História Pokémon Volt White Blaze Black - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Pokémon
Tags Pokémon, Pokémon Blaze Black, Pokémon Volt White
Exibições 43
Palavras 2.091
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção Científica, Luta, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Saga, Shounen, Super Power, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 6 - O nascimento da confiança, Shinku e Purrloin


ROTA 3

A nossa dupla de heróis agora seguia viagem pela Rota 3, rumo a Nacrene City. Como as batalhas de ginásio iriam se tornar mais difíceis, Shinku decidiu iniciar o seu treinamento para se fortalecer.

 

— Certo, Oshawott, Razor Shell! Purrloin, Slash! — Ordenou Shinku, se virando para os Pokémon.— Joltik, concentre a energia em suas presas se use o Bug Bite!

 

Oshawott investiu com sua Lâmina Concha e Purrloin com suas garras afiadas. Joltik avançou um pouco depois, com as presas brilhando na cor verde, contra-atacando os golpes de seus companheiros. No meio do ataque, suas presas voltaram ao normal e ele foi acertado pelos ataques, sendo jogado para trás.

 

— Consegue continuar? — Indagou para o Pokémon Anexador que assentiu.— Ok, mais uma vez!

 

— Prurr.— Purrloin se virou e saiu andando, ignorando as ordens de Shinku.

 

— De novo? — Rose indagou para si mesma, vendo Purrloin sair do treinamento.

 

Ela estava sentada em cima de uma pedra, observando o treinamento.

 

— O Cilan disse que ela iria me entender um dia, mas...— Se aproximou de Rose com um suspiro.

 

— Tzz! — Joltik que estava no ombro de Shinku saltou para a pedra.

 

— E-Entendo...— Rose tremeu um pouco pela proximidade de Joltik.

 

— De qualquer jeito, acho melhor ir procura-la.— Ele retornou Oshawott e Joltik.— Não vai ser nada bom se ela acabar dando de cara com um Pokémon Selvagem.

 

— Eu ajudo! — Rose se levantou.

 

—Ajudar? — Memórias vieram a mente de Shinku, e ele se lembrou da batalha no Dreamyard.— Não...É mais provável que você acabe se metendo em problemas.

 

— O que quis dizer isso? — Rose inchou as bochechas e encarou Shinku com um olhar raivoso.

 

— Eu preciso procurar o Purrloin, tchau! — Saiu correndo após. Sabia que inventar uma desculpa só traria mais problemas.

 

— Hmm...— Rose continuou encarando, enquanto ele corria para dentro da floresta.

***

— Purrloin! — Shinku gritou o nome da Pokémon, mas tudo que ouviu foi o farfalhar das árvores.

 

Ele continuou procurando pela Pokémon, atravessando os arbustos e olhando entre os menores espaços, mas Purrloin parecia ter desaparecido. E estava começando a ficar cansado.

 

— Onde foi que ela se meteu? — Se sentou em cima de uma rocha que encontrou no meio da floresta.— Porque ela não me obedece? — Ficou pensativo e cabisbaixo.

 

***

6 ANOS ATRÁS

Shinku estava caminhando alguns metros atrás de um homem de cabelos castanhos e vestindo um terno. A face do homem era coberta pelos seus cabelos. O homem parou de andar de repente e Shinku também parou. Estavam de frente para uma caverna, como se esperassem algo sair de lá.

 

— Observe.— Foi tudo que o homem disse. Ele pegou uma Pokébola de seu bolso e transfigurou um enorme dragão azulado, Salamence.

 

Não demorou muito é um enorme Pokémon Dragão saiu de dentro da caverna, era o Druddigon. Assim que os dois Pokémon se viram, eles rugiram um para o outro, como se fossem inimigos mortais. Shinku se assustou com a agressividade dos dois e o homem sorriu.

 

— Escute com atenção...— O homem disse para Shinku. Os dois Pokémon se atacaram e começaram a batalhar. Salamence batalhava sozinho, sem as ordens de seu treinador.— Abaixe e Dragon Claw! 

 

Ele finalmente deu uma ordem. Druddigon tentou acerta-lo com um Focus Blast, mas Salamene desviou para baixo e o acertou com uma garra espectral verde, empurrando o outro pokémon para trás.

