História Por Que Você Não Pode Me Amar? - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Exibições 1
Palavras 658
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Slash
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Bom pessoal, antes de começarem a ler, eu gostaria de esclarecer que essa é minha primeira história, então não sei se essa bagaça vai ficar boa. O primeiro capítulo vai ser meio parado mesmo, mas o segundo já está feito e em breve será postado. Boa leitura!

Capítulo 1 - Mais um dia normal


[Yukio's mind]

Levanto-me da cama para mais um dia de trabalho. Hoje é quinta-feira, são sete horas da manhã, e o meu trabalho começa às oito. Minha mãe ainda está dormindo e meu pai já foi trabalhar. 
Dirijo-me até o banheiro e escovo meus dentes, logo em seguida entrando no chuveiro. Fico pensando na vida e acabo demorando mais do que deveria, e quando percebo isso, saio do box e visto meu uniforme.
Como um sanduíche bem simples e saio de casa às pressas. A sorte é que o restaurante que eu trabalho fica perto de onde eu moro, então eu não chegarei atrasado.
Chegando no estabelecimento já avisto Haruki, que sempre chega antes de mim. Então eu entro e dou bom-dia a todos os meus colegas de trabalho.

- Oi, Yuki!! Eu estava com saudades! - Haruki diz enquanto me abraça.

- Ah Haruki, foram apenas três dias em casa. - Respondo.

- Três dias é muito! - Ele diz fazendo uma careta - E aí, Você melhorou da gripe?

- Sim, estou bem melhor agora, obrigado pela preocupação.

- De nada. - Falou com o rosto um pouco corado.

Haruki é um grande amigo meu. Nos conhecemos no ensino fundamental, e por coincidência ele trabalha no mesmo local que eu. 
Ele possui cabelos lisos castanhos, olhos da cor castanho-claro, pele branca e macia e é MUITO baixinho - sério, eu acho que ele tem 1,60 de altura ou menos - . O pai dele era japonês e por isso seu nome é Haruki Aiko. Apesar disso, ele nunca foi ao Japão e vive me dizendo que o sonho dele é ir lá algum dia.
Depois de conversar com Haruki, começo a trabalhar. Os clientes começam a chegar e eu anoto e entrego seus pedidos. De manhã é bem calmo, mas na hora do almoço e na janta o restaurante fica cheio.

O horário de almoço finalmente chega, e eu e Haruki vamos até uma lanchonete próxima. Eu peço um hambúrguer e Haruki pede o mesmo. Enquanto esperamos pelos lanches, começamos a conversar para passar o tempo.

- Vai fazer algo este final de semana? - Haruki pergunta.

- Acho que não.

- Que bom! Sábado é meu aniversário e eu vou fazer uma festa - Ele abriu um sorriso - . Não vai ir muita gente, mas vai ter bastante comida e bebida.

- Eu aceito o convite... Afinal, é seu aniversário, eu não poderia deixar de ir.

- Ficarei muito feliz e grato se você aparecer! - Diz com uma expressão contente.

Começo a jogar no celular para o tempo passar mais rápido, e em alguns minutos nossos lanches chegam e nós os comemos. Não é lá um grande almoço mas é alguma coisa.

---- 9 horas depois ----

Chego em casa completamente acabado, é como se minhas pernas estivessem sendo esmagadas de tanto cansaço que eu estou sentindo. Subo as escadas indo direto para o meu quarto, então vou até o banheiro e tiro as minhas roupas, em seguida colocando minha cabeça debaixo da água fria do chuveiro.
Saindo do chuveiro visto as minhas roupas, depois desço as escadas e vou até a cozinha; minha mãe havia preparado um macarrão com almôndegas que parecia estar ótimo. Então eu esquento a comida no microondas e vou até meu quarto novamente. Chegando lá ligo o computador e sento na cadeira. Enquanto como o macarrão, fico olhando minhas redes sociais para me distrair um pouco.
Depois de terminar de comer, vou ao banheiro, escovo meus dentes e em seguida vou até minha cama me preparar para dormir, porém, recebo uma notificação no celular de uma mensagem enviada pelo Haruki; Nela estava escrito:

"Olá, Yuki! Já que amanhã é feriado, eu gostaria de ir aí na sua casa lhe entregar um presente! Você estará disponível?"

Fiquei bastante curioso sobre o presente. Confesso que não gosto de surpresas. Mando uma resposta dizendo que ele poderia vir depois do almoço.


Notas Finais


Bem, é só isso. Obrigada por lerem e até o próximo capítulo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...