História Por Amor - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Once Upon a Time
Personagens Emma Swan, Regina Mills (Rainha Malvada)
Tags Ouat, Swanqueen, Swens
Visualizações 91
Palavras 1.315
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora



Capítulo 12 - Capítulos 12 - Bella


Fanfic / Fanfiction Por Amor - Capítulo 12 - Capítulos 12 - Bella

X

Regina

Hoje era um grande dia e eu estava animada, hoje a primeira delas se deitaria comigo e eu estava ansiosa pra tê-la só esperava que pelo menos uma delas me dessem algo a mais por ser rainha qualquer mulher se deitaria comigo se ao menos eu pedir e eu em partes até gostava disso, mas eu sempre quis ter uma mulher de verdade pra mim que eu pudesse ama-la e ter ela ao meu lado não somente pra sexo, mas em que pudéssemos conversar e dividirmos momentos comuns apenas pelo prazer dela estar ao meu lado e eu ao dela. Estava na minha sala e foi ai que um dos guarda entrou me interrompendo dos meus devaneios.

– Minha senhora – ele fez uma vênia.

– Eu disse que não queria ser incomodada. – bradei.

– Minha senhora seu irmão Killian me delatou algo grave e acho que terás de tomar uma decisão em relação a uma mulher que foi presa.

– Você sabe exatamente o que aconteceu?

– Não senhora só sei que tem a ver com a casa das mulheres. –

...

Fui pra sala do trono e já tinha um homem ajoelhado no chão e pelo que me lembrava ele era o braço direito de Killiam.

Nisso Killian veio e me delatou todo o ocorrido e se aquilo era verdade ela iria morrer dei meu veredito final ela ficaria nas masmorras por sete dias e sete noites e depois seria enforcada em praça publica se bem que morrer queimada seria uma ótima opção também.

Levaram a mulher e eu chamei um dos guarda que veio na minha direção.

– Sim minha senhora?

– Se divirtam com a presa não irei me opor. – disse e ele se retirou e eu me retirei logo em seguida para meu quarto queria me banhar e esperar pela noite que já se aproximava.

X

Bella

Apos a anunciação de Malévola eu me sentia como se meu mundo tivesse acabado eu seria obrigada a me deitar com a rainha e eu não poderia nem me negar, eu estava triste e não conseguia disfarçar isso.

Malevola estava ajudando a me arrumar e Elsa não disfarçava a raiva que ela estava por mim ser a primeira, mas eu trocaria de lugar com ela tranquilamente eu não queria me deitar com a rainha, a única que eu deseja era Ruby e ela nao queria nada comigo então em minha situação o que eu poderia fazer? Me negar a rainha e ser morta? Isso não seria uma má ideia, não que eu quisesse mais e se a rainha me escolhesse eu teria que passar meus dias sofrendo me deitando com alguém que não amo e vendo Ruby crescer como Uma mulher do exercício e se casando com uma boa mulher, eu não suportaria isso enquanto Malevola arrumava meu cabelo um eunuco veio até nos e falou a ela e deu para ouvir perfeitamente.

–Uma mulher do exercito foi Presa e sera morta em sete dias –

–Mais o que ouve? – Malevola perguntou curiosa.

–Parece que a tal Ruby foi pega por Killian tentando entrar na casa das mulheres e agrediu ele e foi delatado A rainha e condenada a passar sete dias e sete noites passando fome e sede e depois será enforcada em praça publica, mas ouvi dizer que o rainha pensa em coloca-la em uma fogueira.

Aquilo me deu uma pontada no coração, Ruby iria morrer e eu nada poderia fazer, e isso era tudo culpa minha meu Deus eu nunca vou me perdoar por isso. Eu estava ali segurando as lagrimas e Emma veio para perto de mim, para cobrir minha marca de nascença com uma espécie de pó logo Malevola se levantou e me deu um sorriso.

