História Pokémon Volt White Blaze Black - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Pokémon
Tags Pokémon, Pokémon Blaze Black, Pokémon Volt White
Exibições 37
Palavras 3.303
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção Científica, Luta, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Saga, Shounen, Super Power, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Deak

Capítulo 5 - Os Pokémon do sonho, Munna e Musharna


Fanfic / Fanfiction Pokémon Volt White Blaze Black - Capítulo 5 - Os Pokémon do sonho, Munna e Musharna

STRIATON CITY

 

— Então, sobre o que é a conversa? — Shinku indagou.

 

Ele estava no Centro Pokémon. Acabará de fazer uma ligação para a Professora Juniper, não sabia os motivos, mas parecia ser um assunto bem importante. Ela não queria conversar através do Xtransceiver, então pediu que ele liga-se para ela do Centro Pokémon.

 

— Eu preciso que você de uma passada no Dreamyard e capture um Munna ou Musharna.— Respondeu a Professora.— Uma conhecida minha quer se aprofundar mais em um certo assunto, por isso eu preciso que você capture um deles pra mim.

 

— Hmm...Bem, não é problema, mas...— Ele ficou pensativo e suspirou.— Ok, eu capturo um deles pra você.

 

— Obrigada! — A Professora sorriu e logo fez uma cara de como se tivesse lembrado de algo.— Ah, quase esqueci, você já se encontrou com eles?

 

— Eles? — Shinku fez uma cara confusa.— Quem são eles?

 

— Seus rivais.— Respondeu a Professora, deixando-o surpreso e ainda mais confuso.— Se lembra que eu tinha 3  Pokédex? Uma delas foi entregue a você, já as outras duas foram entregues para dois outros treinadores que eu escolhi.— Ela estava com três dedos levantados, simbolizando as 3 Pokédex.— Eles partiram um pouco depois de você, mas, eu fiquei sabendo que eles já chegaram a Striaton City.

 

— Eh...Eu não os encontrei ainda, tudo que eu fiz desde que cheguei a cidade foi me focar no desafio de ginásio, então...— Disse brevemente.

 

— De qualquer jeito, parabéns por ganhar sua primeira insígnia e boa sorte! — A Professora Desejou. Ela já estava desligando, mas antes deixou uma última mensagem.— Uma assistente minha irá buscar a Pokébola assim que você terminar a captura.

 

E desligou. Shinku colocou o aparelho de volta no gancho e ficou pensativo sobre o que ouviu. Não lembrava de ter se encontrado com os outros dois treinadores, e muito menos se lembrava que havia outros. De qualquer forma, não era um assunto muito importante em sua opinião, então decidiu deixar pra lá.

 

Voltou para a ala médica do Centro Pokémon e se encontrou com Rose que estava sentada em um puff. Não queria adiar demais as coisas, então foi breve e explicou as partes importantes para ela, mencionando um pouco sobre os outros dois treinadores.

 

— Se é um trabalho importante, então, não podemos fazer nada.— Rose se levantou em um pulo e se espreguiçou.— Vamos terminar logo e partir, eu quero continuar filmagem o mais rápido possível!

 

— Desde que não me atrapalhe.— Disse Shinku, passando na frente. A porta automática do Centro Pokémon e abriu e ele saiu junto de Rose.

***

NUVEMA TOWN

 

A Professora tinha conseguido arrumar algumas coisas em seu antigo laboratório, então decidiu voltar. Em sua opinião, operar em Nuvema era muito mais fácil e tranquilo do que em Accumula. Ainda estava pensativa sobre a conversa com Shinku, podia jurar que ele tinha se encontrado com os outros dois treinadores.

 

Quer dizer, Striaton não era uma cidade muito grande, embora ocupa-se certo território, eles não se encontrarem seria uma chance de 1 em 1 milhão. Pelo menos era o que ela achava.

 

— Por falar neles...— Ela cruzou os braços e colocou a mão esquerda no queixo, ficando pensativa.— O Yuu tudo bem, mas o problema é o Deak...— Ficou um pouco nervosa.— Espero que nada de ruim aconteça caso eles se encontrem...

