História Pokémon Adventures - Episode F; - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Pokémon
Personagens Blue, Brock, Daisy, Giovanni, Leaf (Green), Misty, Pearl, Personagens Originais, Squirtle
Tags Aventura, Batalha, Blue, Drama, Green, Pearl, Pokémon, Red, Romance
Visualizações 29
Palavras 3.172
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Luta, Mistério, Romance e Novela, Saga, Seinen, Shounen, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


The end of Erika battle!! Go go gyarados!!!

Capítulo 15 - Floatzel no campo de batalha de agua (vs floatzel)


Fanfic / Fanfiction Pokémon Adventures - Episode F; - Capítulo 15 - Floatzel no campo de batalha de agua (vs floatzel)

 

 

Erika respirou fundo. Era claro que estava preparada para isso. Desde o inicio da batalha vinha esperando pelo momento em que Misty roubaria a vitória de suas mãos. Um pokémon sobre o qual Erika conhecia pouco era a maneira perfeita de minar a confiança da garota.

O juiz olhou para Erika. Ela recuou pagu. Se ainda tivesse lilian, poderia estudar floatzel ao menos um pouco antes de enfrenta-lo. Mas acabou se empolgando contra psyduck e acabou perdendo um pokémon por tolice.

Ela ergueu sua terceira pokébola.

— Gyarados, conto com você! — Disse a garota, lançando sua pokébola na agua. A agua borbulhou por um momento e então explodiu quando a serpente marinha emergiu rugindo na superfície.

O estádio prendeu a respiração.

— Um gyarados... — Disse Misty sorrindo maliciosamente. — Vamos ver do que é capaz garota, aqua’jet!

Floatzel envolto em água se lançou contra gyarados acertando seu ventre. O gyarados não pareceu se incomodar. A confiança de Erika cresceu, quando gyarados entrava em campo ele intimidava seus oponentes, fazendo-os enfraquecerem seus ataques.

— Gyarados, fúria do dragão!

Gyarados não se moveu.

— Ora, ora... — Disse Misty. — Parece que ele não vai lhe ouvir.

Gyarados continuava olhando ao redor, parecia confuso.

 

— Ele não vai obedece-la. — Disse Nico. — Ela nem deve ter tirado ele da pokébola desde que o recebeu.

Alguém tocou seu ombro direito, ele se virou e viu Iago em pé ao seu lado.

— Iago! Você também estava em Cerulean? — Disse o garoto surpreso, se espremendo junto a Tay para dar lugar ao recém-chegado.

— Olá vocês dois, scratch, totodile. Como foram de viagem? Pelo que eu vi aconteceu muita coisa desde que nos separamos. — Disse ele se sentando e indicando o gyarados na piscina.

— Eai Iago? — Cumprimentou Tay, estendendo a mão ao companheiro. — Gostou do amiguinho novo da Erika?

— Não tão amigo pelo que estou vendo. Eu acabei de chegar em Cerulean, estive procurando os dois desde que entrei no ginásio. A Erika esta indo muito bem, mas aquele gyarados... ela acabou de capturar?

— Ela ganhou. — Disse Nico, se lembrando do velho dos magikarps e de Ifrit. — Não teve muito tempo de treina-lo.

— Sei...

 

O que estava acontecendo? Por que ele não obedecia? Ele havia obedecido no monte da lua. Não! Talvez tivesse apenas atacado o onix e não, respondido ao comando dela. Mesmo assim, se conseguisse fazer gyarados atacar floatzel com certeza ganharia uma vantagem.

Seu primeiro ponto era a intimidação que reduziu o ataque de floatzel. Mesmo que gyarados perdesse ele iria enfraquecer floatzel, treecko ainda estava saldável e tinha o mega-dreno para se recuperar. Ela ainda podia vencer!

— Gyarados fúria do dragão agora! — Ordenou Erika apontando para o floatzel. Misty mordeu o lábio.

Gyarados se virou para olhar Erika. A postura da garota vacilou. Então aconteceu.

Gyarados rugiu e disparou uma bola de fogo azul em direção a Erika. A garota gritou e se abaixou para evitar se atingida. A multidão gritou.

Gyarados avançou para Erika.

— Floatzel, raio de gelo! — Gritou Misty acima dos rugidos do gyarados.

Floatzel abriu a boca e disparou um raio serrilhado azul branco em direção ao gyarados diretamente na cabeça do gyarados.

O dragão marinho se virou para se atacante. Ele avançou com a mandíbula em direção a floatzel.

