História Pokémon: Boundaries Crossed - Capítulo 18


Escrita por: ~

Postado
Categorias Pokémon
Personagens Blaine, Brock, Daisy, Erika, Gary Carvalho, Koga, Lt. Surge, Misty, Professor Carvalho, Sabrina (Natsume)
Tags Pokémon, Vulpix
Exibições 2
Palavras 1.743
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Ação, Aventura, Fantasia, Ficção, Romance e Novela, Saga, Universo Alternativo

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


PERSONAGENS
Jack
Megan
Lunick
Jenny
Austin
Rydel
Pink
Gray
Growlithe
Meowth
Kakuna
Bulbasaur
Beedrill

Capítulo 18 - O Primeiro Rival A Gente Nunca Esquece


Enfim, os três amigos chegam à cidade de Cerulean e enquanto seguiam em direção ao ginásio, aproveitando para olhara a paisagem, analisar as casas e as pessoas da cidade. Jack estava ansioso demais para prestar atenção em qualquer coisa, mas algo consiguiu fazê-lo esquecer isso: pokémon.

Enquanto olhava para os lados admirando a cidade localizou algo que parecia uma loja cuja vitrine expunha os melhores modelos de bicicletas. Aos fundos da loja, havia um garoto que dava comando à seu pokémon.

Jack– Parece que temos um treinador por aqui...

Megan– Qual é! Você vai nos atrasar de novo.

Jack– Só quero ir até lá conhece-lo. Confia em mim!

Lunick– Da ultima vez que confiamos quase fomos mortos numa caverna!

Jack não deu muita atenção e começou a rumar para a loja a passos largos enquando chegava os dados do pokemon que o jovem treinador usava.

PokedexMeowth: o pokémon gato.Ele dorme muito durante o dia e durante a noite torna-se ativo, movendo-se em torno de seu território.

A loja estava fechada, mas como tinha apenas uma pequena cerca de madeira ao seu redor, Jack se preparou para pulá-la.

Lunick– Isso é invasão de propriedade privada!

Jack– Se aquele treinador pode ficar aqui, eu também posso!

Megan– Será que você não tem um mínimo de juízo?

Assim que Jack pois os pés do outro lado da cerca, um alarme alto soou. O garoto e seu Meowth olharam assustados para Jack.

Voz– PARADO AÍ!

Havia uma policial correndo em direção à loja. À frente dela, vinha um pokemon bastante áJack que saltou por sobre a cerca e imobilizou Jack derrubando-o no chão.

Jack– MAS QUE IDEIA É ESSA?

Policial– Eu sou a policial Jenny e você está preso em flagrante pela invasão dessa loja de bicicletas.

Jack– Invasão? Não! Eu só queria ver aquele Meowth!

Jenny– Agora tudo que você vai ver é o sol nascer quadrado!

Jack– NÃÃÃO!

Eis que o garoto em posse do Meowth decidiu tomar partido do que estava acontecendo.

Treinador– Ei, policial Jenny, espere! Não precisa prende-lo.

Jenny– E você é...

Treinador– Sou Austin. Meu pai é o dono dessa loja. Eu sei que esse garoto não tinha a intenção de roubar a loja ou algo do tipo.

Jenny(para Jack) – Não foi dessa vez garoto! Você está livre!

Jack(para Austin) – Obrigado!

Jack se livrou das garras apertadas do pokemon policial.

PokedexGrowlithe: o pokémon filhote de cachorro. Fiel ao seu mestre, o Growlithe vai afastar os inimigos, latindo e mordendo.Por isso é o mais indicado para as forças policiais em diversas regiões.

Jack– E ele fez um ótimo trabalho.

Jenny– Esse Growlithe está a meu lado faz anos. Ele é realmente incrível e muito leal.

Growlithe latiu em agradecimento e seguiu a policial quando ela deu as costas e foi embora. Jack ficou constrangido ao perceber que estava sob olhar atento de Austin, alem de um olhar mais severo de Megan e Lunick.

Jack– Me desculpe por invadir a loja do seu pai.

Austin– Tudo bem quanto a isso. Mas alias... por que invadiu a loja?

Jack– Não sou ladrão ou nada do tipo. Eu apenas vi você treinando seu Meowth e decidi me aproximar e ver um pouco mais.

Austin– Você pode ver de mais perto se quiser. Venham comigo, todos vocês!

