História Pokemon Rainbow - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Pokémon
Tags Gay, Lemon, Pokémon, Yaoi
Exibições 11
Palavras 5.246
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Lemon, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shounen, Sobrenatural, Super Power, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Suicídio, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 1 - Confronto


Fanfic / Fanfiction Pokemon Rainbow - Capítulo 1 - Confronto

Esqueçam agora tudo tudo que vocês ouviram falar sobre um pássaro lendário, a realidade é bem mais assustadora que as histórias.

A noite estava escura, as nuvens negras e densas cobriam totalmente o céu, clarões repentinos revelavam a silhueta de uma criatura que acima das nuvens, sobrevoava o deserto de rochas. Rain sentiu um arrepio percorrer todo seu corpo, haviam se passado anos desde o início de sua jornada, ele agora era quase um mestre pokemon. A pressão psicológica que sofria naquele momento era terrível, seus cabelos cacheados e escuros começaram a ficar arrepiados quando a energia estática criada pela presença da criatura tomou conta do ar seco e frio do deserto, o vento batia nas rochas criando os mais diversos tipos de sons fantasmagóricos, o suor ardia nos olhos do garoto ao escorrer de sua testa. Mais um clarão, foi possível ver a sombra do monstro acima das nuvens, era assustador, estava mais próximo, quase acima do garoto. Um raio amarelado rasgou o céu e partiu em duas uma rocha próxima, o estrondo se misturou ao som agudo e ensurdecedor do pio da ave lendária. 

- ZAPDOS! - gritou Rain em um tom grave, tentando manter sua voz firme o que era difícil pois o medo,a pressão e o nervosismo pareciam tomar a forma de uma pedra na garganta do garoto. - EU TE DESAFIO! - completou.

A mão do rapaz adentrou na bolsa de pokebolas que ficava atrás de seu cinto de utilidades, os anos de prática fizeram com que o tato do garoto soubesse exatamente qual bola ele deveria sacar naquele momento.

As nuvens negras do céu pareciam estar caindo junto aos raios amarelados e de dentro delas foi possível ver dois grandes riscos vermelhos cintilantes, mais um pio foi lançado fazendo o chão estremecer, Rain apertou o botão, limpou o suor da testa com a outra mão e lançou para cima a pokebola, ao ouvir o inconfundível som de seu pokemon saindo a confiança de batalha retornou aquecendo o sangue gélido do garoto, o chão atrás dele tremeu e rachou quando seu fiel amigo Abelard aterrizou demonstrando sua força. Abelard era um imenso Blastoise que anos atrás havia sido o Squirtle inicial de Rain, sem perder tempo o garoto levou a mão direita ao colar em seu pescoço onde repousava uma Blastoisinite, a pedra da mega evolução. Uma aura dourada começou a ser emanada do corpo do garoto e do seu pokemon, Zapdos de dentro das nuvens conseguia sentir a energia crescente e cheia de poder que aquele aura emanava, a aura se intensificou e em poucos instantes se uniram.

O corpo de Rain começou a pesar, sua fúria que há tempos estava adormecida foi libertada. Blastoise sentiu a energia de seu amigo treinador se fundir com a dele, era uma mistura imensa de poder, o pokemon sentiu seu corpo se expandir e modificar, atrás dele Rain proferia as palavras que despertaria o poder máximo dos dois parceiros.

- ABELARD, ALCANCE O PODER MÁXIMO E TRANSCEDA A EVOLUÇÃO! MEGA SHINKA!!!! 

 

 

 

 

A nossa história começa na região de Ridhood, cidade de Fightown, conhecida como o lar dos lutadores a cidade é constituída por vários prédios e algumas academias para pokemon lutadores, no oeste da cidade se encontra o ginásio, onde mora o nosso jovem Rain e sua família, é a construção mais alta da região, um enorme prédio marrom com o símbolo universal dos ginásios. Por sinal, hoje é um dia especial para o líder, mestre pokemon, Koran, o seu filho está agora na fase adulta e deve fazer o teste para se tornar o seu sucessor no ginásio, por isso o recinto se encontrava fechado para desafiantes de fora.

