História Por que não meu melhor amigo? - Capítulo 23


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol
Tags Baekyeol, Chanbaek
Exibições 495
Palavras 1.863
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


ACABOU, AMÉM Q
Me sinto alíviada em acabar com a minha vergonha alheia kkkkkkkkk agora vou corrigir Perdidos em uma ilha deserta e também voltar a postar ela, esperem <3

Capítulo 23 - Extra


Quinze anos se passaram desde o dia que Chanyeol me pediu em namoro. 

Quinze anos de pura felicidade. 

Mais nada de ruim aconteceu em nossas vidas, muito pelo contrário. 

Nos casamos depois de toda aquela confusão, e logo atrás de nós, Luhan e Sehun fizeram o mesmo. 

Os pais do Luhan morreram em um acidente de avião deixando o irmão recém-nascido que ele nem sabia da existência. O nome dele era Hoseok e nasceu pouco depois dos pais dele terem mudado para a China, poucos meses mais velho que o Tae. 

Ficou tudo tão perfeito, vi minha história com Chanyeol se repetir com os dois, mas continuam negando que não passa de amizade, assim como eu e Chanyeol fizemos por muito tempo. 

A empresa que ele herdou estava dando lucros como nunca, Sehun foi trabalhar com ele ficando tão rico quanto Chanyeol. 

Eu, Luhan, Kyungsoo e o Tae só saímos pra torrar todo esse dinheiro. 

Fiquei de cu doce antes de me casar com ele, mas não fiz faculdade, não trabalho e fico exatamente igual aquelas madames sustentadas pelo marido. Tenho um cartão de crédito com um limite que eu nem sei qual e também nunca vi a fatura. 

Tae ficou tão diva quanto eu, só que era bem mais malvado com as meninas que chegavam no "Hope" dele, viciado em delineador e extremamente chato com roupas, não vestia "qualquer porcaria". Quem não conhece nossa história até diria que ele é meu filho de sangue por que ficou realmente parecido comigo tanto de personalidade quanto de aparência. Fora que ainda é um grude só comigo, cresceu fazendo manha e não ia com ninguém a não ser para casa do Luhan e o motivo era bem óbvio, Hoseok . 

Eu realmente achei que não iria me preocupar mais com essas mulheres cheias de fogo correndo atrás do meu homem, mas uma menina tinha sido contratada a dois anos atrás pra ser secretaria particular do Channie, só por ter as pernas bonitas e um decote gigantesco achou que Chanyeol iria dar trela pra ela. Ele nem olhava pra cara dela direito, mas como eu sou uma diva má tinha que marcar meu território, fui até lá, coisa que eu não fazia quase nunca e continuo não fazendo, e fizemos sexo em cima da mesa dele. Fiz questão de gemer bem alto e gozar em cima da pasta que ela tinha que pegar depois. 

Me rendeu boas risadas quando ela entrou na sala e me viu sentado no colo de Chanyeol com a camisa aberta e cheio de marcas. Fez cara de nojo quando viu a pasta e Chanyeol disse que não tinha como tirar outras cópias, ele me ajudou a deixar a menina com mais raiva quando deu um tapa na minha coxa e me beijou na frente dela mandando fechar a porta quando saísse. 

Kyungsoo e Kai moram juntos e abriram uma loja de vídeo games, que eu amo. Mas quem cuida é o Kai já que como já disse, as divas saem pra gastar. Eles estão tão bem juntos.

Kyungsoo distribui sorrisos toda vez que ouve o nome do namorido (namorado/marido). É tão fofa a forma que se tratam, Kai vive recebendo cartinhas de amor das meninas de escola, já que uma das lojas que ele fica e de frente com uma, ele aceitava, levava pra casa e lia com Kyungsoo depois do sexo. Eles realmente nasceram um para o outro. 
Estava tudo em perfeita ordem, com meus amigos na minha casa comemorando esse dia especial comigo.

