História Popstar! - Capítulo 46


Escrita por: ~

Postado
Categorias Demi Lovato, Fifth Harmony, Justin Bieber, Miley Cyrus, Selena Gomez, Taylor Swift
Personagens Dallas Lovato, Demi Lovato, Justin Bieber, Miley Cyrus, Personagens Originais, Selena Gomez, Taylor Swift
Tags Delena, Demi Lovato, Diley, Jelena, Miley Cyrus, Selena Gomez, Semi
Visualizações 137
Palavras 1.098
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Orange, Romance e Novela, Visual Novel, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Mutilação
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Desculpem a demora.

Capítulo 46 - A place on Demi's heart.


Point of view: Demetria.

Quem, no auge dos 17 anos fica de castigo? Creio que apenas eu. E eu estava de castigo por ter saído de casa sem carteira de motorista! Apesar de achar um absurdo, concordei com a minha mãe sabendo que era para o meu próprio bem, porém aquilo não foi o suficiente para evitar que eu escapasse durante a madrugada e fosse ver Selena. No fundo algo me dizia que eu estava de castigo exatamente para não encontrá-la. Não fui dirigindo pois se minha mãe acordasse seria arriscado demais meu carro não estar na garagem, então pedi a Dallas para me levar e ela concordou, mesmo sem saber qual era a finalidade de um encontro duas da manhã. Quando liguei para Selena avisando que estava na varanda, não demorou muito até que eu percebesse algo se mover entre os cômodos da casa e apontasse na varanda. Estranhei quando vi que ela não estava sozinha, mas sorri para as outras duas garotas ao constatar que eram Miley e Taylor.

- Olá meninas. – beijei o rosto dourado de Miley e em seguida o mais rosado de Taylor – Como vão?

- Eu estou ótima. – Taylor disse sorrindo – Acho que faz tempo que não me sinto tão bem.

- Nós podemos ouvir o CD também? Por favooor! – Miley segurou minha mão apertando-a quase com lágrimas nos olhos –

- Mas é claro. Onde vamos ouvir?

- No carro da Selly!

Selena passou o braço ao redor da minha cintura deixando seus lábios tocarem a lateral da minha cabeça por uns segundos antes de começarmos a caminhar na direção do veículo preto estacionado a poucos metros de distancia. As amigas de Selena sentaram na frente praticamente brigando para saber qual das duas iria colocar o cd no reprodutor e depois de um tempo a primeira música começou. Não consegui conter a crise de riso que me ocorreu quando Selena começou a gritar histérica junto com as amigas que hora estavam viradas para frente e hora viradas para trás fazendo gestos com as mãos. O som no carro era tão alto que eu pensei que poderia ficar surda. Sabendo que não teria a menor chance contra o ataque que as três estavam tendo mesmo que eu estivesse ali dentro no mesmo ambiente, preferi ficar apenas rindo e aproveitei para observar minha namorada, que me olhava algumas vezes antes de voltar a olhar para o rádio e debater com as outras duas sobre as músicas. Selena era a pessoa que eu inconscientemente havia escolhido para amar, e era a melhor sensação do mundo estar ao lado dela sabendo o quão sortuda eu era por ter a ela na minha vida.

- Qual é o nome dessa? – Selena tentou falar mais alto que o som –

- Trash. Shadow é a próxima. – Miley e Taylor debatiam sem parar sobre um possível clipe de Trash – Chegue aqui. – esperei ela deitar a cabeça no meu ombro e apoiei a mão na perna dela – Senti sua falta. Não parece que nos vimos de manhã. – sussurrei –

- Você comeu hoje? – perguntou hesitante –

- Eu... Hm... Não muito. – torci o nariz –

- O que você comeu? – Selena não se moveu –

- O café da manhã com você, e almocei algumas coisas esquisitas no intervalo das gravações de Sunny. – menti –

- Tudo bem. Vamos ouvir minha música.

Enquanto Shadow tocava, comecei a receber um carinho um tanto quanto lento demais em meu braço e antes que a música chegasse ao fim eu estava cochilando. Ao acordar estava sendo carregada pela minha namorada.

- O que você está fazendo? – sussurrei com a voz rouca –

- O que parece? Levando você no colo.

- Preciso ir embora, shadow. – deitei a cabeça novamente –

- Certo, mas eu preciso trocar de roupa antes de te levar Dems.

- Você é forte. – sorri com a conclusão do meu raciocínio extremamente lento –

- Carregaria você mesmo se pesasse cem quilos. – senti meu corpo ser solto na cama – Não saia daqui.

Selena levou alguns minutos que para mim mais pareceram segundos. Já mais desperta, olhei ao redor e percebi que apenas havia uma foto minha colada na porta de trás do quarto e na cômoda um porta retrato digital exibia dezenas de fotos nossas. Estranhei. Se ela era realmente tão fã quanto parecia, não deveriam ter revistas e etc?

- Shad... – apertei um pouco mais a mão que me guiava através das escadas – Você não tem revistas nem fotos nem nada meu?

- Hm, eu tenho você. – deu de ombros –

- E por isso jogou tudo fora? – franzi o cenho em confusão –

- Claro que não. Nunca deixei essas coisas no meu quarto porque o Justin detestava. Tenho um quarto aqui embaixo onde guardo camisetas, pulseiras, revistas, tudo o que você imaginar. – ela sorriu ao abraçar-me pela cintura – Acho que vou guardar você lá.

- Quero ver. – selei os lábios que me foram oferecidos –

- Ok, vamos lá.

Ao entrar no cômodo confesso que fiquei um tanto quanto assustada, porém Selena parecia não se importar mais com aquilo e abraçou-me por trás, apoiando o queixo em meu trapézio.

- Eu não sabia que vendiam Tênis com a minha assinatura. – mirei o all star preto com um nome bordado em branco –

- E não vendem. Eu mandei fazer esse aí. E todos aqueles casacos também. – riu – Agora que você está aqui parece bizarro.

- Um pouco. – ri ao ver três pilhas de fotos plastificadas ao lado de centenas de revistas espalhadas – Isso é tipo um Lovaltar.

- Ual, isso sim foi bizarro. – gargalhamos juntas –

- Sabe... Não é assim tão bizarro. – virei-me para ela envolvendo o pescoço gelado com os braços – É o mesmo tipo de vicio que eu tenho por você.

- Você não tem um lugar só para mim na sua casa. – Selena apoiou as mãos delicadamente em meu quadril –

- Mas tenho um lugar para você no meu coração.

Senti os lábios se moverem na minha bochecha indicando que ela havia sorrido. Abracei-a com força sem entender por que a vontade repentina de chorar me dominou. Percebi que nunca havia amado Joe. Eu estava apenas apaixonada. Eu sobrevivi sem ele, mas a ideia de ficar longe da garota que preenchia meus braços era fatal. O sentimento que eu nutria por Selena bombardeava minha mente o tempo inteiro, dominando meus pensamentos e não me deixando tempo para raciocinar. Quando os dedos finos deslizaram através da minha nuca até meu quadril novamente e começaram um carinho fraco ao mesmo tempo em que um “eu te amo” foi sussurrado em meu ouvido eu tive certeza: eu estava amando Selena.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...