História Por que não meu melhor amigo? - Capítulo 20


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol
Tags Baekyeol, Chanbaek
Exibições 530
Palavras 1.118
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


O título desse capítulo era: apenas uma distração, então relevem e não sintam vergonha alheia como eu senti q

Capítulo 20 - Vinte


Capítulo especial HunHan

 

Povs Luhan

 

Quando o Baek veio pegar o Tae, já me sentia bem mais calmo.

 

Eu amo Chanyeol, ele é um bom amigo e a primeira pessoa que veio falar comigo no primeiro dia de aula. 

 

Eu realmente fiquei muito triste por ele.

 

- Hannie, vamos continuar da onde a gente parou? - Sehun me abraçou por trás e começou a distribuir beijos pelo meu pescoço. 

 

- Yah, seu ninfomaníaco, a gente acabou de sair do hospital onde um dos nossos melhores amigos está em coma e você está pensando em sexo. - Era para ser um grito mais minha voz foi diminuindo a medida que a pressão dos lábios dele aumentava. 

 

- E tem jeito melhor de esquecer tudo isso? - Sussurrou mordendo o lóbulo da minha orelha. 

 

- Yahh, hmm, Hunnie não seja mal, eu estou triste. - Pedi com o tom de voz manhoso. 

 

- Vem que eu te animo rapidinho. - Me virou de frente e atacou meus lábios com brutalidade. 

 

Sua língua entrava e saia da minha boca em um ritmo frenético me deixando louco toda vez que tentava sugar ela pra mim.

 

Ele sempre fazia isso quando queria me provocar. 

 

- Não, você nem me beija direito. - O empurrei e fiz bico. 

 

- Ok, parei. - Eu não queria que ele parasse, mas preciso fazer cu doce de vez em quando, porém ele não pareceu irritado ou triste com isso. 

 

Foi para o sofá e desfivelou o sinto, abaixando só um pouco da calça. 

 

- O que você vai fazer, Sehun?- Perguntei arqueando a sobrancelha. 

 

- Se você não quer eu faço sozinho. - Retirou seu membro duro para fora. - Tem certeza que não quer? - Começou a se masturbar em um ritmo lento e suas expressões faciais eram de puro prazer. 

 

Estava salivando só de olhar. 

 

- Ficou calor né? - Se levantou e se livrou das roupas da maneira mais sexy que conseguia e voltou ao sofá, mas dessa vez se deitou.

 

Eu olhava para sua pele branquinha, estava tão chamativa quase brilhando devido ao pouco suor que saia.

 

A sua respiração alterada e os lábios entreabertos eram quase um pecado na minha visão. 

 

Como consegue mexer com os meus hormônios mesmo depois de quatro anos de namoro? 

 

- Ahh Luhan, você não sabe com isso está gostoso. - Olhou de canto para mim e deu um sorriso sério e malicioso. 

 

- Eu sei... e como sei.

 

- Hm, então vem brincar com o Hunnie, vem? Prometo te fazer gemer bem alto e te foder bem fundo. - Bateu no colo em um pedido para que eu fosse pra lá. 

 

Olhei para a minha ereção e olhei para ele. 

 

Ia ou não ia?

 

Tirei toda minha roupa em um segundo e logo já estava em cima dele, atacando seus lábios com toda vontade do mundo. 

 

Levou as mãos até a minha bunda e apertou com força, seguido com um tapa forte e estalado. 

 

Gemi alto. 

 

- Isso, geme bastante bem alto. - Deferiu outro tapa. - Ah Hannie, você é tão gostoso. - Voltou a apertar forte quase um beliscão com os dedos longos. 

 

- Ahh Hunnie... - Seus olhos estavam cheios de luxúria e mordia o lábio inferior deixando isso bem mais óbvio. 

 

Me virou de forma rude se colocando em cima de mim, abriu minhas pernas e as colocou e volta da sua cintura. 

 

- Vai a seco, relaxa e goza, seu delícia. - O que fazer quando o seu namorado é fodidamente gostoso e te trata como uma vadia na cama? 

 

Gemi o mais alto que as minhas cordas vocais permitiram quando senti seu membro ir fundo dentro de mim. 

 

- AHHH SEHUN. - Cravei minhas unhas em suas costas e desci fazendo vergões que provavelmente ficariam vermelhos e avantajados.

 

- Ah, você geme tão gostoso. - Sussurrou no meu ouvido e eu gritei ao sentir sua primeira estocada, lenta, porém profunda. 

 

- E você Aahhhhh mete tão bem, hmmm, isso mais fundo, Hunnie. - Eu realmente pareço uma puta nos braços dele, mas ele é tão gostoso, sabe me levar ao céu somente com uma palavra. 

 

O ritmo de uma estocada e outra foi aumentando aos poucos, como uma tortura. 

 

Mas é assim que eu gosto e ele também. 

 

Senti minha próstata ser acertada violentamente e arqueei as costas em puro prazer, prazer esse que só aumentava cada vez que acertava de novo e de novo em meu ponto sensível. 

 

- Ahhh Sehun, mais rápido hammmmm.

 

- Calma, não vamos acabar por aqui, não é? - Sua voz exalava luxúria e malícia. 

 

Saiu de dentro de mim e recebeu um olhar de reprovação da minha parte, mas só serviu para aumentar seu sorriso. 

 

- Fica de joelhos no sofá e apoia as mãos na parede. - Fiz o que foi ordenado e me senti uma lagartixa por conta da posição. - Ah que visão boa, você deveria ser proibido Luhan. - Se aproximou e mordeu com força meu ombro. 

 

- Ahhh, Vai logo Sehunnie. - Pedi já em estado de loucura. 

 

Esse homem vai acabar com o meu coração. 

 

Se posicionou atrás de mim e me apertou em seus braços, me fazendo empinar a bunda involuntariamente e com isso a penetração veio de forma rápida e prazerosa. 

 

Dessa vez não demorou a encontrar um ritmo que me acertasse em cheio todas as vezes.

 

Estava completamente imerso no prazer que ele me dava, me contraia e sentia seu membro pulsar deixando bem claro seu tesão. 

 

- Ahhhh Sehun... eu vou ahhh... - Não terminei a frase pois ele apertou com força meus testículos atrasando meu orgasmo e me deixando frustrado. 

 

- Eu disse que não. - Voltou no ritmo anterior e começou a distribuir mordidas por onde quer que sua boca encostasse. 

 

Seu quadril ia de encontro ao meu com força e velocidade causando estalos altos por todo o cômodo. 

 

- Agora você pode gozar. - Segurou meu membro e começou a masturbar no mesmo ritmo das investidas me fazendo gemer agudo e alto. 

 

- AHHHHHHHHH, SEHUNNNN, SEU GOSTOSO AHHHHHH - Me desfiz em sua mão e me contrai automaticamente e levando ele ao orgasmo ao mesmo tempo que eu.

 

Se deitou de novo e me puxou para deitar em seu peito. 

 

Enquanto tentava respirar novamente o telefone tocou. 

 

- Ainda bem que a gente terminou se não iria mandar ir passear com o tinhoso. - Sehun falou risonho. - Vai lá atender. 

 

Me levantei e peguei o telefone antes que a pessoa desligasse pois já estava bem tarde. 

 

Era por volta de umas duas da manhã. 

 

Essa foda demorou bastante.

 

- Luhan? - Era Baekhyun. 

 

- Sim?

 

- O Chanyeol acordou. 

 

 


Notas Finais


Twitter: @byunbibu


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...