História Hogwarts - Uma História Pokémon - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Potter, Pokémon
Tags Crossover, Harry Potter, Pokémon
Exibições 93
Palavras 969
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Romance e Novela

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá galera, meu nome é Matheus e trarei esse novo Crossover para vocês. Se curtirem a ideia e quiserem desenhar algo de Harry Potter/Pokémon fiquem a vontade, mas deixem que eu veja depois! Boa leitura! :D (PS: eu fico brizando ao desenhar esses dois mundos juntos).

Capítulo 1 - Livro Um - Capítulo 01 - Noite Sombria


Fanfic / Fanfiction Hogwarts - Uma História Pokémon - Capítulo 1 - Livro Um - Capítulo 01 - Noite Sombria

A cada passo que dava, a borda da túnica e capa negras arrastavam no chão. Mas elas não eram as únicas a se arrastarem naquela noite fria de 31 de outubro de 1981. Aos seus pés um pokemon também se arrastava, um Arbok de nome Nagini. 

Finalmente lá estava. A casa da maior ameaça à Voldemort, uma criança que nem sabia falar, filho de magníficos treinadores. Segundo a profecia, esta criança seria a causa de sua queda.

- Não podemos deixar que isso aconteça Nagini. Vamos atravessar essa porta e mata - los a qualquer custo. Poupe apenas a mulher. USE A CABEÇADA E DERRUBE ESSA PORTA.

Arbok avançou em direção a porta, desferindo - lhe um golpe de cabeça que a arrancou das dobradiças e deixou - a no chão.

***

Momentos antes, no segundo andar da casa que seria atacada, Lilian e Tiago colocavam Harry Potter no berço para ele dormir. Quando o baque da porta no chão os deixaram em alerta.

- THI! O que foi isso? Vá ver e cuidado, por favor. - Lilian aguardava o pior.

- Deixa comigo, se for ele não o deixarei avançar, cuide do Harry. - Tiago correu pelo corredor e enquanto descia a escada seu corpo foi se alterando, tomando a forma de um Pokémon. Um Stantler de um tamanho maior que o comum, um monstruoso Stantler que marcava o piso da escada, tão fortes eram as passadas de seus cascos.

Voldemort acabava de atravessar a porta. 

- Impressionante, então esse é o famoso treinador capaz de virar um Pokémon? Vamos ver do que é capaz. NAGINI, ENVOLVER - e a cobra dessa vez se enrolou em torno do corpo do seu oponente, mas Tiago usou seus longos chifres para acertar a face da Arbok que afrouxou seu aperto por um segundo suficiente para que, mesmo com a cobra enrolada em torno de seu corpo de alce, pudesse cravar as pontas de seus chifres na barriga de seu verdadeiro inimigo, Voldemort. Antes de atingi - lo porém, Arbok se recuperou e Voldemort percebeu.

- Nagini. MORDIDA! - Ele gritou, esboçando um sorriso no rosto pálido. A cobra então mordeu o pescoço do quadrúpede que avançava em direção ao homem de preto parado em frente a porta. Tiago foi perdendo a força, até que caiu aos pés de Voldemort. Somente quando o corpo imóvel do Stantler, se tornou humano de novo, que Arbok tirou as presas do pescoço da vítima.

- Menos um. - Foi o que lorde das trevas sussurrou antes de seguir subindo a escada enquanto ria.

***

Lilian tinha lágrima nos olhos, apesar de não ter visto o ocorrido sabia o resultado. O silêncio e o riso que subia através da escada só significavam uma coisa. 

A mulher ruiva virou para o filho de olhos verdes e lhe deu um beijo na testa.

- A mamãe te ama, Harry. 

Logo sua mão saia de dentro do bolso da calça, nela, duas pokebolas, que foram abertas revelando dois pokemons. Butterfree e Raichu se colocaram um de cada lado de Lilian, que aguardava a porta do quarto ser aberta a qualquer momento. 

A porta se abriu e fechou de novo, mas ninguém entrou, o coração de Lilian batia mais forte. 

Mais alguns segundos se passaram e a porta abriu de novo, dessa vez uma Arbok com olhar maligno deslizou para dentro do quarto. Atrás dela o Lorde das Trevas. Imponente. 

- Renda - se mulher, e me passe a criança. Você não tem a menor chance.
- É o que veremos! Raichu, ataque rápido!  - O enorme roedor alaranjado avançou correndo em direção a Arbok. 

- Nagini, tiro de lama. - a cobra disparou uma rajada de lama de sua boca, deixando liso o chão onde Raichu corria, o roedor perdeu o controle e  esbarrou com tudo na parede, recebendo muito dano. Lilian não perdeu tempo.

- Butterfree, PÓ PARALIZANTE. - um pó amarelo alaranjado saiu das asas da bela borboleta indo em direção a Nagini que ficou incapaz de se mover. - É agora pessoal, preparem - se para um ataque duplo, vamos acabar com essa cobra asquerosa e em seguida com esse maldito! - Lilian exclamou com o corpo tremendo de medo e ansiedade, enquanto Voldemort ficava de olhos fechados, demonstrando uma calma absoluta. 

- Você não precisa disso mulher. Eu quero apenas seu filho.

- Você nunca o terá,  canalha.  RAICHU, TROVÃO!  BUTTERFREE, CONFUSÃO. 

Só que exatamente nesse momento, antes de Arbok ser atingida algo aconteceu. Um Gengar de uma cor escura, um Gengar negro e olhos verdes aterrorizantes, se materializou do nada.

- Eu avisei,  Gengar, faça com que todos durmam com HIPNOSE. Butterfree caiu no chão antes de usar seu ataque,  adormecida. Raichu dormiu onde estava. 

- Agora sem piedade use COMER SONHOS nos pokemons. O pouco de energia vital que restavam nos pokemons de Lilian esgotou. Lilian e Harry dormiam como se nada tivesse acontecido, ela no chão, ele no berço. 

- Hahaha. Agora meu serviço ficou bem mais fácil. Nagini, saia logo desse transe e prepare o Ácido. Gengar,  prepare o Bola das Sombras. Temos uma pequena vida para tirar. MIREM NO BERÇO. E ATAQUEM AGORA!

Gengar criou uma bola de energia escura no ar ao mesmo tempo que a cobra disparava seu ácido em direção ao berço. Porém, mesmo no estado de hipnose, a mãe tem o instinto de proteger o filho. Lilian estava de pé como uma sonâmbula, os braços erguidos protegendo o filho. O ataque que ela recebeu foi tão poderoso quanto o amor que ela sentia por Harry, isso fez com que o ataque fosse refletido para o Lorde das Trevas.

- Nãaaaaaao! - Ele gritou em agonia enquanto desaparecia. 

Lilian estava morta no chão, e no berço,  Harry Potter havia acordado com uma cicatriz em sua testa.


Notas Finais


Então, o que acharam? Conto com o comentário de vocês! Como eu estudo e trabalho não tenho uma periodicidade para estar postando os capítulos, mas pretendo não fazê-los esperar muito. No próximo capítulo Harry estará no "mundo dos trouxas" sem conhecer o universo pokemon, curiosos? Até a próxima.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...