História Pokémon - Emperador Version. - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Pokémon
Personagens Black, Blue, Crystal (Misao), Diamond, Emerald, Gold, Leaf (Green), Pearl, Personagens Originais, Professor Oak, Red, Ruby, Silver, White, Yellow
Exibições 15
Palavras 1.974
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Fantasia, Luta, Mistério, Romance e Novela, Saga, Shounen, Violência
Avisos: Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Pow. Olá para aquele que, lerá mais um capitulo dessa bosta. Enfim, venho aqui falar que tenham uma boa leitura, se avistarem algum erro me reportem, e se quiserem que eu continue a escrever com frequência... COMENTEM! O próprio social alerta, Comentários enchem os escritores de satisfação pessoal! Não precisam escrever qualquer bosta por simplesmente escrever, mas sei lá... Alguma opinião sobre o capitulo ou o desenvolvimento da historia, são coisas legais.

Capítulo 6 - Tudo isso aconteceu em um único dia? Incrível.


Konigin não conseguia se mexer pelo o choque de quase ter sido atacada, porém, seu olhar ia de encontro com o par de olhos roxos e mortos de um ser familiar.

- Vocês, quero que me façam um favor. – Kaiser se vira rapidamente, encarando todos. – Eu irei pegar aquele garoto agora mesmo, e quando eu voltar com ele, quero que voltem correndo para o laboratório. – Sem esperar uma resposta, ele volta a sua atenção para o grupo que ainda avançava.

As duas Poochyenas que haviam sido acertadas já estavam de pé, e por causa do dano, ficaram mais irritadas ainda. No total, agora eram 12 Poochyenas que estavam indo na direção de Kaiser, deixando nenhum Pokemon Inimigo perto do pequeno garoto, que obviamente era o Wendy.

- {Ai está a coisa ruim de pagar de bacana... Agora eu tenho que ir no 12X1... Bem, conseqüências existem e elas são belíssimas [email protected]} – O rapaz pensa, enquanto Enikis pula em seu ombro e observar uma possibilidade de atravessarem a barreira de hienas. – {Vamos nessa, Enikis} – Ele olha para seu parceiro, que retribuiu o olhar acenando com sua cabeça.

Kaiser pega um galho no chão e corre na direção dos seus inimigos, e quando o primeiro Pokémon pula em sua direção, seu parceiro salta no ar e acerta um Socar(Pound, fazendo com que a Poochyena fosse jogada para baixo. O segundo veio em sua direção, e foi respondido com um ataque direto de Kaiser, que atingiu seu tronco com  força total, afastando o outro inimigo. Agora, 3 dos seus inimigos saltam para cima de seu corpo ao mesmo tempo, e mesmo que ele pedisse para Enikis atacar, seria em vão, então, visto que sua situação tinha uma solução, o rapaz joga seu parceiro para cima, e rola no chão, assim ambos não são atacados.

Estando em cima dos 3 pokémons inimigos, O jovem Treecko desce e chuta a cabeça dos 3 ao mesmo tempo, aproveitando o momento onde suas cabeças estavam próximas uma da outra. Aproveitando que Enikis estava cuidando dos demais oponentes, Kaiser continuou correndo, estando apenas 4 metros de distância. Entretanto, antes que conseguisse pegar o seu alvo, uma Poochyena pulou em seu braço, mordendo-o com força.

O rapaz não parou. Dando apenas um soco na cabeça da hiena para que pudesse soltá-lo, Kaiser viu seu sangue sair de seu corpo, mas ele ignora esse fato para que conseguisse finalmente pegar Wendy no colo. Enikis segurava a barra contra o restante dos inimigos, enquanto seu mestre corre para devolver o ruivo para o grupo.

- VÃO!!! – Ele grita, entregando o corpo do garoto nos braços de Rutra. – E KONIGIN, NÃO TORRE MINHA PACIÊNCIA, E VÁ COM ELES SEM OLHAR PARA TRÁS!

O grupo entendeu e saiu correndo. Koni realmente deseja ficar junto ao seu irmão naquele momento, mas o aviso anterior já era para evitar tão ação. O mais velho do grupo pedia para que seu parceiro continuasse a usar o Bolhas para abrir caminho entre o restante de Poochyenas existentes, até que conseguiram chegar na trilha principal e voltaram para Littleroot Town.

As hienas até pensaram em seguir o grupo, porém ao ouvirem o som que vinha da boca de Kaiser, decidiram ficar e acabar com a vida dele.

