História Por amar você (Gastina) - Capítulo 26


Escrita por: ~

Postado
Categorias Sou Luna
Exibições 281
Palavras 2.301
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


OI GENTE. Bem hoje, como VCS ME ENCHERAM MUITO O SACO PRA ISSO vai ser hot Gastina hj, e não me culpem se ficar uma merda, sou horrível com hots, sou mais pro lado fofo mesmo ;-; bem, como vcs sabem vai ser improvisado como sempre, então já sabem... vai dar uma merda tão grande isso.... bem, vms ver como ficou né? :P

Capítulo 26 - Uma noite de amor sobre a luz do luar


As partes indecentes estão em itálico, quem não gostar pule

P.O.V NINA

Já tinham se passado mais 3 dias desde que eu pedi para minha mãe tirar a suspensão das meninas, o que significa que faltam 2 dias pra eu e Gastón voltarmos as aulas, e ele decidiu de última hora que iríamos viajar. Nesse momento estamos no carro dirigindo até o lugar, que como sempre eu não sei qual é.

- Sério mesmo que você me tirou da cidade pra não me dizer onde vamos? - perguntei indignada, ele riu de mim como resposta.

- É melhor quando é uma surpresa - ele disse rindo da minha cara.

- Ta bom, um dia vou te dizer que vou te fazer uma surpresa e só te contar o que era uma semana depois, pra você aprender também - disse e ele riu.

- Poxa, magoei - ele disse fazendo uma cara triste, na qual eu não pude deixar de rir.

- Pelo menos me diz se o lugar é bonito - eu pedi, me deitando no banco do passageiro.

- Ta bom, como você foi muito boazinha, eu vou dar uma dica - dei um pulo de alegria - é um lugar que você sempre quis ver. - abri a boca.

- Não me diz que nós vamos pra uma praia - eu falei super animada. Eu nunca saí de Buenos Aries, então nunca vi nada fora de lá, o que me fez criar um sonho de conhecer a praia, ver o mar azul e sentir a brisa no rosto. 

- Sim meu amor, nós vamos a praia - ele respondeu dando uma leve risada e eu dei um super abraço nele - calma Nina, você vai me fazer bater o carro - ele respondeu rindo, e eu voltei pro meu lugar, mas ainda muito estérica. Uma hora depois chegamos.

- Gas - falei quase chorando enquanto saia do carro - é tão lindo - ele me virou para si e me beijou apaixonadamente.

- Eu estava certo quando disse que você ficava melhor sem os óculos - ele brincou e eu ri - eu vou ver a casa, me espera aqui? - ele disse.

- Opa opa opa opa, espera ai - falei o afastando um pouco - você alugou uma casa? - perguntei curiosa.

- Eu não disse que íamos passar o fim de semana fora? - ele perguntou sorridente e eu deixei minha boca cair. Ele beijou minha testa - já volto - dito isso ele foi ver a casa e eu fui falar com Luna.

MENSAGEM ON

- LUNAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA.

- O QUE FOI SUA ESTÉRICA? TAVA NO MEIO DE UMA PEGAÇÃO AQUI - eu ri com o que ela escreveu.

- KKKKKKK DESCULPA MIGS, MAS ISSO É IMPORTANTE.

- FALA LOGO SE NÃO VOU TE BATER.

Tirei uma foto de mim com a praia atrás e enviei para Luna.

- ADIVINHA QUEM VAI PASSAR O FIM DE SEMANA FORA COM O NAMORADO?

- AHHHHHHHHHHHHHHHH MIGAAAAAAAAAAA. QUE SONHOOOOOOOOO.

- NÃO É? MEU NAMORADO É TÃO FOFO ^^

- E bem safado também em amiga.

- Como assim miga? '-'

- Você e ele, sozinhos, a noite...

- SUA TARADA, PARE DE PENSAR BESTEIRAS.

- Você sabe que eu posso ter razão né?

- Sua chata, agora você vai deixar isso martelando na minha cabeça. AHHHHHH LUNA EU VOU TE MATAR.

- HAHAHA bem feito u.u agora é melhor você ir curtir seu boy kk tchau migs, tenho que voltar pra pegação aqui XD.

- TCHAU SUA VACA

MENSAGEM OFF

Quando eu bloqueei o celular Gastón chegou perto de mim, provavelmente para me chamar para ir com ele.

- Está tudo certo com a casa, eu tenho a leve impressão de que você vai adorar - ele riu colocando o braço atrás de mim para me levar para dentro da casa. Só de fora ela já era totalmente linda, lembrava uma pequena cabana, só que com portas de vidro e janelas, e sem madeira bruta também, bem só o formato lembrava uma cabana.

- Preparada? - ele falou colocando as mãos nos meus olhos.

- Precisa mesmo disso? - eu perguntei.