Com todos na sala, exceto Tae e Hoseok, conversávamos tão animados que nem parecia que iria fazer 30 anos em breve, e nem notamos a falta dos dois. 

- Luhan você lembra quando ensinou o Baekhyun a ser passivo? - Sehun deu seu sorriso mais debochado. 

- Ensinou direitinho. - Chanyeol me apertou com seus braços fortes me fazendo arrepiar. Mesmo depois de tanto tempo ganhando esses toques. Pra mim é como se fosse o primeiro, sempre me causa reações. - Tão gostoso. - Sussurrou só pra mim. 

- Ai, vão se comer depois e Chanyeol, vai procurar pra onde seu filho levou meu irmão, tenho certeza que aquele tarado tá abusando do meu pequeno igual o Baek fazia com você. 

- O Tae é puro, o seu irmão que agarra ele e tem aquela cara de tarado, não duvido nada que ele esteja tentando fazer alguma coisa com o meu baby. - Chanyeol é extremamente ciumento em relação ao Tae, não gostava nada quando alguém se aproxima e muito menos quando Hoseok ficava com ele trancado no quarto só de cueca. Exatamente como eu e Chanyeol fazemos até hoje. Eu que deveria ser o ciumento da história, mas já me acostumei com a ideia de perder meu bebê pro melhor amigo com cara de tarado.

- Meu irmão não tem culpa de ser tão bonito ao ponto de seu filho querer seduzir ele. - Luhan mostrou a língua. - Agora vai logo antes que seja tarde demais. 

Chanyeol saiu emburrado e eu voltei a me esticar no sofá. 

- Será que vocês ainda não perceberam que está acontecendo a mesma coisa que aconteceu comigo e o Channie? 

- Não está não. Meu Hope não gosta do seu filho e eu não vou ensinar o Tae ser passivo. - Afirmou com um bico enorme.

- E quem disse que ele vai ser passivo? - Perguntei arqueando a sobrancelha. 

- Ah Baek seu filho é mais passivo que eu, você e o Kyung juntos. - Eu sei que é, mas irritar Luhan era legal. - E EU JÁ FALEI QUE NÃO EXISTE NADA ENTRE ELES.

- Aceite Luhan, é mais fácil. - Kai falou sorrindo. 

- BAEK ESSE TARADO ESTAVA AGARRANDO NOSSO BEBÊ LÁ NO QUARTO, ELES ESTAVAM SÓ DE CUECA E DE PINTO DURO. - Chanyeol chegou gritando segurando Hoseok pela orelha com o Tae logo atrás. 

- O QUE? - Luhan gritou se levantando do sofá bruscamente. - AH SEU PROJETO DE DIVA EU VOU TE MATAR, E CHANYEOL LARGUE O MEU BEBÊ. TEM QUE PEGAR ESSE PIVETE AI PELAS ORELHAS. - Começou a correr atrás do meu filho que só ria de toda a situação. 

- Vem aqui bebê, o appa te protege. - Abri os braços e ele se jogou no sofá deitando no meu colo. 

- Appa larga ele. Ele é meu namorado. - Tae falou sério e todos na sala pareciam ter congelado. Menos eu.

- O QUE? - Luhan e a Chanyeol gritaram em uníssono. 

- Vem Hope, vamos para o quarto continuar de onde paramos. - Saiu do meu colo e pegou a mão de Hoseok, subindo as escadas correndo e ambos rindo da reação de todo mundo. 

- Eu vou matar aquele moleque. - Chanyeol rosnou e ia atrás dele, mas o impedi. 

- Yeol, senta aqui e vamos conversar, ok? E Luhan sossega esse cu quietinho aqui até eu terminar de falar. - Ditei sério. - Nem você e nem o Luhan vai matar nenhum dos dois, pois vocês sabem exatamente como estar apaixonado nessa idade. Eles devem ter descoberto isso só agora e estão aproveitando, vocês não vão interromper nada do que eles resolverem fazer lá em cima por que eu tenho certeza mais que absoluta que vocês iriam ficar muito putos se fizessem isso com vocês quando foram perder a virgindade. 

