História Polyamory - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Sehun, Suho, Tao, Xiumin
Tags Baekhan, Baeksoo, Chanhun, Chankai, Chankaihun, Chankaisesoo, Chankaisoo, Chanseekai, Chansekaisoo, Chansesoo, Chansoo, Hansoo, Hunhan, Kaisoo, Lubaek, Lusoo, Mindae, Sekai, Sekaisoo, Sesoo, Xiuchen
Visualizações 482
Palavras 904
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Famí­lia, Harem, Lemon, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 15 - Quindecim





KyungSoo suspirou baixinho enquanto se encarava no espelho.

Ele estava sem camisa e com uma bermuda de pano, o elástico dela estava na linha do ílio, o que deixava sua barriga completamente aparente e exposta.

Ele se sentia arrasado.

Mesmo que já tivesse se passado alguns meses, e que ele tenha melhorado consideravelmente física e psicologicamente, ainda não aceitava o fato que perdeu um filho, mesmo que não tenha sido sua culpa.

- KyungSoo? – SeHun me chamou e KyungSoo se exaltou. Ele não queria o ver, evitar o alfa se tornou seu hobbie, ele pensava que não podia encarar o pai do filho que supostamente matou.

- E-eu estou cansado... Pode voltar depois? – Respondeu e em seguida escutou a porta ser forçada já que a mesma estava trancada.

- Kyung... Ate quando isso? Por favor... Eu não te culpo, ninguém te culpa, então não se culpe...

KyungSoo se aproximou da porta e encostou a testa ali, era horrível o jeito que ele se sentia, se sentir culpado era realmente horrível.

- Me desculpe Hunnie... – Sussurrou.

- Eu já sabia... – Suspirou. – Bom, se não quer falar comigo pelo menos fale com o LuHan, ele está lá em baixo, vou mandá-lo subir. – O alfa se afastou e KyungSoo pode escutar seus passos em direção as escadas. – Mas não se esqueça, eu te amo, e quero meu KyungSoo de volta.

Quando os passos de SeHun não eram mais audíveis, KyungSoo destrancou a porta, foi ate o guarda-roupa, pegou uma camisa de manga média, a vestiu e se deitou na cama.

- Soo! – A voz de LuHan ecoou no quarto e o outro ômega sorriu quando ele entrou no quarto com a barriga avantajada e redonda.

- Oi Hannie... – KyungSoo deu dois tapinhas ao seu lado da cama e LuHan se sentou ali.

- Ainda não consegue olhar o SeHun? – Questionou depois de ter dado um leve selo nos lábios alheios.

- Sim... – Suspirou. – Eu não sei o que acontece, eu tenho medo sabe? Medo dele me culpar assim como eu me culpo. – Murmurou.

- Não fique assim Soo, nós já conversamos, não foi culpa sua e nunca vai ser, ninguém te culpa! – LuHan falou e KyungSoo sorriu triste lembrando das mesmas palavras de SeHun.

- Como está nossa bebezinha? – O ômega mais novo falou tentando mudar de assunto.

– Está ótima, a Eunbi está crescendo forte, e o melhor é que a qualquer momento ela pode nascer! – LuHan falou animado.

- Não vejo a hora de segurar minha filha nos braços, parece que foi ontem que descobrimos que você estava grávido.

- Sim... – LuHan riu. – Logo teremos nossa no colo.











XXX











- BAEKHYUUUUUUUUUN! – O grito que LuHan deu com certeza acordou a vizinhança inteira. Eram 4:38 da manhã e o ômega tinha acordado com uma vontade louca de comer milkshake de abacaxi com uma pitada de sal, queijo e orégano, e como já tinham tudo em casa o alfa foi ate a cozinha fazer, mas assim que pisou no local escutou a voz de LuHan e voltou correndo para o quarto, e a cena que viu foi como um tapa na cara.

Tinha chegado a hora.

LuHan iria dar a luz.

O ômega estava com o rosto brilhando de suor, o vestido que usava – sim, vestido. – que era como uma camisola, estava molhado e as bordas estavam encharcadas, a bolsa tinha estourado.

- VAI FICAR OLHANDO ATE QUANDO BAEKHYUN? QUE MERDA! – O ômega tornou a gritar e apertou o lençol entre os dedos, se contorcendo na cama.

- Calma, calma! – Baekhyun falou, porém ele mesmo estava nervoso, pegou o celular e ligou para a agência de táxi, enquanto ia para o quarto do bebê e pegava a bolsa que tinham preparado para LuHan e a outra para o bebê.

Deu o endereço ao taxista e saiu do quarto, indo ate o andar de baixo na velocidade da luz, colocou as bolsas na porta e subiu as escadas correndo indo para o quarto, encontrando LuHan com os olhos azuis e presas para fora, céus, LuHan estava com muita dor ou com muita raiva.

- EU VOU MATAR O KYUNGSOO! – Ok, ele estava com raiva.

- Calma amor... – BaekHyun falou baixinho e manso enquanto pegava LuHan no colo e com muito esforço e levava para o andar de baixo, e ao passar pela escada, quase caiu, porque o ômega gritou bem ao pé do seu ouvido e fincou as unhas em seu ombro esquerdo.

Assim que chegou a busina o fez dar aleluia, saiu correndo de casa, colocou LuHan deitando no banco traseiro e voltou para peças as bolsas, assim que entrou no táxi, deu o endereço do hospital e se virou para trás, pegando a mão de LuHan e a apertando.

- Vai ficar tudo bem meu anjo. – Sorriu calmo para o ômega e recebeu um olhar raivoso em troca.

- É melhor você ligar para o KyungSoo, eu vou matar aquele filho da puta por ter me engravidado, oh se vou! – E voltou a gritar.

E como um bom amante a vida que BaekHyun era, o alfa pegou o celular e ligou para KyungSoo, na primeira vez ele não atendeu, na segunda também e, finalmente, na terceira ele atendeu.

- Eu vou matar quem estiver ne ligando a essa hora. – O ômega murmurou enquanto atendia o celular.

- Terá sorte se o LuHan não me matar primeiro, estamos indo para o hospital Jung SengHyen, seu filho está nascendo.


Notas Finais


Me desculpem se ficou ruim e/ou pequeno, eu não to com muita criatividade sabe? Além do mas eu to doente, nariz entupido, dor de cabeça e no corpo, sonolência, e provavelmente febre, eu to uma merda.
Eu não quis deixar vocês sem cap por isso saiu isso ai, me perdoem, eu amo vcs <3
E sobre as minhas provas pra quem quiser saber foram ótimas, eu passei em todas as matérias que eu peguei as notas, inclusive acho que passei em química porem não acho que recuperei a nota da primeira unidade, e isso ta me me matando, basta pedir a Deus que me ajude.
Então foi isso, beijos <3 amo vcs

Grupo pra quem quiser entrar:

https://chat.whatsapp.com/7O05vbzLy81C7ZIp5bYWof


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...