 

Ela olhou o céu preocupada e suspirou, ainda nervosa. Conhecia bem os garotos, e um encontro entre Shinku e Deak podia não ser dos melhores.

 

***

DREAMYARD

 

Por sorte, o Dreamyard não ficava muito longe, se tomassem uma rota direita, rapidamente chegariam ali. Só o que faltava era encontrar os tais Pokémon, Munna e Musharna, assim o problema seria resolvido.

 

— Não vai ser tão fácil quanto eu pensei...— Murmurou Rose, procurando alguma pista sobre os tais Pokémon.

 

— Espera um pouco...— Shinku pegou a Pokédex e começou a pesquisar algo nela.— Achei!

 

"Munna é um Pokémon do Tipo Psíquico: Munna, o Pokémon Comedor de Sonhos. Munna pode comer os sonhos das pessoas e em seguida projetar esses sonhos, emitindo um tipo de névoa de seu corpo."— Pokédex.

 

"Musharna é um Pokémon do Tipo Psíquico: Musharna, o Pokémon Dorminhoco. Musharna é a forma evoluída de Munna.  A névoa de sua testa toma a forma das coisas presentes nos sonhos que comeu."— Pokédex.

 

— Esses são os Pokémon que estamos procurando, grave bem a imagem deles.— Avisou para Rose. Sabia que ela conhecia os Pokémon, mas prevenção nunca era demais.

 

— Eu sei, eu sei...— Disse Rose, que se concentrava em observar a área.

 

— Muuu! — Eles escutaram um grunhido vindo dos fundos e correram para ver o que era.

 

Assim que chegaram, viram um garoto de cabelos negros perto de um Pokémon rosa. Eles reconheceram fácil de que era um dos Pokémon que estavam procurando, mas estava bem ferido e caído no chão.

 

— Que crueldade...— Rose correu até o Pokémon e o pegou nos braços.— Porque fez isso?!

 

— Hmm...Eu achei que aqui haveria algum Pokémon de valor...— Responde friamente e encarou o Munna inconsciente.— Parece que eu me enganei...

 

— Você...— Antes que pudesse fazer algo, Shinku passou a sua frente.

 

— Repita! — Segurou o garoto pela gola da camisa e puxou próximo a si. Estava com uma cara irada.

 

O Garoto o encarou e apenas suspirou. Parecia não ligar muito para a reação dos dois, ou melhor, parecia não valer a pena ligar para eles. Simplesmente segurou o braço de Shinku e o fez soltar sua gola.

 

—......— Os dois ficaram se encarando e antes que qualquer um pudesse dizer algo, o silêncio foi cortado pela risada de duas pessoas.

 

— Olha só o que encontramos aqui, um trio de crianças perdidas! — Uma mulher vestindo um uniforme militar preto exclamou.

 

— Que sorte! — Um homem vestindo um uniforme militar preto exclamou.

 

Shinku rapidamente reconheceu o uniforme deles. Não tinha como esquecer, eram membros da Equipe Tri Force. E não pareciam ser amigáveis.

 

— Entregue seus Pokémon pacificamente ou sofram as consequências! — A mulher ameaçou. Ela lambeu os lábios com um sorriso macabro.

 

Era óbvio que ela queria que fosse da segunda forma, e qualquer um perceberia apenas de olhar, que entregando pacificamente ou não, eles não escapariam ilesos dali. Shinku encarou o Garoto que apenas virou a face.

 

"Não vai ajudar?" — Afirmou mentalmente, se virando para a dupla inimiga.— "Não iria aceitar ajuda dele de qualquer jeito"

 

Ele pegou a Pokébola em seu cinto e assim que viram isso, a dupla inimiga também pegou suas pokébolas. Os três arremessaram ela no ar e as Pokébolas se abriram, transfigurando seus Pokémon.

 

— Oshawott, estamos enfrentando dois dessa vez, tome cuidado! — O Pokémon lontra assentiu ao ouvir o aviso de seu Treinador.

