História Pokemon (?) - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais, Pokémon
Personagens Personagens Originais
Exibições 3
Palavras 656
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Fantasia, Luta, Misticismo, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


...

Capítulo 13 - Pl. Pe. 2


A crobat era habilidosa, mas no final acabou caindo com um único Rock Slide. Pearl também havia derrotado seu oponente e os dois seguiram para o final do corredor.

Havia um outro caminho a seguir, mas este era diferente. Tinha paredes brancas e piso plano, então não ocorriam lutas por lá; haviam portas em algumas partes, mas acharam melhor não arriscar e simplesmente procurar o que havia sido recomendado. Ao contrário dos caminhos anteriores, este era simples e direto, então não deveria ser difícil. 

Logo chegaram a um salão em forma de cúpula. Seguindo as orientações, eles localizaram uma última passagem. Mas...

Descargas elétricas (mais conhecidas como: raios) começaram a ser bombardeadas, junto de risadas.

-- Quem inferno são vocês? Bom, não importa. Logo os dois estarão mortos de qualquer forma.

A dona da voz era ninguém mais ninguém menos que uma garota de laranja, com o cabelo castanho escuro e uma cauda fina com um raio na ponta; seus braços nus chiavam com eletricidade. 

Com uma velocidade que Arceus benza, ela se atirou contra os dois, arrastando Pearl para longe; logo começou a surra-la sem piedade, enquanto a fazia gritar com choques elétricos.

-- O que há, fadinha? São apenas faíscas. Hahahingrich.

O monólogo foi interrompido por um Bulldoze executado por Platinum. Ela precisou de um tempo considerável para se recuperar.

-- Vai ter que fazer melhor!

Ela tentou ataca-lo cmo fez com Pearl (que ainda estava mal por causa dos choques), mas não adiantou; o agarrão do garoto/escorpião ogro foi mais rápido. Ele puxou a fêmea para cima e chutou-a no estômago. 

-- N-nada mal, mas vai ter que fazer melhor que isso.

Ela partiu para cima de novo, dessa vez dando um salto para trás no último instante; seu Thunderbolt acertou Platinum em cheio.

A luta virou quase uma disputa de que distância seria feita; a garota sabia que se ele chegasse perto, não teria chance, não com aquela defesa miserável dela.

O que não esperava era uma chuva de espinhos caindo na direção dela, de modo que, na tentativa de evita-los, acabou por cair na armadilha e chegando perto.

-- Seu maldito!

Com a vantagem de velocidade nos pés que tinha, ela deu uma jeito de chegar à kirlia semi-consiente no canto da sala.

-- Eu mato! -- eu berrou, sua mão chiando para dar ênfase -- Nem mais um passo ou eu-ARGHT!

A mão que antes estava chiando agora estava no chão. A garota não podia se impedir de chorar de dor.

-- Eu jurei não matar -- veio a voz feminina sobre todos, e lá estava o alvo deles pairando sobre suas cabeças -- mas não disse nada sobre arrancar um membro ou dois.

Errado!

Não tinha como ser ela!

Diamont NUNCA faria algo assim tão fácil!

Ela começou a mover os braços furiosamente, para cada movimento aparecendo um novo corte na outra garota. E ela ria enquanto fazia isso.

-- Dia -- Platinum gritou -- PARE!

Ela piscou algumas vezes, antes de sua expressão suavizar e ser substituída por confusão.

-- O que...?

Ela foi interrompida por uma descarga bem entre as asas.

-- Se você acha acham que acaba aqui -- a garota elétrica, agora cheia de cortes, começou a proferir -- saiba que meus parceiros irão me vingar quando me encontrarem. Minha morte não vai ser em vão.

-- Ninguém vai vingar sua morte...

Ele começa a se aproximar, sua expressão de indiferença não mudava. Ela fechou os olhos, aceitando seu destino; então ela ouviu algo como pano sendo rasgado e sentiu seu braço ser puxado. Quando abriu os olhos, ele estava amarrando o toco com um pedaço da própria camisa.

-- ... Por que você não vai morrer agora. Fique longe ou vá pro inferno.

De algum modo, ele conseguiu levar as duas meninas para o lugar de onde havia chegado. Embora não pudesse parar de pensar que pela primeira vez ele teve uma luta desafiante.


Notas Finais


... é isso


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...