- Hehe... Exato. Vocês não passam de cocozinhos com pelos pubianos cinzas por cima. – Sua mão sentia o calor do sangue que escorria de seu braço direito, mas isso não faria com que sua personalidade arrogante fosse embora. – Enikis! Se você ainda estiver vivo, venha comigo! – Ele grita e sai correndo mais adentro pelas as árvores.

O jovem Treecko, que estava bastante ferido, ergueu seu corpo ao ouvir o chamado de seu dono, correndo com um pouco de dificuldade na direção da voz do rapaz.  Enikis pulou no ombro de Kaiser, que sorrio ao ver que seu Pokémon ainda estava vivo.

- Isso! Na boa... Se você estivesse perdido para simples Pokémon níveis 3, eu realmente te abandonaria na primeira lixeira que eu visse. – Os dois rapidamente trocam risadas, e logo voltam a prestar atenção no caminho. – Poochyenas são do tipo Sombrio... Então irei usar o famigerado super efetivo!

Quando se deu conta, todas as 12 Poochyenas estavam correndo atrás dele, mostrando que não estavam nem um pouco contentes com sua existência. Kaiser corta caminho entre algumas árvores, subindo e saltando de troncos. Terminando sua pequena corrida, ele finalmente havia chegado aonde queria estar. Já havia se passado uns 20 minutos desde que o grupo voltou para a cidade, o que confortava a mente do garoto, certificando-se que sua irmã e o resto das crianças estavam bem.

- Bem... Eu estou pronto. – Ele se vira e olha o grupo inimigo que vinha freneticamente em sua direção. – Hehe... Que bom que eu possuo olhos bem alheios... – Quando os inimigos já estavam praticamente pulando e seu corpo, ele mesmo faz o favor de se atirar ao chão, jogando-se para a direita.

Todas as Poochyenas caíram diretamente do ninho de Wurmple que Kaiser havia visto a minutos atrás, onde qualquer um que chegasse perto era atacada por todos os Wurmples que estavam ali, e uma vez que fossem tipo Inseto, seus ataques seriam super efetivos contra o tipo Sombrio. Porém, nada aconteceu. Todos os Wurmples foram derrotados pelo o grupo de Poochyenas, e a única coisa que esses insetos fizeram foi deixá-las mais fracas.

- ... Droga! Eu me esqueci! Essas merdas só aprendem um ataque tipo Inseto no nível 15!!! – O rapaz havia se esquecido completamente desse fato, levando em consideração que todos os Pokémon daquela área não passavam do nível 5.

Kaiser já não tinha muitas forças para correr, mas ainda mantinha sua “arma” em mãos, pronto para enfrentar qualquer um que avançasse contra ele, e o mesmo servia para seu parceiro. Enikis podia estar ferido, mas seus olhos mostravam que seu HP não era nada significante, pois se seu dono fosse atacado, seus punhos se encheriam de calor para socar aquele que viesse.

Contudo, antes que qualquer coisa o atacasse, um enorme e devastador Hiper Raio levou todas as 12 Poochyenas ao desmaio. Mary, juntamente com seu Snorlax chegavam na cena, salvando o rapaz que conhecemos como protagonista.

- Filho! – Ela grita, correndo para abraçar e socorrer o garoto, porém, antes que pudesse tocar em seu corpo, a mesma escuta uma risada forçada cansada.

- Não exagere... Ele apenas mordeu meu braço. Não levei nem um tiro ou coisa do tipo... Só estou cansado... Sabe, eu não corro assim faz tempo. – Kaiser se levanta, e sorri para sua mãe. – Além do mais, imagino que passarei por situações piores em breve.

E assim, Kaiser conseguiu resgatar sua irmã, os amigos dela, ter encontrado Wendy e ainda no final, recebeu uma ajuda de sua da Professora Mary, sua mãe. Minutos depois, ele já estava em casa, terminando de amarrar as ataduras em seu braço.

- Rapaz... Que coisa, não? – Kaiser pega sua pokébola e olha para Enikis, que estava dormindo. – Ele não parece ser tão fraco. Pelo menos tudo isso serviu para me mostrar quem é o ser que eu escolhi para ser meu parceiro. – Um som vem da porta de seu quarto, então o rapaz olha para a direção do barulho enquanto coloca sua camisa de volta.

- Irmão! – Konigin abre a porta, extremamente preocupada com a situação de seu irmão, pois a ultima vez que o viu, foi naquele momento. – Você está bem... – Ela suspira com um alivio imenso.

- Então você que é o Kaiser? – Ri aparece por cima de Konigin, junto com Marcos, Rutra e Gumi, que estavam na porta. – Prazer em conhece-lo! Me chamo...

