História Por Amor - SwanQueen - Capítulo 29


Escrita por: ~

Postado
Categorias Once Upon a Time
Personagens Emma Swan, Regina Mills (Rainha Malvada)
Tags Ouat, Swanqueen, Swens
Visualizações 152
Palavras 1.969
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Amores perdão a demora é que estou fora aí tá tenso postar



Boa leitura de noite tem mais um

Capítulo 29 - Capítulo 28 - Swan Mills


Fanfic / Fanfiction Por Amor - SwanQueen - Capítulo 29 - Capítulo 28 - Swan Mills

X

Regina

Eu era uma idiota Emma estava sangrando como eu podia fazer uma coisa dessas talvez não fosse eu a melhor pessoa para ensinar algo a ela.

- Você está indo do jeito certo Mills - Ela falou com um ar que eu não entendi, e eu nem tive tempo de tentar entender pois fui puxada para cima dela,  cai sobre o corpo de Emma e ela me beijou, o beijo dela era tão bom era um misto de tantas coisas, ela procurava espaço em minha boca, e apertava minha cintura, o beijo ia ficando mais intenso, e senti suas mãos em minha bunda, uma das mãos ela levou até minha nuca e me segurava enquanto o beijo só ficava mais quente, ela diminuiu o ritmo e me olhou, ela sorriu e eu estava tão boba com aquilo que não tive reação, ela mordeu os lábios e depois veio lentamente passando sua língua em meu lábio inferior, ela sorriu novamente e virou as posições ficando em cima de mim.

- As aulas seriam sempre assim ? - Perguntei e ela colocou seu dedo indicador em minha boca e sorriu, chegou próximo novamente e mordeu meus lábios de leve, eu me arrepiei inteira e  ela  começou a beijar meu pescoço, e eu suspirava com aquilo, o que aquela loirinha tinha sob mim era incrível, ela mordeu meu pescoço e eu nem estava ligando se aquilo ficaria roxo, apenas fechei meus olhos e senti os beijos descerem e de repente pararem, quando eu ia abrir os olhos senti as mãos quentes de Emma passarem pela minha barriga, eu tremi naquele minuto e então ela levantou minha blusa e logo ambas as mãos pousaram firmes em cima dos meus seios ela os apertou e eu acabei gemendo, ela estava diferente já não era a Emma da Pérsia, quem era essa Emma? Na verdade a resposta não me importava com tanto que ela fosse minha.

Senti seus lábios encostarem na pele dos meus seios e eu gemi baixinho com aquele contato, subi minhas mãos até o cabelo dela é deixei meus dedos entrarem em seu cabelo e a puxei para mim, eu estava ficando louca, eu queria aquilo e ela também.

- REGINA - A voz de Robin ecoou lá de cima e eu joguei minha cabeça para trás torcendo para que Emma não paracetamol - CADE VOCÊ REGINA ?- Quando ele falou novamente Emma parou o que fazia e me olhou nos olhos, ela agora estava diferente, seus olhos estavam tristes, estavam lagrimejando ela parecia que ia chorar.

- Eu não posso mais sentir isso - Ela falou e se levantou do meu corpo, e me deu a mão para que eu levantasse.

- Emma

- Regina por favor, vamos apenas ter essas aulas, salvar o que tenho que salvar e levar nossas vidas, você com seu marido e eu comigo mesma.

- Emma você não vai poder m evitar para sempre e outra não existe mais eu e Robin.

-  não é o que parece. E não se preocupem não vou tirar o Henry de você. - Emma estava com uma tristeza na voz que até hoje eu não havia visto. - Robin apareceu pela porta e passou por Emma ele agarrou minha cintura e me beijou, eu me afastei dele como pude e Emma me olhava triste, vi uma lágrima cair e ela se virou. - Eu preciso ir. - Ela saiu andando e fui ir atrás dela é Robin me segurou pelo braço.

- onde você vai ?