 

Se virou para frente e encarou os Pokémon inimigos — Skorupi e Deino — Não seriam adversários fáceis, ainda mais que era uma batalha de dois contra um.

 

"Skorupi é um Pokémon do Tipo Inseto/Venenoso: Skorupi, o Pokémon Escorpião. Ele captura suas presas com suas poderosas garras e injeta seu veneno. Ele tenazmente espera sobre a presa enquanto o veneno se espalha."—  Pokédex.

 

"Deino é um Pokémon do Tipo Dragão/Noturno: Deino, o Pokémon Irado. Deino morde qualquer coisa que puder é nunca para, por isso é perigoso aproximar-se desse Pokémon sem tomar precauções."— Pokédex.

 

"Pelo Skorupi, o perigo são suas garras" — Pensava, lendo as informações da Pokédex.— "Quanto ao Deino, são suas mordidas”— Encarou Rose momentaneamente. — Certo, Rose, solte seu Sylveon é me ajude! — Pediu para sua amiga.

 

— Eh?! — Exclamou surpresa. Shinku olhou confuso para ela.

 

 — Rápido! não tem como eu enfrentar os dois ao mesmo tempo! — Exclamou apressado, apontando para a dupla inimiga.

 

— Mas eu nunca batalhei antes! — Gritou para ele que petrificou.

 

— Hã?!  Mas você tem um Sylveon não tem?! — Indagou. Como ela tinha uma evolução se nunca batalhou antes.

 

— O Sylveon é uma evolução que acontece por amor, não por batalha! — Respondeu Rose.— Ele evoluiu quando eu ainda era uma criança!

 

— Ah! Que inútil! — Bagunçou os cabelos, ficando agitado. Se virou para a dupla que o encarava.— Então terei que resolver isso sozinho!

 

— Você ouviu ele? Cuidar sozinho da gente? — A Mulher zombou dele.

 

— Deino, Headbutt! — Ordenou o Homem.

 

— Skorupi, Pin Missile! — Ordenou a Mulher.

 

Sem qualquer hesitação ou espera, a dupla comandou o ataque de seus Pokémon. As Pinças de Skorupi brilharam em branco e ele disparou vários projéteis verdes na direção de Oshawott, enquanto Deino avançava com uma cabeçada.

 

— Evasiva! — Oshawott saltou em direção ao Deino e o usou como trampolim, pisando em sua cabeça e saltando para o alto, desviando também dos projéteis.— Razor Bumerangue no Skorupi!

 

A concha de Oshawott foi coberta por uma energia e se transformou em uma lâmina azulada. Ainda caindo, ele começou a girar a lâmina em mãos e a lançou na direção do Skorupi.

 

— Agarre! — Skorupi facilmente segurou a Concha Lâmina, usando suas poderosas garras e sua velocidade de agarrão. Ele pressionou a concha e ela se estilhaçou, deixando Shinku, Oshawott e Rose em choque.— Sua vez!

 

— Preste atenção! Crunch! — Se aproveitando do choque de Oshawott por ter sua concha destruída, Deino se aproximou por trás e mordeu Oshawott com tudo, fazendo-o soltar um grito de dor. A Mordida de Deino era poderosa e parecia que quebraria o pequeno corpo do Pokémon Lontra.

 

— Tente sair dai, Water Gun! — Ordenou Shinku.

 

Mas era inútil. A força e a dor da mordida era tanta, que ele não conseguia se concentrar em atacar ou qualquer outra coisa. O que era desesperador, tanto para ele, quanto para Shinku.

 

— Agora, lance-o! — Deino moveu a cabeça e lançou Oshawott para o ar, ainda atordoado pela mordida. O homem sorriu para a mulher que entendeu o recado.

 

— Pin Missile, Skorupi! — As pinças de Skorupi brilharam em branco e ele disparou novamente os projéteis na direção de Oshawott, que no ar, nada poderia fazer.

 

— Se defenda com Water Gun! — Shinku ordenou nervoso.

 

Oshawott usando a força que lhe restava girou no ar, usando o Water Gun e criando um pequeno tornado de água envolta de seu corpo. Os projéteis se chocaram com a água e explodiram. Ele conseguiu se defender, mas os projéteis tinham sido bem fortes e causaram um bom dano.

