História Por que não é infinito? - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Depressão, Drama, Emo, Hentai, Lemon, Romance, Tragedia
Exibições 15
Palavras 1.643
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Hentai, Lemon, Saga, Shoujo (Romântico), Shounen, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Hey!!!

Só passei aqui para avisar que esta é a minha primeira história, então se ela estiver boa deixe ai nos comentários e favoritem!!

Bom, espero que gostem,
E boa Leitura!!

Capítulo 1 - Shopping... SURPRESA


Fanfic / Fanfiction Por que não é infinito? - Capítulo 1 - Shopping... SURPRESA

Sábado

Posso dizer que minha vida é normal, mas isso só se você não me conhecer de verdade, sei que minha vida não é a das mais felizes do mundo só pelo fato de eu ter perdido, praticamente a minha família toda, só quem me restou foi minha mãe e não posso dizer que não a amo porque se não isso seria uma bela de uma mentira. Meu nome é Caysey, tenho 16 anos e moro sozinha com minha mãe. Minha mãe não é a mais linda do mundo mas tem o coração bom, muito liberal e gosta de sair pra se divertir. Geralmente costuma sair com as amigas e raros amigos para shows e coisas do tipo, e quando ela sai eu costumo ficar na casa de alguma amiga, mas ultimamente como ela tem trabalhado até tarde tenho de ficar sozinha em casa.  

Minha mãe está se arrumando assim como eu estamos de saída para o shopping. Eu estou vestindo uma blusa branca que vai até o umbigo, que está escrito Ramones no centro e co uns desenhos do lado, uma calça jeans preta que tem alguns rasgados nas pernas e um tênis All Star preto de cano longo, como não sou de muita maquiagem passo um batom preto e um blush rosa, mas bem de leve. desço as escadas que levam até o segundo andar e arrumo minha blosa, como de costume coloco meu celular e meus fones de ouvido, que tem formas de gatinho (imagem do cap), é uma bolsa média preta de alça longa que dá a volta no pescoço. Coloco o carregador e fecho a bolsa. vou no banheiro pra arrumar meu cabelo, que é meio ondulado, outro dia pintei as pontas de vermelho então ele ficou melhor que antes, mas está bom solto então só penteio e passo um pouco de gel pra ele não bagunçar tão cedo. vou para o meu quarto e dou uma olhada pra garantir que não estou esquecendo nada, e vou para o primeiro andar, ligo a televisão e fico esperando a minha mãe lá.  Lembro agora que deixei a bolsa na porta do banheiro do segundo andar, subo correndo as escadas e minha mãe grita: - Filha está tudo bem? Já está pronta?- pego a bolsa e respondo; - Sim mãe só esqueci a bolsa aqui no banheiro do segundo andar, não foi nada não. - 

Eu desço novamente, mas com tudo agora e volto para a sala e continuo vendo televisão. E fico mexendo no celular até que chega uma mensagem: "Você vem trabalhar segunda?" MERDA MERDA MERDA. Quando penso que minha vida está boa, Yara tem que me lembrar que tenho que trabalhar. PORRA. Respondo "Sim, segunda a gente se fala". Consegui esse trabalho, mas não é nada demais, vou trabalhar como garçonete em um restaurante aqui perto de casa, nada muito profissional, só quero guardar dinheiro para comprar um celular novo, e economizar para a faculdade. Gosto de pensar que um dia vou ter dinheiro suficiente pra morar sozinha ou sei lá.

Minha mãe desce as escadas e vem até mim, ela está usando uma roupa que usa quase toda vez que vamos a algum lugar, uma calça jeans azul clara e uma blusa de estampa florida de fundo preto, meio apertada. me pergunto o porque de ela não comprar roupas, e outras coisas para ela usar, ela sempre me deixa comprar o que quero desde que passou a ganhar muito dinheiro. Sim, eu tenho uma conta no banco que ela me deu quando eu fiz 7 anos, que foi quando ela mudou de emprego e reiniciou tudo, pois foi na época em que meu pai morreu e deixou todo seu dinheiro pra ela. Mas em respeito ao trabalho que ele teve para conseguir esse tanto de dinheiro ela o colocou na MINHA conta poupança, e disse que se tem alguém que precisa mais desse dinheiro sou eu, apesar de eu não ter gostado dessa ideia de minha mãe ela insistiu para que eu ficasse com o dinheiro. Ela também não tem acesso as minhas contas ela simplesmente me deu e eu coloquei na poupança para ele não ir embora de primeira.

