História Por mais sagrado - YoonSeok - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Suga
Tags Yoonseok
Exibições 111
Palavras 598
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção Científica, Lemon, Romance e Novela, Terror e Horror
Avisos: Álcool, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Tortura
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


é nois
desculpa meus erros
OBRIGADA OS 21 (eu acho que é 21)
FAV
ADORO VOCÊS
QUEREM ESPECIAL POR ISTO?
FALA AÍ NOS COMENTS
LEMON
E
É NOIS

Capítulo 6 - "Eu te amo... "


Fanfic / Fanfiction Por mais sagrado - YoonSeok - Capítulo 6 - "Eu te amo... "

-YoonGi! Não pode se masturbar em frente aos outros! - falou bravo, enquanto via o mesmo arfando e choramingando.

"Mete nele, Seok!"

"Ele pede à ser comido"

-D-Desculpa, appa - iria levar tuas mãos ao seu membro.

-Não! Não mesmo! Vai ser punido por isto - sorria malicioso e maldoso. Gi não entendia nada.

-A-Appa? - o olhou, queria ser comido como tudo. Não conseguia entender o que sentia.

Segurou o pulso do menor, prensando o mesmo contra a parede. Atacando o lábios do Min, passava suas mãos pela cintura do mesmo, apertando o local, objetivo, deixar suas marcas. Min só seu.

Min YoonGi só meu, meu gatinho!

Apertava a bunda do mesmo, as arfadas do Min eram abafadas pelos beijos do maior. 

-Vai ser fodido como nunca, Min - sussurrou ao ouvido do outro, que estremecia a cada toque.

Jogou o menino na cama que, estranhamente à si, implorava ao maior para tê-lo dentro de si.

Seok estava duro, vendo o outro estar no mesmo estado. Não tardou em tirar seu cinto e calça, deixando-o somente com sua camiseta e boxer. Min estava fodido, completamente.

Começava a despir o menor - que por sinal, já havia molhado toda sua roupa com seu "próprio" lubrificante.

-Appa. Enfia no meu buraquinho.

"Ele forma uma frase pra isso, Seok?"

-Mas é claro. Com muita vontade, baby...

Ambos despidos. Seok colocou-se dentro do outro.

"Já estava na hora"

Fazia movimentos rápidos, sem dó daquele que estava ali, mas era como fazia. Maltratava em sua fodeção. Carinho, algo que nunca recebeu

 

Abafando os gemido do outro com seus beijos, caricias.

-Não, você não vai, só quando eu mandar - tirou a mão de Gi, que ia ao seu membro esquecido - E não é pra gemer - gelou a pelo do menor.

Segurando seus gemidos de dor, conseguir? Não, não por muito tempo... E... Como disse, gemeu "appa" arrastado. Pobre YoonGi, não sabia do que o outro era capaz.

-Eu não mandei - sussurrou maldosamente.

-Desculpa, appa - falou entre seus gemidos.

"Jung sem coração!"

Óbvio que havia, só não em suas transas. Vocês entendem.

Foi o mais rápido podia, iria gastar toda sua energia fodendo o pequeno. Dor virava prazer, era o que o Min sentia, as estocadas, fortes e rápidas, de Seok o deixavam virado. Era o que queria à muito tempo.

-Você tinha que obedecer - falava aquele por cima - Eu mandei gemer, YoonGi?

-N-Não, appa! - apertou os olhos. Ser xingado no momento não faria diferença.

-Vadia virgem, apertada. Nunca foi arrombado, Gi? Devia. Não seja uma puta chorona! - sussurrou suas besteira aos ouvidos do menor que, estranhamente, se sentia a pessoa mas sortuda do mundo. Não respondeu, seu medo misturava com felicidade.

Apertando a cintura do de baixo, puxando contra seu pênis rígido dentro deste. Ajudava sem appa, empinando sua 'bundinha'. Sentindo seu gozo vir, Jung o parou, colocando o indicador em sua fenda.

-Só quando eu mandar.

Forçava segurar-se, ah, era muito difícil, mas pelo seu "appa" tentaria de tudo, não queria decepciona-lô.

Depois de encontrar o ponto do menor, iria faze-lô feliz, só atingindo no local. Depois de muitas estocadas ali, Seok gozou, seus jatos eram tão rápidos que fora em segundos, mas antes, deixou o menor fazer consigo.

Hesitou em tirar-se de dentro do Min, era tão gostoso, quentinho, adorava ser esmagado pela entrada do outro, mas era obrigatório.

Jogaram-se na cama do quarto.

-O-Obrigrado, a-appa - agradeceu baixinho, mas ainda sim, fez o outro ouvir.

-Não por isto - sorriu malicioso, e tomou os lábios do outro.

 

Eu te amo...

Gatinho.

 

 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...