História Pokémon:The Mimikyu history - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Pokémon
Personagens Personagens Originais
Tags Creepypasta, Mimikyu, Pokémon
Exibições 23
Palavras 1.098
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Ficção, Fluffy, Mistério, Romance e Novela, Saga, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Suicídio, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


E aí pessoal? Boa leitura pra quem me conhece já e pra quem não me conhece! Espero que gostem dessa pequena creepypasta de pokemon!

Capítulo 1 - Isolamento


Fanfic / Fanfiction Pokémon:The Mimikyu history - Capítulo 1 - Isolamento

Era uma vez...... Uma pequena criatura chamada Mimikyu. Ela era escura como a noite , vivia em florestas escondida do sol. O sol lhe assustava muito , ele parecia tão grande , enorme , e quente , e ele era tão pequeno. Ele se sentia fraco em comparação aos outros pokémons , e , acima de tudo , ele via que esses pokémons eram especiais , cada um tinha seu próprio poder , cada um era diferente , e ele , era apenas...... Ele.

Um dia , escondido por dentre os matos , ele viu um treinador , este treinador estava batalhando com seu pókemon contra um outro pókemon que saiu da grama alta. Depois que ele ganhou a batalha , ele deu um petisco para seu pokémon e acariciou sua cabeça , feliz o pokémon pulou em seus braços e o treinador o abraçou forte , nesse momento , ele começou a brilhar intensamente e evoluiu , ele evoluiu em um magnífico e enorme Snorlax. Ele pegou seu treinador nos braços e juntos saíram da floresta com um sorriso que ia de orelha à orelha. Ao ver essa cena , mimikyu decidiu que queria isso também , ele queria ter um treinador que o recompensasse depois de toda a luta com uma comida e um carinho , ele queria amor.

Mas Mimikyu não sabia como fazer para ter um treinador , e ele não podia sair da floresta para conseguir um. Só lhe restava esperar que algum treinador aparecesse de novo mas como ele estava impaciente e queria receber amor logo , ele resolveu perguntar aos outros pokémons como fazia para ter um. Ele foi falar com um Bidoof que estava com a boca cheia de madeira de uma árvore quase caindo.
-Senhor Bidoof!
-U que que é?
-Posso falar com o senhor um instante?
-Ma tu num já tá falando? Desembucha que é?
-Eu queria lhe perguntar uma coisa. Como consigo um treinador?
-Ah , é muito fácil , é só você ficar naqueles matinhos esperando que uma hora eles aparecem. Por isso que eu não fico lá , e é bom que o senhor num fique também Mimikyu!

Mimikyu acreditou nas palavras do Bidoof e foi para um matagal não muito longe da floresta. Ele esperou , esperou , esperou e esperou. Ele esperou até o dia amanhecer.....Mas ninguém veio. Mas Mimikyu não desistiu mesmo assim. Quando ele foi comer algumas berries , um Crabrawler pulou do meio delas , muito bravo este disse que eram dele e que não era para comê-las. Mimikyu não se importou de não comer as berries  tanto que aproveitou para perguntar se ele sabia como conseguia um treinador.
-Olha eu tenho certeza absoluta de que se você se esconder nessas berries vai achar uns quinhentos deles , já que sou incomodado toda santa hora!
-Boa ideia! Obriagado caro amigo Crabrawler!
-(Hehe , ótimo , arranjei um besta para cuidar das minhas berries. Finalmente vou poder visitar meus primos que moram na praia!)

Crabrawler achou que arrumou um empregado para fazer seu trabalho , mas enquanto Mimikyu esperava pacientemente alguém aparecer , ele comia as berries uma por uma , até que havia sobrado apenas uma. Foi quando o dono delas voltou. Ao ver a situação que Mimikyu deixou suas berries ele ficou furioso e deu uma surra nele , simplesmente porque Mimikyu se recusou a revidar os ataques , por isso quando ele conseguiu fugir para floresta  ele estava todo machucado , sujo de terra e cheio de matos grudados em seu corpo.

Ele foi até o pequeno riacho que ficava em frente à sua toca , e se olhou como em um espelho. Ele viu o quão horrível ele estava nesse momento. Ele pensou que agora ele nunca teria um treinador , ele nunca seria amado , nunca seria feliz , porque ele era apenas uma criatura pequena , feia , e fraca , que não pôde nem se defender de um mísero Crabrawler , como então defenderia seu treinador? Suas lágrimas escorriam de seus olhos e caíam na cascata rasa , ele se inclinava para frente cada vez mais e mais , até que............. Ele tombou dentro da água.

A terra que estava nele se desmanchou na água doce tornando sua suave cor aqua-cristalina em uma cor amarronzada indefinida. As folhas dos matos que se prenderam ao seu corpo se desgrudaram e começaram a boiar junto a ele como uma sopa ou um chá. Suas feridas foram totalmente curadas pela água , que havia sido purificada pelo pokémon imponente que estava ao longe observando a ascensão desse pequeno ser. Ele boiava calmamente na água , sendo levado lentamente pela fraca correnteza que o puxava para o lago dos Lotads. Ele se sentia tão leve , tão limpo , ele finalmente se sentia especial. Olhava as estrelas e a lua cheia e brilhante que reluziam no céu tão escuro quanto ele como se dissessem parabéns pela descoberta de sua nova perspectiva de vida. Croagunks e Politoeds coaxavam , isso junto com tintilar das folhas formavam uma doce melodia noturna que ecoava por toda a floresta. Ali mesmo , sendo embalado por essa doce canção de ninar e sendo levado pouco a pouco pela cama de águas , ele adormeceu com um sorriso no rosto.

Ele acorda na beira do lago , curiosamente perto de sua casa ,ainda achando que tudo aquilo foi apenas um sonho , para ter certeza de aconteceu de verdade , ele se olha na água e percebe que está totalmente limpo e curado , assim como estava ontem de manhã. Ainda com sono ele tenta dormir de novo mas não consegue por causa de um estranho barulho vindo de um pokémon que ele nunca viu na vida. Era uma voz irreconhecível , falando em uma língua que ele não entendia , olhou para a direção de onde vinha estes sons e percebeu uma silhueta familiar , ou nem tanto. 

Era um treinador. Não o mesmo treinador claro , era um outro , mas era um treinador andando tranquilamente pela mata.'' Um treinador! Vou tentar ser amigo dele!'' Pensou consigo mesmo Mimikyu. Esse estava sendo o dia mais feliz da vida dele , finalmente ele teria um treinador , finalmente ele seria feliz! Pelo menos , foi isso o que ele pensou.

Ao se aproximar do humano , este se assustou , e saiu correndo sem nem pensar. Mimikyu se perguntou porque ele ficou com medo , ele achava que depois de se banhar no riacho ele estava lindo , então porque ele correu? 

Continua.......


Notas Finais


Apenas deixei com classificação indicativa de dezoito porque fiquei com receio de levar advertência ou algo assim pelas coisas tristes que vão acontecer , mas podem ler de boa!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...