- Claro, fica mais romântico. - até que ele tinha certa razão. Ele me guiou até dentro da casa - chegamos - ele destapou meu olhos, eu fiquei totalmente boba. A decoração era toda em tons de marrom e branco, as paredes eram brancas, era tudo lindo (N/R: se vcs quiserem uma inspiração pra imaginar a casa, eu imaginei como a casa que o Edward e a Bella ficaram no filme "Amanhecer - parte 1". PS: eu esqueci de comentar, mas eles também estão numa ilha).

- É lindo meu amor - eu disse entre lágrimas e virei para ele e selei nossos lábios.

- Quer ver o quarto? - ele perguntou e eu assenti com a cabeça. O quarto era igualmente lindo, como o resto da casa era de cores marrons e brancas, e a cama tinha lençóis brancos, e em cima tinha dois tecidos igualmente brancos, como se fossem cortinas.

- Existe alguém mais perfeito que você? - perguntei dando um selinho nele.

- Não - ele respondeu na cara de pau e eu revirei os olhos. - os moradores da ilha convidaram a gente para o luau que vai ter hoje a noite na praia, quer ir?

- Meu primeiro luau, que sonho - eu disse avoada e ele riu.

- Posso considerar isso um sim? - eu assenti com a cabeça - que bom, mas até lá, quer ir dar um mergulho? 

- Como eu posso dizer não? - eu perguntei e ele sorriu.

- Simples, não pode - ele disse rindo e eu revirei os olhos de novo.

Nós nos trocamos e fomos para a praia, a água era totalmente azul, e Gastón, sendo o idiota que é, me pegou no colo e correu até a água, comigo gritando em seus braços, chegando lá ele me jogou direto dentro da água, que estava totalmente fria, eu levantei rapidamente e tentei me aquecer em vão e ele ficou rindo da minha cara, alguns minutos depois eu me acostumei com a temperatura da água e nós dois começamos a nadar, o fundo da água era mais lindo do que a superfície, era totalmente claro e tinha até alguns peixes, eu como a pessoa que sou claro, peguei muitas conchas. Depois de algum tempo nos beijamos bem de baixo da água, com os peixes de testemunha.

- Ta ficando tarde, é melhor irmos para casa nos trocar - ele disse e eu assenti. - não se preocupa, deixaram uma roupa pra você vestir.

- Tudo bem, eu só espero que seja bonita - eu disse rindo e ele fez o mesmo.

Quando chegamos em casa eu vi minha roupa em cima da cama e ela realmente era bonita, consistia em um biquíni preto e uma saia longa de estampa florida, bem estilo verão mesmo, eu me vesti e depois me olhei no espelho, faltava alguma coisa... Peguei uma das flores que tinha no vaso e torci o caule e depois coloquei atrás da orelha, agora sim estava perfeito.

- Nina você ta... - Gas parou de falar assim que me viu.

- O que foi? - perguntei rindo.

- Você ta muito linda - ele disse abobado e de boca aberta, eu ri involuntariamente.

- Obrigada, você também está.

Nós dois saímos em direção ao luau, era realmente muito bonito lá, tinha tochas por todos os lados e algumas barracas feitas de bambu e eles serviam cocos com aqueles guarda-chuvinhas que eu acho super fofo, e é claro, tinha algumas garotas dançando perto de uma fogueira. Eu a Gastón estávamos nos divertindo muito, até que uma das dançarinas me chama pra dançar junto com elas, eu fiquei super nervosa, mas elas me explicaram a coreografia direito e eu me acalmei. Alguns minutos depois estávamos dançando "All in My Head" da Fifth Harmony (link nas notas finais), eu pensei que ia passar uma vergonha muito grande, mas eu tava dançando melhor que algumas dali, então coloquei um sorriso na minha cara e continuei a dança. No final fui em direção a Gastón e o beijei.

- Vamos pra casa? Está ficando tarde - pedi o encarando.

- Claro - ele assentiu, por alguma razão estava com um sorriso no rosto, o que me deixava desconfiada. Quando chegamos vi que a casa estava iluminada por velas e tinham pétalas em todos os lugares, no chão, encima do sofá, nas cadeiras, em tudo. Eu virei pra Gastón e ele simplesmente me beijou.

- Gas, o que é tudo isso? - eu perguntei pra ele com um pouco de receio da resposta.

- É uma surpresa, confesso que com segundas intenções também, mas eu sei que você pode não estar preparada então se você qui - interrompi ele com um beijo, calmo e feroz ao mesmo tempo.

- Vamos fazer isso - disse com toda a certeza do mundo.

Nós voltamos a nos beijar, dessa vez o beijo era carregado de calor, desejo e luxúria, todo o medo que eu tinha de fazer aquilo tinha se passado naquele momento. Eu pulei colocando minhas pernas envolta de sua cintura e ele me levou para o quarto sem quebrar o beijo. O quarto estava no mesmo estado que a sala, iluminado por velas e com pétalas em todos os lugares.

