História Pokemon Mystery Dungeon, Asas para o Amanhã [Interativa] - Capítulo 7


Escrita por: ~ e ~Mikha_Lln

Postado
Categorias Pokémon
Personagens Absol, Articuno, Bulbassaur, Celebi, Charizard, Charmander, Chikorita, Eevee, Fennekin, Gardevoir, Gyarados, Jigglypuff, Jolteon, Lucario, Meowth, Mew, Mewtwo, Moltres, Personagens Originais, Pikachu, Ralts, Riolu, Snivy, Xerneas, Yveltal, Zapdos
Tags Interativa, Pokémon, Pokemon Interativa, Pokemon Mystery Dungeon
Exibições 45
Palavras 7.409
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência
Avisos: Mutilação, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Howdy there, Pokemon Fans!! Sou eu, Ice com mais um capítulo!! Queria agradecer vcs povo, vcs são super lgs!! Todo comentário que eu e a Mikha recebemos é um mais carinhoso que o outro, ou engraçado!! Vcs são show!! Eu ainda não esqueci q to devendo uma pra vcs, mas talvez demore um pouco...
Bom, aqui está o novo capitulo! Espero que gostem e até as notas finais~

[Mensagens Extras!!

Frisk: Oi pessoas!! Teve um povo falando que realmente não foi uma boa ideia colocar as Mensagens Extras no final, se não vcs iam que ler tudo de novo, aí eu e o Azzie vamos coloca-las sempre aqui no começo ^^
Asriel: Friiiiisk, vc sabe que eu não gosto desse apelido ><
Frisk: ENFIM!! Para começar, A Música do Dia!
https://www.youtube.com/watch?v=FJz8xQTx6oc
-Lugia's song remixed, by NightCorp.
Asriel: Outra música remix do Lugia's Song?
Frisk: A autora está viciada nisso. Bom, povo, esse lindo remix na verdade não é para ser ouvido no mesmo tempo que a fan fict, porem, contudo, entre tanto, todavia. É uma ótima musica!! AH!! E se vcs pessoas lindas (*Flirt) quiserem enviar recomendações de músicas, Eu~, e o Azzie-
Asriel: ASRIEL!! >:(
Frisk: kkk, eu e o Asriel queremos comentários tamb!! T-T
Bom, tirando isso.
Avisos!!
Para começar, não ainda não vai sair os capítulos com os personagens de vcs hoje. Mas a boa notícia é que agora vai ter tipo um Count Down para cada personagem!!
Asriel: Que chique, Hihihihih.
Frisk: Yep!! Onde vai ser? No próximo aviso, e até lá estará no último aviso,

(Ice: Vai ser no Aviso 3, junto com as coisas do especial de Halloween.)

Bom, pessoas! É só isso!! Vejo vcs no próximo capitulo!!
Asriel: Não esqueçam de comentar!! Pls *sad goat face*
Frisk: Kkk, continuem determinados! ;) ]

[Fun Fact: essa parte foi escrita no dia 10/10/2016, ou antes e eu não me lembro XP . O resto desse capitulo não foi escrito num dia só.
-Mensagem do dia 16/10/2016 ]

Capítulo 7 - Capitulo 3- Um "Erro" em Vila Sunshine


Fanfic / Fanfiction Pokemon Mystery Dungeon, Asas para o Amanhã [Interativa] - Capítulo 7 - Capitulo 3- Um "Erro" em Vila Sunshine

-Lilyth P.O.V.-

 

Eu acordei sentindo a grama verde balançar em meu rosto peludo, ainda não estou acostumada com isso... é ainda mais difícil descrever, é como se seus ossos, pele, tivesse mudado de lugar.... Agora eu tinha uma calda! Duas orelhas enormes, pelos longos e quentes que cobrem meu corpo por inteiro, e o mais estranho é sentir suas habilidades como pokemon, apesar de nunca ter tentado, sei como e que sou capaz de fazer uma Shadow Ball na altura de meu rosto... Mas não queria pensar nisso agora, fiz minha patas frontais levantarem meu corpo quadrupede, logo me estabilizei nas estranhas patas meio-caninas, segui meus instintos e me espreguicei e sacudi meu pelo quente, absorvendo a luz do sol, deveria ser por volta do início da manhã, o sol ainda está subindo, seus raios amarelos passavam por entre as árvores e suas folhas, incrível o mundo por aqui em baixo, acho que nunca havia percebido antes... Aham, pare de viajar, Lily... Ouço um barulho vindo de traz de mim, dou um pulo baixo para me virar mais rápido, noto que a fogueira que nos aqueceu durante a noite já esta apagada, o preguiçoso ainda está dormindo... Eu jurava que ele já havia acordado... Olhei em volta, nenhum sinal do que havia feito o som... "Estranho..." pensei, “Pera, eu sou um pokemon! Talvez eu ouça melhor agora... hum... :D, se concentre, Lily! Ouça...", fechei meus olhos, minhas orelhas balançavam um pouco tentando capitar qualquer som, até que eu ouvi um pokemon quase da mesma altura que mim correndo nas folhas perto de onde estávamos, girei no lugar novamente e o pokemon notou que descobrira sua presença.

*Hey!! Quem está aí? -Disse desafiadoramente com um sorriso no rosto - *Não me faça ir atrás de você! - Mas ele não me ouviu e saiu correndo, corri por entre as moitas tentando o alcançar, mas como disse, ainda não me acostumei com as quatro patas de apoio, tropecei e cai rolando até um linda e pontuda pedra no chão.

*AAAH!!- gritei, não tão alto, levantei rápido e me sacudi de novo removendo a terra que tinha garrado em meu pelo - *Porcaria de pedra...- xinguei e dei língua para a pedra, só para ver quanto infantil estava agindo, ri de meus atos, lembrando da perseguição votei a examinar os sons silvestres, mas o pokemon já estava longe. -*Droga... pff, hahahahah- Voltei a rir, dei meia volta e voltei para o acampamento onde a bela adormecida do Karal finalmente acordou, eu devia para de chamar ele assim, mas qual é, ele me deixou na dúvida ontem à noite... Af. Bom, ele estava lá se espreguiçado... serio, todos os pokemons fazem isso quando acordam? Meh, sei lá... ele levou um susto fraco com a minha chegada, ficou sobre suas patas traseiras e falou:

-Bom dia. -Yep, foi só isso.

*Oh, bom dia!! - Disse eu, alegremente - *Então.... Você disse que ia me levar a uma vila hoje, certo?