— Força! — Gritou Misty.

Floatzel usou os braços para segurar a boca de gyarados aberta, um brilho pálido envolveu seu corpo. Gyarados continuou pressionando, empurrando floatzel. Então, a menos que estivesse presente Nico não teria acreditado. Floatzel, enquanto era forçado para trás pela força bruta do gyarados, conseguiu firmar as pernas e flexionar o corpo esguio de doninha. Ele ergueu o gyarados da agua e, o segurando pela boca aberta, o jogou por cima do próprio corpo, derrubando-o de costas sobre a plataforma.

O estádio fez silencio, aturdido com a demonstração de poder de floatzel. Misty parecia tranquila, com se floatzel não tivesse feito nada de surpreendente para ela.

Um brilho faiscante se formou na boca do gyarados.

— Proteja-se! — Gritou Misty.

O hiper-raio saiu diretamente sobre floatzel, ele ergueu os braços para se proteger e resistiu por algum tempo, mas foi lançado para longe, caindo na piscina.

Erika se encolheu novamente para escapar do ricochete do raio que voou em sua direção. A garota ainda em choque decidiu recolher gyarados antes que o estrago fosse grande demais.

Mas a luta ainda não havia sido suspensa, pensou Erika. Estou tão perto... Ela olhou para o juiz, ele não parecia preocupado com o enfurecimento do gyarados. Erika revisou mentalmente as regras de batalha. O pokémon seria desclassificado se se recusasse a lutar. O juiz poderia parar a partida se julgasse que a vida dos pokémon ou treinadores estivesse em perigo, mas até o momento ele não o havia feito.

Deixar que aquilo continuasse era perigoso, era uma irresponsabilidade, foi por causa de uma coisa assim que liga quase havia sido desfeita cinco anos atrás.

Erika se lembrou da luta com os rattatas no primeiro dia de sua jornada. Iago havia dito que o treinador devia se responsável pelo pokémon, e evitar coloca-lo em riscos desnecessários, mas Misty, uma líder de ginásio, não havia parado a luta, e o juiz que deveria julgar os riscos também não.

“Batalhas entre pokémon podem ficar bem violentas...” Ela se lembrava de Iago dizendo.

—Raio de gelo! — Gritou Misty.

Floatzel pulou da agua enquanto gyarados alçava voo e disparou o raio de gelo em direção ao gyarados. A batalha continuava enquanto Erika não se decidia.

Gyarados recuou até a piscina, visivelmente afetado pelo raio de gelo. Ele mergulhou e tentou atingir floatzel por baixo.

— Saia da agua floatzel, dança da chuva!

Floatzel pulou para a plataforma, escapando por um triz de ser abocanhado pelo gyarados. Ele ergueu os braços para cima e uma nevoa se formou no alto da arena. A nevoa se condensou em uma nuvem escura e uma fina chuva começou a cair sobre a piscina.

Erika se decidiu.

— Fúria do dragão gyarados, não deixe ele se aproximar! — Gritou com firmeza.

— Na chuva você não pôde parar o floatzel! Raio de gelo!

Milagrosamente, gyarados respondeu ao comando. A rajada de gelo bloqueou a bola de fogo no ar, mas o gyarados se afastou ante a aproximação do floatzel. Ou pelo menos tentou.

Floatzel correu como quase que como um foguete, se colocando ao lado do gyarados em instantes.

É a chuva!

— Para baixo da agua gyarados!

— Não adianta, floatzel esta entre os nadadores mais rápidos!

Os dois pokémon mergulharam na agua, gyarados tentou atingir floatzel com a cauda, mas a doninha era simplesmente rápida demais, ela circulou o corpo do gyarados e golpeou a cabeça dele com as patas, empurrando a serpente para baixo.

— Mordida! — Gyarados não reagiu ao comando.

— Força!

— Para o alto gyarados! — Seja por obediência, ou simplesmente por notar que floatzel não o seguiria no ar, gyarados subiu a superfície porem antes de estar totalmente no ar floatzel agarrou sua calda e jogou contra a plataforma.

Gyarados conseguiu se recuperar no ar antes de bater no chão. Mas floatzel aproximou a chance para se colocar diretamente abaixo dele.

— Raio de gelo!

E gyarados caiu...

— Gyarados esta fora de combate, ponto para floatzel! — Anunciou o juiz.

 

— Incrível... Ela não só conseguiu controlar o gyarados, como também o derrotou! — Disse Iago espantado.

A velha sentada atrás deles riu.

— Mas é claro! É da sereia de Cerulean que estamos falando!