Rain acabara de sair do banho, ele observava seu corpo moreno no espelho, apesar de magro era possível ver algumas sombras de músculos definidos, após enxugar o cabelo puxou uma touca de uma das gavetas e pôs na cabeça, vestiu sua roupa habitual: uma camisa regata preta, calça jeans skinny azul escura e All Stars pretos.

Uma luz azul iluminou o quarto quando, de dentro da pokebola que estava em cima da cama, Riolu saiu. O pequeno pokemon azul com manchas pretas bocejou e coçou os olhos e emitiu um grunhido de felicidade ao ver seu treinador a sua frente, em seguida deu uns pulinhos e abraçou o garoto que retribuiu. Riolu foi entregue a Rain aos 10 anos, quando seu pai começou a ensinar as primeiras lições de batalha ao garoto. O olhar do menino era triste, ele sorria de forma forçada para seu pokemon, que por sinal sabia o motivo dessa tristeza e tentava anima-lo.

- Desculpe Riolu... Eu só... eu só não quero passar o resto da minha vida tendo que ficar nesse ginásio enfrentando treinadores o tempo inteiro... isso... isso não é meu sonho. - o garoto falou fitando o horizonte pela janela.

- Rio...lu - respondeu o pokemon segurando a mão do amigo.

- Você entende não é? - Rain olhou nos grandes olhos alaranjados de seu pokemon, era possível ver a compreensão neles.

- ALTARIA! - uma vozinha suave e aguda irrompe pela janela chamando atenção dos dois companheiros.

Um pokemon azul-céu, coberto por plumas brancas voava em direção a janela, em cima dele era possível ver o seu treinador, Altaria pousou no parapeito da varanda e o rapaz que o pilotava entrou pela janela. Era um rapaz alto, pele branca, olhos castanhos claros, cabelos loiros amarrados em o coque samurai, alguns fios rebeldes caiam sobre sua testa, ele vestia uma jaqueta de aviador marrom por cima de uma camisa preta, uma calça jeans rasgada no joelho e coturnos marrons.

- Obrigado Altaria, retorne. - ele apontou uma pokebola para o pássaro azul que se transformou em uma luz vermelha e entrou na bola.

- O que você está fazendo?! - Rain olhou incrédulo para o rapaz.

- Ué, fiquei sabendo que hoje era seu dia de glória e vim fazer parte dele. - o rapaz respondeu e aproximou-se do garoto que estava com os olhos arregalados incrédulos.

Rain não conseguiu falar mais nada pois o recém chegado o beijou, ele sentiu o toque suave dos conhecidos lábios gelados e se entregou totalmente.

Esse é Bown, amigo e namorado de infância de Rain, Bow é dois anos mais velho que o namorado e seguiu a carreira de piloto aéreo pokemon, com seu fiel monstrinho Altaria, ele é o campeão regional de corrida aérea.

Após o beijo, o rosto de Rain se fechou, a expressão de tristeza ficou estampada em seu rosto, Bow ergueu o rosto do rapaz pelo queixo e olhou em seus olhos.

- Não me quer aqui? - Bow perguntou sereno.

- Não é isso... mas você sabe, meu pai mataria nós dois se nos visse juntos... e também... eu não quero me tornar líder de ginásio, eu só queria um futuro livre, onde eu pudesse fazer o que quiser. - o garoto respondeu sentando na cama, Riolu o acompanhou em silêncio.

- Então porque você simplesmente não fala isso ao seu pai? - perguntou o outro.

- Meu pai é um homem de tradições, irá surtar se eu contar... eu andei pensando em algo... - o garoto olhou para o namorado.

- O que? que cara é essa... ah não... eu conheço essa cara! - Bow fitou Rain com cautela.

- Irei fugir. - soltou Rain fazendo Riolu dar um pulinho surpreso.

- Você não pode fugir dos problemas, amor, tem que enfrenta-los!  - Bow sentou ao lado do menor e o envolveu em um abraço. - E eu estou aqui para te ajudar nisso.

- Então o que você propõe? - perguntou.