-Sim, Vila Sunshine. Não muito longe.- Ele disse, depois se virou e começou a guardar suas coisas, cantil, parte das "camas" de palha e lençóis, eu trouxe o outro lençol que ele me deu para dormir, ontem à noite, já dobrado, ele acenou com a cabeça agradecido... Ele é meio... De poucas palavras...

*Parece ser um lugar legal e simpático ^^

-É, você pode dizer isso... -ele ajeitou o lenço de seu pescoço e colocou a mochila nas costas- Mas eu sugeria você não passar muito tempo por lá...

*Hum? Por quê? - Disse virando minha cabeça um pouco.

-Você vai ver.... - ele começou a caminha direção a trilha, -Vamos?

Saltitei até acompanha-lo, ele é meio frio e quieto, mas é bom ter um amigo como ele! Sinceramente estou feliz por ter a sorte de ter encontrado ele. Karal e eu andamos por um tempo, até que alguns pokemons começaram a nos atacar, eu não entendi nada afinal para que isso? Nós só estávamos de passagem, Karal disse que é briga por território ou para aumentar o nível deles, mas num mundo tão civilizado entre pokemons, é bem estranho...

Após umas 2 horas de caminhada nós chegamos a uma grande clareira, nela havia várias casas diferentes e coloridas, pequenos shoppings e algumas esculturas e arbustos decorativos, na entrada havia uma grande placa de madeira e outros materiais um pouco mais difíceis de reconhecer, mas com certeza eram naturais, nela estava escrito:

[ Bem-Vindos à Vila Sunshine!! ^^ ]

 

Encontrei-me com tamanha beleza da pequena vila, pokemons andavam por todos os cantos, crianças e adultos, reparei mais nas construções, podia jurar que já havia visto antes, parecia feitas por humanos mas para tamanho Pokemon, Karal parecia mais quieto que antes não tirando aquela cara de pensativo de seu rosto. Confesso queria que ele falasse mais, apesar de termos quase a mesma idade ele conta histórias como ninguém, sabias palavras de vez em quando... Meh. Ouvi músicas e risos, aquela vila realmente me lembrava a um nascer do sol, tão acolhedor e gracioso, ainda não entendi o que Karal quis dizer para eu não ficar tanto tempo aqui, esse lugar parece de um sonho!!!

Karal e eu atravessamos a Vila até um pequeno desvio de caminhos, ou uma encruzilhada, por entre 4 ruas/caminhos, uma dava para a floresta de novo, o outro para mais dentro da vila grande, outro tinha uma Campininha e um parquinho onde alguns pokemons crianças brincavam inocentes, o outro foi de onde viemos.

-Bom fim da estrada. - Ele parou.

*Hum? O que vo- Comecei a falar confusa, tinha ficado um pouco para trás admirando as belas construções pokemons, parei também da frente de Karal, busquei talvez um olhar brincalhão ou qualquer coisa em seus olhos que me penetravam friamente, ele parecia mais sério do que antes (Se isso é possível, serio! Ele está sempre sério!! Pfff, sou engraçada, hahah), com um ar triste e de raiva. Ele me interrompeu.

 

-Narrator P.O.V-


 

* Bom, então tchau. -Ele disse indo embora.

*A-ah?! Vo-você vai me deixar sozinha aqui?! - A Eevee disse, tentando alcançá-lo, ele se desviou e a olhou com uma cara mais irritada. 

* Olha, eu só te trouxe até essa vila, afinal você preferia que eu tivesse a deixado desamparada na floresta?! - Ela deu pequenos passos para trás- Bom, agora vc está numa civilização, já pode se virar sozinha.

*E-eu...

O Riolu lhe deu as costas e andou sem olhar para trás. Lily, sem saber o que fazer, ficou ali.

Ela sentia vontade de chorar, não tinha ideia do que fazer, do que falar. Ela sacodiu a cabeça afastando os pensamentos ruins, e olhou em volta.... Porém, não gostou do que viu.... Os pokemon que passavam ou viravam o rosto para não olhar para ela, ou a olhavam com olhares de desgosto. Seus pequenos olhos azuis finalmente conseguiram conforto com um pequeno Pichu que tinha ido buscar sua bolinha perto dela, ela deu alguns passos para trás e o Pichu a encarou com confusão, depois sorriu gentilmente fechando os olhos.

*Ah... Oi! Eu sou- ela começou a falar, mas foi interrompida por uma voz atrás do pequeno.

*Lukas!! Venha cá já!! - Era um outro Pichu, estranhamente Lily percebeu que eles eram parecidos, não só porque era a mesma raça pokemon. O Pichu que chamava Lukas correu em suas quatro patas até o irmão e o puxou.

*Ei!! Pare com is-disse Lukas tentando se libertar.

*VAMOS!!- insistiu.

*Mas aquela moça parecia precisar de ajuda!! - Ele disse gentilmente, e olhou para Lily com tristeza.

*Lukas, nós temos que ir, e você não deve falar com Shinies! - Ela disse agora baixo, mas Lily conseguiu ouvir. A shiny ficou observando enquanto sua última esperança a olhava e lhe pedia desculpa com os lábios, ela lhe deu um sorrisinho de "tudo bem"...

Mas não estava... 

 

-Em outro local-


 

"Isso foi uma ideia idiota. Idiota, idiota, IDIOTA!! Serio? Trazer ela aqui depois deixa-a para se virar sozinha?!? Eu soube me virar e com certeza sobrevivi. Mas, não é por isso que eu deveria ter deixado ela lá!! Parabéns Karal! Você é um completa idiota e antissocial..."-Karal pensava se afastando cada vez mais de onde havia deixado Lily, "aaaarrg... Afinal, para que a trouxe aqui?! Eu deveria ter levado para Shiny Town diretamente!!  Mas, Nãooo.... Eu tinha que trazer ela aqui porque eu já estava vindo para cá, brilhante, Karal, bri-lhan-te!".

Karal perdido no pensamento se deveria voltar ou não acabou esparrando na Quest sign.

*HEY!! Olhe por onde anda!! Quer deixar que essas quests saem voando ou pior se a placa cair no chão...!!- Disse uma Glaceon atrás do balcão, bastante irritada.- OH!! Karal?!? Eu não vi que era você. Você está bem? Não viu a placa na sua frente? Hihihih.-ela falou com mais calma.

*Au... Oh, oi Grace. Foi mal eu estava... distraído...

