História Pokémon: Boundaries Crossed - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Pokémon
Personagens Blaine, Brock, Daisy, Erika, Gary Carvalho, Koga, Lt. Surge, Misty, Professor Carvalho, Sabrina (Natsume)
Tags Pokémon, Vulpix
Exibições 3
Palavras 1.339
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Ação, Aventura, Fantasia, Ficção, Romance e Novela, Saga, Universo Alternativo

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


PERSONAGENS
Jack
Megan
Gary
Vulpix
Spearow
Rhydon

Capítulo 4 - A Prática Leva À Perfeição


Jack e Megan seguiam o caminho de sua aventura e o garoto ainda não desistira da idéia de pegar um pokémon. Após as tentativas falhas envolvendo Rattata e Caterpie, sua próxima chance surgiu quando já estavam quase entrando na próxima cidade. Havia um bando de pokémon voadores amontoados no chão, sem nenhuma preocupação.

PokedexSpearow: um pokémon pássaro.Ao contrário de Pidgey, Spearow tem uma atitude terrível. É muito selvagem e, por vezes, ataca outros pokémon e humanos

Jack– Certo. Hora de tentar mais uma vez.

Megan– Talvez funcione se você planejar uma abordagem surpresa e...

Era obvio que Jack não escutou nenhuma palavra dela, pois ele simplemente saltou sobre o bando de pokemon tentando segurar um com as próprias mãos. Assustadas, as aves voaram o mais longe possível dele, exceto um que corajosamente avançou contra o garoto desferindo-lhe fortes bicadas na cabeça.

Jack– Ai, ai!Vulpix, ajude-me! Use se ataque de Brasas!

Vulpix saltou para fora da bola e disparou pequenas faíscas de fogo. Spearow voou e se esquivou velozmente do ataque. Fez um giro no ar e mergulhou em direção ao seu rival, brandindo o bico repetidas vezes em tentando atingir Vulpix, que se esquivava com eficiência.

Megan– Ele está usando o Ataque de Fúria!

Jack– Vulpix, não fuja, contra ataque!

Vulpix atingiu uma Investida em Spearow atacando-o por baixo. A ave foi arremessada para o alto, descontroladamente.

Jack– Brasas, vai!

Vulpix novamente disparou suas faíscas de fogo e dessa vez, Spearow não teve tempo de fugir. O fogo explodiu contra o pássaro, que despencou de costas no chão.

Jack– Vai pokébola!

A esfera atingiu Spearow em cheio e o atraiu para dentro dela em meio à um raio vermelho. A pokebola caiu no chão, sacudindo de um lado para outro, o que queria dizer que o pokémon ali dentro estava resistindo. Logo, uma explosão de fagulhas esbranquiçadas avisou que a captura estava completa.

Jack– Capturei meu primeiro pokémon!

Megan– Parabéns, mas você poderia ter tornado tudo mais fácil se tivesse uma estratégia...

Jack– E tirar toda a graça da aventura, nada disso.

Megan– Você é quem sabe. Acho que podemos seguir. Já posso avistar a cidade de Viridian daqui.

Em poucos minutos de caminhada, os dois adentraram em Viridian. A cidade era grande, com arranha-céus à perder o céu de vista.

Megan– Até onde eu sei, haverá um concurso pokémon que será realizado aqui dentro de alguns dias e eu pretendo participar.

Jack– Tem algum ginásio por aqui?

Megan– Com certeza.

Jack– Vamos para lá agora.

Megan– Mas o líder do ginásio não está lá.

Jack– Como você pode saber.

Megan– Porque eu estou vendo em bem ali.

Megan apontou para um rapaz de cabelos castanhos e espetados que estava sobre uma caminhonete. O veiculo andava pelas ruas e o rapaz acenava e entregava folhetos paras as pessoas que ia encontrando. Quando passou perto de Megan e Jack, não foi diferente.

Líder do Ginásio– Não se esqueçam de assistir ao primeiro concurso pokémon da cidade de Viridian.

Ele deixou um folheto com os dois e continuou a distribuir para as outras pessoas.

Megan– Ele é bem famoso e querido aqui na cidade. Está fazendo tudo isso para divulgar o concurso. Ele é tão fofo...

Jack– Você parece saber de tudo que acontece por aqui...

Megan– Isso é porque eu moro aqui tolinho. Eu estava lá atrás, na rota perto de Pallet para treinar meu Caterpie para o concurso que ia acontecer aqui. É o primeiro que irei participar e estou bastante ansiosa.

Jack– Como é mesmo o nome do líder do ginásio...?

Megan– Ele é Gary Carvalho, neto do Profº Carvalho.

Jack– O QUE?

Susto maior foi o que Megan levou com o grito de espanto de Jack. A pedido do garoto, Megan o levou até o ginásio de Viridian, onde eles aguardaram pacientemente até que Gary aparecesse ali.

Gary– Posso fazer alguma coisa por esse feliz casal?

Megan– Não somos um casal.

Jack– Quero uma batalha com você.