- Hoje a noite, quando você for enfrentar seu pai na batalha de aprovação, conte-o tudo que esta aí preso. Você é um ótimo lutador Rain, tanto fisicamente como mentalmente, conseguirá alcançar seus sonhos mas terá que fazer o que sabe fazer de melhor antes, lutar! - as palavras de Bow surtiam um grande efeito no outro rapaz, ele absorveu uma grande dose de inspiração.

Mesmo sabendo dos riscos que corria, Rain havia se decidido, durante o calor da batalha, contaria tudo ao seu pai, desde o namoro com Bow até a sua vontade de não querer seguir a carreira que seu pai lhe designou e treinou desde que era criança. Riolu podia sentir o nervosismo do amigo, seus espíritos eram quase conectados, o pequeno pokemon sabia tudo que se passava com Rain. Após algum tempo conversando no quarto, os garotos desceram sorrateiramente até o imenso jardim interno da casa, era ali que Rain e Riolu costumavam treinar, o ambiente pacifico e natural agradava aos dois.

- Tem certeza disso? Eu não vou pegar leve só porque você é fofinho. - disse Bow sorrindo pelo canto da boca.

-Eu vou te mostrar o fofinho. Vamos nessa Riolu! - o garoto deu o comando e o Pokemon rapidamente entrou em sua frente e ficou em posição de batalha.

Bow tomou distância e pôs a mão dentro de sua jaqueta buscando por uma de suas pokebolas, ao alcança-la, lançou-a para cima e uma luz azulada irrompeu de dentro do objeto.

- Você nem vai ver o que te atingiu! Pidgeotto vamos nessa. - era possível ver agora o enorme pássaro marrom com penas vermelhas na cabeça voando acima de Bow.

- Pidgeotto é do tipo voador, enquanto Riolu é do tipo lutador, ele está na vantagem... mesmo assim, com as minhas habilidades e a do RIolu a batalha estará bem equilibrada. - pensou Rain. - VAMOS NESSA RIOLU, QUICK ATACK! - gritou Rain apontando para o pássaro.

A ação saiu tão rápida quanto o comando, Riolu deu impulso com sua pata esquerda e disparou em uma velocidade incrível indo de encontro com o pokemon adversário, o fato de Pidgeotto estar voando a alguns metros acima dele não era problema pois o pequeno pokemon lutador pulou em uma árvore ao lado e novamente impulsionando com a pata esquerda em no tronco, saltou com ferocidade para cima do pássaro.

- Evasiva Pidgeotto! - ordenou Bow.

Riolu passou direto quando Pidgeotto fechou as asas e caiu para a direita abrindo-as em seguida para planar. Bow viu o pokemon de seu namorado subindo cada vez mais como resultado do forte impulso, o ar era o território dos pokemon alados e ali ele viu ali uma vantagem e rapidamente pediu para que Pidgeotto atacasse com Aerial Ace, as penas do pokemon cintilaram e refletiram a luz ambiente e então com uma batida forde de asa o pássaro pegou impulso e voou em direção a Riolu que agora estava perdendo velocidade na subida.

- Não nos subestime meu bem. - Rain deu uma piscadinha para Bow e em seguida deu mais um comando para seu pokemon. - Riolu, contra ataque com Aura Sphere!

No mesmo instante Riolu juntou as mãos a frente de seu corpo e sentiu sua energia fluir para fora do mesmo, uma aura azul brilhante foi emanada e serpenteou pelos seus braços até formar uma pequena esfera entre suas mãos, a e esfera foi disparada em direção a Pidgeotto, com a velocidade do Aerial Ace o pássaro não conseguiu desviar da bola de energia que o atingiu em cheio. Uma explosão aconteceu no ar e não era mais possível ver os dois pokemon por conta da fumaça. Em alguns segundos Riolu emergiu em queda livre, mas pousou com segurança sobre as das patas já se posicionando e preparando para o próximo comando de seu amigo. Rain esperava a fumaça baixar para ter visão de seu adversário, a fumaça finalmente tinha se dissipado mas Pidgeotto havia sumido.

- PORRA, RIOLU CUIDADO! - O garoto tentou avisar mas era tarde.