Austin admitiu a entrada dos três e os levou ao fundo do estabelecimento onde havia uma arena de batalha. O garoto ainda serviu biscoitos e suco a todos enquanto explicava.

Austin– Meu pai é Rydel, um grande empreendedor no ramo das bicicletas, como sede aqui em Cerulean e pretendendo expandir seus negócios por todas as regiões. Ele esperava que eu fosse seguir no ramo de negócios, mas acho que meu negócio é mesmo as batalhas. Ele aceitou isso muito bem, construindo essa arena para que eu pudesse treinar e realizar meu verdadeiro sonho: vencer a Liga Kanto

Jack se engasgou com o suco e recebeu tapinhas nas costas de Lunick e Austin.

Jack– Mesmo? Eu também vou para a Liga de Kanto!

Austin– Acho que somos rivais então...

Megan– Isso é ótimo!

Todos a encararam, espantados.

Megan– Eu digo, ter um rival. Alguém para disputar. É isso que torna o mundo das batalhas tão emocionante. E sabem qual é a melhor maneira de inaugurar essa rivalidade?

Jack e Austin– UMA BATALHA POKÉMON!

Os dois não perderam tempo e tomaram suas posições na arena.

Voz– Esperem!!!

Um homem surgiu correndo e parou no centro da arena, arfando.

Austin– Pai?

Megan– Então esse é o Sr. Rydel?

Rydel– Eu não posso deixar de estar presente na primeira batalha do meu filho contra um rival. Um fato como esse precisa ser gravado (ele ergueu uma câmera digital)e também narrada por mim.

Lunick– Legal! Como nas batalhas oficiais, teremos um Juiz de Batalha.

Rydel também tomou sua posição do lado da arena e com a câmera em mãos, começou a gravar.

Rydel– Está prestes a começar a batalha 2x2 de Jack contra Austin. Pois bem, escolham seus pokémons!

Austin– EscolhoKakuna!

Jack– EscolhoBulbasaur!

Rydel– Pois bem! COMECEM!

Jack– Vamos Bulbasaur, use Investida!

Austin– Endurecer!

Bulbasaur correu contra o rival, mas quando o atingiu com uma forte cabeçada, viu-se causando menos efeito do que deveria já que o corpo do rival ficou envolvido por um escudo metálico que aumentou sua defesa.

Lunick– Endurecer é a única habilidade conhecida por Kakuna. É ótima para aumentar a defesa mas não dá para se vencer uma batalha apenas com isso...

Bulbasaur deu um salto para trás e disparou uma sequencia de folhas que avançaram contra seu rival em uma velocidade cortante. Kakuna foi erguido no ar com o forte impacto e queda causou seu nocaute.

Rydel– Kakuna está fora de combate!

Jack– Essa foi rápida.

Megan– Bulbasaur acabou mesmo com ele usando as Folhas Navalha!

Austin– Eu não imaginava nada diferente... minha próxima escolha é o Meowth!

Jack– Acredito que seja seu melhor pokémon até agora. Esteja atento, Bulbasaur!

Austin– Ele nem verá o que o atingiu! Meowth use Arranhar!

E foi com uma velocidade descomunal que Meowth golpeou seu adversário com as poderosas garras afiadíssimas.

Jack– Folha Navalha!

Austin– Balas de Semente!

As folhas cortantes colidiram com o jato de sementes provocando uma explosão que lançou os rivais para lados opostos.

Megan– Acho que Meowth não pode aprender Bala de Semente...

Lunick– Talvez não todos, mas existem exceções. Pokémons que nascem com algum tipo de modificação no DNA que lhe permite aprender movimentos que ele geralmente não deveria saber.

Bulbasaur e Meowth seguiram na briga com os ataques do tipo grama durante mais algum tempo, mas logo perceberam que era inútil.

Jack– Investida!

Austin– Multiplicar!

Assim que Bulbasaur avançou contra o rival, foi surpreendido quando este criou vários clones, confundindo-o.

Jack– Isso não pode ser! Vários Meowth’s?
Lunick– Não se engane, é apenas um truque ilusório! Apenas um deles pode ser o verdadeiro!

Austin– Cauda de Ferro!