— Agora é treecko contra floatzel... — Disse Tay apreensivo.

— Acabou, ela não vai passar por aquele raio de gelo... — Disse Nico.

— Temos que acreditar nela! — Disse Tay se exaltando.

 

— Pagu, conto com você!

Pagu retornou a arena, a chuva fina continuava. Misty sorria confiante.

— Aqua’jet!

— Ataque rápido!

Os pokémon se chocaram.

— Circule ele floatzel, jogue-o na agua!

Floatzel começou a correr ao redor de pagu, o treecko tentou acompanhar o movimento, mas a chuva aumentava muito a velocidade de floatzel.

— Fique calmo pagu, salte e use mega-dreno!

— Para a agua floatzel!

Floatzel pulou na agua, escapando do turbilhão de energia de pagu.

— Aqua’jet!

Floatzel saiu da agua como um míssil em direção a pagu o atingindo diretamente no peito e empurrando-o para a beirada da plataforma.

— Raio de gelo!

— Evasiva, ataque rápido!

Pagu cortou por baixo do raio de gelo e golpeou o peito de floatzel.

— Mega-dreno!

— Para a agua!

Floatzel pulou por cima dos braços estendidos de pagu e correu para a agua.

Desse jeito logo pagu estará cansado!

— Raio de gelo!

— Desvie!

Floatzel botou a cabeça para fora da agua e disparou o raio de gelo em direção a pagu, que pulou para o lado e evitou o golpe, mas ao pisar na plataforma escorregou e caiu no piso, deslizando por uns poucos centímetros.

— Ah! — Exclamou Erika ao notar a estratégia de Misty. Uma fina camada de gelo cobria a plataforma.

Pagu se levantou e ficou de quatro na plataforma.

— Crrecrre, crree! — Gritou ele, olhando para Erika.

É claro! Um treecko poderia aproveitar isso!

Agora precisava tirar floatzel da agua.

— Pagu, crescimento!

Ela não sabia se usar o crescimento sobre o gelo traria algum dano a pagu, mas ainda sim era o melhor que podia pensar. Absorver nutriente para se fortalecer, se absorver agua tivesse esse efeito poderia acabar com a disputa em um único golpe, a questão é se Misty morderia a isca.

 Tentando me atrair para fora da agua, docinho? Pensou Misty.

Raio de gelo!

— Deslize!

Pagu usou as patas traseiras para se impulsionar para fora do alcance do raio. Deslizando rapidamente ele parou quase na beirada da plataforma.

— Continue com o raio de gelo!

Pagu continuou deslizando pelo gelo molhado para evitar o raio de floatzel.

— Você venceu! — Disse Misty após pagu escapar pela quinta vez. — Aqua’jet!

— Ataque rápido!

Os pokémon pularam e se chocaram no ar, ambos caíram sobre a plataforma, pagu, deslizou poucos centímetros antes de se fixar, floatzel sem ventosas nos pés para prendê-lo no gelo percorreu vários metros de costas.

Chance!

— Aproxime-se pagu! Hora do mega-dreno!

Pagu se pôs de quatro novamente e usando as pernas se impulsionou para frente.

— Peguei! — Gritou Misty. — RAIO DE GELO!

Pagu estava prestes a alcançar floatzel quando acabou tendo a parte inferior do corpo coberto por gelo.

— Não!

— Acabou. — Anunciou Misty. — Força!

Um brilho pálido envolveu floatzel e ele avançou para pagu preso no gelo.

Pagu tentou se debater para se libertar e então... Foi jogado com força para longe. O gelo que o prendia se espatifou e pagu ficou no chão.

— Pagu!

O juiz ergueu o braço.

— Treecko esta fora de combate! Ponto para floatzel!

A multidão vibrou de assombro.

— Pagu... — Disse Erika. — Você...

— Senhor juiz. — Disse Misty. — Treecko saiu do combate, mas eu não fiz o ponto.

Em pé onde antes havia um pequeno treecko havia agora um pokémon semelhante a um dinossauro, num tom mais escuro de verde com a barriga vermelha. Uma listra verde cortava sua barriga. Em suas mãos havia dois dedos com garras, suas pernas poderosas com os pés aviários. Uma grande folha saia de sua cabeça e duas delas formavam suas caudas enquanto de seus braços três folhas menores saiam de seus pulsos.

— Evoluiu... — Disse baixinho Erika.

O juiz refletiu por um momento e então ergueu o braço.

— A disputa continua!