Pidgeotto surgiu entre as árvores e acertou o pokemon azul com uma cabeçada que o fez voar contra uma pedra. O pokemon logo se recompôs mas outro ataque já estava a caminho, Bow gritou Air Slash, as asas do pokemon brilharam e em seguida com movimentos muito rápidos foram lançadas várias shurikens de ar contra Riolu.

- Não mesmo! - Rain cerrou os punhos. - Riolu avance com Double Team!

De repente, várias pequenas erupções de chamas azuis saiam do chão dando forma á várias cópias do Riolu que pulavam em direção ao Air Slash e explodiam, no final uma nuvem de fumaça e poeira tomou conta novamente do espaço, Bow e Pidgeotto não conseguiam ver nada.

- Vamos mostrar do que somos capaz Riolu! - disse Rain fechando os olhos.

Estava tudo escuro, era somente possível ouvir as batidas das asas de Pidegotto, Rain se concentrou em sua respiração, buscou dentro de si um poder que ele sabia que existia, nesse mesmo instante uma fonte de energia azul apareceu a alguns metros de distância, ele deixou escapar um sorriso. Aquilo era a aura de Riolu, com mais um pouco de concentração ele viu mais duas fontes de energia, eram Bow e seu pokemon, e assim que distinguiu os dois gritou:

- Riolu pule para a esquerda e use Force Palm para a esquerda!

A ação foi tão rápida quanto a ordem, Riolu sabia o que tinha acontecido, conhecia seu treinador e confiava na intuição dele, ele saltou para a direita e traçou com velocidade um arco no ar com a mão esquerda, no meio do trajeto sua pata atingiu com força o outro pokemon invisível por conta da fumaça, foi possível ouvir um pio de dor e susto.

- Agora finalize com Aura Sphere! 

Riolu ainda no ar juntou as mãos na frente do corpo e disparou uma bola de energia para baixo, Pidegotto caiu com estrondo no chão por conta do ataque surpresa e antes mesmo de tentar levantar foi atingido pela esfera azul que explodiu, mais poeira foi lançada no ar e depois de alguns minutos foi Bow pode ver seu pokemon totalmente nocauteado, Riolu pousou novamente com segurança, mas agora correu para abraçar seu treinador que estava sorrindo comemorando a vitória.

- Parabéns campeão, com certeza iremos derrotar meu pai e mostrar para ele nosso valor! - disse Rain fazendo um carinho na cabeça do pokemon que parecia um cachorrinho.

- Você foi ótimo, amor... parabéns. - Bow, abraçou o outro garoto e o beijou.

Horas depois, o momento se aproximava, pela janela era possível ver os últimos raios de sol dando adeus no horizonte, as estrelas já brilhavam fracas por conta das diversas luzes da cidade, as mãos de Rain suavam frias, ele abriu seu guarda-roupas e pegou seu kimono, nas costas estava estampado o símbolo do ginásio, ele apertou o tecido em seus punhos e uma lágrima escorreu, Riolu que dormia nos pés da cama abriu os olhos e grunhiu baixo acordando Bow, o garoto loiro olhou para o namorado que observava sozinho o cair da noite pela janela, a tensão nos ombros despidos do namorado fazia o maior perceber a tristeza, a insegurança e a pressão que o namorado sentia naquele momento, ele desejou ter o poder de fazer aquilo parar, mas sabia que não era possível, sabia que aquilo só iria parar depois da batalha que aconteceria a algumas poucas horas. Ele levantou da cama, ainda semi-nu e se aproximou de Rain lentamente, o envolveu por trás em um abraço caloroso e solidário.

- A quem eu quero enganar Bow? Eu jamais vou conseguir a aceitação do meu pai... muito menos conseguirei derrota-lo. - o garoto se virou e afundou seu rosto no peito do namorado, ele sabia que somente ali naquele momento, somente com Riolu e Bow, podia deixar suas lágrimas nunca vistas por nenhuma outra pessoa caírem.