 

— Headbutt! — Ordenou o Homem.

 

Deino correu para cima de Oshawott que ainda estava se recuperando dos ataques anteriores e desferiu uma cabeçada. Era uma batalha difícil, não podia se concentrar direito, sempre que cuidava de um, o outro atrapalhava, era impossível vencer desse jeito.

 

— Shinku! — Rose gritou preocupada. Pegou a Pokébola de Sylveon, um pouco hesitante.

 

— Tackle, Oshawott! — Oshawott saltou na direção de Deino e golpeou com seu ombro. O golpe dos dois se chocaram e ambos foram jogados para trás. Por estar mais fraco, Oshawott foi lançado até Shinku que o segurou.— Oshawott...— Olhou preocupado para seu Pokémon.

 

— Hora de acabar com isso, Skorupi, Pin Missile! — Ordenou a Mulher.

 

— Concordo... Ember! — O garoto entrou na frente de Shinku e do nada, fagulhas de fogo foram lançadas contra os projéteis que queimaram em um instante. Como era um ataque do tipo Inseto, era fraco contra o tipo fogo.— Bom trabalho, Tepig!

 

O Pokémon Porco caiu a frente de seu treinador e deu uma expirada que soltou chamas de seu nariz. Shinku conhecia aquele Pokémon, era um dos inicias de Unova e também era o mesmo Tepig que ele viu quando ajudou a Professora Juniper a procurar os iniciais.

 

— Ninguém pediu sua ajuda...— Murmurou, um pouco cabulado por ser salvo por esse garoto.

 

— Não reclame! — Rose apareceu atrás dele e deu um cascudo forte em sua cabeça.— Olhe só o estado do Oshawott, devia agradecer a ele por ter ajudado.

 

— Eu sei....— Disse baixo, apenas para Rose ouvir. Pressionou Oshawott contra seu corpo.— Só não quero agradecer a esse cara.

 

— Me pergunto se ele vai conseguir batalhar sozinho.— Disse Rose, observando o garoto que encarava os dois oponentes.

 

— Você foi bem amigão.— Retornou Oshawott. Ele que até então estava agachado, se levantou e foi até o garoto, ficando lado a lado.— Eles são difíceis de enfrentar sozinhos, então vou ajudar.— Arremessou outra Pokébola e transfigurou seu Joltik.

 

— Ninguém pediu sua ajuda, é desnecessária.— Disse o Garoto.

 

— Como se eu me importa-se, se disse que vou ajudar é porque vou ajudar! — Disse firme, para acabar com aquela discussão. O garoto apenas ficou em silêncio e voltou a encarar a dupla.

 

— Joltik, Slash no Deino, agora! — Ordenou Shinku.

 

— Ember no Skorupi, Tepig! — Ordenou o Garoto.

 

— Deino, Headbutt no Tepig! — Ordenou o Homem.

 

— Skorupi, Knock Off no Joltik! — Ordenou a Mulher.

 

As garras de Joltik brilharam em branco e cresceram, ficando parecidas com lâminas. Ele avançou na direção do Deino, mas Skorupi se moveu para intercepta-lo com suas garras brilhando na cor negra. Os dois se atacaram e começaram a se golpear.

 

Tepig tentou disparar suas chamas em Skorupi, mas Deino se intrometeu e o atingiu com uma cabeça que o empurrou para trás. Tepig olhou irritado para o Pokémon e devolveu a cabeça, fazendo Deino rolar pelo chão.

 

— Electroweb e use o String Shot para acertar o Deino! — Ordenou Shinku.

 

Joltik disparou a teia eletrificada para cima de Skorupi que colocou as pinças na frente, tentando se defender. Mas logo em seguida, Joltik lançou seu jato de seda que grudou na teia e ele a lançou na direção de Deino que foi pego em cheio e gritou ao ser eletrocutado.

 

— Idiota! Agora você é todo meu, Skorupi, Pin Missile! — As Pinças de Skorupi brilharam em branco e ele disparou os projéteis na direção de Joltik que tinha acabado de lançar a teia eletrificada em Deino.