A multidão gritou ainda mais, empolgada que estava.

Erika olhou bem para pagu. Ele havia crescido, passava de um metro agora. Ela reconheceu sinais de cansaço nele. Ainda estava muito fraco. Deveria ter resistido por pouco ao raio de gelo e o golpe seguinte só não o nocauteou graças à evolução.

Evoluir durante batalhas é permitido, além disso, nessa situação esse era seu trunfo, a regra da evolução!

— Pagu ataque rápido!

— Enfrente-o floatzel!

Os dois voltaram a se chocar.

— Raio de gelo!

— Desvie!

Usando suas poderosas pernas, pagu se abaixou e se impulsionou para frente, se colocando diretamente abaixo do braço esquerdo de floatzel. Esse era o movimento que eles haviam ensaiado varias vezes: se colocar no ponto morto do oponente.

Haviam praticado isso para atingir com o absorver e mega-dreno, numa estratégia de bater e correr. Mas floatzel era rápido demais para isso funcionar. Enquanto a chuva caísse ele escaparia enquanto pagu preparava o mega-dreno.

— Lamina de folha!

As folhas no pulso de pagu brilharam e se unificaram e ele girou o corpo atingindo floatzel logo abaixo do braço esquerdo, ergueu do chão e lançou na agua.

A multidão vibrou, mas não ela toda. Alguns se entreolhavam confusos.

Misty deu um sorriso quando floatzel boiou até a superfície usando suas bolsas de ar.

— Floatzel esta fora de combate, o ponto vai para grovile! A desafiante Erika é a vencedora da disputa! — Anunciou o juiz.

As pessoas começaram a aplaudir animadamente. Misty recolheu seu pokémon e começou a andar pela plataforma em direção ao centro da plataforma. Erika foi ao seu encontrou sorrindo ainda sem acreditar.

 

— Por que as pessoas estão confusas? — Perguntou Nico.

— Erika usou cinco movimentos de pagu durante a partida. — Disse Tay.

Nico fez as contas mentalmente.

— É mesmo! — Disse ele baixinho. — Sorte que o juiz se esqueceu do absorver!

— Ele não se esqueceu. — Disse Iago. — Erika não quebrou as regras. Quando o pokémon evolui durante a batalha o treinador tem o direito de substituir um movimento já usado. Talvez as pessoas que não são muito ligadas nas regras não saibam disso.

Erika pegou a pequena insígnia em forma de gota que Misty lhe oferecia. Então a ergueu no alto para que todo o estádio pudesse vê-la. O publico vibrou pela garota.

Sorrindo ela abaixou o braço e abraçou pagu.

 

~#~

 

No centro pokémon de Cerulean Erika entregou seus pokémon para serem cuidados. Iago se aproximou da garota.

— Erika foi uma partida excelente! — Começou ele.

— Obrigada!

— Mas aquele seu gyarados... como eu posso disser... hum?

— Eu sei, preciso trabalhar mais com ele, mas... Eu não sei se consigo da primeira vez eu consegui acalma-lo, mas...

— É um pokémon que não combina com você...

— Misty me disse a mesma coisa depois que me entregou a insígnia. Acho que grandes treinadores sabem reconhecer essas coisas.

A garota riu, depois olhou em volta.

— Cadê o Nico? — Perguntou.

— Bem... — Disse Tay. — Ele estava aqui agorinha...

 

~#~

 

— E então? — Disse Saito.

Eles estavam em frente à fonte da sereia moleca novamente. Durante a batalha Nico havia conseguido esquecer o assunto, mas logo que ela acabou sua mente voltou a pensar no confronto que teriam que encarar, por isso, Nico decidiu enfrenta-lo de uma vez.

Havia aproveitado que os outros estavam discutindo a batalha, mandou uma mensagem a Saito e escapou de fininho. Agora teria que se explicar de uma vez.

— O que quer saber? — Perguntou Nico.

— Eu estive em Rutile, lá eu desafiei o ginásio.

— E? — Disse Nico, não era preciso perguntar o resultado da batalha.

— Depois disso, na saída da cidade alguém me parou, e disse que eu havia roubado o lugar dele. Disse que ele era o nono colocar do ECTMI. Sabe de que eu estou falando? — Perguntou Saito com uma expressão seria.

— Acho que sei... Alguém foi roubado...

— Sim, e eu sei quem roubou. — Disse ele. — Seu nome não estava na primeira lista Nico, eu era o oitavo! Se você não tivesse me salvado, eu teria dado queixa de você na mesma hora, mas depois de te conhecer e conhecer aquele cara acho que as coisas foram melhores assim. Mesmo assim eu quero saber o que aconteceu, você me deve isso, já que roubou o meu lugar.

