História Police Love - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias The 100
Personagens Bellamy Blake, Clarke Griffin, Jasper Jordan, John Murphy, Lexa, Marcus Kane, Octavia Blake, Raven Reyes
Tags Clarke, Clexa, Lexa
Visualizações 292
Palavras 758
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Suspense
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Boa Tarde, eu trouxe um capitulo com algumas revelações pra vcs, maaaas...."Nem tudo é o que parece ser"
hahahaha
Espero que gostem

Capítulo 16 - Revelações


Clarke PVO

 

Depois de conseguir me aproximar de Lexa eu resolvi que era hora de saber o que aconteceu com seu passado, se nós soubéssemos o que houve talvez ficaria mais fácil resolver esse caso. Mas ela ficou rígida novamente, iria ser uma longa jornada esse assunto.

- Clarke eu não consigo! – ela diz passando as mãos nos cabelos nervosa.

- Sim, você consegue Lexa! Nós precisamos tentar entender o porquê essa pessoa te persegue, e eu tenho quase certeza que tem a ver com o passado. – digo calmamente e ela me olha apreensiva. Chego perto dela e abraço sua cintura e ela suspira.

 

- Eu tinha um equipe formada por mim, Monty, Lincoln e Cóstia. Não era qualquer equipe, éramos amigos e éramos indestrutíveis juntos! – ela diz e sinto sua voz embargada. Ela realmente se machuca ao tocar nesse assunto, mais eu preciso disso. – Mas um dia ouve um assalto onde Cóstia foi assassinada, eu desconfiei que não era somente um simples assalto e acreditei que tudo foi planejado para matá-la. – ela diz e eu aperto mais o abraço para incentiva-la a contar. Sinto ela respirar fundo como se estivesse buscando forças, ela encosta o queixo no meu ombro e continua. -  E eu estava certa, então nós decidimos com todo afinco encontrar quem a matou...o que foi uma péssima ideia, não achávamos nada para encontrar essa pessoa. O nosso superior disse que estávamos obcecados e engavetou o caso, alguns meses depois Lincoln foi assassinado enquanto descia do carro para pegar sua filha na escola, ele foi assassinado na frente da própria filha. – ela diz entredentes e sinto meu coração quebrar. Escuto seu soluço leve e percebo que a mesma está chorando.

- Se você quiser continuar depois...eu entendo. – digo baixinho ainda abraçado com ela.

- Não, eu p-preciso terminar, eu quero terminar! – ela diz

- Ok!

- Depois que isso aconteceu nós procuramos o autor do crime e o encontramos, ele foi detido e permanece preso até agora...mas novamente quando tudo estava quieto Monty ficou desaparecido, procuramos ele mas sem sucesso. Um dia meu general chegou com a notícia de que ele havia sido encontrado morto, mas nunca me disse a condição do corpo, eu não sabia como havia sido sua morte...até ver a foto naquele bar. – ela diz e sinto seu corpo enrijecer. Sinto ódio pela situação dela, ódio de quem quer que seja estar fazendo isso com ela. –Eu nunca achei que a morte deles poderia estar ligada, depois disso eu decidi me afastar das missões, foram 2 anos para me recuperar até Kane me chamar para resolver o caso dos roubos. Mas agora eu entendo que tudo estava ligado, desde Cóstia...eu só não consigo entender o motivo disso, talvez eu não achasse que estava tudo interligado pelo fato de não receber bilhetes como agora. – ela diz e me aperta contra si e eu retribuo o abraço.

 

- Eu sinto muito Lexa! Eu quero muito te ajudar a achar quem fez isso! – digo e ela se solta de mim levando suas mãos até meu rosto e me olhando com preocupação e medo.

 

- Clarke, eu sei que você quer ajudar, mas o único modo de fazer isso é se manter longe de mim! Infelizmente é a verdade, eu queria tanto poder sair na rua ao seu lado sorrindo, irmos a algum lugar, fazer algo juntas. Mas não posso, não quero que algo de ruim te aconteça. – ela diz e a vejo chorando.

 

- Então temos um impasse Lexa, pois eu não vou me afastar! – falo para ela séria. Eu não iria me afastar, pode parecer meio louco mais eu tinha um desejo incontrolável de ficar perto dela e de cuidar. Ela beija minha testa e me abraça suspirando.

 

- Pode fingir que me odeia pelo menos, e que não gosta de ser minha parceira? - ela pergunta e eu dou uma risada divertida.

 

- Mas eu odeio você! E odeio ser sua parceira também! – digo fingindo estar magoada e ela dá uma risada alta e me dá vários selinhos.

 

- Vamos fazer uma reunião com o pessoal...acho que agora você deve ter algo em mente! – ela diz e eu concordo com a cabeça me separando dela contra minha vontade. Ela sai da minha sala batendo a porta, afinal, temos que fingir que nos odiamos.

 

Eu não sei exatamente o que temos, mas eu sei que quero ficar perto dela, e espero que esse anônimo esteja preparado porque diferente das outras pessoas eu não corro do perigo, eu o enfrento e elimino do meu caminho.


Notas Finais


Estão preparados para ver uma Clarke Dark?? hahaha


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...