feliz que ela seja minha fã.

- Léo! – Alejandro o chamou,cumprimentando o rapaz. – Quanto tempo não te vejo! Como vai a vida?

- Ah,vou levando,por enquanto tá tudo ótimo,cara. Nanda disse que queria falar comigo?

- Sim,é sobre uma campanha que eu vou fotografar,o Marc ficou encarregado na escolha dos modelos e eu pensei em....

- Ih,já vi que vai demorar. – Nanda revirou os olhos. – Topa ir ali na lanchonete do lado comer alguma coisa?

- Só se for agora! – Pegaram suas bolsas e logo já estavam fora do estúdio.

- Bom que você me conta mais sobre sua irmã. – Ela piscou em sinal de cumplicidade

- Você acha que eles....

- Eu conheço o irmão que tenho. Acho não,tenho certeza!

- Acho que ela vai gostar de saber disso.... – Riu imaginando a cena.

- Ei,não conta não! Deixa ser surpresa,vai ser ainda melhor

Alguns minutos depois,elas chegaram até o estabelecimento e fizeram seus pedidos. Entre uma conversa e outra sobre moda e estilos – algo que as duas entendiam bem -,Nanda avistou Léo chegar,com uma cara nada boa.

- Ihh,lá vem. – Nanda disse. – Desembucha

- Porra Fernanda,precisava me deixar lá sozinho?

- Olha a boca,hoje temos companhia. – Bebericou seu suco com o canudinho,ele revirou os olhos.

- Cê sabe que eu adoro o Marc,mas esse negócio de ser modelo não é pra mim.

- Camila,ele é todo travado pra fazer pose pra câmera. Cê precisa ver,parece que tá com prisão de ventre e não tinha activia pra comprar – A garota quase engasgou com o suco de tanto rir

- Vai te catar,Fernanda!

- Só trabalho com verdades,maninho.

- Pelo menos ele me deixou escolher alguma atriz pra fazer o ensaio comigo. Como se fosse melhorar em alguma coisa.

- E qual vai ser a da vez? Bruna Marquezine,Alice Wegmann...

- Eu já tenho uma garota em mente. – Encarou a tela do celular,onde tinha uma certa foto que havia tirado aquela manhã.

- xXx –

Após algumas horas trabalhando e cobrindo o amigo,Letícia enfim saiu do trabalho. Pegou o ônibus e após uma boa meia hora dentro do transporte,chegou em casa.

Ao chegar em casa,constatou que Camila ainda não tinha chegado,e que o pai estava com alguns amigos,como fazia todo sábado.

E aquilo a fizera lembrar o quanto ela era sozinha. Ir a faculdade também a fizera constatar que,desde que trancara os estudos,os colegas de faculdade desapareceram de sua vida. As únicas pessoas que tinha,além de seu pai e irmã,era Cadu.

Tentou não se deixar abater por isso,não naquele dia,onde tantas coisas haviam acontecido. Resolveu que iria dormir um pouco,e mais tarde,quem sabe sair com a irmã.

Deitou na cama e fechou os olhos,se entregando as lembranças do dia. Não percebera quando caíra no sono,mas não podia dizer o mesmo de quando a irmã chegara.

- ACORDAAAAAAAA,DORMINHOCA!! – Camila pulou em cima da irmã.

- Que droga Camila,em vez de me acordar,você quase me matou de susto! – A loira buscava o ar que lhe faltava,quando se sentou na cama,assustada.

- Desculpa maninha,não resisti – Ela disse na maior cara de pau – Mas vai,me conta! Como foi hoje?

Letícia não sabia ao certo o que responder. Ainda não conseguia acreditar no que havia acontecido. Só de lembrar,as borboletas já dançavam em seu interior.

- Ah,foi...normal. O movimento lá tava meio fraco,até.

- Sei,sei....e como é que você sabe,cê nem parou por lá hoje? – Camila questionou,fingingo uma bronca com os olhos semicerrados – Pode contar,sua boba! Já sei de tudo

- Mas como...

- Adivinha quem foi buscar a irmã hoje,na sessão de fotos com o Marc e o Alejandro? – Letícia arregalou os olhos ao constatar a grande coincidência

- Tá,tá bom! Eu conto! Mas depois você vai me contar essa história aí,como assim a Nanda no seu estágio?

A loira tratou de colocar a irmã a par de todos os acontecimentos. Quando chegou na parte de Tiago,Camila franziu a testa e fez uma careta.

- Mas esse Tiago,hein? O que esse menino ainda quer contigo?

- Não sei,Cami,não sei...o Léo também não gostou dele – Letícia respondeu,pensativa.

- Já disse que adoro o Léo hoje? – Camila sorriu,fazendo pose e Letícia riu,lhe jogando uma almofada

- Depois disso ele pegou o celular e filmou a gente,lá. Acredita?

- Só acreditei quando a Nanda me mostrou!

- Ela te mostrou? Ai,que vergonha! – A menina exclamou. – O que será que ela deve tá pensando,hein?

- Isso não sei,mas que ela gostou do que viu,isso posso te garantir!

- Será,mesmo? – Camila tratou de tranquilizar Letícia,assegurando-a que tudo ficaria bem.

- E depois,ele te deixou lá na lanchonete?

- Sim,mas quando a gente chegou,e-ele.....ele....

- Ele o quê,criatura?! Fala logo,tô curiosa!

