História Por causa do destino - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Banda Fly (Fly Br)
Personagens Caíque Gama, Nathan Barone, Paulo Castagnoli, Personagens Originais
Tags Drama, Romance
Exibições 19
Palavras 918
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Mas um capitulo e esse rola beijo. Gente eu mesmo não aguento

Capítulo 4 - Beijoo


Pov nanda

A vih foi direto para o quarto dela e eu fui para o meu. Eu não tirava da cabeça aquele garoto tatuado de olhos azuis da minha cabeça " que homem era aquele Jesus ". Tomei  banho  e me vesti e fui para a sala a vih já estava la toda Lindona :
    -Eu: que gata
    -vih : digo o mesmo. Então vamos eles devem estar nos esperando.
     -Eu: claro
Fomos para casa deles, eu tive que aperta a campainha, quem nos atendeu foi o Paulo(o mas lindo na minha opinião )
      -Paulo : entra meninas.- ele deu passagem e a gente entrou.
    Entramos e o Nathan estava sentado no sofá
      -Nathan: ola meninas
       - oi- falamos juntas

  Pov caique

Claro que não ficaria em casa vi que o Nathan estava afim de uma e o Paulo de outra eu que não iria ficar de vela. Então liguei para a bruna
  -Eu: oi posso ai te ver?
  - Bruna: claro ne caique Patti, você bem vindo aqui
  -Eu: então estou indo

Pov Paulo

   Chamei as meninas para jantar pois queria conhecer a nanda mas. O caique vazou fora pois falou que iria ficar de vela então foi para a casa da sua namorada. Eu fiz um jantar(macarronada minha especialidade) quando já estava quase terminando ouço a campainha e claro o Nathan não queria atender pois estava com vergonha então la fui eu abri a porta
   -Eu: entra meninas- Gente que linda que estava a nanda
   Nathan: oi
  Juntas: ola
Elas sentaram no sofá pequeno, chamei a nanda para cozinha pois vi que estávamos sobrando e acho que ela também percebeu isso
  Eu: vamos la na cozinha para você ver o que estou preparando
    Nanda : claro- chegando na cozinha ela suspirou aliviada- em também que você me tirou de la pois vi que estava sobrando
    Eu: eu também desconfie- rimos da forma que falei

    Pov vih

   O Paulo chamou a nanda para ir na cozinha e eu reparei que eles queriam deixar eu e o Nathan sozinhos, só na entendi o por que
    O silencio reinava até que de repente:
   Nathan: Ta bonita. - senti que minhas bochechas queimaram
   Eu: obrigado. Que coincidência mora no mesmo hotel!
   Nathan: foi muita. Acho que foi o destino que de colocou no meu caminho eu perdi a oportunidade mas ele te colocou de novo.
    Eu: que oportunidade.

Escuto o Paulo gritar falando que o jantar estava pronto.
    
Nathan: Depois de falo

Fomos na cozinha sentei do lado do Nathan e a nanda no lado do paulo. Ficou um silencio mas um silêncio bom. Mas as vezes o Paulo fazia alguma palhaçada. Acabamos de comer e fomos para sala.
  
    Paulo: meninas vocês não conhecem a gente não?
    Nanda : Eu não
     Eu: a gente conheceu vocês hoje
    Eles abaixaram a cabeça
   Nathan: a gente faz parte de uma banda que esta começando fazer muito sucessos
     Nanda: qual nome?
     Paulo: Fly
     Eu: aff eu tinha uma vizia adolescente e ela só falava de vocês mas eu nunca tinha visto foto ate enchia um pouco
    Todos começaram a rir eu não entendi então deixei pra la

  Paulo: Vamos assistir um filme
  Todos: sim
  Decidimos e fomos assistir velozes e furiosos 7. Eu sentei no sofá grande com o Nathan e a nanda e o Paulo no pequeno.
  O filme já estava a um tempo passando e todos estavam muito atentos ate que a luz acaba
    Vih: odeio escuro. - de repente sinto alguem me abraçar
     Nathan: não se preocupe estou aqui para te proteger
    Paulo: nanda vamos comigo buscar lanterna ou vela -
E eles foram buscar
   Vih: qual oportunidade
    Nathan: de pedir seu numero
    Vih: Não seja por isso.- passei meu número para ele. Depois a gente estava conversando conversas aleatória ate que vou me aproximando do Nathan ate que escudo as vozes de Paulo e nanda rindo.
 
   Pov nanda

Eu e o Paulo foi la buscar velas e lanterna, ele falou que tinha umas lanternas no quarto dele então a gente foi. Chegando la eu tropeço em algo no chão e quando eu vou cair Paulo me segura e nos paramos um olhando para o outro ate que ele me da um selinho que logo vira um beijo, separamos por causa de falta de ar
  Eu: vamos Paulo. RI
  Paulo: vamos
  Fomos descendo rindo pois ele estava me zoando por eu ter quase caindo. Chegamos na sala e vimos que estava um silencio ai que percebemos que a trabalhamos uma coisa
   Paulo: foi mal ai a trabalhar
   Vih: não a trabalhou nada
   Paulo: não foi o que pareceu
  Nathan: cala a sua boca pandinha
   Ficamos la ate a energia voltar voltou era quase meia noite.
   Eu: vamos vih.
    Vih: vamos
   Paulo: por que vocês não dormem aqui
   Vih: hoje não quem sabe da próxima
   Nos despedimos dos meninos e fomos para nosso apé. Quando chegou a vih foi direto para o seu quarto e eu para o meu, tomei um banho e deitei. Gente que homem era aquele o Paulo era lindo nossa e o beijo maravilhoso. Estou vendo que já esta sendo ótimo vir  mora em são paulo


Notas Finais


Gente então e isso mas um cap pronto. Eu nem acredito. Se der o próximo será a Carol. Mas eu não tenho certeza


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...