 

Pokémon Dragões são o tipo mais difícil e complicado de ser treinado.— Começou a explicar para Shinku.— Isso porque eles são muito ferozes e orgulhosos.

 

Mas, o Salamence faz tudo o que você manda.— Shinku o questionou.

 

— Quando encontram um treinador em que pode confiar e demonstrar todo seu potencial, eles dedicam tudo a ele.— Disse o Homem. Salamence acertou outro Dragon Claw no Druddigon e o Pokémon caiu nocauteado.— Me entendeu? Você tentou forçar o Patrat a te obedecer, mas os Pokémon aprendem a confiar e a obedecer no tempo certo e com a atitude certa.— O homem se abaixou na altura de Shinku.— Não pode querer que eles te obedeçam, é preciso esperar e agir para que isso aconteça.

***

Shinku ficou pensativo por alguns minutos e se levantou inconformado, jogando os braços para cima e dando um grito.

 

— Ah! — Bagunçou os cabelos agitado e deu um suspiro, se acalmando.— Talvez....Eu esteja fazendo as coisas do jeito errado.

 

Ele olhou fundo na floresta, decido a procurar Purrloin mais uma vez.

***

Rose caminhava pela floresta, inconformada com a forma que Shinku agiu. Porque não confiava nela? Mesmo nunca tendo batalhado, ainda podia ajudar. Por isso, decidiu ir procurar a Purrloin sozinha e esfregar na cara dele.

 

Ela observava a floresta, querendo achar alguma pista de Purrloin, e viu algumas pegadas dela no chão, assim como alguns arranhões.

 

— Perseguir é minha especialidade! — Sorriu, percebendo segundos depois como a frase saiu errada.— Ainda bem que ele não está aqui para ouvir isso.

 

Rose seguiu as pegadas e as marcas de arranhões até dar de cara com uma caverna. Por um momento ela pensou que até fazia sentido Purrloin estar numa caverna, já que ela era do tipo Noturno.

 

— Pruur! — Assim que entrou na caverna, ela ouviu os gritos de Purrloin, parecia estar batalhando contra algo.

 

— Quem é aquele Pokémon?! — Rose pegou sua câmera para focar a imagem e viu um Pokémon de pelugem azul com asas.— Woobat?!

 

As garras de Purrloin brilharam e ela saltou na direção de Woobat tentando corta-lo. Mas o Pokémon era muito ágil e desviava de seus golpes.

 

— Prrur! — Purrloin irritada, disparou sementes verdes de sua boca, atingindo parcialmente Woobat, que saiu praticamente ileso do golpe.

 

As asas de Woobat brilharam e ele disparou serras de vento que acertaram o chão a frente de Purrloin e a jogou na parede. Em seguida, Woobat pegou altitude, sendo coberto por uma energia branca e desceu investindo como uma lança na direção de Purrloin.

 

— Sylveon, Fairy Wind! — Rose ordenou as pressas.

 

Antes que Woobat atingi-se Purrloin, uma rajada de vendo rosada atingiu Woobat e o fez se chocar com a parede.

 

— Está tudo bem agora! — Rose pegou Purrloin nos braços, ela parecia bastante machucada. Fitou Woobat e sorriu.— "Venci minha primeira batalha! Se bem que eu peguei ele de surpresa, mas ainda sim foi uma vitória!" — Comemorou mentalmente. E o melhor é que ainda tinha achado a Purrloin.

 

— Grr! — Sylveon soltou um rosnado, chamando a atenção de Rose.

 

— Hm? — Rose fitou a direção que Sylveon rosnou e seu rosto ficou pálido.— Porque?!

 

Um grupo de Woobat iam furiosos em sua direção. Parece que o Fairy Wind acabou chamando a atenção deles, e ao ver seu companheiro em perigo, todos se juntaram para atacar.

 

— Corre! — Gritou, correndo para fora da caverna.

***

Shinku que estava caminhando pela floresta, ainda a procura de Purrloin, escutou um barulho de asas batendo.

 

— Que barulho é esse? — Os barulhos foram fincando maiores e ele começou a escutar o som de alguém gritando. Não demorou muito para reconhecer a voz.— Rose?! Mesmo eu tendo avisado a ela!