- Me solta - Me soltei dele e sai caminhando apressada para ir atrás dela, Robin veio atrás e eu me virei para ele é o paralisei não duraria muito mais seria o suficiente. Sai quase que correndo e Emma estava do lado de fora de casa já, segurei ela pelo braço e fiz lá se virar para mim. - Porque saiu assim Emma?

- Regina não posso ficar tão perto assim não quero sofrer

- Emma - Tentei chegar perto e ela se afastou.

- Regina depois no falamos venho amanhã no mesmo horário - Ela estava fazendo de tudo para não chorar e dava para perceber, segurei o braço dela e ela não aguentou - Não faz isso Regina - Ela pediu e eu a soltei e ela saiu dali chorando, droga ver ela daquele jeito me arrebentou por dentro eu não queria ver ela mal assim.

X

Emma

As aulas com Regina estavam progredindo mais era tão estranha ter ela ali tão perto e querer mais e não conseguir ter, sempre que estávamos perto Robin chegava e me lembrava de que Regina não era solteira, que ela não era pra mim, e eu sempre saia da casa dela com aquele ar de choro.

- Está bem ? - Henry falou chegando por trás e me abraçando.

- E aí garoto ? - falei e ele deu a volta e sentou no meu colo.

-Você não foi me ver hoje - Zelena logo apareceu.

- Sua mãe está um pouco atarefada querido.

- Hum mais ela prometeu que iria.

- Desculpa garoto, eu estava com uma problemas.

- Posso ajudar ? - Ele me olhou preocupado.

- Aí garoto as coisas são muito complicadas nunca cresça.

- isso tem haver com minha mãe Regina né ?

- Aí garoto.

- Eu sei que tem. - O garoto levantou do meu colo e deu uma volta e eu vi um roxo no pescoço dele é estranhei

- O que é isso Henry? - Falei trazendo ele para perto de mim. - Que marca é essa?

- Não é nada

- Garoto não mente para mim, sou sua mãe - Aquilo soou estranho mais era agradável.

- Promete que não vai ficar brava ?

- Henry já estou ficando brava,anda se enrolar vou falar com a Regina e deixar você de castigo.

- Tá bom- Ele virou os olhos -Nossa tá falando igual minha outra mãe.

- Desembucha Henry

- Foi o Robin

- O que ele fez ?

- Ele disse que você não ia ficar perto de mim ou da minha mãe, e que você não me amava falei que ele estava errado e que ele que ficaria sozinho.

- E ai?

- E aí ele me deu um tapa no rosto e eu comecei a chorar e ele me agarrou pelo pescoço e falou que eu tinha que aprender a me calar, daí quando ele me jogou para me soltar eu bati na escada - Ele estava bem triste me contando aquilo é eu morrendo de raiva e a vontade de matar Robin era cada vez maior, Henry levantou sua blusa e fora seu pescoço suas costelas estavam todas roxas do lado direito.

- Eu vou matar aquele desgraçado, Zelena fica com Henry , Henry a Regina viu isso ?

- Não eu não deixo tenho medo dela ir brigar com ele e ele bater nela.

- Você vai ficar aqui com sua tia, e eu vou ir conversar com ele.

- Mas mãe, nós não vamos encontrar com a mamãe para ver aquela coisa do nome ?

- Vamos - Zelena me.olhava já sabendo o que eu ia fazer e balançou a cabeça. - Zelena leva ele.pro café e esperem a Regina logo encontro vocês.

- Emma ele não é tão inofensivo quanto você pensa - Ela falou de uma forma estranha.

- Zelena você sabe de algo que eu não sei ?

- Não, só tome cuidado com o que vai fazer.

- Pode deixar - Dei as costas e fui procurar o Robin mais ele não estava em lugar nenhum e foi aí que me lembrei do Senhor Gold, fui até a loja dele.

- Ao que devo a visita da salvadora ?

- Preciso de ajuda

- Com o que ?

- Robin, preciso encontrar ele.

- Sabe que as coisas não são feitas de graça aqui não é?

- Quanto ? - Peguei minha carteira e ele deu risada.

- Não é bem assim que as coisas são pagas aqui.