*Huuuuum.- Grace diz, com um sorriso maléfico e largo -*Será que eu estou sonhando ou senhor "lonely" finalmente arranjou uma-

*Não comece. - Disse Karal com uma pata cobrindo a cara em um “face-paw”- *Não, eu não estava pensando ou "arranjei" uma namorada, você precisa parar com isso, é estranho.

*Nyihihihih, claaaaaaro. ;) 

* >:I, de vez enquanto eu acho que você precisa de um terapeuta...

Grace continuou rindo dos comentários de Karal, Grace conhecia Karal desde que ele chegara a esse mundo, ela é como uma irmã mais velha para ele, apesar de ser meio maluca as vezes e querer ship-ar ele com a cidade inteira. "Pera... Talvez..."

*Grace, eu preciso de um favor...

*Hum? O que foi?

*Aff, tenho certeza de que você já deve ter ouvido falar da shiny que veio para a nossa vila certo?

*Oh! Sim... Rumores andam rápido nessa vila..., mas é tão estranho um shiny por aqui, eles nunca vêm para essas partes...

*É, bem... sim...

*... Karal, você tem alguma coisa a ver com isso, não tem?

*...- ele para de olhar em seus olhos por um minuto, depois a olha novamente com um olhar determinado e conta tudo o que aconteceu, bom... quase tudo. Karal contou-lhe sobre que quando estava voltando para vila ele achou a eevee shiny desmaiada na floresta, apesar disso ela aparentemente estava bem. Eles acabaram tendo de acampar lá, Grace lhe olhou com um sorriso meio mal:

*Nem pense- disse ele, seriamente.

Karal contou que ele a trouce para cá e havia a deixado na parte norte da cidade. E continuou:

*E por isso... O favor que eu queria lhe pedir é que cuidasse dela, ela teve uma amnésia ou sei lá... E afinal, vocês são da mesma espécie, e tudo mais. 

*Huuuuuumm. Meu Deus, será possível? Karal se preocupando com outro pokemon que não seja ele mesmo?? 

* (-_-) Para...

*Hihihih, okay, okay. Mas realmente isso é um caso raro! Tu nunca tentares ajudar ninguém tanto assim, tirando logico as guests que você faz, mas não estamos falando disso. O que essa shiny despertou em você? Hum?

*Para começar, Grace, já pedi para parar com essas provocações por hoje, eu NÃO estou interessado nela assim. Segundo... foi tipo quando eu cheguei na cidade, sem lembrar de nada, sem ninguém...

*A única diferença é que ela é um shiny...- disse a Glaceon, pensativa - *Você não acha que ela poderia estar fingindo? -Disse um pouco chateada, mas ainda estava preocupada sobre a situação da shiny.

*Pensei isso também... mas confie em mim, ela não está.- Ele se lembrou na noite passada, alguém mentindo não choraria daquele jeito... 

*Claro que eu confio- a mais velha deu um leve acariciamento no cabeça do Riolu, - *Então, o que você está esperando? Você à deixou-a sozinha por aí, eu deveria mais lhe dar um puxão de orelha! - Disse ela com um tom de raiva, mas dava para ver que estava brincado.

*Obrigada, Grace.- ele deu um sorriso gentil, porém não muito grande, e correu por onde tinha vindo.

*Essa juventude... hihih, essa eevee deve ser realmente especial... - Ela olhou enquanto Karal saia correndo para achar a eevee, Kara sempre foi muito disposto para realizar quests e ajudar outros, apesar de normalmente não querer nada em troca, ele sempre estava disposto. Mas nunca teve essa ansiedade antes, Grace pensava bastante sobre o porquê de Karal nunca ter feito amigos antes, afinal já estava nessa cidade a quase 2 anos, talvez finalmente encontrara alguém que ele se simpatizasse com, porém, talvez aquela eevee estivesse mentindo... isso parecia o que menos importava agora, mas essa pergunta nunca saia da cabeça da aposentada Caçadora. Karal desapareceu na distância, e ela ficou apenas esperando enquanto lia um livro que havia conseguido mais cedo.

 

-Karal's P.O.V.-

 

Bom, aquilo estava acontecendo... eu literalmente estava indo atrás de uma semidesconhecida para tentar ajuda-la, acho que esse tempo todo nesse mundo pokemon maluco realmente está começando a me afetar, sim esse mundo tem tido recentemente vários casos que tem complicado a vida harmônica entre os pokemons, mentiras e violência parecem a cada dia se agravar mais aqui..., mas a maior parte dos pokemons se mantem firmes em serem bons, confesso isso me deixa feliz, e querendo fazer a minha parte. Bom e aqui estou eu, fazendo uma decisão burra. Já estou meio caminho de onde deixei Lilyth, ela provavelmente já deve ter ido olhar a cidade ou algo assim mais é melhor ir por onde paramos que olhar pela cidade inteira primeiro, afinal de lá só tem 3 possíveis caminhos que ela podia ter ido se ela não tivesse me seguido, o que ela não fez. Olho para frente e lá está a cruzada, meus olhos acabam percebendo algo deitado no muro... será? Yep... é ela. Ela nem saiu daqui... por quê...? Aff, é melhor eu ir falar com ela... 

Eu me aproximo da aparentemente adormecida no banco, ela está virada para o lado de apoio do banco, no me permitindo ter certeza que estava dormindo.

*Uh, Lilyth?

Silencio, ela parecia realmente estar dormindo... 

*Lilyth...- eu toquei em seu pelos macio e quentes que cobriam seu pescoço como um cachecol. Arrisquei chama-la de novo- Lil--

- AAAAAAHH!!! -Ela me deu uma patada na cara e eu caí no chão para trás... de cara. Enquanto tirava a terra da minha boca ela falou - K-K-Karal??! Eu achei qu- NUNCA MAIS ME ACORDE ASSIM SEU PERVERTIDO!! - Ela me olhava com raiva mais não conseguia esconder que apenas estava brincando. Eu me levantei em duas patas e novo.

*Ouw, para alguém que acabou de chegar você bate forte...

-É uma de minhas ótimas habilidades, - ela falou orgulha, não pude deixar de sentir uma gota descendo na minha testa. Ela realmente consegue mudar de assunto rápido- MAS ISSO NÃO MUDA O FATO QUE VOCÊ AINDA ME DEVE UM PEDIDO DE DESCULPAS!! FALA SERIO, NÃO FAÇA MAIS ISSO!!!

*Okay, agora eu estou confuso... o fato de eu ter te acordado ou porque eu, bem, ter lhe deixado aqui...?