–Você tem uma ótima amiga – ela se retirou e tinha toda razão, Emma era uma ótima amiga, ela veio para trás de mim e começou a cobrir minha marca e eu esperei todas se afastarem.

–Emma. Ruby corre perigo.

–Como assim?

–Ela esta presa e vão mata-la em sete dias.

–O que podemos fazer Bella?

–Hoje eu irei para cama da rainha, e estou em oração por ela e quero pedir que faça o mesmo - ela me olhou sorridente.

–Você agora e adepta do nosso Deus?

–Sim Emma, aprendi com você que sem ele não somos nada.

–Sim e dará tudo certo.

...

Fiquei durante horas me arrumando, me perfumando e colocando joias, vesti uma túnica branca com fios dourados e agora eu estava torcendo para o rei estar cansado o suficiente para não me querer hoje, já que essa semana tinha tido grandes festividades entre elas o casamento do maldito Killian que tentou abusar de mim e Emma.

Mais minhas esperanças logo caíram por terra, pois um dos eunucos vieram ate nós e avisou.

–Bella, a rainha lhe espera. – Eu respirei fundo e peguei a mão dele que estava estendia em minha direção e fui junto com ele. Nos caminhamos por dois longos corredores e ele me deixou de frente para uma enorme porta – Entre quando estiver calma. – ele falou e saiu, mas se eu fosse depender de estar calma eu nunca entraria, fiquei ali por alguns momentos e então entrei de cabeça baixa mais olhei meio por cima e então eu vi a rainha sentado em sua cama em trajes íntimos, caminhei até ela lentamente e me curvei próximo a cama e ela se aproximou mais.

–Seu nome qual é ?

–Bella minha rainha– respondi e agora a olhava nos olhos era como se seus olhos não me fossem estranhos, era como se ela já tivesse me olhado antes, mas como eu conheceria a rainha.

Ela se levantou da cama e me levantou do chão e me olhou durante um tempo, e então me beijou eu fechei meus olhos e imaginei Ruby e correspondi ao beijo ardentemente, logo eu senti ela apertando meus ombro e em seguida minha cintura, ela afastou sua boca da minha e começou a beijar meu pescoço e foi descendo a mão agora pelo meu quadril e então em um gesto rápido me virou de costas para ela e me segurava pela cintura, e começou a beijar meu ombro, ela andou comigo ate a cama e me sentou nela, e se ajoelhou atrás de mim colocou meus cabelos delicadamente para o lado e começou a abrir meu vestido e a desce-lo lentamente por minhas costas, logo eu já estava semi-nua e ela começou a distribuir beijos por minhas costas e acaricia-la, mas do nada ela se afastou e sai da cama e eu não entendi o motivo.

X

Regina

a

.

Depois de me banhar e me alimentar um pouco mandei chamar a primeira mulher e quando ela entrou eu me animei ela era linda e qualquer um adoraria tê-la, mas tinha algo especial nela algo que me lembrava alguém, mas quem?

Ela fez uma vênia e eu perguntei:

–Seu nome qual é?

–Bella minha rainha - ela me olhou nos olhos e eu senti que já tinha visto aquele olhar mas onde? Devia ser pelo meu reino já devia ter visto enquanto passava por uma de minhas aldeias resolvi não perder mais tempo.

Me levantei da cama e a tomei em meus braços e então a beijei pra minha surpresa ela me correspondeu com vontade, a apertei contra mim e comecei a sentir seu corpo que era belo, então num gesto a virei de costas pra mim e comecei a beijar suas costas e pescoço e a levei pra cama a fazendo sentar e me posicionei atrás dela, pelo jeito ela era virgem e não queria assusta-la. Abri seu vestido e comecei a beijar suas costas e meus lábios molhados começaram a retirar algo que tampava suas costas.

– Isso não pode ser possível. - me levantei da cama e peguei um pano e uma jarra com água, não podia ser eu devia estar imaginando coisas. Passei o pano em suas costas e era o que eu mais temia....

–CONTINUA-



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...