História Por Que Eu Te Amo? - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink
Personagens Jennie, J-hope, Jimin, Jin, Jisoo, Jungkook, Lisa, Personagens Originais, Rap Monster, Rosé, Suga, V
Visualizações 51
Palavras 2.686
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Linguagem Imprópria, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


É sério, eu tô sem ideia pro título kskksks
Eu sou Loka mais ok.
Gente eu sei que eu tava sumida...
Mais eu brotei agora!
Ok? Ok.
Espero que gostem!

Capítulo 16 - (Sem idéia pro título)


Fanfic / Fanfiction Por Que Eu Te Amo? - Capítulo 16 - (Sem idéia pro título)

Helena 

Estava na cozinha fazendo o meu jantar pq eu tava morrendo de fome. Quando vejo a porta ser aberta por alguém com certa agressividade. Era a Lisa. 

- O que foi?? - Disse largando meu prato em cima da mesa e indo até a Lisa. 

- O Jungkook! Aquele desgraçado ridículo, nojento, palhaço! - Disse com raiva se jogando no sofá. 

- O que ele te fez? Vcs não iam sair? - Perguntei sentando do lado dela. 

- Sim... Mais ele foi embora correndo e o amigo dele ainda inventou uma desculpa esfarrapada pra cima de mim! Ele nem me disse nada só pegou o celular, pagou a conta e saiu! - Disse brava. Eu nem me lembrava direito sobre o Jungkook, só de rosto mesmo, então eu infelizmente não poderia dizer o famoso: "eu começo ele e sei que deve ter algum motivo..." 

- Eu sinto muito. Você deve estar com raiva né? - Disse calmamente pra ela não se estressar mais ainda e gritar comigo também. 

- Tô.... Poxa... Eu queria que ele gostasse de mim também... - Disse meio triste. 

- Que coisa né... - Não tinha nada pra falar então foi tudo o que eu disse. 

- Posso falar uma coisa? - Perguntou meio com vergonha. Eu concordei e ela prosseguiu - Você tem a chance de voltar com o seu namorado e está desperdiçando só porque não se lembra dele mais também não tá fazendo esforço pra tentar. Poxa... Eu conheço o Tae e ele gosta de você! Você devia estar tentando ajudar amiga... Conversa com ele. - Disse olhando pra mim atentamente. Eu sabia que ela tinha razão mais a vergonha de falar com ele é grande. Eu não conheço ele direito... Quer dizer... Conheço. Mais não lembro. O que dá no mesmo! Mais mesmo que eu não conhecesse ele, deveríamos conversar. Tanto sobre nossa vida passada tanto quando nossa vida no presente. Eu odeio ter que admitir mais a Lisa está certa. O mais estranho é que eu acho esquisito alguém se esquecer só de uma parte da história. É continuar lembrando de quase tudo. Quero dizer... Como posso esquecer de todo mundo, até da minha irmã, mais lembrar da minha amiga e do meu "namorado". 

- Tem razão... Eu vou falar com ele! - Disse fitando o teto. 

Passamos o dia inteiro conversando sobre a minha futura conversa com o Taehyung. Ele não parecia estar confortável com tudo isso... E isso era triste. Tipo... Eu não gostaria de saber que ele está sofrendo por minha causa. Pensando bem... Acho que estou gostando dele. Na verdade na primeira vez que vi ele... Quer Dizer, depois do acidente, eu senti alguma coisa. Mais eu não sei se devo continuar namorando com ele. Eu nem conheço direito! 

Resolvi mandar uma mensagem pra ele e avisar que era pra ele vir aqui em casa. Lisa disse que ia sair e já voltava. Fui tomar banho e me arrumar pro Taehyung. Quer dizer... Pra esperar o Taehyung. 

Lisa

Fiquei chateada com o Jungkook. Pela hora ele já devia ter resolvidoas treta dele com o amigo dele então deveria ter pelo menos me ligado! Se ele não vksga de mim, ok. Mais pelo menos me dê uma explicação! 

Mensagem on: 

Eu: Jungkook onde você tá? 

Kookiezinho❤: Eu tô em casa. Porque? 

Eu: Nada! 

Kookiezinho ❤: fala 

Eu: Você podia pelo menos lembrar que me deixou plantanda lá sem nem me explicar direito o que tava acontecendo! 

Kookiezinho ❤: Mais eu achei que o Jin tinha explicado tudo pra você 

Eu: Não tenta me enganar que é pior. Eu sei muito bem que  aquela história do Jin é mentira. Eu não sou burra. Só deixei você ir porquê eu não posso te obrigar a nada. 