-Vamos? -  ela pergunta e eu desligo a televisão e vou em direção a ela. Ela vai na frente para já ir ligando o carro e tirando ele da garagem de casa e para ficar no frio, como sempre gostou, quer dizer, porque eu e ela amamos frio. Não demorei a entrar no carro e ela sair em direção ao shopping. Quando chegamos estava tudo lotado por conta de uma mega promoção que estava tendo em todas as lojas. Por isso viemos cedo, ela disse que eu poderia escolher quantos livros eu quisesse, e que também tem uma surpresa para mim... Estou com um pouco de medo dessa surpresa, mas claro ela já fez diversas surpresas pra mim antes, mas nunca em um shopping grande que nem esse. Ela geralmente costuma comprar algo pra  ela nesses dias, faz um tempo também que ela comprou este celular para mim, e claro, foi neste mesmo evento que está acontecendo hoje. Subimos pra a livraria e em pouco tempo já estou com 2 boxes de duas séries que eu amo e que só faltava os livros, e mais alguns outros livros que eu estou querendo já tem algum tempo, admito que peguei 28 livros sem os boxes. pagamos e deixamos os livros no carro. Eu paguei os boxes e dez livros, não podia deixar ela pagar tudo sozinha, não seria justo com ela. No total foram 30 livros ( ela disse só para completar o que faltava) e 4 boxes. Claro que nem todos são meus. Dividimos 15 pra cada uma e 2 boxes pra cada, ou seja metade para cada.

Depois de termos dado uma volta, ela comprou mais umas coisinhas, também comprei uma ou duas coisas, ela diz (apesar de eu estar morrendo de curiosidade da surpresa): -Caysey, é a hora- ela faz um sinal para que eu a siga e eu fui. Entramos em uma loja de informática, que acabou de lançar os melhores celulares do mundo, e que são extremamente caros. Ela vai até uma moça que estava atendendo e só vejo a moça me encarando depois que ela falou algo, e saiu para ver alguma coisa. De repente minha mãe volta e diz; -Espero que que não se incomode em aguardar mais um pouquinho... - PELO AMOOOR EU JÁ NÃO ESPEREI MUITO NÃO??? Eu to bem calma, imagina, respondo: -Tudo bem então-, finjo que ta TUDO BEM MAS OK.

Enquanto esperamos eu fico observando o último modelo de celular que lançou até que a atendente me chama até o caixa, minha mãe já estava lá resolvendo umas coisas até que ela esconde algo atrás dela e a caixa me deu um papel que estava escrito:

Olá Caysey,

A nossa loja juntamente com a sua mãe ea empresa dela fizemos uma parceria logo após a morte de seu pai, ela manteve isso em segredo de você, e nesta edição da mega-promoção sua mãe realizou a compra de algo que nós esperamos que você realmente goste... Então faça um bom proveito...

Quando li isso não acreditei, minha mãe me escondeu isso, mas isso não importa mais agora, então ela me virou em sua direção e me de um presente bem empacotado que tinha uma caixa dentro. Ela disse: -Sei que não vai ficar com raiva de mim nesse momento então, pode abrir- Quando abro o presente tem um caixa com aquele celular que eu estava vendo na entrada da loja. Ainda não consigo acreditar, Esse celular custa 700 dólares, Como ela comprou isso? Eu e ela não ganhamos essa grana toda em meses trabalhando.

A abracei e disse que ela vai ganhar um presente em troca, só que ela não aceitou agradeci a moça da loja e saímos de lá. Fomos a uma loja de roupa, e encontrei um vestido que ela estava desejando, mas não comprou por querer economizar dinheiro, encontramos um do seu tamanho e levei ela para experimentar e ela estava realmente precisando algo novo, me custou 200 dólares por ser um vestido de classe alta, mas valeu a pena por alguém que vale mais do que só um vestido. Ela me agradeceu e fomos comer algo, bom como estávamos equilibrando tudo, e as duas gastaram quase o mesmo valor, então sobrou algum dinheiro para um lanche.

Lanchamos algo e fomos pra casa. Mas o trânsito estava muito grande demais, como eu ainda não tinha ouvido música o dia todo, peguei o fone, liguei no celular e coloquei a músicae fui ouvindo no trajeto de casa. Passou um tempo a gente já estava entrando na garagem de casa. Desliguei a música, entramos na casa e fomos fazer nossas coisas, olho a hora, 18:57, ainda da tempo de ver um filme, então subo até meu quarto e ligo o computador, já que só o monitor é uma televisão dá pra ver um filme na cama.

Desço até a cozinha e pego uma pipoca que se deixasse lá ninguém iria comer, sorte que era amanteigada,  preparo e deixo 2 minutos no microondas. Levo até meu quarto ligo o ar condicionado e dou play no filme...

Horas depois...

Estou mexendo no celular e vendo alguns videos que estavam pendentes, depois que respondi algumas mensagens, tomei banho, e procurei meus pijamas no meu guarda roupa, no final acabei vestindo uma blusa que tinha o desenho de um personagem de um anime que sou viciada, e um short, escovei o dente, como a bateria do celular estava em 3 por cento coloquei para carregar, peguei a louça que estava jogada pelo quarto e levei até a cozinha, como a máquina de lavar está quebrada tenho de lavar a louça a mão, volto para o meu quarto e durmo. 

 


Notas Finais


AEEE primeiro capítulo terminado...
Mas a história ainda não acabou...
Gente isso é só um pequeno início mas em breve a história vai ficar mais interessante...

Comentem, favoritem se acharam legal, e em breve vai sair outro capítulo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...