 

Assim que disparou os projéteis, eles foram acertados por fagulhas de fogo que fez os projéteis virarem cinzas, irritando a dupla inimiga. Shinku e o garoto se encaram e viraram o rosto, como se não tivessem gostado da ajuda.

 

— Esse dois...— Rose os olhou com uma Poker face.— "Eles fazem uma boa equipe, mas não se dão nada bem"

 

— Certo, chega de brincadeira, vamos lutar de verdade agora! — Exclamou a mulher, visivelmente irritada.

 

— Deino, Dragon Breath! — Ordenou o Homem.

 

Deino abriu a boca e disparou um feixe roxo flamejante. Por alguns segundos deu para ver algo parecido com raios em seu corpo. Joltik e Tepig conseguiram desviar a tempo e o feixe passou raspando por eles, causando alguns danos, mas nada severo.

 

"Aquilo foi..." — Pensou o garoto, sorrindo em seguida.— Ei, eu tenho ideia.

 

— Hmm? — Shinku olhou confuso para ele. De certa forma, desgostado.

 

— Vamos derruba-los em um único tiro, para isso preciso que seu Joltik faça uma coisa.— Ele também parecia não gostar muito daquilo.

 

Shinku assentiu meio que contra sua vontade e escutou o plano do garoto, concordando. Era um bom plano, mas pela inimizade que os dois sentiam um pelo outro, seus pensamentos estavam longe de imaginar isso.

 

— Certo! Tepig, Tackle no Skorupi! — Ordenou o garoto.

 

Tepig se impulsionou na direção de Skorupi e acertou o mesmo com seu corpo. Skorupi foi empurrado pra trás, mas resistiu, agarrando Tepig com suas pinças, que pareceu sentir dor pelo forte agarrão.

 

— Crunch, Vai! — Deino disparou na direção de Tepig, para atingi-lo com uma mordida. Só que por algum motivo aparentava estar mais lento, coisa que foi percebida por Shinku e pelo Garoto.

 

—....— O Garoto e Shinku se olharam e assentiram um para o outro.

 

— Joltik, String Shot no Skorupi! — Ordenou Shinku.

 

Joltik disparou seu jato de seda e enquanto o jato se aproximava, Deino já estava quase atingindo Tepig com sua mordida. O mesmo gritava de dor, sendo apertado por aquelas pinças. Shinku estava nervoso e olhou apreensivo para o Garoto, querendo saber se ele não faria nada. O mesmo estava calmo.

 

— Flame Charge! — Tepig soltou um gritou e todo seu corpo foi envolto em chamas, atingindo em cheio Skorupi e Deino que foram pegos pelas chamas. Ao sentir seu corpo queimar, Skorupi soltou Tepig, que desviou do jato de seda.

 

O Jato de seda atingiu em cheio Deino e Skorupi, fazendo eles ficarem presos um no outro, tentando se soltar. O Garoto e Shinku sorriram, o plano tinha dado certo. E agora os dois Pokémon estavam imobilizados e indefesos.

 

— Vamos com aquele golpe! — Exclamou o Garoto.— Tepig, Ember nas garras do Joltik.

 

— Pegue as brasas emprestadas, Slash! — Ordenou Shinku.

 

As garras de Joltik cresceram, parecendo lâminas e ele investiu na direção de Deino e Skorupi. Ao mesmo tempo, as fagulhas de fogo de Tepig circularam suas garras e se transformaram em chamas. As garras de Joltik foram envolvidas pelo fogo, se tornando um Fire Slash.

 

— Vai! — Exclamou Shinku, socando o ar.

 

Joltik cortou sem hesitar os dois Pokémon que sentiram os cortes feitos queimarem, junto de seus corpos, que foram envolvidos em chamas graças a seda. Segundos depois, os dois Pokémon caíram nocauteados.

 

— M-Merda! — A Mulher retornou o Skorupi e saiu correndo.

 

— E-Espera! — O Homem retornou Deino, correndo atrás da mulher.