— Tem razão. — Disse Nico. — A verdade é que...

— Ops...

— Ahh!! — SPLASH! A agua voou para o alto.

— Tay! — Exclamou Erika.

— Vocês...

Erika e Iago se levantaram do chão, saíram de trás da fonte e ajudaram Tay a sair da agua.

— Desculpem, — Disse Erika. — É que, vocês dois pareciam tão sérios de manhã que ficamos preocupados que fosse algo perigoso.

— Tudo bem, — Respondeu Nico. — Depois de colocar a vida de vocês em perigo tantas vezes acho que eu lhes devo isso.

Os três se aproximaram, Tay estava encharcado pelo mergulho na fonte.

— A verdade é que eu não sou um dos aprovados no ECTMI. — Contou Nico. — Na verdade eu nem fiz a prova.

— Então como você esta aqui? — Perguntou Erika assombrada.

— Eu hackiei o sistema e me inseri entre os aprovados. Fiz isso pouco tempo depois de o resultado da prova ter sido divulgado oficialmente. Por isso o ultimo colocado Daniel Snow acabou sendo desclassificado e Saito caiu uma posição.

— O que??! — Disse Erika chocada. — Como pode fazer isso?

— Foi bem fácil na verdade, a segurança da federação é horrível. — Disse Nico dando um sorrisinho.

— Isso é fraude! É crime! Você destruiu o sonho de alguém que se dedicou a passar naquela prova! E roubou a vez de Saito escolher seu pokémon!

— Bem quanto isso não foi minha intenção, eu precisava eliminar o Daniel e Saito fez apenas um ponto a mais que ele. Eu me inseri com a mesma nota que Saito, mas o sistema me colocou na frente dele, talvez por usar ordem alfabética como critério de desempate.

— Acha que isso justifica?

— Eu não podia deixar alguém como Daniel se tornar treinador... Aquele cara é o pior!

— O que?

— Sobre o tal do Daniel, Nico tem razão. — Disse Saito. — Aquele cara como treinador só nos daria problema. Ele é sangue ruim, deu pra perceber isso fácil.

— Você o conhecia Nico?

— Sim, estudamos juntos em Saffron, a família dele costumava ter um dojo já. — Ele se virou para Saito. — E então, o que aconteceu?

— Ele me desafiou para uma batalha. E disse para eu avisar você que ele vai te pegar.

— Ele está forte?

— Muito.

— Então é isso. Bem Saito, acho que devemos deixar as coisas como estão por enquanto.

— Por enquanto?

— Cedo ou tarde eu terei que encarar o Daniel, até lá não há muito o que fazer.

— É uma decisão sua. Agora que esclareci esse assunto eu estou indo. — Disse Saito se virando e começando a andar na direção oposta.

— Nico...? — Começou Erika.

— Hum?

— Está tudo bem mesmo?

Nico forçou um sorriso.

— É claro! Vamos aproveitar Cerulean!

 

~#~

 

Nico olhou para trás na saída da cidade. O céu estava tingido por uma claridade dourada. Havia uma garota parada na ponte atrás dele.

— O que está fazendo...? — Perguntou Erika.

— Eu vou para Rutile. Sozinho.

— Sozinho? — Disse Erika. — Por que? Andar juntos é o melhor a fazer, você mesmo disse que ele cara é do mau! E ainda por cima ele quer te pegar, pra que você vai atrás dele?

— Isso é assunto meu. — Disse Nico.

— O que? Você não pode fazer isso!

Nico se aproximou dela.

— Assim que eu terminar eu volto. — Disse ele. — Vai ficar tudo bem.

— Primeiro o Iago, agora você... — Disse ela olhando para o chão.

— Do que está falando?

— O grupo está se desfazendo... Eu sabia que seria assim... Mas é muito triste, viajar juntos é mais divertido. Andar por ai sozinho é muito solitário...

Nico pôs uma mão sobre a cabeça dela.

— Se eu você estiver pensando em mim, então eu não estarei sozinho.

Ela ergueu os olhos. Os olhares dos dois se encontraram.

— Ni...co...

— Até logo Erika.

Nico se afastou antes que ela pudesse responder e antes mesmo que ela pudesse se recuperar, ele já estava longe na estrada.


Notas Finais


Nico e Erika se separaram, agora estamos prestes a entrar no arco principal da temporada!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...