Gary– Vamos entrando e isso poderá ser providenciado.

Gary abriu as portas do ginásio e os conduziu por um longo corredor até uma arena enorme, bem diferente daquela coisa improvisada que Jack vira em Pallet. Gary o instruiu a ficar em uma extremidade da arena enquanto ele ficava na outra.

Gary– Então, comoé seu nome.

Jack– Eu sou Jack e pretendo me tornar um Mestre Pokémon.

Gary– Já imaginava. E a quanto tempo está em jornada.

Jack– Na verdade, comecei a alguns dias.

Os olhos de Gary se arregalaram de espanto, mas logo essa estranha expressão foi substituída por um sorriso misterioso.

Gary– E você acha mesmo que vai me derrotar nesse ginásio?

Jack– Está duvidando de mim? Sou um treinador pokémon nato e venci algumas batalhas antes de chegar aqui.

Megan– Não esqueça de dizer que venceu batalhas contra outros iniciantes.

Jack(irritado) – Cale-se!

Gary– Infelizmente ela tem razão. Você deveria praticar mais antes de desafiar um líder de ginásio experiente como eu.

Jack– Eu consigo!

Gary– Se você acha, então que seja. Eu escolhoRhydon!

A primeira impressão de Jack foi realmente um espanto diante da corpulência de seu adversário. De repente, Vulpix e Spearow pareceram-lhe bem frágeis.

PokedexRhydon: é conhecido como o pokémon broca. Seu grande chifre dá um poder de ataque formidável.

Jack– Eu escolho Spearow!

Gary– Pode começar. Mostre tudo que tem.

Jack– Spearow, Ataque de Fúria!

O bico da ave brilhou e ele avançou contra o rival, desferindo poderosas bicadas rápidas por todo o corpo de pedra do adversário, que não fez absolutamente nada para impedi-lo. Também nem precisava reagir, os ataques não fizeram nenhum arranhão.

Jack– A pele dele é tão dura...

Gary– Rhydon, mostre a eles o seu Ataque de Chifres!

Rhydon urrou, batendo com os pés no chão. O chifre em sua cabeça brilhou e ele golpeou Spearow poderosamente. O pokémon não teve nenhuma chance e logo cai no chão, inconsciente.

Megan– Caramba! Isso foi rápido!

Jack tremeu. Sabia que era impossível vencer esse adversário. Definitivamente, ele se precipitara em querer uma batalha de ginásio tão rápido. O que tinha na cabeça? Acabara de começar sua jornada como treinador.

Gary– Você deve fazer sua próxima escolha, agora!

Jack– Vai Vulpix! Use as Brasas!

As pequenas bolas de fogo de Vulpix, assim como as bicadas de Spearow, não fizeram nem cócegas em seu adversário.

Jack– Assim não dá! Ele é indestrutível!

Gary– Use o Cavar!

O chifre de Rhydon começou a girar. Ele mergulhou no chão e desapareceu debaixo da terra em questão de segundos. Era impossível saber de onde ele ia emergir,o que deixou tanto Jack como Vulpix bastante desesperados. Num piscar de olhos, o chão abaixo de Vulpix explodiu quando Rhydon emergiu dele, co o punho levantado ele simplemente golpeou Vulpix, levando-o a nocaute imediato.

Gary– Vamos lá. Essa batalha está ficando interessante. Continue.

Jack– Eu... não tenho mais pokémons.

Gary– Então é isso?

Jack– Parece que sim...

Gary recolheu Rhydon de volta para a pokebola se dirigiu para o inconsolado Jack.

Gary– Desculpe se eu fui bruto demais, mas eu precisava te ensinar essa lição. Por mais batalhas que você tenha vencido, jamais deve subestimar o seu adversário. É necessário treinar muito duro para vencer um ginásio como o meu. Sei que um dia você chegará a esse nível.

Jack– Eu entendo.

Gary– Espero poder batalhar com você de novo quando for mais forte.

Jack– Pode deixar e quando acontecer, eu vou ganhar.

Gary sorriu e cumprimentou-o com um forte aperto de mão.

Gary– Se quiser uma dica, sugiro de siga para o ginásio de Pewter.

Jack– Obrigado. Farei isso.

Junto com Megan, o garoto deixou o ginásio.

Jack– Vamos ao Centro Pokémon. Preciso curar meu pokemons e podemos aproveitar para dormir por lá também.

Megan– E amanhã podemos ir até a Floresta de Viridian. Antes do concurso começar, eu gostaria de capturar mais um pokémon.

Jack– Tudo bem.

Megan– Eu vou arrasar.

E Jack parece ter aprendido com a derrota. O próximo ginásio é o da cidade de Pewter. Será que ele se sairá melhor quando chegar lá?


Notas Finais


NO PRÓXIMO CAPÍTULO - A VENENOSA JANINE
Correm boatos por Viridian que há uma treinadora poderosa na floresta. E depois da grande dica de Gary, Jack não perderá a chance de treinar batalhando contra uma treinadora tão poderosa.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...