Kookiezinho ❤: Lisa, você sabe que eu não me sinto bem com isso né? 

Eu: Isso o que? 

Kookiezinho ❤: você estar gostando de mim e eu não gostar de você do mesmo jeito. Eu me sinto mal por isso. 

Eu: Não precisa. Não quero que sinta pena de mim! 

Kookiezinho ❤: Não é pena! 

Eu: Tanto faz Jungkook. Eu tô ocupada agora.... Tchau! 

Kookiezinho ❤: Lisa espera! 

Kookiezinho ❤: Lisa por favor me responde 

Kookiezinho ❤: Se não me responder eu vou até você! 

Kookiezinho ❤: Ok então. 

Whatsapp off: 

Ignorei as mensagens e desliguei o celular. Garotos são todos iguais. Só servem pra iludir a gente. Mais assim... Mesmo eu odiando o Jungkook, eu amo o Jungkook. Eu amo ele, odiando ele. Mais não sei o que fazer... 

Desci as escadas e dei de cara com a Jisoo e a Rosé. 

- oi meninas! - Disse meio desanimada. Jisoo me olhou preocupada e eu sorri por ela estar se preocupando comigo. Era público e notório que eu estava mal. E nao seria diferente com as meninas. 

- o que acontece Lisa? - Perguntou Rosé me olhando preocupada. 

- O Jungkook ... Mais nada que eu deveria ficar trsite está tudo bem! Eu acho... - Murmurei a última parte baixo pra elas não ouvirem e se preocuparem ainda mais. Ouvi a campainha tocar e ninguém se moveu um dedo. Jennie desceu as escadas bufando por ter que atender a porta mesmo com eu, Jisoo e Rosé próximas a porta. 

- Já vai! - Gritou nervosa por estarem apertando a campainha diversas vezes. 

Ela abriu a porta e olhou meio desconcertada pra direção da porta. Ela fez um sinal pras meninas e elas subiram. Jennie deu espaço pra visita entrar e eu fiquei parada com cara de tacho. 

- Entra! - ela abriu a porta e subiu correndo. Fiquei com cara de tacho por ela atender a porta e sair correndo depois. Acompanhei ela subindo as escadas com o olhar, e quando me virei era Jungkook. 

- O-Oquê você tá fazendo aqui? - Perguntei assustada. Fiquei feliz de saber que ele tinha vindo atrás de mim... Mais mesmo assim ainda estava com raiva dele. 

- Preciso falar com você! - Disse se sentando no sofá. Eu fiquei nervosa e mordi os lábios. Eu não queria vê-lo. Na verdade queria... Mais eu não queria .. eu gosto dele mais estou com raiva dele! Que droga! 

- O que você quer?? - Disse tentando parecer grossa. Porque por dentro sentia vontade de abraçar ele até o ano que vem! 

- Porque tá me tratando assim? - Perguntou parecendo estar triste. Eu queria falar pra ele tudo o que estava sentindo mais seria muito constrangedor...

- Só fala o porquê você veio aqui? - Perguntei sentando e esperando ele prosseguir. 

- Lisa... Eu... Eu percebi que acho que gosto de você! - disse abaixando a cabeça e ficando corado. Meu coração parou duas batidas e meu cérebro congelou. Jeon Jungkook gosta de mim?? Não é possível! 

- Não precisa ficar com pena de mim Jungkook... - Ele se levantou, respirou fundo e olhou  nos meus olhos. 

- Não é pena... Eu acho que gosto de você. - Disse me olhando sem graça. Eu sabia que isso tudo deveria ser só um sonho louco... Ou uma coisa da minha cabeça... Ele jamais gostaria de mim! Me belisquei e fechei os olhos. Quando abri os olhos ele estava lá, ainda me olhando, e tudo ainda estava normal... 

- Eu... Bom... Eu não sei o que dizer! - disse sem graça. Jungkook sorriu e então eu tive uma ideia. - Porque não recomeçamos nosso encontro? - Disse olhando a hora pra ver se dava pra ter um reencontro naquele momento. 

- Como assim? - Eu sei que naquele momento eu só estava tentando não acreditar no que ele disse, mais mesmo assim, alguma coisa em mim dizia que ele gostava de mim de verdade. Eu senti sinceridade nas palavras dele. 