-Óbvio que você me acordando duuuh, -ela virou a cara “zangada” e a minha vontade era cair no chão pois aquilo parecia muito burro, da parte dela. Logo em seguida ela virou a cara de novo com uma careta brincalhona, e piscou um de seus olhos azuis que cintilavam com o sol, engraçado eu não tinha reparado como eles são azuis, incrivelmente claros. Enfim, eu acabei rindo um pouco, ela era muito ruim para fingir que estava zangada, mas ela deveria estar, por que ela não está?

-Bom...- ela cortou meus pensamentos, me olhando com um pouco de tristeza atrás do sorriso que sempre tinha. - Por que você voltou? Achei que não queria ser visto com alguém como eu... 

*Então... você já sabe?

-Mais ou menos... - seu sorriso diminuía cada vez mais - Deu para, "reparar".

*... - fiquei em silencio um pouco procurando as palavras certas, me sentei ao lado dela e reparei nas ruas desertas - *Lilyth... não foi exatamente por isso que eu a deixei aqui sozinha, foi mais egoísmo, eu não gosto de bom, ter pessoas que dependem de mim, ou no nosso caso pokemons que dependam... eu não consigo ter isso em mente... Aff, é por esse motivo também que eu voltei.

- ...!!? - Ela parecia surpresa, ou talvez confusa, de vez em quando é difícil entender o que ela está pensando.

* Bom, acho que...- Eu me sentei ao lado dela, olhando para a grama balançado com o vento - *Você com certeza merece uma explicação. Na verdade, eu me-- Eu fui atrás de uma pokemon nesse meio tempo, ela me ajudou muito quando eu cheguei nesse mundo... ela me tratou como um irmão mais novo, e ela disse que ficaria feliz em te ajudar... – olhei para ela, ela parecia querer dizer alguma coisa, mas balançou a cabeça de leve e disse com um sorriso quente na face.

-Serio? O-Obrigada!! ^^- ela disfarçou um olhar triste por um momento, - E-eu... nem sei o que dizer ^^- notei fagulhas cintilantes nos cantos olhos dela, - Eu achei... que eu ia ficar sozinha aqui...

*E-eu... –me senti culpado, aquilo tudo foi uma idiotice, só queria voltar no tempo para ter corrigido isso, não queria a olhar nos olhos de novo, ela parecia grata por eu estar me preocupando com ela, mas, era tudo minha culpa, ela deveria é mais estar satisfeita por eu ter desfeito meu erro... arg.

-Ah... Karal?

*Hum? Sim?

-... ... A gente vai ou não? – Ela riu, eu acabei vendo que eu estava molengando perdido em pensamentos de novo, deu um salto e fiquei em pé.

*AH! Sim, claro, hahah, foi mal...

-Heheheh, você é engraçado. ;) Bom... me conta mais sobre a sua amiga.- ela disse me seguindo e ficando de pé também, eu comecei a andar na frente e ela seguiu ao meu lado.

*Ah, o nome dela é Grace, o engraçado é que ela é uma eevee como você.

-Wow! Legal!! Heheh, ainda não acostumei com o fato de eu ser uma pokemon agora...

*É, uma hora você se acostuma... Bom, como eu ia dizendo... ela, na verdade, é uma Glaceon, deve ter mais ou menos 27 anos “humanos”, eu nunca perguntei, é bem pessoal e talz, não queria ser enxerido, mas anos pokemons passam diferente dos nossos, então mesmo que eu perguntasse não ia ser a mesma coisa. Ela é muito gentil e amável. Quando ela não está ship-ando você com a cidade toda...

-Pff, o que?? – Ela riu bastante da minha cara, eu apenas continuei olhando para frente, até que ela tropeçou no próprio pelo e caiu de cara na terra. – Buck.  – Ela disse por baixo do monte de terra, ela parecia tentar esconder o palavrão que viera a sua mente, mas era bem fácil reconhecido.

[N/A: QUAL É?? PARE DE MUDAR AS COISAS, AGORA EU VOU TER QUE MECHER NA CLASSIFICAÇÃO DESSA COISA DE NOVO!! I=(   ]

*Você está bem? - Perguntei, senti meu rosto abrir em um sorriso pequeno, parei um pouco após ela e me virei, ela levantou com um pulo e sacodiu tirando a terra.

-Eu estou bem, bleh, só ainda não ando muito bem em 4 patas... é estranho, hahahahah- ela disse usando uma pata dianteira para tirar um pouco de terra de seu rosto, depois ela continuou andando até mim e eu continuei andando em frente- Você teve problemas com você sabe, sendo um pokemon?

*Heh, confesso que até hoje... Aura é uma coisa bem, complicada... enfim, já estamos quase lá...

-O-oh... –ela parecia um pouco nervosa, mas mantilha o sorriso no rosto, ela se virou e olhou nos meus olhos, - E-e, o que você vai fazer, depois que... troço...

*Eu tenho que voltar ao trabalho.

-Oh, você trabalha com....?

*Quests, faço parte de um, “Rescue Team”.

-Oh, faço a mínima ideia o que isso seja, mas parece legal ^^ - serio, de vez em quando o otimismo dela me espanta...

-Oh! – Ouço a voz suave de Grace a nossa frente, olho para a direção e lá está ela, com seu sorriso gracioso e acolhedor, olho para minha direita e vejo que Lily parecia andar um pouco mais devagar e timidamente, mais ainda parecia confiante e animada. – Karal, bom velo de volta, suponho que essa seja Lilyth?

-Y-yep!! E você é Grace?

-Sim, ^^ -  paramos em frente a pequena barraquinha de quests, Grace deu a volta para vir cumprimentar Lily formalmente, elas deram as patas e Grace bagunçou um pouco dos pelos da cabeça de Lily.

*Bem, eu já tenho que ir.

-Mas, já? – Lily disse, era obvio que apesar da companhia de Grace, ela ainda confiava mais em mim, arg....

*Sim, já. Vejo vocês por aí. – Me virei e fui andando para a floresta, dessa vez não me sentia culpado de deixar e aquela ‘humana’ só nesse mundo pokemon, mas senti que Grace provavelmente ia me perguntar porque não a levar junto, afinal, eu precisava de mais integrantes no meu ‘time’..., mas nope, ela me olhou com um sorriso no rosto e disse-me um ‘Tchau’ em quanto partia, seguida por Lily um pouco mais fraco.

O sol já estava a pico, como o tempo passa rápido... é melhor não fazer pausas até a caverna para essa Quest, me foquei somente nisso me esquecendo de quem deixava para trás.