- Não diga isso, confie em si mesmo meu amor. Seja confiante e mesmo que as coisas fiquem ruins, continue de cabeça erguida, porque você tentou, lutou com todas as suas forças. - disse serenamente o rapaz de olhos claros. - Eu te amo e irei estar com você sempre, não importa o que aconteça

Rain não respondeu nada, mas sentiu seu coração aberto absorver aquelas palavras com ternura, Bow sempre soube aquecer e consolar Rain, desde que eram crianças. Aquele abraço amoroso durou alguns minutos, os mesmos minutos que duraram as lágrimas do garoto de cabelos cacheados, Bow pegou o kimono das mãos do namoro e vestiu no mesmo, em seguida pegou suas roupas e vestiu.

- Saia Altaria! - ele apontou a pokebola para o céu e um raio azul foi lançado de dentro para fora da pokebola, o raio girou em uma espiral e em seguida tomou a forma do pokemon que piou de alegria. - Estarei te esperando lá em baixo. - Bow se despediu com um slinho, montou em Altaria e desceu voando pelo lado de fora da enorme construção.

- Ei garoto, vamos dar o nosso melhor e mesmo que não consigamos... saiba que eu amo você e seremos amigos até o fim! - Disse Rain a Riolu que correu para um abraço.

Rain tocou a pokebola em seu pokemon e como resposta Riolu deixou-se ser envolvido pela luz e logo estava dentro da confortável pokebola, ele sabia que nos próximos minutos seria liberado e iria ter uma das batalhas mais duras de sua vida, mas ele não deixava o nervosismo tomar conta, ele tinha que demonstrar confiança e coragem para Rain, ele não queria que seu treinador continuasse triste.

O garoto entrou no elevador, a iluminação era baixa, apertou no botão com o símbolo do ginásio, seu coração parecia acelerar duas vezes mais a cada andar que ele descia, ele olhou para a pokebola em sua mão, lembrou de todos os momentos que passou desde que ganhou Riolu de seu pai, finalmente o elevador parou, ouviam-se barulhos de várias pessoas que estavam ali para assistir, gente de toda a cidade, treinadores, coordenadores, performaces, criadores e até mesmo a mídia local devia estar ali, ele pensou se aquele era mesmo o momento para fazer o que estava pensando em fazer, as portas se abriram uma luz intensa ofuscou os olhos do garoto, qunado ele finalmente voltou a enxerguer viu que o salão do ginásio estava lotado, eram muitas pessoas, reconheceu alguns tios e tias, confirmou a presença da mídia local, até mesmo alguns desafiantes que batalharam contra seu pai dias atrás estavam ali, o narrador e juíz anunciou sua chegada, ele deu seu primeiro passo vacilante, sua respiração estava desregulada, e então ele fechou os olhos acalmou a mente e em seguida continuou a andar até o meio do ginásio.

- Senhoras e senhores, aqui está a atração da noite! O nosso futuro novo Líder de ginásio Rain! - anunciou o narrador juíz, um homem baixo e loiro que vestia um terno preto.

O garoto sentia cada vez menos a vontade que tinha de contar tudo que queria ali, ele não esperava que o evento fosse tão grande assim, ele tremeu e sentiu uma arrepio quando o público gritou freneticamente, ele sabia o motivo deste acontecimento e o narrador em seguida confirmou.

- E aqui está ele senhoras e senhores, o atual Líder e Mestre Pokemon, campeão regional, o Mr.Koran! - assim que o narrador pronunciou seu nome, a platéia fez mais barulho ainda, eram vários aplausos e vivas.

Koran vinha do lado oposto, acenando e sorrindo para o público, estava vestido em um kimono azul escuro, no peito várias insígnias de ginásios vencidos, ele era alto e musculoso, os cabelos curtos e grisalhos, barba recém aparada, os olhos eram castanhos escuros e sua pele tinha um tom dourado bronzeado, ao chegar no meio do ginásio ele cumprimentou o narrador e pegou o microfone.

- Senhoras e Senhores, treinadores, coordenadores, criadores e perfomaces pokemon, hoje é um dia especial para minha família, o que acontecerá aqui não é uma simples batalha, é um ritual de ingressão para a vida adulta do meu único filho Rain! Hoje após a batalha, ele se tornará mestre de ginásio e como de costume...