- Sei lá... Podemos esquecer as desculpas do Jin, a interrupção do nosso encontro, e voltar pra lá como se nada tivesse acontecido! - Disse fazendo de conta que tinha esquecido o que ele tinha acabado de dizer. Eu sabia que ele também estava tentando não ligar pra essa conversa e fugir do assunto assim como eu, então eu agradeci mentalmente por ele não querer dizer nada sobre aquilo. Eu precisava raciocinar sobre aquilo primeiro... 

- Ok. Eu acho uma boa idéia. - disse respirando fundo olhando pra qualquer ponto da minha casa que não fosse eu. - Tô te esperando lá fora ok? - Disse me olhando sem graça. Eu concordei e subi pra me retocar. 

Helena 

Eu estava indecisa se mandava mensagem ou ligava pra ele. Mais acabei resolvendo ligar pra ser mais rápido. 

Ligação on: 

Eu: Tae...? 

Tae: Oi... Você tá precisando de alguma coisa? 

Eu: Não... É que eu queria saber se a gente podia conversar... 

Tae: Claro! Pode vir aqui em casa? 

Eu: Sim... É... Eu tô indo meio que agora ok? 

Tae: Ok. 

Eu: Tchau! 

Tae: Tchau. 

Ligação off: 

Fiquei meio nervosa. Não sei sobre o que eu vou conversar com ele. Aliás, sei. Sobre o fato dele ser meu namorado e eu não me lembrar de nada! 

Me arrumei e estava pronta pra ir na casa dele. Só que tinha um pequeno detalhe... Eu não faço ideia de onde é a casa dele! 

Ana provavelmente não iria querer me levar por preguiça... Já sei! 

Ligação on: 

Eu: Alô? 

Suga: Quem é o filho de uma mãe que ta me pertubando uma hora dessas ao invés de tá dormindo? 

Eu: Sou eu... Helena. 

Suga: Ata... Foi mal. Fala. 

Eu: É que eu tô indo na casa do Tae... 

Suga: E...? 

Eu: É que eu não sei onde é, e tô com vergonha de perguntar pra ele. 

Suga: TÁ.... Fica onde você está. 

Eu: ok. 

Suga: Pera... Onde você tá? 

Eu: em casa. 

Suga: ata. 

Ligação off: 

Fiquei esperando ele vir me buscar. Eu não ligo se o Tae vai se incomodar ou não. Ou melhor..  não deveria ligar. Mais eu estou ligando. Porque eu estou ligando? Porque eu me importo? Nada disso faz sentido! Porque eu obedeci a Lisa primeiramente??? Talvez porque ela realmente tenha razão e eu realmente precise falar com Tae. 

Não demorou menos de 20 minutos e Suga já estava ja minha casa. Ele pareceu não estar muito afim de ir me buscar... Mais mesmo assim veio. Ele veio de carro e me deixou na porta da casa do Tae. Fiquei esperando ele atender a bendita campainha e nada. 

Suga disse que só ia embora quando eu entrasse porque estava perigoso e estava com medo de eu ser atropelada de novo... 

- Taehyung abre logo a merda desse portão! - gritou Suga impaciente. Ele abriu e estava lindo! Jesus Cristo.... Agora entendi porque que eu sou namorada dele... 

- Oi... - Disse pra mim sem graça. 

- Oi. - Disse olhando pra ele. 

- Já tá entregue, não corre risco de vida, agora SÓ ME CHAMA SE FOR CASO DE MORTE! - Disse entrando em casa. Suga foi embora e eu e Taehyung ficamos nos encarando por um tempinho. Ele pediu para eu entrar e eu entrei. Sentamos no sofá e a casa dele era bem aconchegante. Me era familiar então deduzi que já estivesse entrado lá antes... 

- Bom... Sobre o quer quer conversar? - Perguntou me olhando meio sem graça. Senti que ele estava assim por eu não me lembrar de nada... E me senti mais burra ainda por não lembrar de nada  

- Sobre eu não lembrar de... Você... E eu... E agente! - Disse com vergonha. Minha cara devia tá um pimentão... 

- Ah, sim. Depende de qual parte... - Disse olhando pra varanda que tinha ali fora. 

- Como assim? - perguntei confusa. 