Eles estavam todos de cabeça baixa, Sehun e Kai riam contidos. 

- Deixem eles aproveitar enquanto os hormônios estão a flor da pele, melhor descobrir o amor através de um amigo do que de um estranho que pode destruir o coração deles. Você sabe disso melhor que ninguém Chanyeol, queria ver se meu appa ou a minha omma ficasse implicando com a gente ou atrapalhando toda vez que a gente vai se beijar. 

- Baek, ela fazia isso toda vez que a gente estava no quarto quando o Tae dormia. 

- Eu falo de fazer exagerado igual a vocês, já tá na hora dos dois descobrirem o lado bom da vida. - Aproximei bem do ouvido de Chanyeol. - Ou você quer que eu te lembre o quanto é bom? 

- Não quero imaginar meu baby fazendo essas coisas, ele é puro e inocente. - Luhan murmurou enquanto Chanyeol ficou quietinho. 

- Se ele fosse inocente não estaria de pinto dura beijando meu filho. 

- E Baekhyun por que você não está com crises de ciúmes igual quando ele era pequeno.

- Por que eu sei exatamente o que vai acontecer daqui pra frente, esse amor vai continuar a aumentar e eles vão ficar juntos independente de vocês aceitarem ou não. Eu sei como eles se sentem agora pois foi igual comigo e com o Chanyeol, começou pequeno da parte de um e grande da parte do outro, mas conforme o tempo passou viram que não saberiam viver um sem a presença do outro. 

Luhan melhorou a cara e já me olhava mais tranquilo. 

- Nenhum dos dois é tarado e nenhum dos dois vai ficar virgem pra sempre, então fiquem quietos e deixem eles em paz. - Terminei sorrindo implicante. 

- Obrigado appa, é exatamente isso. - Tae estava escondido no pé da escada. - Foi assim com você e o appa Liel? - Ele Chama o Chanyeol de Liel, muito fofo não? 

- Sim meu amor, desse mesmo jeitinho, e eu sei que você vai ser feliz do mesmo jeito que eu sou agora. - Sorri carinhoso e bati no meu colo pra ele sentar. 

- Eu vou ficar bonito igual a você? Em forma assim? - Apontou para o meu corpo. 

- Isso é um segredo meu e do tio Lu que eu vou te ensinar se você ainda for virgem. 

- Eu sou, eu quero que seja especial e o Hope vai preparar tudo. 

- Nem vem que eu não vou ficar sem sexo pra ajudar vocês como da última vez. - Sehun falou irritado. 

- Se repetindo mais uma vez, não se preocupe meu amor. Vai ser perfeito.

Sorri 

Meu menino cresceu

A história se repetindo

E mais uma história de amor perfeito entre dois amigos de infância se inicia. 

Não, na verdade se iniciou quando se olharam na primeira vez, assim como eu e Chanyeol, como Luhan e Sehun no primeiro dia de aula na quinta série e como Kai e Kyungsoo pela Internet. 

Não importa o tempo, o que importa é o amor e a intensidade dele ao perceber o quanto quer uma pessoa ao seu lado, o quanto ela é importante para si ao correr o risco de alguém tira-la de você, o quanto ela te faz sorrir.

Independente de tempo de conhecimento, o amor pode acontecer com qualquer um e de uma forma ou de outra é o sentimento mais lindo do mundo. 

Não importa se é entre homens, mulheres ou ambos o que importa é se o que está no seu coração é verdadeiro.

Se for não, há nada nesse mundo que possa impedir, a prova disso é minha vida com Park Chanyeol o homem mais perfeito do mundo que me ensinou a amar, a ser verdadeiramente feliz, o homem que mudou minha vida. 

 


Notas Finais


É isso, me desculpem pelos traumas qqq
Twitter: @byunbibu <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...