 

Sem perder tempo, ele correu em direção a voz, rezando para que ela estivesse bem. Correu por toda a floresta, mas não achou nenhum sinal dela, até escutar novamente o grito, dessa vez, bem próximo de onde estava.

 

— Achei! — Ele a viu de cima de um barranco. Rose estava de costas para uma rocha, sendo encurralada por um grupo de Woobat que já preparavam para atacar.— Desvie, sua maníaca por notícias!

 

Shinku não hesitou em pular do barranco e correr em direção a Rose. Só foi perceber a  Purrloin nos braços dela, durante a corrida. Assim que os Woobat atacaram, ele saltou na direção delas, abraçando as duas e caindo no chão.

 

— Esse malditos! — Encarou os Woobat através da camada de poeira que os cobria. Seu boné tinha caído por causa do pulo.— Vamos lá, Joltik!

 

Purrloin se pós a frente de Shinku, antes que ele libera-se o Pokémon Anexador. Ela fitava os Woobat com um olhar furioso e parecia querer vingança. Shinku percebeu isso, mas ficou preocupado pelos ferimentos que ela tinha.

 

— Espere! — Gritou para parar Purrloin, mas era tarde demais.

 

Purrloin saltou com suas garras afiadas na direção dos Woobat que revidaram com as serras de vento. Parecia uma chuva de ataques, era impossível ela sobreviver aquilo. A visão das serras tomaram conta do lugar e caíram como bombas, levantando uma cortina de poeira.

 

— Tudo bem, Sylveon? — Rose indagou para seu Pokémon que estava com alguns ferimentos. Tinha se jogado por cima dele assim que os ataques foram lançados. Olhou para os lados, procurando Shinku.

 

Entre a poeira, ela viu uma sombra se levantar. Reconheceu a silhueta e ficou feliz dele não ter sido acertado pela chuva de golpes.

 

— Não faça essas loucuras.— Shinku falou com dificuldades, segurando Purrloin nos braços. Tinha alguns ferimentos e arranhões, mas nada sério.

 

— Prrur...— Purrloin saiu dos braços de Shinku e ficou frente a frente com ele, o encarando preocupada.

 

— Eu sei...— Shinku ignorou os ferimentos, respirando pesado.— Eu sou um estranho, e não nos conhecemos muito bem, mas como eu disse, estou disposto a trabalhar isso.— Shinku encarou Purrloin com um sorriso forçado.—  Não vou força-la, você pode aprender a confiar em mim no seu ritmo, e até lá, eu vou respeitar suas escolhas.

 

A cortina de poeira foi se esvaindo pouco a pouco e Purrloin e Shinku permaneceram se encarando. A asa de um dos Woobat voltou a brilhar e ele lançou as serras de vento, tendo Shinku e Purrloin como alvo.

 

— Cuidado! — Rose gritou para alerta-los.

 

Shinku tentou se mover, mas sentiu seu corpo doer e ficou imóvel. As garras de Purrloin cresceram e assim que as serras se aproximaram, ela se virou cortando-as no meio. Os Woobat se irritaram e começaram a investir.

 

Purrloin correu até uma árvore próxima e usou ela de suporte para saltar, atingindo uma boa parte dos Woobat com suas garras. Usando de sua agilidade, ela saltava entre os Woobat e os atacava. Continuou assim até ser atingida por um golpe de asa e cair a frente de Shinku.

 

— Prrur! —  Purrloin se levantou e encarou Shinku, como se disse "O que está esperando para dar uma ordem?"

 

— Purrloin...— Shinku a encarou e abriu um sorriso.— Certo, vamos trabalhar juntos para cuidar desses caras!

 

— Prrur! — Purrloin soltou um grito e foi envolvida por um forte brilho azul em todo seu corpo.

 

— Isso é...— Shinku fez uma cara de surpreso.

 

— Purrloin está evoluindo! — Rose também estava surpresa.

 

— Graw! — A Liepard recém evoluída rugiu.