 

— Vocês conseguiram! — Rose correu até Shinku e pulou em cima de suas costas, o mesmo pareceu não ligar muito.

 

— A propósito, você filmou, não filmou? — Indagou, já sabendo a resposta.

 

— Hã?...NÃO! De novo não! — Rose caiu de joelhos, lamentando novamente e deixando Shinku com uma gota na cabeça.

 

Enquanto Rose lamentava, Shinku encarou o garoto que estava saindo do local. Ele ficou quieto por alguns segundos e logo se pronunciou.

 

— Eu sei que cada treinador tem sua moral...— Disse Shinku, cerrando os punhos.— Mas, eu nunca vou respeitar suas morais para com os Pokémon...Nunca!

 

— Você é um dos treinadores escolhidos pela Prof.Juniper, não é? — Disse o garoto, se virando para Shinku, que ficou confuso com seu comentário.

 

— Como sabe disso?! — Indagou, ficando constrangido ao se lembrar da Pokédex, que tornava a resposta daquela pergunta um tanto quanto óbvia.

 

— A Pokédex é um só um detalhe.— O garoto colocou a mão no bolso e tirou algo que surpreendeu Shinku e Rose.— Eu o reconheci porque...Eu também sou um dos treinadores que foi escolhido, meu nome é Deak!

 

"Então, ele é um dos treinadores que a Professora mencionou?" —  Pensou Shinku, encarando a Pokédex.

 

— De qualquer jeito, eu não tenho interesse em você, nem no Yuu, eu apenas quero cumprir meu objetivo...— Ele se virou, dando um passo para a frente, fazendo uma pequena pausa.— Não me atrapalhe! — Seguiu em frente.

 

— Bom trabalho, amigo. — Retornou Joltik para a Pokébola, ficando pensativo.

 

— Hmm...Shinku.— Rose o tirou de seus pensamentos.— E quanto a esse Munna? Ele parece estar bem machucado.

 

— Verdade, e eu ainda tenho que terminar o trabalho que a Prof.Juniper me deu, então...— Ele olhou com um sorriso para o Pokémon Comedor de Sonho e se aproximou com uma Pokébola.

 

— Não, antes ele precisa ser curado! — Rose o empurrou com o braço direito e se levantou, voltando para Striaton City.

 

— O que deu nela? Nem ajudou na batalha...— Reclamou com um murmuro, se levantando e indo atrás dela.

***

STRIATON CITY

A dupla estava em frente ao Centro Pokémon, esperando a assistente que a Prof.Juniper mencionou. Ao longe eles viram uma mulher de longos cabelos loiros correndo em suas direção. Shinku antes que percebe-se foi atingido forte pela moça e caiu no chão.

 

— Ai...— Colocou a mão na cabeça, a força dela não era normal.

 

— Ah! Desculpe, desculpe, desculpe! — A mulher se desculpou várias vezes.— Eu sou a assistente da Prof.Juniper, Bianca!

 

— Sim, sim...— Shinku se levantou com uma cara de poucos amigos e mostrou a Pokébola para ela.— Vocês vão cuidar bem dela, não vão?

 

— Não se preocupe, não faremos nenhuma maldade com seu Pokémon! — Respondeu, pegando a Pokébola e o tranquilizando um pouco.— Então, até uma próxima vez! — Partiu correndo.

 

— Que pessoa estranha.— Rose comentou.

 

— Nem me fale...E forte também.— Colocou novamente a mão na cabeça. Ele deu um suspiro e encarou Rose.— A esse horário, acho que o melhor é partirmos amanhã.

 

— Eu não acredito que perdi outra chance daquelas....— Rose soltou lágrimas de crocodilo, entrando cabisbaixa no Centro Pokémon.

 

— Essa não tem jeito...— Shinku balançou cabeça e deu de ombros, com um suspiro, seguido de uma risadinha.— Na próxima você tem mais sorte!

 

 

 

 

 

CONTINUA>>>


Notas Finais


Gostaram da batalha?

Alguma crítica ou sugestão?

Deixem ai nos comentários ^^

Vlw, flw o/


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...