Neste momento o mundo parecia ter ficado em câmera lenta, o coração de Rain parecia estar rachando, ele sabia quais eram as palavras que seriam proferidas ali, seu olhar buscou uma pessoa na plateia, depois de uma longa procura lá estava o coque samurai dourado, Bow, o olhava sorrindo, aquele sorriso lindo e caloroso que normalmente aquecia o sangue do garoto, agora parecia não surtir efeito, pelo contrário, o sangue do garoto gelou mais, gelou tanto que chegou a doer.

-... será apresentada a meu filho, sua futura esposa! - terminou Koran com um sorriso, a platéia aplaudiu mais uma vez.

Rain não conseguiu olhar para Bow neste momento, seus olhos voltaram para seu pai e ele forçou um sorriso. O garoto não havia contado essa parte para o namorado e tentou até agora não pensar nela, pois só trazia dor a ele. O fazia lembrar de sua mãe, que também foi destinada ao Mr.Koran após o mesmo vencer o seu avô em uma batalha, mas a relação entre os dois era superficial, não existia amor, era somente obrigação, até que dias depois dele nascer, sua mãe se divorciou e desapareceu, isso aconteceu quando o menino tinha quatro anos e sua única lembrança é deles dois brigando, ele batendo nela e em seguida ela indo embora enquanto o jovem chorava em seu berço.

- Muito bem, tomem seus lugares! - disse o narrador, os dois se afastaram após um abraço bem superficial. - Será uma batalha 1x1, o pokemon nocauteado será considerado o perdedor, apesar disso não significar o desmerecimento do título de sucessor do ginásio o Sr.Rain perderá o direito do desejo bônus da vitória, onde qualquer coisa que pedir será concedido. Enfim, apresentem seus Pokemon!

- Riolu, vamos nessa meu amigo! - Rain lançou a pokebola para cima e Riolu saiu dando um mortal e pousando com as duas patas no chão, em seguida fez sua posição de batalha.

- O poder dos punhos foi concedido a nós pelo grande poderoso Arceus, saia Lucario! - Koran lançou sua pokebola e o seu poderoso Lucario aterrizou pesadamente no chão, uivando de forma assustadora e feroz. A platéia foi a loucura.

Rain sentiu suas pernas fraquejarem, o Lucario do seu pai nunca pareceu tão ameaçador como agora, ou talvez fosse só o nervosismo e apressão que ele sofria que tivesse fazendo isso, ele ouviu o narrador dando incio a batalha mas ele estava hipnotizado, preso em sua mente, seus pensamentos gritavam mais alto que as pessoas ao redor, o mundo começou a girar em sua visão.

- Lucario, esmague-o com Bone Rush! - Ordenou Koran.

Lucario criou dois bastões de energia em forma de ossos e partiu com velocidade para cima de Riolu que aguardava pelo comando de seu treinador, comando esse que não veio, o pequeno pokemon foi atingido fortemente pelo ataque do pokemon maior que o fez voar aos pés de seu treinador, a platéia ficou em silêncio e confusa, não entenderam o porque Rain havia deixado seu pokemon na mão. O garoto então percebeu a besteira que tinha feito, ele saiu de seus devaneios e se desculpou com Riolu, o Pokemon ficou preocupado mas prosseguiu, se recompôs do ataque e se preparou para a luta.

- Preste atenção na luta garoto, se ficar cometendo erros desse tipo, jamais irá ser como eu! Lucário, use Bone Rush novamente! - gritou o líder.

- Riolu, Copycat! - Rain cerrou os punhos enquanto pensava nas palavras do seu pai.