 

-Lilyth P.O.V-

 

Bom, e lá vai ele de novo... Pelo menos dessa vez não estou sozinha mais, apesar de não conhecer Grace tão bem ela me fazia me sentir segura, ela era quase da mesma espécie de pokemon do que eu apesar de não saber bem como isso funciona, mas ela parecia mesmo não querer o meu mal, olhei para ela após Karal desaparecer por entre as folhagens, ela parecia me observar com um pouco de curiosidade, talvez tenha algo haver com o que o Karal disse sobre ela ‘ship-ar’ a cidade inteira, não tenho problema com isso já conheci pessoas assim antes, se não passar dos limites eu sinceramente não ligo.

-Então, Lilyth certo? Só para ter certeza, posso esquecer nomes um pouco fácil demais. – Ela disse sorrindo e se encaminhando para trás do balcão.

*Yep, mas se preferir pode me chamar só de Lily, algumas pessoas têm dificuldades com o pronunciamento do “th”. – Disse tentando não parecer rude, - *Q-quero dizer, você não falou errado, só não queria que você se incomodasse com o meu nome difícil de se pronunciar, heheh...- ri um pouco envergonhada, Grace parecia rir também pare me acalmar.

-Hihihih, tudo bem, Lily, eu entendi o que você quis dizer. ^^

*Ufa, hahah.

-Hihih... Bom, Lily, me diga....

*Uh? – Não estava esperando que ela me perguntasse nada, talvez ela me contasse mais sobre o local e algo mais, agora que eu pensei ela pode querer saber mais sobre mim, e eu não faço ideia do que o Karal disse para ela, será que ela sabe que ele é humano? Que eu sou humana??

-Por que você veio para aqui exatamente?

*Bem, o Karal me trouce para cá, ele não te falou? –Ela me olhava ainda com um sorriso, mas conseguia ver que estava desconfiada de mim, talvez, tenha algo haver de eu ser uma shiny, pokemons parecem bem estranhos sobre esse tópico.

-Sim, na verdade. Mas eu queria saber outra coisa, por que você veio parar nessa região, para ser mais direta, não é comum pokemons como você aparecerem por essas bandas...yep, ela estava falando de eu ser um shiny, isso é racismo Grace, que feio... hahahah, estou brincando, mas de qualquer jeito ela nem me tratava como da própria espécie, mesmo ela sendo evoluída Karal disse que pokemons da própria espécie se comunicam quando falam dela de ‘nós’. Talvez eu estivesse olhando muito nisso, mas me senti triste com isso...

*Ah, bom...- eu comecei, eu não tinha a mínima ideia do que falar, se falasse a verdade ela provavelmente ia me achar mais maluca e não confiável do que agora... se eu mentisse provavelmente algo que Karal disse vai me desmentir...-  *E-eu... eu não me lembro... - #BestAwserEver, Congrats.

-Oh... sim... Karal mencionou... você perdeu a memória, sim? –Ela me olhou com um sorriso leve e acolhedor, “OBRIGADA, KARAL!!” Eu pensei, “Sério, ainda bem que ele disse isso se não, bom eu provavelmente sei lá hahahahahahahahahaahahhahahahah, okay chega ela me encarando e eu não falo nada. ”, eu apenas balancei minha cabeça afirmando. Ela sorriso um pouco mais leve, ela parecia triste, não, ela estava triste...

*E-Ei! Tá tudo bem, e-eu... Não tem problema ^^ , afinal se isso não tivesse acontecido eu não teria conhecido você e o Karal! – Tentei alegra-la, mas dizer a verdade também vem com o seu preço... eu me pergunto o que aconteceu antes daqui, eu só lembro fagulhas... fagulhas, dolorosas... Olhei para Grace e ela me dava ainda um sorriso fraco, mas parecia agradecida pelas palavras.

-Bem... –ela disse, ela parou de olhar para mim por um estante e olhou para suas patas na bancada, pude sentir uma gota de suor descer sobre o meu pelo, eu realmente não estava preparada para mais perguntas... eu dei sorte uma vez, talvez não da próxima. – Vamos mudar de assunto, sim? – Ela disse entusiasmadamente.

*Claro... –disse, com um sorriso.

-O que você acha do Karal?? – Ela disse com um sorriso maligno, juro que pulei no lugar com essa pergunta, “QUE BOLINHOS DE PERGUNTA É ESSA, HOMI??ISSO SI LÁ É HORA???”.

*A-ah, o que você quer dizer com isso??- disse contendo a risada.- Ah, o que VOCÊ acha dele?

-Hihihih, eu perguntei primeiro, - ela disse fechando um olho, ela estava com certeza zoando da minha cara, -Hihih, eu considero ele como um irmãozinho... Aff, mas de vez em quando ele é um mega cabeça dura e reclamam, mas ele é muito gentil quando se conhece ele realmente. Às vezes eu queria que ele se enturmasse mais... E é divertido quando eu fico falando que tal pokemon deveria ficar com ele, hihihih, ele fica vermelho feito um Chopie Berry! Hihih.

*Oh, heheh. –Ri de leve, “Ufa, escapei da pergunta”.

-Mas o que você acha dele? ;3 – “Eu e a minha boca grande”, pensei, dava para ver o exato motivo pelo qual ela estava me perguntando aquilo e eu estava morrendo ali, por dentro. Em silencio. Realmente espero que ela não esteja pensando em ship-ar a gente, seria muito estranho.

*Deus, eu não faço ideia, a gente mal se conheceu e falou direito... – tentei escapar daquela conversa, mas a Glaceon estava me olhando determinada e paciente para conseguir uma resposta.

* Querida, entendo. Mas fale o que está você acha do meu “irmãozinho”, ele causou uma boa primeira impressão? – Não havia saída, mas ela não me olhava com malicia, ela parecia mais querer saber se Karal finalmente está se enturmando, mal o conheço mas se eu tivesse que chutar a Natureza dele ou é Lonely ou Serious.

*B-bom, - gaguejei um pouco, afinal não sou muito de pensar nessas coisas, ninguém nunca me pergunta essas coisas, bom, até onde me lembro... – *Eu tenho que confessar que no começo, ele agiu um pouco estranho, mas logo vi que por essas terras todos parecem tratar Shinies assim... Enfim, ele é bem quieto e paciente, apesar das milhões de perguntas que eu fiz ele não ficou zangado nem nada, as respondeu calmo e com clareza, bom a maior parte delas... ele, parece agir sem pensar as vezes, confiando em seus instintos... – eu notei que tinha falado por um pequeno tempo, mas o suficiente para um boa detalhação, confesso que boa parte daquilo só havia pensado naquele momento, Grace parecia feliz com a resposta, eu tentei falar que era só isso mas ela me cortou.

