História Police Love - Capítulo 22


Escrita por: ~

Postado
Categorias The 100
Personagens Bellamy Blake, Clarke Griffin, Jasper Jordan, John Murphy, Lexa, Marcus Kane, Octavia Blake, Raven Reyes
Tags Clarke, Clexa, Lexa
Visualizações 217
Palavras 843
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Suspense
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Boa tarde, demorei né rsrsrs mas trouxe mais um hj , não tá muito grande ...tem algumas dicas aí nesse capítulo moçada
Espero que gostem

Capítulo 22 - Clexa Dark - 2


Clarke PVO


Agora sim, está tudo começando a ficar bom. Eu , Lexa e um interrogatório, a mistura perfeita para diversão.  Penduramos ele em um corrente que tinha no galpão com as mãos presa às mesmas.


Para evitar que a polícia local chegasse onde estava o furgão eu liguei para Raven e Jasper o tirar de lá, tudo de agora em diante ficaria entre nós, nada do FBI entrar no meio, só nos a equipe. Se era algo pessoal iríamos resolver a altura.


Vejo o suor escorrer pelo rosto do rapaz pendurado as correntes, ele está com medo, não imaginava que seu serviço de Pombo Correio daria errado, nos amarramos suas pernas e o amordaçamos. Lexa se aproxima dele ficando na altura de seu abdômen e dá um sorriso diabólico para o mesmo.


– Então... qual o seu nome ? - ela pergunta o olhando de cima abaixo.


– Matt, por favor não me matem! – ele diz e eu vejo o medo em sua voz. Lexa dá uma risada alta de deboche .


– Quem falou em matar aqui Pombo Correio? - eu digo chegando perto dele  e ele se encolhe.


– O máximo que vamos fazer é cortar sua língua e mandar de volta para seu chefe! – minha fuck parceira completa e me olha dando um sorriso cúmplice.


– M-mas eu não sei de nada ! - ele diz com lábios entreabertos enquanto está pendurado pela corrente.


– Oh que pena, vai ficar sem língua atoa! - Lexa responde tirando uma faca de dentro de seu coturno. Ela o segura pela calça e abaixa o puxando de modo que ele fique da sua altura, ela leva a faca perto da boca dele é aperta na lateral fazendo um pequeno risco de sangue escorrer.


– Mas se você souber de algo...talvez sua língua permaneça dentro da boca. – eu completo chegando pertinho dele.


– P-por favor! - ele diz .


– Abre a boca dele Clarke, vamos cortar! - Lexa diz séria e quando levo minhas mãos para abrir ele grita.


– OBCESSAO! - ele diz rápido com medo de nós cortamos. Ele está ofegante e aliviado ao mesmo tempo por ver que paramos.


– Explica direito! – Lexa pede. – Acho que você resumiu demais e eu não entendi . - termina


– E-eu não sei ao certo quando me envolvi nisso...mas precisava do dinheiro então fiquei encarregado de entregar as encomendas pra vocês! - ele diz e engole em seco.


– Só isso? Quem é a pessoa que faz isso? Como você sabia meu nome? - Lexa diz exasperada.


– E-eu não sei. - ele diz e eu sei que está mentindo. Chego perto dele e dou um golpe em sua barriga.


– Você acha que tem opção de não saber das coisas seu Otário?? Hein? - digo irritada, estava cansada de ninguém saber de nada. - Ninguém sabe que você tá aqui, nós podemos sumir com você, podemos cortar essa sua língua nogenta e depois de dar um fim! Ou você tá achando que tá podendo alguma coisa aqui? - pergunto mais alto que o normal e ele trinca o maxilar.


– Acho bom você colaborar Matt, não estamos aqui pelo FBI, não há regras, estamos aqui por nós ! - minha parceira finaliza e ele respira fundo.


– Ok..Não sei quem está por trás..mas eu te conheço pq tem várias fotos espalhadas dias por todo lado nas paredes da sala que recebo ordens. É até estranho de se ver…- ele finaliza um pouco assustado.


– Porque faz isso? Você tem algo contra Lexa? - eu indago.


– Não só por dinheiro, eu só entrego as encomendas. - ele diz.


– Você recebe ordens de quem? - minha parceira pergunta.


– Ele (a) se autodenomina Fênix! Quando chego na sala já tá tudo escrito eu só pego e saio…- ele finaliza.


– Não faz sentindo, alguém tem que pôr isso lá ! - eu digo e começo a andar de um lado para outro. - E porquê Fênix ? - pergunto pra mim mesma .


– Não sei quem está por trás mas sei que não é alguém em sã consciência . - ele diz.


– Você sabe de mais alguém que trabalha para esse Fênix? - Lexa o pergunta e ele balança com a cabeça que sim.


– Sei que há um oficial , já fiz uma entrega no FBI. - ele diz com receio.


– O Que!? - pergunto incrédula . - Quem ? - indago para ver se ele fala.


Quando ela vai dizer escuto um som baixo, como de uma bala silenciosa, olho para trás e não vejo nada. Mas ao olhar para frente vejo que nosso interrogado foi atingido .


– Mas que porra, inferno! - escuto Lexa exclamar enquanto passa a mão pelo corpo dele averiguando . Tudo indica que foi um tiro de sniper, no meio do peito.


Mal terminamos de achar o local do primeiro tiro e já vemos outro atingir sua cabeça .


– VAMOS CLARKE , SE ABAIXE! - minha parceira diz e eu a obedeço.


Sempre um passo a frente, que merda , quando achei que iríamos chegar no líder, estávamos indo bem. E agora essa de ter um oficial envolvido. Esta tudo confuso agora.






Notas Finais


Alguma dica sobre quem é Fenix?
A ação não acabou...só digo isso!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...