- Bom... O esbarrão que eu te dei, você desmaiar do nada, eu te levar pra enfermaria, você vir na casa do Suga.... A gente se beijar e  você sair correndo, eu ir atrás de você, a gente se beijar de novo, você indo na festa da Jisoo, você brigando com a Yukie, você brigando com a Yukie no meio da rua, e... Você sendo arremessada pra longe por aquele maldito carro cinza! Você saído do hospital, eu te pedindo em namoro, você sendo atropelada de novo por aquele maldito carro cinza! E você deitada naquele hospital desacordada, e por último, você acordando sem se lembrar de nada! - Disse nervoso. Eu senti uma pontada muito forte por não lembrar de nada disso... Tudo isso era tão importante é eu não lembro! Eu não senti NADA! Nada! Simplesmente nada quando ele disse tudo aquilo... 

- Me conta desde o início! - Disse curiosa. Eu realmente queria saber sobre nossa história pra ver se eu lembrava de alguma coisa! Ele sorriu alegre e começou a falar! 

Taehyung 

Resolvi contar tudo pra ela... Desde o esbarrão até hoje .. 

- Ok... Tudo começou na faculdade... Eu estava passando tranquilamente e aí uma garota muito linda esbarrou em mim. Ela ficou toda bravinha porque eu esbarrei nela.. é essa garota é você! Só pra início de conversa... - Ela sorriu pra mim e eu me senti feliz... Era como se tudo estivesse normal. 

Contei tudo pra ela e parecia estar Super interessada, não piscou, não falou nada, só prestou atenção em cada detalhe. Quando cheguei na parte do acidente mais recente fiquei meio sem jeito de contar como Tudo aconteceu, e ela percebeu. 

- Tudo bem. Obrigada por me contar... Eu só não quero que fique um clima estranho aqui ok? - Disse me olhando atentamente. A vontade de beijá-la era tão grande... Mais me contive. 

- De nada... E não vai ficar um clima estranho aqui... Eu... Eu acho! - Ficamos nos olhando por um tempo e depois de uns minutinhos me encarando ela se pronunciou. 

- Eu vim aqui pra falar sobre isso... Sabe eu não consigo me lembrar de nada, tipo... Poucas coisas! Eu me lembro de ter família, amigos e de rosto me lembro de algumas pessoas! Mais as pessoas mais importantes como minha irmã, você e meus amigos eu não me lembro! Porque?! - Disse nervosa. 

- Você não tem culpa de não se lembrar das coisas... É um acidente! Acontece com todo mundo! - Disse tentando confortá-la. 

- E SE ACONTECE COM TODO MUNDO PORQUE QUE TINHA QUE SER JUSTAMENTE EU??! - Eu não sabia o que dizer! Eu não podia simplesmente falar qualquer coisa... Tinha que tomar cuidado com as palavras. 

- Bom... Eu... Acho que... - Tentei procurar alguma resposta mais não achei nenhuma. Não saía nada. Eu não sabia o que dizer à ela.

- Não sabe o que dizer não é? Não tem resposta pra isso... Talvez eu nunca me lembre de nada! - Disse pegando as coisas dela pra ir embora. Porém eu a segurei antes que ela pudesse ir. 

- Espera! Talvez você ache alguma resposta, talvez isso tenha que acontecer, talvez! Mais não pode desistir de lembrar de tudo, de lembrar da gente, de lembrar de mim! - Uma lágrima caiu sobre o meu rosto e eu virei de lado pra ela não ver. 

- Eu... Tenho que ir. Tchau! - Saiu andando e foi embora antes que eu pudesse dizer qualquer coisa. 

- Porque que tudo tem que ser tão difícil meu Deus?! - Perguntei pra mim mesmo. 

Fui tomar um banho pra esfriar a cabeça e pensar no que fazer daqui pra frente... 

Helena 

- Droga! - Resmunguei chutando uma latinha de cerveja que estava jogada no chão da rua. 

Porque que eu não me lembro?! Maldito dia que eu vim pra cá! Maldito dia que eu saí do Brasil, maldito dia meus pais brigaram, maldito dia que meu irmão morreu! - Disse chorando de raiva. Olhei pra trás por ter a sensação de estar sendo seguida, mais não tinha ninguém.... 

-  Acho que eu tô ficando paranóica... Andar com a Ana tá me deixando assim! - Disse afastando esses pensamentos da cabeça.

- Legal, e como eu faço pra voltar pra casa agora?! - Disse nervosa. Parei no ponto de ônibus até esperar algum que me levasse pro ponto mais próximo lá de casa. 

Cheguei em casa morta! E de tanto pensar em quem era aquele homem, acabei dormindo. 


 




Notas Finais


Então gente, me desculpa ficar sem postar por todo esse tempo, é que eu fiquei muito ocupada nesses dias, mais agora eu tô livre e vou postar mais ok?! Ok. Bjusss 😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...