História Por amar você (Gastina) - Capítulo 25


Escrita por: ~

Postado
Categorias Sou Luna
Exibições 157
Palavras 1.387
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


OI GENTE. QUE HORAS EU TO COMEÇANDO A ESCREVER? 5 DA MANHÃ UHUUUU. BEM, EU IA TIRAR O DIA DE FOLGA, NA VDD EU TIREI, ONTEM, E EU N CONSEGUI DORMIR ENTÃO VIM FAZER UM CAP PRA VCS. Gente quero explicar uma coisa pra quem n entende. Minha fic é completamente improvisada. Ss, eu sei q é difícil de acreditar mas é vdd, eu escrevo direto no SPIRIT e td que eu escrevo vem na hr pra minha cabeça, por isso nos últimos caps eu tenho dito "vms ver no que deu". Bem agr q ja tá explicado vms ao cap ^^ mais uma vez totalmente improvisado XD

Capítulo 25 - Você faz meu coração bater


P.O.V ÁMBAR

Como eu pedi Simón veio dormir na minha casa, e foi um desastre só. Minha madrinha tinha chegado em casa, então ele teve que escalar uma árvore para chegar até meu quarto, e eu como a ótima pessoa que sou, fiquei rindo da cara dele.

- Você podia ter me ajudado - ele disse quando entrou no quarto, fingindo indignação, eu cai na cama de tanto rir.

- Mas tava tão legal te ver passar vergonha - eu disse levantando a cabeça para ver seu rosto.

- Sabe o que seria muito legal? - ele perguntou se aproximando e se deitando em cima de mim - se nós dois ficássemos nos beijando a noite inteira.

- Olha, nós concordamos em alguma coisa - dito isso ele me beijou ferozmente, eu claro que correspondi, ficamos assim um bom tempo, até ficarmos com falta de ar. - eu podia ficar muito tempo assim, mas infelizmente nós temos que ir dormir.

- Ámbar... - ele fez uma pausa e riu - eu não tenho nada pra vestir - eu ri também.

- Que tal se você dormir sem nada - eu brinquei e ele riu.

- Isso seria um pouco inapropriado, mesmo que não seja má ideia - ele riu. - mas eu consigo dormir de calça jeans.

- Que pena - eu brinquei novamente e nós dois rimos. - eu vou me trocar, me espera aqui?

- Eu não vou a lugar nenhum - ele respondeu serenamente.

Eu me levantei e fui até o meu closet pegar minha roupa de dormir, que nada mais era do que minha roupa íntima e um camisão cinza, pois é, a garota antenada em moda dorme feito uma desleixada, mas isso é porque me deixa mais confortável. Voltei pro quarto e não vi Simón deitado na cama, logo estranhei, mas eu alguém me abraçou por trás, no começo levei um susto muito grande, mas depois coloquei meus braços sobre os seus, que estavam abraçando minha barriga.

- Eu te amo - ele sussurrou em meu ouvido e eu dei um grande sorriso.

- Eu te amo mais - respondi, e logo depois me virei para ele para selar nossos lábios.

Quando quebramos o beijo por falta de ar eu gelei. Ele estava sem camisa, o que significava que eu conseguia ver seu corpo maravilhoso, eu quase deixo minha boca cair, fiquei paralisada olhando para ele, como podia ser tão lindo? Ele deu uma leve risada, mas depois ficou olhando nos meus olhos.

- É estranho eu gostar que você fique me admirando? - ele perguntou um pouco manhoso e eu dei uma leve risada.

- Se for, nós somos um casal de estranhos - eu respondi e nós dois rimos, eu o puxei até a cama. Ele ficou me encarando alguns segundos.

- Seus olhos são tão lindos, parece que dá para ver o céu neles - ele falou e eu fiquei super feliz e o beijei.

- Bem, como eu ainda estou de "férias" - brinquei e ele riu - quer fazer alguma coisa amanhã?

- A gente pode sair e dar uma volta, e depois ficar aqui deitados nos beijando M-U-I-T-O - ele brincou e eu ri.

- É uma boa ideia, mas para fazer isso amanhã temos que dormir agora - dito isso ele se deitou e eu o abracei, colocando minha perna envolta de sua cintura, depois fiquei acariciando seu abdômen.

- Boa noite, namorada.

- Boa noite, namorado - depois disso nós dois dormimos.

P.O.V LUNA

- Se essa pizza não for a melhor de Buenos Aries como você disse, eu juro que te mato por ta me fazendo sair a uma hora dessas na rua - eu o ameacei.

- Calma Menina Delivery, eu jurei que iria ser não jurei? - ele brincou, mas eu ainda estava de cara fechada.