- Konigin, porque diabos você chamou sua Gang para invadir meu quarto? – O rapaz interrompe a introdução da garota de cabelos azuis, fazendo uma cara de quem provavelmente irá matar sua irmã se a explicação não o satisfizesse.

- D-Desculpa... A Ri insistiu em que eu te apresentasse você a ela... – A jovem dama olha para baixo, pensando que havia irritado seu irmão, coisa que ela realmente fez.

- Ah. Olá, Me chamo Kaiser e eu ajudei vocês. Agora podem sair do meu quarto.

- Desculpe-me. – Rutra se curva. – Eu não queria incomodá-lo. Eu vim aqui agradecê-lo pelo o que você fez. Eu acho que estaríamos em uma situação bem ruim se você não tivesse aparecido.

- Verdade. Gumi estava morrendo de medo, porque ela sabia que o único que poderia fazer alguma coisa naquela situação era o Rutra, e lembrar disso me deixou mais assustada ainda. – Rutra sente seu coração cada vez mais pesado, sabendo que todos seus amigos o consideravam um merda.

- Desculpe-me por ser inútil...  – Ele chora internamente.

- Veja... Eu realmente não fui muito com sua cara, mas devo ser honesto. – Com suas mãos atrás de sua nuca, olhando para cima, Marcos muda a direção do seu olhar e o foca em Kaiser. – Eu realmente não precisava de sua ajuda. Conseguiria muito bem vencer todas aquelas Poochyenas sozinh... – Kaiser realmente estava cagando para o que todos falavam, pois no fundo ele só queria que todos saíssem de seu quarto.

- Bacana! Demais! Wow! Você é O cara, O cara mesmo! Agora saiam do meu quarto antes que eu exploda a cabeça de cada um de vocês. – Kaiser se levanta e empurra todos para fora de seu quarto.

- Mas eu ainda nem me apresentei! – Clarice reclama, mas enquanto é empurrada, Ela observa atentamente as faixas que estavam envolta do braço do garoto.

- EU NÃO LIGO! – Kaiser finalmente chuta o grupo para fora de seu quarto. – Eu realmente não me importo com o que vão fazer aqui. Entretanto, mesmo eu estando fora, eu não quero saber de nem uma historia sobre vocês dentro desse lugar.

- Poxa... Você não precisava ser tão Gros... Como assim “estando fora”? – Koni se levanta aos poucos, curiosa com a locação de seu irmão.

- É, eu irei sair em uma jornada por ai. Formar uma equipe forte, derrotar varias pessoas, acabar com os sonhos e esperanças de geral. E obrigado por me lembrar. Estou indo embora. – Kaiser passa por sua porta, tranca a mesma e começa a descer as escadas.

- Ei Ei Ei! Como assim você vai sair em uma jornada?! Irmão! Espera! – Desesperada, a jovem dama grita o nome de Kaiser.

- Tsc... Veja... Eu realmente não quero me tornar amiguinho de todos os Pokémon do mundo, e no final acabar sendo um bostão como treinador. Eu não vou sair pelos os campos floridos da vida e comer um churrasco de Berrys olhando o sol se pôr no fim da tarde. Você é extremamente fraca. É melhor que fique aqui, com sua Gang. – Ele se vira, com os braços cruzados, e solta sua ultima frase. – No dia que você conseguir um Pokémon forte o suficiente para vencer um Pokémon no minimamente nível 15, você poderá sair dessa cidade. Até lá, eu não ligo.

E assim, ele desce as escadas e abandona a imagem de sua Irmã e amigos dela. Com sua mãe, ele já havia conversado e se despedido. Era o fim da tarde, e seu parceiro, Enikis, continuava adormecido em sua pokébola. Seu corpo ainda estava um pouco dolorido, mas nada que fosse significante.

Engraçado. Mal havia chegado à cidade e já estava saindo dela. Kaiser sabia que agora, ele viveria por conta própria, e nada disso o assustava. Sua determinação para formar o time mais forte de todos para poder vencer a figura que era seu pai era imensa. A cada passo que ele dava, um novo degrau era formado em sua escada da jornada que Iram ser formados a todo o momento.

- Bem... Posso ter certeza que, a partir de agora, as coisas ficarão bastante interessantes.

Entrando na rota 101, Kaiser se despida de tudo, seguido seu caminho, e entre as sombras que eram formadas, um ser o espionava de longe. 


Notas Finais


Equipe Kaiser:

Enikis (Treecko) - Nível 6.

- Socar (Pound).
- Encarar (Leer).
- Absorver (Absorb).
- Sem ataque.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...