- Ele me beijou,foi isso. – A menina podia jurar que todo o sangue de seu corpo havia ido parar em suas bochechas naquele momento,colorindo as maçãs de seu rosto num tom vermelho vivo.

- Ahhh,que lindos! – Camila abafou um grito escandaloso,com medo de o pai estar em casa. – Parece que tem alguém gostando de você-êe – Ela cantarolou

E então,ela se lembrou da poção. Aquilo só comprovava duas coisas:

a) Seu experimento de laboratório era realmente um sucesso

b) Léo nunca se apaixonaria por ela,de verdade.

- É...pode ser – Ela desconversou

Decidiu sair com Camila,domingo seria um dia de folga para a morena e ela queria espairecer. Escolheu um cropped preto,sua saia branca com lacinhos pretos e nos pés,uma sapatilha bege.Deixou os cabelos soltos,pegou sua bolsa e saiu. Na sala,Camila a esperava,usava um short jeans de cor clara,uma blusa escrito ‘’love’’ com o formato de infinito e sandálias nos pés.

- Tá linda! – Camila disse,sorrindo. – Parece que meus conselhos surgiram efeito,hein?

- É,mas não se acostuma não,que não é todo dia que eu me animo desse jeito. – Elas saíram de casa. Enquanto Letícia fechava a porta,Camila chamava o elevador.

- Se eu fosse você,se acostumava logo. Já já você e Léo começam a namorar,e vai viver paparazi atrás de vocês.

- Eu hein Camila,não viaja.

Dentro do táxi,a loira mandou uma mensagem para o pai,que não demoraria a chegar em casa,avisando que havia saído com a irmã.

- Eu só falo verdades,tá? Devia confiar mais em mim – A morena insistiu

Assim que entraram no shopping,Letícia se lembrou claramente o porquê de evitar frequentar aquele tipo de lugar com Camila. A irmã a arrastou para todo tipo de loja que encontrou,a fazendo experimentar roupas e mais roupas,que ela tinha certeza que não usaria tão cedo.

- Leva essa,ficou linda em você! – Letícia ouvia a voz da menina,enquanto se admirava no grande espelho do provador.

- Vou levar mesmo,mas porque eu gostei,ok? Não porque você insistiu,chata – Camila riu

- Eu sei que no fundo,você sempre ouve a voz da experiência!

Se dirigiram ao caixa e fizeram o pagamento,não demorando muito para saírem dali.

- Sério Cami,não sei pra quê tanto pedaço de pano. Cê vive ganhando essas roupas não sei das quantas,lá dos ensaios do Marc

- E você não sabe o sacrifício que é! Aquele lá é um mão de vaca – Rolou os olhos – Mas eu já te expliquei,roupa nunca é demais! Você nunca sabe o dia de amanhã

- E se não tiver ‘’amanhã’’? Vai ser o quê,look do dia pro fim do mundo? – Letícia gargalhou sozinha da própria piada,enquanto Camila se controlava para não rir junto

Chegaram a praça de alimentação e escolheram um lugar pra sentar. Camila ainda se decidia sobre o que iria comer,deixando a menina impaciente.

- Ai,esse meu ascendente em libra só me ferra! Eu sou muito indecisa! – Camila choramingou

- Peraí,o quê tem uma coisa a ver com outra,sua doida?

- Tudo! Já te falei,você é muito taurina,olha só! Teimosa,porque não acredita que o Léo tá apaixonado por você,impaciente porque não me espera,e morta de fome! – Camila explicou

- Ah,meu Deus,eu mereço você!

Letícia pegou o celular e resolveu checar se havia alguma mensagem nova,estava tão distraída que demorou a perceber a expressão séria de Camila.

- Que houve? Ah,já sei,deixa que eu escolho pra v....

- Leti,tem umas meninas atrás de você que não param de olhar pra cá. – Ela sussurrou,por pouco a loira quase não ouviu. – Será que são fãs dele?

A menina tratou de se virar e conferir. Eram adolescentes,aparentavam ter entre quatorze e quinze anos. Poderiam ser fãs ou não,isso ela nunca saberia. Elas tentaram disfarçar,mas ela ainda sentia a tensão direcionada a ela.

- Deixa pra lá Cami,é normal. Não é todo dia que uma estranha aparece em vídeo com um famoso,né.

- Estranha,não,uma pessoa especial!

Uma hora depois,ela já se encontravam em casa. Cumprimentaram o pai rapidamente,trocaram algumas palavras e logo estavam cada uma em seu quarto.

Depois de um banho e de colocar um pijama confortável – que se resumia a uma calcinha e uma camiseta velha – Letícia deitou em sua cama. Por mais que quisesse,o sono não vinha.

Já havia decidido não pensar mais na poção,mas era inevitável. Era claro que Léo gostava dela e ela teria que fazer algo a respeito. Pegou o celular para ver que horas eram,e se deparou com a seguinte mensagem:

‘’Boa noite,Leti. Se eu fosse você,ficava ligada na rádio amanhã as dez. Acho que vai gostar do que vai ouvir. Boa noite linda,sonha comigo? Léo Xx’’

Aquelas palavras fizeram seu coração disparar. No que ele estava pensando?!

Com a imagem de Léo em sua mente,acabou adormecendo.


Notas Finais


E aí,o que acharam? No próximo tem mais ''Légis'',hahahah. Me contem o que estão achando,suas lindas Beijão xx


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...