Riolu criou uma réplica do bastão energético em forma de osso que Lucario usava, o partiu em dois e quado o adversário atacou, o pequeno pokemon defendeu com a metade da direita e atacou a região abdominal desprotegida de Lucario com a esquerda, Lucario recuou e rosnou e logo levou outra pancada, dessa vez no rosto, ainda atordoado pelo golpe surpresa, o maior continuou apanhando dos golpes rápidos e leves do menor, Riolu o atingia em diversos pontos diferentes, nesse momento parecia que ele tinha ganho a batalha, o público gritava em aprovação. No que parecia ser o golpe final, Riolu teve uma surpresa, Lucario agarrou o bastão o levantou junto com o pequeno pokemon e desferiu um chute que fez o pequeno cão azul voar para os pés de seu treinador novamente. Mais gritos e aplausos estéricos.

- Você está bem amigo? - Rain olhou nos olhos de seu Pokemon com preocupação, Riolu retribuiu com um olhar de determinação.

O garoto sabia que a pressão e as palavras presas na saída de sua garganta estava atrapalhando seu desenvolvimento em batalha, isso ficou mais claro quando o pokemon rival atacou e Riolu teve que fazer uma defesa por conta própria.

- Quer saber?! - Gritou Rain. 

A plateia foi ficando em silêncio aos poucos, vários flashs e murmúrios por parte dos repórteres começaram a irromper o ambiente, do outro lado da platéia Bown fechou os olhos e fez uma breve oração em silêncio. Riolu olhou surpreso para o treinador.

- Eu cansei disso! Eu não quero ser líder desse ginásio, eu não quero ser igual a você, eu não quero me casar com alguém que eu nem conheço... eu...- ele soluçou. - EU QUERO LIBERDADE!

Mr.Koran mudou sua expressão, uma sombra sinistra ofuscou seu rosto naquele momento, sua bocas se curvou para baixo e sua respiração parecia ficar pesada.

- Você acha que a vida é linda e fácil não é? - ele falou em um sussurro sinistro. - Acha que pode sair por aí fazendo o que quer sem ter nenhuma consequência... O rito de passagem do ginásio é uma tradição familiar e não será um filho meu que irá quebrar isso! Irei te mostrar da maneira mais difícil o quanto a vida é dura! Lucário, Close Combat! 

O pokemon maior partiu com selvageria para cima do pequeno, Rain pediu para Riolu usar o Aura Sphere mas enquanto o pokemon preparava o ataque Lucario o atingiu com um soco no queixo fazendo-o sair do chão, em seguida vários golpes quase invisíveis pela velocidade foram desferidos contra o jovem Riolu que parecia prestes a desmaiar, o último golpe da sequência lançou-o em cima de Rain e os dois caíram com estrondo no chão.

- Riolu... me desculpe... - Rain se desculpava entre lágrimas ao ver o pequeno pokemon sangrando em seus braços.

Mas o pequeno era persistente e queria demonstrar isso, deu um lambida de afeto no rosto do treinador e pulou de volta para a batalha, uma aura azul começou a envolver o corpo dele. Mas o garoto ainda chorava e parecia estar desmoronando.

- Rain... vai ficar tudo bem, você só precisa lutar comigo. - um sussurro doce e calmo penetrou nos ouvidos de Rain, ao abrir os olhos viu o pequeno Riolu esquivando dos golpes do grande e selvagem Lucario.

- Não pode ser... você falou comigo? - Rain perguntou em pensamentos achando que finalmente tinha sucumbido a loucura.

- Sim! Por favor, me ajude, sozinho eu não irei conseguir, levante-se amigo! - Riolu olhou para Rain por cima do ombro.

- RAIN, LUTE! MOSTRE QUE ELE ESTÁ ERRADO! - Bown gritava da platéia.

Rain sentiu seu coração pulsar fazendo todo seu corpo estremecer, ele limpou as lágrimas no rosto após ser invadido por uma onda de adrenalina e coragem, afinal o que ele estava fazendo? porque tinha sucumbido a pressão daquele jeito? porque deixou seu pokemon ser ferido daquela forma? ele se perguntava em pensamentos, logo a onda de adrenalina se transformou em fúria.

- Lucario, Dragon Pulse! - Gritou Mr.Koran.

Lucario expeliu de seu corpo uma aura púrpura que começou a se comprimir em uma esfera relampejante na ponta de seu focinho e em questão de segundos uma rajada de energia foi lançada em direção a Riolu.