Gastón me deitou na cama com calma e eu fui chegando mais para cima, para podermos deitar direito. Ele parou o beijo para tirar a camisa e depois voltou a me beijar ferozmente, como se precisasse sentir minha boca colada na sua para sobreviver. Ele começou a abaixar minha saia até tirá-la completamente, eu fiquei apenas de biquíni.

Ele ficou admirando meu corpo por um tempo e começou a acariciá-lo, ele começou a fazer movimentos circulares na minha intimidade por cima do biquíni. Eu estava ficando completamente molhada e já conseguia sentir a ereção de Gastón por cima da calça, logo depois ele tirou a mesma ficando só com a boxer e eu ri com um pensamento.

- O que foi? - ele perguntou preocupado.

- Eu não posso responder isso - eu disse rindo de leve.

- Assim você me deixa triste - ele disse fazendo cara de cachorro abandonado.

- É só que eu pensei... que é maior do que eu imaginava - ele riu do que eu disse e depois me olhou maliciosamente.

- Quer dizer que você já imaginou senhorita Simonetti? - ele disse chegando mais perto.

- Por que não voltamos a nos beijar? - eu disse evasiva e voltei a beijá-lo.

Ele voltou a fazer movimentos circulares na minha intimidade e logo depois tirou a parte de cima do meu biquíni. Ele olhou para os meu seios salivante e logo levou um deles a boca, o outro ele ficou acariciando com a outra mão, eu gemia frenéticamente, o que só o motivava a continuar.Quando ele parou de brincar com os meus seios ele retirou a parte de baixo do meu biquíni e voltou a admirar meu corpo.

- Você é tão linda - ele disse serenamente e eu corei.

- Se você continuar a me olhar desse jeito eu vou ficar igual a um tomate - eu brinquei e ele riu, logo depois ele tirou sua boxer e pegou a camisinha que estava na cômoda ao lado, depois de colocá-la ele colocou seu membro em frente a minha cavidade.

- Está tudo bem? - ele perguntou preocupado comigo.

- Melhor agora - respondi com um sorriso no rosto - faça - ele assentiu com a cabeça e logo depois me penetrou.

No começo eu senti um certo incômodo e uma pequena dor por ser minha primeira vez, mas logo depois tudo isso se transformou eu prazer puro, eu comecei a rebolar em sinal de que ele podia se mover. Ele começou com estocadas leves que logo foram ganhando velocidade e força, eu gemia descontroladamente de tanto prazer.

- G-Gas, m-mais r-r-rápido - eu pedi entre gemidos e ele o fez. 

As estocadas ficaram mais furiosas, eu conseguia ver o prazer estampado nos olhos dele, ele me olhava profundamente, como se o fato de eu estar ali fosse sua inspiração e sua razão de existência. Ele voltou a me beijar cheio de desejo enquanto continuava com as fortes estocadas dentro de mim, eu estava delirando, eu não sabia mais onde estava nem quem era de tanto prazer, eu só conseguia saber que ele me fazia bem. Nós trocamos as posições e eu fiquei por cima, logo comecei a rebolar encima do membro dele tirando gemidos de prazer do mesmo, aquela noite estava sendo incrível. Alguns minutos depois ambos chegamos ao nosso ápice e caímos esgotados na cama.

- Isso foi tão incrível - ele disse com a respiração ainda ofegante, eu me virei para olhá-lo.

- Você é incrível - eu rebati, no mesmo estado que ele, o mesmo sorriu involuntariamente.

- Eu juro que não sei como sobrevivi todos esses anos sem você na minha vida - ele disse sereno.

- E agora se não tivermos um ao outro assim mesmo que não vamos conseguir viver - eu respondi e ele riu.

- É verdade... minha linda - ele disse acariciando meu rosto e eu coloquei minha mão sobre a sua.

- Vamos dormir? Preciso me recuperar dessa noite - eu disse e ele riu e logo depois assentiu com a cabeça. Eu me virei de costas pra ele e o mesmo me abraçou para ficarmos de conchinha. Eu olhei pela janela. Era lua cheia, ela estava tão linda e brilhante. Tivemos uma noite de amor sobre a luz do luar, e eu sou a pessoa mais feliz que existe por ter sido com ele.

CONTINUA


Notas Finais


AIOU. FINALMENTE VÃO PARAR DE ME ENCHER O SACO POR HOT. MENTIRA, NÃO VÃO NÃO PQ AGR VCS VÃO ME ENCHER ATÉ TER O HOT DOS OUTROS CASAIS, MESMO QUE EU SEJA UMA BOSTA ESCREVENDO HOT. FELIZES POR ESSE CAP? ESPERO QUE TENHAM FICADO, PQ SE NÃO VO MATAR VCS. ATÉ O PRÓXIMO CAP ^^ BJS DE GLITTER :*
Link da música: https://www.youtube.com/watch?v=jsbeemdD2rQ


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...