*Huuum, se conhecem a tal pouco tempo e você notou baste coisa nele, não? 

**engasguei com o ar* E-eu, sei lá. Apenas falei o que tinha em mente...

-Quer dizer que você estava pensando nele? – Seu sorriso parecia aumentar e eu tendo um ataque cardíaco que eu não sabia se ria ou morria de vez.

*Não, - “NOPENOPENOPE” – Você troce o assunto à mesa, eu apenas joguei as cartas. – Bati com uma de minhas patas dianteiras no balcão da barraquinha a céu aberto, “pun” horrível, mas a fez gargalhar, espero que tenha sido a “pun” pelo menos.

Grace riu por uns segundos e eu acabei me juntando a ela, agora entendera o que Karal dissera sobre querer ‘ship-ar’ a cidade toda, heheh, mas apesar disso, ela parecia estar tentando aliviar o ar meio sem graça que tinha entre nós, provavelmente se ela não tivesse trazido esse assunto eu teria ficado com vergonha de lhe perguntar qualquer coisa. Mas agora parecia que ela era uma daquela amigas da sua mãe que ficam contando histórias de quando as duas eram crianças.... Me pergunto... como será que era minha vida, antes? Não queria pensar nisso agora, Grace estava tão feliz, não queria a preocupar com minhas dúvidas tolas.... Se bem que não eram tolas, apenas.... Não exatamente felizes.

-Não sabia que gostava de “puns”! Hihihihih, eu não sou muito boa com elas, para conta-las, mas adoro ouvi-las.

*Também não sou muito boa, mas acho que é daqui que vem a graça.

-Quer dizer, Grace?

*Ai meu Deus, essa foi terrível.

-Hihihihihihihiiih, foi mal, era obrigatória.

*Tudo bem, eu LILY entendo. – Nós duas rimos... mas acho que ela percebeu que não me sentia tão à vontade ali... Alguns pokemons passaram para ver a Quest Board, e falar com ela, alguns me ignoraram, outros me olharam com um olhar de que eu não deveria estar ali, Grace notou isso e olhava para os pokemons com raiva e eles saiam voando, alguns literalmente. Não passou muito tempo, no máximo uma hora, Grace tentava puxar assunto, mas algo sempre surgia e nos tirava a atenção e a vontade de continuar a conversa...

-Lily... – Grace começou.

*Sim? –Respondi com um sorriso, ela tinha uma cara de preocupada, mas mantinha o sorrindo, talvez para não me alarmar, mas eu conseguia ver muito bem que ela não parecia nada contente.

-Eu sei que deve estar sendo, bem complicado essa coisa toda de você ter perdido as suas memorias... não conseguir lembrar de parentes ou amigos... Ou mesmo de si mesma... eu me lembro quando Karal chegou aqui, ele também tinha perdido as memorias dele, por um tempo, ele achou que eu não era antes um Riolu! – Aquilo congelou a minha espinha, (Chega de puns por favor... :D), com certeza Karal mentira para Grace para não a preocupar, mas parecia haver a pequena possibilidade de que... Nós não éramos humanos antes? Decidi não pensar mais adiante nisso, não agora...  – Mas, haja o que houver, saiba que você não está sozinha, okay?

*Grace... obrigada. Realmente significa muito para mim! – Deu um sorriso, ela pareceu refleti-o. “Mais do que você imagina...” pensei, quieta por um instante – *Mas... por que você está me falando isso agora?

-Confesso que não confiei em você quando chegou aqui, Shinies dessa área não são... muito amigáveis... por isso maior parte do pessoal daqui pode demorar a se acostumar contigo.  Mas há outro motivo... vejo que os pokemons que tem passado aqui realmente não tem lhe tratado muito bem, e eu sinceramente prefero que você não sofra isso por minha causa, eu tenho que ficar no meu posto pois é minha obrigação, mas você não... E acho que você está mais preocupada com o Karal do que me diz ;) – “ Deus, de novo essa história...” não me evitei de pensar, mas estava confusa com tudo o que ela estava me dizendo, decidi apenas ouvir. – Hihih, e acho que você deveria ter ido com ele...

*Eu ia te perguntar... para onde ele foi afinal?

-Karal geralmente sai em quests, são tipo missões que qualquer pokemon pode pedir para outro fazer em troca de alguma coisa, como uma berry por exemplo. Coletores geralmente saem em busca de objetos perdidos ou difíceis de se encontrar, Exploradores fazem mapas ou buscam informações sobre terras distantes. Existem outros cargos, mas eu ficaria aqui o dia todo. E acho que você não quer CONGELAR comigo aqui certo? –Rimos fraco e ela continuou.- Karal quer elaborar um chamados Times, que são grupos de pokemon que podem ser de qualquer categoria, especializados ou não. Times tem acesso a quests mais avançadas e melhores vistas, ganham mais, geralmente são mais longes e muitas são consideradas níveis Legendary. – “ Lengedary...” ecoou na minha mente, - Melhor eu parar de explicar tanto por hoje ne? Pareço até um daquele seres de vídeos games que ficam fazendo os tutoriais, heheheheheh. Mas, tem um problema...

*Ele não tem mais ninguém no grupo...? –Chutei, e Grace acenou, afirmando.

-Sim... E por isso, Lily, eu tenho uma tarefa para você se não for pedir muito. Eu sei que ainda está confusa e tudo mais, imagino que dever ser horrível, e você tem meu fiel apoio... –a olhei com um sorriso determinado, eu parecia saber o que ela ia me perguntar, aquilo pareceu a deixar um pouco mais aliviada - Poderia tomar conta do meu irmãozinho por mim? Você é uma dos muito poucos pokemons que ele parece ter pelo menos como “colega”. Então?

Dei um salto e fiquei na frente do balcão de novo, a olhei com um sorriso confiante e ela parecia também já saber minha resposta...

[N/A: Eu juro que eu queria botar uns plot twist aqui, mas são santas 23:29 do dia 15/10/2016, acho que é melhor deixar para outro dia, quem sabe como especial de halloween, hum?]

*Claro! Parece que vai ser uma aventura ^^.