 

"Liepard é um Pokémon do Tipo Noturno: Liepard, o Pokémon Cruel. E a forma evoluída de Purrloin. Conhecido por sua beleza, Liepard usa o elemento surpresa contra seus adversários, atacando antes que eles possam reagir." — Pokédex.

 

Incrível, ela aprendeu o Night Slash! — Shinku olhou impressionado para a Liepard a sua frente.

 

—  Eu preciso filmar isso! —  Instintivamente, Rose pegou a câmera. Não falharia como da ultima vez.

 

Os Woobat começaram a se agitar com a evolução repentina de Liepard e se prepararam para lançar outra chuva de Air Slash. Rose se colocou para proteger Sylveon e Shinku encarou os Woobat.

 

— Liepard, Shadow Ball! — Ordenou Shinku.

 

Liepard reuniu energia, criando a esfera das trevas e lançou na direção dos Woobat que foram pegos de surpresa. A esfera explodiu e os Woobat começaram a cair bem feridos.

 

— Finalize com Night Slash! — Ordenou Shinku, cortando o ar com sua mão esquerda.

 

Liepard correu na direção dos Woobat com suas garras maiores, parecendo lâminas e brilhando na cor roxa. Ela saltou e cortou em alta velocidade todos os Woobat, nocauteando um a um.

 

— Pokébola, Vai! — Shinku arremessou suas Pokébola e capturou um a um todos os Woobat que estavam caindo.— Isso deve resolver o problema.— Ele pegou as Pokébola e apertou o botão do meio, fazendo elas serem transferidas para o laboratório da Professora.

 

—  Finalmente, tudo acabou.—  Rose suspirou aliviada, guardando a câmera.—  O que foi? —  Encarou Shinku que a fitava.

 

—  Pra começar, isso não teria acontecido se você tivesse me ouvido.—  Shinku a repreendeu deixando a mesma desconcertada.—  Mas...Você achou a Purrloin, então, obrigado.—  Agradeceu, deixando a mesma feliz.

 

—  Não a de que! — Disse Rose.

***

A dupla voltou para o local onde estavam antes e arrumaram suas coisas, se preparando para partir.

 

—  Está pronta? —   Indagou para Rose.

 

—   Já, vamos? —   Disse passando por ele que a seguiu.

***

Entre as nuvens, dentro de uma fortaleza flutuante, um homem de cabelos castanhos assistia a um vídeo. O vídeo que ele assistia mostrava Shinku batalhando contra Verde, em Accumula Town. Parecia analisar a batalha.

 

— Entendo.— Murmurou, pausando uma cena do vídeo bem no rosto de Shinku.— Então vai ser você que virá até mim? — Esboçou um sorriso.

 

 

CONTINUA>>>


Notas Finais


Alguma crítica ou Sugestão? Deixem ai nos comentários.

Aviso:Nesse capítulo, eu decidi mudar o sexo do Sylveon para macho e também vou começar a tomar mais cuidado na hora de escrever sobre isso.

Bem, na minha escola, pediram para os alunos darem um recado desse tipo em algum lugar ou de alguma forma. Então eu decidi deixar esse recado aqui para vocês.

Recado: É um recado sobre economizar água(avá?). Eu queria dizer que a água é muito importante, e as pessoas acabam exagerando, usando muito ela, as vezes deixando uma torneira ligada ou usando o chuveiro por muito tempo.

E eu avisar para prestarem atenção nisso e passarem usar apenas a quantidade que precisarem, não exagerarem no uso. Os humanos, são uma raça com empatia, mas não conseguimos sentir isso a não ser que seja avisado em grande escala ou a gente veja por nos mesmos as consequências disso.

Então, estou aqui por pedido, para conscientizar vocês sobre o uso exagerado da água e pedir para economizar. Podem ser poucas pessoas, mas existe o ditado "São dos pequenos feitos, que vem as grandes mudanças". Por isso eu vou começar a fazer minha parte e passar a tomar mais cuidado, e queria pedir a vocês para fazerem o mesmo.

E se possível, deem esse recado em suas fanfics também, para atingir mais pessoas. Peço desculpas por abordar vocês com esse assunto, já que esse é um site para entretenimento e diversão, mas ainda sim queria deixar esse recado, ok pessoal?

Até mais, vlw, flw o/.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...