- Riolu, use Quick Atack e carregue uma Aura Sphere! - Ordenou Rain.

Os olhos do pokemon brilhou de felicidade e coragem ao ouvir a voz cheia de determinação do treinador, uma aura azul começou a ser emanada de Rain, Riolu esquivou do dragon pulse, que explodiu levantando poeira, e correu em direção do Lucário com uma esfera de energia azul em sua mão direita, quando a fumaça abaixou o pokemon maior foi surpreendido com uma aura esphere no meio da cara, a bola de energia explodiu e lançou o maior quicando no chão a cinco metros de distância.

Koran explodiu em fúria, ele colou a mão dentro do kimono e puxou uma esfera de cristal pequena e a apertou entre os dedos, uma aura dourada serpenteou de dentro dele em direção ao seu pokemon.

- O poder das tradições e lutadores ancestrais vivem em nós, libere sua força máxima... Lúcario, MEGA SHINKA! 

O chão do ginásio começou a tremer e rachar, pequenas pedras eram erguidas no ar como se a gravidade abandona-se a região ao redor de Lucario que foi consumido por chamas de luz branca, um uivo estridente fez os vidros das janelas quebrarem e quando o show de luzes cessou Lucario havia mega evoluído, os pelos em seu peito, costas e cauda estavam grande e brilhando em dourado, seus pequenos olhos alaranjados cintilavam de poder, as pontas em suas patas ficaram vermelhas e um par de espinhos metálicos cresceu em cada uma. A platéia já não fazia mais barulho, apenas observavam horrorizados com o rumo que a batalha havia se tornado, não era mais uma batalha ritual, era uma decisão entre o certo e o errado, entre o velho e o novo.

Extreme Speed! - Koran falou lançando um olhar assassino para o filho.

Ninguém soube exatamente o que aconteceu naquele momento, para Rain, Riolu foi lançado ao ar por vários vultos azuis que continuavam batendo e machucando o pobre amigo que gritava de dor. Mas Koran conseguia ver claramente seu Mega Lucario atacando com uma velocidade incalculável.

Aura Sphere! - O velho líder de ginásio ordenou.

A platéia observou com horror, alguns pediam intervenção pois perceberam que o pokemon menor estava desacordado e em queda livre, um ataque daqueles com certeza o mataria, Rain gritava e chorava desesperado dizendo que desistia, sabia que seu parceiro não estava mais em condições, Koran não ligava, estava possesso pela fúria de ter seus costumes questionados por seu filho e queria dar uma lição inesquecível a ele.

A esfera de energia foi lançada em direção a Riolu e após uma explosão que encheu o ginásio de fumaça todos ficaram em silêncio. Um barulho de algo pesado caindo no chão ecoou pelo salão do ginásio, todos estavam com o coração acelerado e tentando enxergar o que havia acontecido, a fumaça foi abaixando e era possível ver três silhuetas no campo de batalha, de um lado era Lucario e Koran e do outro uma sombra grande ia tomando forma.

- Taria! AL! - piou Altaria sacudindo as asas emplumadas e dissipando a fumaça.

Em cima dela estava Bown segurando um Riolu desacordado e muito machucado, e atrás estava Rain com um olhar de espanto.

- Quem é você? Como ousa atrapalhar esta luta? - Koran gritou.

- Esta luta já acabou, você venceu... parabéns. - disse Bown seriamente.

- Esse é Bown... - disse Rain. - Meu namorado.

A mais flashs e murmúrios.

- Como ousam... COMO OUSAM DESRESPEITAR ESSA FAMÍLIA??! VOCÊ NÃO É MEU FILHO, VOCÊ É UM LIXO HUMANO, LUCÁRIO DRAGON PULSE !

FLY! Gritou Bown e Altaria levantou voo segurando Rain com as patas e em seguida saiu voando com velocidade pela janela quando um raio de energia purpura explodiu atrás dela.

Rain abraçou o namorado e chorou em seu ombro enquanto os dois levavam Riolu ao centro pokemon mais próximo.


Notas Finais


Qual será o destino do casal, o que acontecerá com Riolu... não percam o próximo capítulo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...