- Gold não tenho tempo me fala se pode me ajudar e o que quer em troca.

- Quero que em troca fique me devendo um favor apenas.

- Que tipo de favor ?

- Na hora certa saber, agora se quiser seu acordo basta assinar aqui ! - Ele falou tirando um papel de seu bolso, e eu assinei, que merda de patifaria era aquela.

- Agora minha parte, como encontro ele.

- Com isso - ele me entregou um pingente - Segure firme o cordão, pois o cristal vai te indicar para onde ir, basta seguir a direção do cristal e encontra Robin.

- Tá - aquilo parecia piada, mas eu segurei  o cordão e quando pensei em falar algo mais o cristal apontou para fora da loja, decidi seguir o cristal e ele continuava me mostrando a direção, e foi aí que cheguei até um pequeno beco, eu comecei a caminhar lentamente e ouvi vozes, duas na verdade continuei me aproximando e uma delas parecia Regina que merda era aquela, quando cheguei mais perto eu consegui ver a rainha e Robin e eles estavam conversando, eu não conseguia ouvir o que é quando tentei chegar mais perto derrubei algo e com o barulho a rainha sumiu em uma fumaça preta, Robin olhou para trás e me viu.

- O que faz aqui loirinha ?

- Bom atras de você.

- O que você quer ? - Ele falou se aproximando, e eu fui na direção dele é dei um soco na cara dele e ele deu risada. - Você está abusando da sua sorte.

- Você também senhor Robin Hood, vim avisar que se encostar a mão no filho novamente eu vou matar você.

- Isso é uma ameaça - Ele veio para cima de mim, e eu empurrei ele contra a parede.

- Se você encostar um dedo nele ou na Regina eu acabo com a sua vida.

- Quer me ensinar como tratar a minha mulher - Me subiu uma raiva que eu parti para cima dele  é prendeu ele na parede apoiando o braço no pescoço dele, ele tentava sair mais eu sei lá de onde saiu tanta raiva e força pois ele mal conseguia se mover.

- Machuque um dos dois e eu vou arrancar o seu coração com as minhas mãos ok ? - Ele mal conseguia respirar então soltei ele e ele caiu no chão tossindo.

Eu deixei ele caído no chão,  e voltei para a cidade eu tentava me acalmar e pensar no que Robin estava arrumando conversando com a Rainha certeza que muita merda iria acontecer com esses dois como amigo, eu precisava investigar melhor isso, mais agora eu precisava encontrar Regina é Henry, e assim que eu cheguei ao café Zelena saiu e passou por mim.

- Vai com calma que ela parece não estar bem.

- Obrigada Zelena.

- Magina, depois me liga.

- Tudo bem - Entrei e me sentei na mesa ao lado de Henry que logo me abraçou.

- Porque me chamou Emma.

- Vou registrar o Henry.

- Você o que ? - Ela falou super nervosa.

- Vou registrar ele, quero que ele tenha meu sobrenome, mas antes de você surtar eu não quero tirar o Mills do nome dele.

- Eu vou me chamar Henry Swan Mills ?

- Sim garoto, se você quiser - Falei acariciando os cabelos de Henry é Regina estava quieta.

- Vou ir ver a Ruby tá ?

- Tá garoto.

- Ei - peguei a mão dela e ela me olhou - Não quero tirar ele de você, só quero que ele tenha meu nome também, você cuidou dele sempre então você é mãe dele também Regina.

- Obrigada

- E Regina preciso te falar uma coisa, não me entenda mal, mas não quero Robin perto dele.

- Aconteceu algo ?

- Você já reparou uns roxos nele ?

- Roxos ?

- Regina ele apanhou do Robin e eu fui atrás dele hoje é arrebentei ele.

- Eu vou matar aquele desgraçado.

- Ei ele não vai mais encostar nele.

Ficamos  lá conversando e curtindo a tarde juntos tudo estava maravilhoso e Regina concordou em me deixar registrar Henry, aliás acrescentar meu sobrenome na certidão dele.


Notas Finais


Tem mais um se comentarem ...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...