- É melhor que seja, eu podia estar dormindo agora - eu disse totalmente indignada.

- Você é muito preguiçosa sabia? - ele disse rindo.

- E extremamente violenta quando estou com sono - eu disse sínica e ele engoliu seco, pelo visto ficou com medo.

- Chegamos - ele disse apontando para a pizzaria.

- Até que enfim - eu respondi, eu realmente estava de mal humor, era o sono. (N/R: e pelo visto uma TPM braba tbm)

- Me lembra de da próxima vez não te acordar no meio da noite - ele disse rindo e eu o fuzilei com o olhar. Quando estávamos na recepção Matteo falou com a atendente - mesa pra dois por favor - ela o olhou e deu um grande sorriso. Juro que se ela não parar de mostrar esses dentes eu vou arrancá-los agora mesmo.

- Claro, eu vou ver qual está disponível - ela entrou ainda com um sorriso grande estampado no rosto.

- Eu vou ficar muito feliz em arrancar aquele sorrisinho da cara daquela baranga - eu disse e Matteo me olhou estranho.

- Por quê? - Matteo perguntou e eu lhe lancei um olhar de fúria.

- Pra ela saber que você tem dona, seu imbecil - ele riu.

- Isso são ciúmes dona Valente? - ele perguntou divertido.

- Eu te mostro o ciúmes daqui a pouquinho - eu disse o ameaçando, a mulher voltou, com aquele sorrisinho besta na cara.

- Vocês podem se sentar na mesa 33. - ela disse.

- Obrigada - eu virei para Matteo e o beijei ferozmente, quando paramos eu virei para ele - vamos meu amor? - disse o puxando e vendo a cara de besta da atendente, toma piranha. (N/R: AHASOU MIGS)

- Jura que você fez isso? - ele perguntou rindo.

- Estou cuidando da minha propriedade, com licença - eu disse e voltei a olhar o cardápio.

- O que acha de pedirmos essa? - ele perguntou apontando o cardápio.

- Pode ser - uma coisa que eu amei naquela pizzaria, as mesas eram circulares, o que fazia com que nós ficássemos quase colados de tanta proximidade. Matteo pediu a pizza ao garçom e alguns minutos depois ela já estava em nossa mesa - nossa, que rápido - falei surpresa.

- Eu também sempre estranho isso, normalmente pizzas demoram pra ser feitas - ele disse pegando os talheres, eu fiz o mesmo. Quando coloquei um pedaço da pizza na boca eu arregalei os olhos na hora.

- Que tal nós virmos aqui tipo, todo dia? - falei dando um sorriso enorme e Matteo riu.

- Eu te disse, a melhor de Buenos Aries - ele disse se gabando.

- Convencido - rebati.

- Você ama - ele se gabou novamente.

- Infelizmente não posso mentir - disse me rendendo e lhe depositando um beijo. - vamos comer?

- Claro esfomeada - mostrei a língua a ele e depois comi (N/R: lê-se "devorei") a pizza, ela estava realmente boa, Matteo pagou a conta e depois saímos.

- Obrigada Mauricinho, eu estava com muito mal humor hoje, mas você conseguiu me fazer sorrir - eu disse abrindo um sorriso para ele. 

- De nada meu amor - ele disse e me depositou um beijo. Ele me acompanhou até minha casa.

- Matteo eu sei que o que eu vou te pedir é inapropriado, mas você pode passar a noite comigo? - eu perguntei a ele.

- Quer que eu fique com você? - ele perguntou sorrindo, eu assenti com a cabeça - tudo bem. - ele concordou e nós subimos até meu quarto.

- Não ligue pra bagunça, eu não sou muito organizada. - eu disse rindo de vergonha.

- Como se eu não soubesse - ele riu.

- Obrigada por ficar comigo Matteo - eu disse o abraçando.

- Vamos dormir? - ele perguntou e eu assenti, eu me deitei na cama e ele logo atrás, ficamos de conchinha.

- Antes de dormimos eu gostaria de te dizer uma coisa - eu falei - você é muito especial pra mim Mauricinho, você chegou pra iluminar meus dias de sombras, me colocar um sorriso quando eu estiver triste, me fez ter uma razão pra querer viver cada dia mais, eu te amo totalmente Matteo Balsano, você faz meu coração bater. - eu disse, mesmo não vendo seu rosto eu pude sentir seu sorriso, ele beijou minhas costas em resposta e depois nós dormimos.

CONTINUA


Notas Finais


AOIU. Bem, foi isso que saiu kk esse cap é pras leitoras que estavam pedindo loucamente por Lutteo na fic XD como não amar vcs? :* comentem pessoas, to sentindo falta disso, me deixa super feliz o comentário de vcs ^^ bjs de glitter :*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...