-Ótimo! ^^, pois já preparei a sua bagagem! – Tirou uma bolça de trás de umas caixas, “ PERA O QUE, E SE EU TIVESSE DISSEDO NÃO?? QUANDO ELA ARRUMOU ISSO???” Pensei meio chocada, Grace notou a minha reação e riu um pouco.

Coloquei a mochila nas costas fiquei em pé em minhas quatro patas e encarei a floresta como se fosse meu maior inimigo... Eu não sabia bem o que fazer agora, mas meus instintos pareciam me falar para ouvir e não  sair da trilha de terra alaranjada com pequenas rochas azuis que era idênticas às calçadas da cidadezinha, meus olhos percebiam os mínimos detalhes e minha orelhas detectavam até os sons mais finos ao meu redor, eu tinha a desvantagem de não conhecer aquela área, mas eu certeza que estava pronta.

*-Lily- se equipou com:

-Cantil;

-Kit de acampamento portável;

-Sinalizador;

-Mini mapa da região;

-Bússola de bolço;

-Escape Orb (Pequena esfera que tele transporta você e todos do seu time para a última vila que estiveram);

-Algumas Berries.

[N/A: =) ,  Não pergunte eu tenho visto muito Undertale recentemente.]


 

-Lily, você quer ajuda para saber onde o Karal esta? Apesar de não saber sua exata locação, eu sei algumas coisas que podem te dar uma pata. – “ Buhahah, pata. Aham, piadas internas de lado, agora essa é a hora que qualquer protagonista ira falar nope, e se virar sozinho e provavelmente se perguntar depois porque ele fez tamanha burrice, mas ainda bem que eu não sou um “protagonista” de alguma história, certo? ”.

*Na verdade eu adoraria ^^

Grace me mostrou para onde Karal estava indo, uma caverna chamada Caverna dos Reflexos”Engraçado, já ouvi esse nome antes”, ele ia pegar a trilha e pelo sol estar ao pino quando ele saiu ele iraria pegar o caminho mais curto seguindo a Trilha do Sol não tão longe daqui e sem fazer pausar, confesso não esperava tanta informação, mas acho que Grace conhece o ‘irmãozinho’ dela. Me despedi de Grace e ela me deu uma leve lambida na testa, fiquei um pouco desconfortável, mas ela me contou que aqui é um sinal de carinha como um beijo na testa, ela bagunçou a minha franja de novo e voltou para trás do balcão. Eu comecei a caminha em frente, olhei para trás uma última vez e vi Grace me desejar uma boa sorte e boa viagem.

*Não, se preocupe, o tratarei como se o irmão fosse meu ^^- disse a primeira e estranha coisa que veio na minha mente, mas soou gentil o bastante.

-Não precisa se não eu não posso ship-ar vocês dois! – Juro que no mesmo momento eu caio de cara na terra, “Droga de pelo longo... e POR QUÊ???” Levantei em um pulo e gritei.

*GRACE!!!

A vi rindo na distância, me virei e parti na minha jornada. Rindo à toa, não gostei de ter vindo aqui sozinha, mas algo me diz que isso não vai acontecer de novo... é bom esse sentimento de que você não vai se sentir sozinha por muito tempo, mas ao mesmo tempo me assusta um pouco... Bom, acho que agora é ver a aventura que nasce a minha frente, correndo por entre as arvores sentia minha liberdade correndo livre pelo meu corpo, o vento era uma brisa fraca, não demorou muito para a estrada de terra alaranjada começar, quando pisava nela pequenas nuvens de fumaça formavam-se em baixo de minhas patas, de vez em quando eu inalava um pouco me fazia tossir, mas não parei tão cedo...

O sol está à 3/5 de seu curso até se por, preciso ser rápida...

 

-Narrator P.O.V-

 

A jovem correu por entre as enormes arvores de carvalhos e semelhantes por um bom tempo, as vezes se encontra com algum pokemon que a desafiava para uma Batalha. Apesar de sua pouca experiência ela conseguiu vencer todos os seus desafios, sua determinação era indomável e as Berries ajudaram a manter seu HP alto. Grace com certeza pensara sobre como ela poderia encontrar outros pokemons pelo caminho, havia frutas o suficiente para ela ir até a caverna e volta com certeza, e ainda teria sobrado algumas.

O sol descia cada vez mais, estava perto de se esconder na copa das arvores, o ar esfiava com a maciez do noitecer, Lily sentia agora a terra dessa área era diferente, ela para e olha para as próprias patas sujas da área alaranjada do terreno anterior, agora pisava em terra azulada e fofinha, as folhas verde escuras caiam das árvores com um barulho de algo passado, ela já não estava mais sozinha.

Lily não queria que seu adversário soubesse que ela já o avia notado, apesar de não tirar os olhos do chão, Lily ouvia cada passo pesado que ele dava por cima das arvores, quem quer que fosse não era um bom escalador, pisava desengonçadamente e muito pesado, se tivesse um galho fino demais, puf. Lily de vagar se preparou em posição de batalha, quando ele atacasse ela estaria pronta.

Saltos e mais saltos, ele estava rodeando ela por um tempo, talvez examinando ela, passou-se cinco minutos de quando Lily primeiramente o notou que a sobra tropeçou e caiu e junto ao galho quebrado, tentando desfazer seu erro ele pulou imediatamente na clareira para uma investida aproveitando que ainda funcionaria um ataque surpresa, porém Lily não estava mais lá.

 

-Em outra parte da floresta-

 

Bufante, Karal parou um pouco para descansar, afinal já havia andado por um bom tempo desde que sairá da Vila Sunshine.  Ele imaginava o que teria acontecido depois de que deixou Lilyth e Grave para traz, também se perguntava o porquê de Grace não ter dito nada sobre ele não levar Lilyth com ele, sobre tudo, ela sabia o quanto ele precisava de recrutas, mesmo ele mesmo não sendo muito fã da ideia.

O sol se escondia por trás das arvores e o esplendido céu avermelhado do anoitecer surgia seguido pela tonalidade do azul escuro da noite, algumas pequenas estralas já eram possíveis ser vistas no meio da mistura majestosa de cores.

Karal, se sentou aos pés de uma placa de direções, a brisa vinda das montanhas a frente era forte e fria, a caverna também já não estava mais tão longe. Karal fez um esforço e ficou em pé, ele tinha corrido por um bom tempo e batalhado diversos pokemons, talvez teria sido uma boa ideia ter reabastecido seu estoque de Berries e Antídotos, agora tudo que lhe restou foi uma Oran Berries e metade de seu cantil com agua. A boa notícia é que havia um riacho perto da caverna dos Reflexos com agua limpa, mas teria que andar um extra de 20 minutos de ida e volta, mas naquelas condições era sua melhor oportunidade.

