História Polícia Sobrenatural. - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 4
Palavras 438
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Luta, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 13 - Polícia Sobrenatural--Correspondendo os sentimentos de Gray.


Fanfic / Fanfiction Polícia Sobrenatural. - Capítulo 13 - Polícia Sobrenatural--Correspondendo os sentimentos de Gray.

4 dias depois...

Eu não havia dito nada, Eu apenas corri pra longe.

O inverno havia chegado, o friu tomava conta da cidade. Eu estava ignorando completamente o gray desde que ele me beijou e disse que me amava pois eu estava morrendo de vergonha  não sabia o motivo.

Agora...

Eu estava indo pra agência com a kaylee.

Kaylee:me diz oque foi? Por que você não está falando com o Gray?

Eu respiro fundo e digo.

Luana:não posso falar, você é muito nova.

Kaylee:eu não sou tão nova assim! Eu tenho 12 anos!

Luana:certo, eu falo...

Eu respirei fundo e disse.

Luana:o-o lukas me beijou.

Os olhos dela viraram duas estrelas.

Kaylee:moe moe! Kwaii!!! E você? Oque fez?

Luana:e-eu correspondi, eu não sei pq?

Ela volta ao normal.

Kaylee:fácil! Você ama Ele! 

Eu coro e penso.

Luana:*isso faz sentido! A vergonha que eu ando sentindo nesses dias, eu não querer olhar nos seus olhos*

Eu sorriu, olho pra ela e digo.

Luana:arigato Kaylee! Agora sei oque fazer.

A gente chegou no trabalho, o dia foi até calmo só resolvemos casos de carro roubado entre outras coisas fáceis, resolvemos a papelada e fui pra Praça.

Eu me sentei num banco, peguei meu telefone e mandei uma mensagem pro Gray.

                                   11:43 PM    ■□□¤

○Gray:

L:Gray, posso falar com você?

G está digitando...

G:ok, onde você está?

L:no Central Park, fica 17 minutos da Agência.

G:ok.

Eu guardo o meu telefone na bolsa, eu escrevo as minhas mãos e assopro tentando me aquecer. Minha respiração podia ser vista no ar, eu olhei pro canteiro que ficava atrás de mim, eu vi um canteiro com rosas brancas uma pequena quantidade de neve em suas pétalas.

Luana:"a neve é a pureza de muitas pessoas mais sua alma é a mais pura que eu conheço*

Minha mãe disse esse poema pra mim quando eu era pequena.

Flashback on...

Eu tinha uns 5 anos de idade. Minha mãe ainda era viva, eu estava olhando pela a janela o meu irmão e meu pai haviam saido para comprar algumas coisa.

Luana:mãe..

Mãe:diz minha flor.

Luana:por que a neve é branca?

Mãe:vem cá.

Eu vou até ela, ela me pega e me bota sentada no seu colo.

Mãe:a neve significa pureza.

Luana:como assim?

Mãe:a neve é a pureza de muitas pessoas mais a sua alma é a mais pura  que eu conheço.

Flashback off...

Eu apertei o colar da minha mãe. Eu olhei pra frente e me assustei ao ver o Gray me encarando.

Luana:oi.

Gray:oi.

Ele vem e se senta no meu lado o silêncio estabelece, eu respirei fundo e disse.

Luana:gomen, por eu não ter dito nada e apenas corrido.

Gray:não...eu entendo você me odeia.

Luana:eu não disse isso.

Ele me olha.

Luana:e-eu te amo.

Sua expressão fica de surpresa mas depois se acalma. Ele bota a mão do meu rosto, nossos rostos se aproximam e nossos lábios se tocam. O beijo era calma e tranquilo.

Continua...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...