História Pokémon Brasil: Em busca do Pokémon Lendário - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Pokémon
Personagens Bulbassaur, Charmander, Eevee, Gyarados, Personagens Originais, Squirtle
Tags Pokémon
Visualizações 28
Palavras 701
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Mistério, Romance e Novela, Universo Alternativo

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 15 - Equipe Pokémon Aparece!


Paramos a tempo de ver o pôr do sol. Já estava cansada, Rafael também.


-Estamos longe de algum lugar que podemos parar, temos que dormir aqui. - ele disse.

-Eu, como prestadora de serviços, irei mostrar um pouco da minha sabedoria para você, mortal! - comecei - Vamos dormir numa árvore, no galho dela, para falar a verdade.

-Ah, claro, como se a senhorita conseguisse se equilibrar em um galho... - ele começou a rir.


-Temos que nos esconder, sei lá nunca se sabe quando vamos ser esmagados por uma árvore que cai por aí.

-Verdade... florestas e coisas com muita árvores, não são confiáveis, - me lembrei daquela noite que batalhamos contra aquele cara - mas você tá certa, vamos dormir ali! - ele apontou para uma canto muito escuro e escondido entre algumas árvores - Deve estar cheio deve ratata, mas tudo bem.


Fomos pra o canto onde ele disse, que felizmente não estava com ratata, nem pokémon nenhum.

-Por que vamos dormir agora?

-Porque vamos acordar mais cedo, e aproveitar melhor o dia que é claro e dá pra ver melhor as coisas.

Faz sentido o que ele disse. Eu fui dormir tranquilamente, quando acordo no meio da madrugada, e acordei Rafael para continuarmos a caminhar.

-Iai? - disse quando já estava na trilha - Qual pokémon posso colocar na equipe?

-Eevee.

-Eevee?

-Eevee!

-Tá... Mas não tenho certeza...

-Eevee é boa, já que você está em dúvida, pega a eevee, depois decide pra qual evoluir.

-Você tem razão, agora só falta achar uma...

Andamos um pouco até chegarmos num campo aberto, no meio tinha uma fogueira, mas o fogo já estava acabando e ao seu redor tinha um tronco de árvore para sentar, no lado direito tinha uma máquina igual a que tínhamos visto, e uma lanchonete do lado, que estava aberta, e no lado esquerdo dois banheiros (um feminino outro masculino).

-Tem dinheiro aí? - perguntei.

-Claro.

-Vamos comprar o que está faltando e vamos explorar ao redor, depois seguir em frente. - falei, Rafael foi comprar as coisas e eu fui ao banheiro, que para minha surpresa estava limpo, depois eu comi e ele foi ao banheiro. Terminamos e fomos explorar.

-Qual barulho eevee faz?

-Eevee.

-Eeve, eee... parece que não deu certo.


Depois de alguns minutos, eu finalmente encontrei uma eevee, que fugiu depois de eu jogar a pokebola e não der certo, Rafael riu.


-Parece que nós não estamos com sorte.

Prosseguimos a caminhada. Uns minutos se passaram com a gente andando, até que um homem apareceu correndo na direção da trilha olhando para trás, ele se esbarrou comigo.

-Desculpa, mas temos que correr! - o homem, que vestia um paletó no meio da floresta falou.

-Por que?

Ouvimos alguém se aproximando pelo mesmo lugar de onde o homem apareceu, e logo em seguida um voz:

-Prepare-se para a chegada! - disse uma voz masculina.

-A chegada da lenda! - agora parece uma mulher.

-Por uma nação vamos batalhar. - disse o homem em seguida a mulher:

-E por eles iremos ganhar! - depois o homem falou:

-E nesta floresta em que vocês estão - eles alternavam nas falas.

-Vamos lutar sem compaixão!

-Muito prazer, eu sou Jaime! - ele se apresentou.

-E eu Jessica! - Agora foi sua vez de falar.

-Junto nós somos: A Equipe Pokémon! - eles falaram juntos enquanto pulavam para fora das sombras, uma mulher de cabelos longos e com pontas roxas apareceu e um homem com um cabelo um pouco grande com pontas verdes, ela vestia uma casaco cinza por cima de uma blusa branca com uma letra P vermelho no meio, igual ao do homem, ambos usavam botas pretas e calças cinzas.

-Cloyster - um cloyster apareceu.

-Ah, não basta serem bandidos, - falei logo percebendo a semelhança (muito grande) com a Equipe Rocket - tem que ter plágio da Equipe Rocket também... que originalidade...

-Somos parceiros da Equipe Rocket, tá? - a mulher olhava irritada pra mim - Agora, para o que interessa, queremos os pokémons.

-Ah! Também queremos, mas estamos sem pokebola, sabe, a crise né... - agora ela ficou com muita raiva depois que falei isso.

-Lá vamos nós de novo... - Rafael pegou a pokebola e seu pokémon no mesmo instante saiu, eu fiz o mesmo e gritamos os ataques ao mesmo tempo - Ember!

-Bullet Seed!

Mas na verdade eu sabia que não íamos batalhar, isso é só uma distração para dar tempo da gente correr.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...