Sem nem dar tempo para que o oponente encontrasse o verdadeiro Meowth, este saltou para cima quebrando o efeito do multiplicar e fazendo suas cópias desaparecerem. A cauda dele assumiu um efeito metalizado e ele brandiu-a contra o rival.

Jack– Não espere, Bulbasaur! Chicote de Cipó agora!

Bulbasaur usou seu chicote para combater a Cauda de Ferro. Meowth foi ricochetado, rodopiando alguns instante no ar antes de aterrissar dolorosamente. Ele ficou em pé novamente, estava disposto a continuar.

Jack– Investida!

Austin– Arranhar!

Bulbasaur avançou rapidamente contra Meowth. Este esperou o oponente estar perto o suficiente antes de brandir suas garras, fazendo-o deslizar para trás deixando um rastro na terra.

Austin– Cauda de Ferro, VAI!

Jack– Bulbasaur, Chicote de Cipó, VAI!

Mais esperto dessa vez, Meowth passou por entre os chicotes de Bulbasaur, avançando cada vez mais rápido contra ele. Sua cauda assumiu um efeito metalizado e com um rodopio, ele acertou diretamente a cabeça de Bulbasaur ao mesmo tempo que esse também o ricocheteava pelas costa com o cipó. Os dois caíram no chão e não se levantaram mais.

Rydel– Tanto Bulbasaur como Meowth estão fora de combate. Mas como Jack ainda tinha um pokemon sobrando, é justo declara-lo o vencedor deste embate.

Austin– Quer dizer que... eu perdi?
Jack– Vitórias e derrotas fazem parte da vida de um treinador. Isso eu aprendi da maneira mais difícil. Mesmo assim, o que importa é se divertir com seus pokemons.

Os dois recolheram seus pokémon e se cumprimentaram com um caloroso aperto de mãos.

Lunick– Mas Jack... agora Bulbasaur está cansado. Não poderá participar da batalha de ginásio!

Jack– Acho que terei que esperar amanhã para isso.

Rydel– Mas esperar é muito chato. Vamos à um restaurante, todos nós, juntos! É por minha conta.

Megan– Então eu vou!

Austin– Tudo bem, mas esperem um pouco!

Austin desligou o alarme da loja, entrou lá e deixou as pokebolas de seus pokemons sobre o balcão. Em seguida, voltou para fora e ligou novamente o alarme.

Megan– Por que deixar as pokebolas aí dentro?

Austin– É seguro. Ninguém seria todo o suficiente para entrar aí dentro.

E assim, os cinco seguiram para o restaurante de Cerulean

Mas ainda não acabou.

Duas figuras que estiveram ocultas atrás da caixa de correios finalmente decidiram se revelar.

Pink– Achei que eles não fossem embora nunca.

Gray– E o que faremos aqui? Roubar uma bicicleta?

Pink– E o que eu faria com uma bicicleta? A idéia é pegar os pokemons do moleque. Eles os deixou lá dentro.

Gray– Mas tem o alarme.

Pink– O alarme não pode nos segurar. Ele apenas aciona a policia, que quando chegar já estaremos longe, alias.

Os dois correram o mais rápido que podiam para a loja, agora, vazia. Assim que quebraram uma vitrine para poder entrar, o alarme soou alto e claro e Gray não perdeu tempo, agarrando as pokebolas sobre o balcão.

Gray– Se roubarmos as bicicletas, podemos fugir mais rápido.

Pink– Ótima idéia.

Na tentativa de segurar a bicicleta, Gray deixou as pokebolas caírem. Uma delas se abriu precipitando o Kakuna para fora.

Pink– Seu mongolóide! Ainda bem que é apenas um Kakuna. Imagine se fosse um Rhydon ou um Charizard!

E foi então que Kakuna começou a brilhar. Foi como se ele tivesse deixando um casulo, mas Pink e Gray não gostaram muito dessa metamorfose ao ver que sua evolução possuíam laminas bastante afiadas.

Pink e Gray– BREEDRILL!!!

Os dois correram para escapar de Beedrill, que agora podia voar e persegui-los em grande velocidade. Os dois correram como se suas vidas dependessem disso, desaparecendo pelas ruas de Cerulean.


Notas Finais


NO PRÓXIMO CAPÍTULO - O SHOW DA SEREIA DE CERULEAN
Jack participa de um espetáculo com a Misty e mais do isso, participa de uma batalha que lhe dará sua segunda insignia.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...