Karal olhou para cima em busca do sol, mas agora mal dava para velo, o céu avermelhado era a única luz que tinha agora e não iria durar muito. Ele olhou novamente para seu caminho, havia uma encruzilhada de 3 caminhos contando do qual ele havia vindo. As placas indicavam que o caminho da direita, que o nome escrito na placa em um laranja cintilante e chamativo com uma letra parecida com cursiva dizia “Trilha do Sol”, o outro Karal não deu muita atenção mas conseguiu ver que era de tonalidade azul clara.

Karal queria descansar um pouco antes de seguir viagem porem ele sabia que se parasse agora só chegaria lá quando a lua estiver ao pico, o que já não era bom o fato de ter de caminha a noite. Karal olhou novamente para a placa da Trilha do Sol, lá também além da distância estava escrito o tempo aproximado que levaria:

[ Trilha do SolSeis horas de caminha, 10 km. ]

 

Logo abaixo dizia também os pontos de referência nela, e suas distancias, entre elas a desejada Caverna dos Reflexos, 7 km dali. Karal deu uma breve inspirada de desgosto, demoraria muito tempo, era quase a mesma quantidade de tempo se ele retornasse agora, na verdade seria até menos.... Antes que pudesse tomar uma iniciativa o vento que passava por suas orelhas parecia se tornar mais quente e abafado com ruídos de vozes diferentes a uma certa distância, tinha alguém vindo, e não estava só.

Karal se viu sem poder evitar uma batalha vindo, ele estava exausto, gastará já muito de sua energia, ele tirou a sua última Oran Berry de sua bolsa.

-Não... Melhor não. - Ele falou baixo consigo mesmo, apesar dessa opção ser arriscada e poderia um tanto prejudicar sua honra e auto estima, mas era melhor que perder feio e sair realmente ferido em uma distância tão longe de casa.

Karal ergueu suas forças e o mais rápido que pode se escondeu em uma moita no canto da passagem. Logo três silhuetas surgiram em sua frente, três pokemons caminhando normalmente vindo da direção de onde ele estava indo, Trilha do Sol. Karal estranhou, quase nenhum pokemon ia para aqueles lados, era um dos principais porquês ele ia para aquela região com pouco estoque.

Os três pokemons param para observar as placas de indicação, Karal pensou em tentar escapar agora que eles pareciam distraídos, mas quando estava preste a fazer isso, o rapaz nota os tipos de pokemons ali presentes: Um Zoroark, um Lilligant e um pequeno Petilit; se ele tentasse correr agora o Zoroark o iria alcançar fácil. Os três pareciam discutir sobre algo, Karal podia sentir a aura dos três, a Lilligant parecia muito ligada com a pequena Petilit, ele podia notar que também que ambos a Lilligant e o Zoroark tinham perto da mesma idade enquanto a Petilit parecia ser bastante mais nova. A parte que mais intrigava Karal eram o fato que as auras de tais pokemons eram.... Diferentes, principalmente a da Lilligant. Ele não conseguia explicar, mas talvez fosse a personalidade deles que modificava o jeito dele ver suas auras, mas aquilo parecia o incomodar.

O jovem Riolu tentou se aproximar um pouco melhor para tentar ouvir sobre o que eles falavam, mas acabou fazendo muito barulho entre as folhas.

-Não estamos sozinhos, disse o Zoroark com sua voz grossa, mas ao mesmo tempo melodiosa. - Apareça! Quem quer que seja!

O Zoroark ficou em posição de defesa em frente das duas tipo folha. Karal via que não tinha jeito, ele estava em tremenda desvantagem, eram 3 contra um, e o HP dos 3 estava quase completo, enquanto o dele estava relativamente baixo. O Zoroark apesar de não o ver fintava sua posição e suas orelhas estava atentas e viradas para ele.

O jovem Riolu não sabia o que fazer, aqueles pokemons poderiam até deixá-lo passar, mas as possibilidades de isso acontecer eram mínimas, se ele atacasse agora teria a vantagem do primeiro golpe.... Mas se aqueles pokemons realmente não quisessem uma briga, agora ia querer.

O que fazer? Ele se perguntava.

Os últimos raios avermelhados desapareciam no horizonte, deixando aqueles 4 pokemons em uma batalha no escuro, embaixo do céu violeta escuro estrelado.

- To Be Continued -

 

N/A:  YESSSS, FINALMENTE EU ACABEI!! NYAHAH ]

 


Notas Finais


YEESSSSSS
Dia 27/10/2016, 13.43
EU FINALMENTE ACABEI!! NYAHAHAHAH! Ola Luz do Sol!!!

[Tive que ir pra escola, postei quando voltei]

.... Aham, voltando ao assunto. (Lol) Oi povo!! ^^
Bom, acho que nos temos algumas coisa pra conversar ne? :P
Vamos começar pelo elefante branco, "Avisos 3".
Aaaaaaaarg, eu nem, sei por ONDE começar. Eu ainda nem tenho coragem de voltar e ler aquela coisa. Okay, vamos pelo começo, (repetindo frases=N sei o que falar/to nervosa) era uma tarde chuvosa de uma terça-feira, eu acho, eu estava na sala de aula durante o recreio e estava chateada que eu ainda não tinha terminado esse cap, e Halloween estava chegando e eu não tinha nada planejado. Então eu decidi escrever um Cap d Avisos para q vcs me dessem sugestões, mas saiu uma porcaria e parece q eu to com depressão ou sei la.
Então povo, minhas sinceras desculpas pelo susto, e em breve eu vou refazer aquela coisa, o Halloween Special já está programado e a caminho, vai chegar atrazado? Yep. Mas não vai ser MUUUUUUUUIIITO atrasado. Na verade, a maior parte só depende de vcs!! P q? Vão ler o Aviso 3 (Update) q vai sair em breve ;)
Bom, só isso povo, obrigada por lerem, nos falamos nos comentario!! =)
Bjs d Nutella, and Stay Determined!! ^^

[Update, dia 8 de novembro: Aviso 3 já foi refeito. Vão la lê-lo e comentar.
😂😂😆😝]









Bonus:

Chara: Okay, de novo, por que você coloca músicas nos capítulos?
Ice: ... *barulho de Nauh sei*
Chara: . . . *Facepalm*
Frisk: Pffff.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...