História Por Saturno (Cellbit) - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Rafael "CellBit" Lange
Personagens Personagens Originais, Rafael "CellBit" Lange
Tags Cellbit, Cellbits, Rafael Lange, Youtube
Exibições 307
Palavras 711
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Semana qe vem eu tô de férias e os capítulos vão ficar mais longos gent, prometo

Capítulo 6 - Capítulo 6 - Em casa


Fanfic / Fanfiction Por Saturno (Cellbit) - Capítulo 6 - Capítulo 6 - Em casa

POV'S Margo


Chegando em casa, Rafael me mandou uma mensagem dizendo que já estava chegando.


- Senhor Robertinho, se prepara que meu namorado tá chegando


- Adorei a piada, só acho que ele não vai poder rir por que ele vai estar sem a cabeça 


- Fofissimo você, se comporta que ele é só meu amigo


- Sei Margo, S E I - Meu pai disse soletrando 


Eu subi pro meu quarto coloquei uma música alta e fiquei dando uma de doente mental enquanto eu dançava. Quem dera eu tivesse ouvido a campainha, ou alguém batendo na porta do meu quarto


- Margo? - Alguém disse mas eu não escutei

- MARGOOOO ! - Esse alguém disse de novo

Eu olhei pra trás e adivinha quem estava rindo da minha cara? Isso mesmo! o único e exclusivo Celbinho Cray Cray.

Meninas normais e chatinhas teriam abaixado o som da musica e ficado: "Aí meu Deus que vergonha! Socorrinho". É claro que eu estava com vergonha, mas quando você cai de cara no asfalto na rua enquanto o crushh tá olhando, o que você faz? você disfarça.

POV'S Rafael

Aquela cena foi esquisita e engraçada, eu tava esperando que ela fizesse um escândalo por que eu vi ela dançando que nem alguém tendo uma convulsão, mas ao envés disso ela me puxou pra cima da cama dela e começou a pular enquanto balançava os meu braços.


- DANÇA COMIGO! - Ela disse rindo

- AÍ MEU DEUS! EU AMO ESSA MÚSICA! - Eu disse bem gay enquanto eu comecei a dançar 

-MENTIRA! APOSTO QUE VOCÊ NEM CONHECE! 

- PODE SER QUE SEJA VERDADE MAS EU QUERO IMPRESSIONAR A CRUSHA

Ela me olhou com uma cara engraçada e me empurrou da cama em cima de uns travesseiros.

- BINGO! - Ela disse rindo

MARGO desceu da cama e desligou a música

- Ah, mas eu adoro essa música! - eu disse rindo

- Aham ... E qual é o nome da música ?

- Tananam tanam tan tan

- Nossa como você sabia? 

- Eu sou o mestre né queridinha 

- Ah, deve ser. Eai, conheceu meu pai? - Ela disse e sentou na ponta da cama

- Sim, ele falou "ocasionalmente" que tem uma espingarda escondida na casa

- Só se for um cabo de vassoura com um elastico na ponta, por que nem nurf tem nessa casa

- Pode ser, mas eu acho que ele não queria que eu soubesse disso

Ela riu

- Vamos gravar princesa?  - Ela disse

- Sobre?

- Sei lá, vamos só jogar algum jogo

- Tá bom

Nós ficamos jogando até ficar de noite e o pai dela aparecer na porta.

- Eai NÃO casalzinho, vamos jantar? - ele disse olhando feio pra mim

- Pai... - Margo disse ainda concentrada no jogo

- Tá, desculpa

Ela ficou rindo da situação.

- O quem tem pra comer ? - Margo perguntou passando o jogo

- Que rufem os tambores... - Roberto disse fazendo um suspense

Eu peguei dois lápis na mesa e fiz uma batidinha 

- Lasanha 

- Mentira- Margo disse olhando fixamente pro pai - EU TE AMOOOO - Ela correu e abraçou o pai - Cellbixa, preparado pra comer a melhor coisa da sua vida? algo com que as suas papilas gustativas nunca sonharam em sentir?

- Acho que sim, até por que eu só como pizza queimada nos últimos meses... - Eu disse fazendo uma cara de confuso

- Ótimo! Então vem - Ela disse me puxando pro andar de baixo

Eu não vo brincar não gente, aquela foi a melhor comida que eu comi na minha vida toda.

- Meu Deus do céu, isso aqui tá muito bom!!! - eu disse

- Que bom que você gostou - Roberto disse

- Você ganhou um ponto - Margo falou brincando

- Pode até ser - Seu pai respondeu desconfiado 

Meia hora depois eu voltei pra casa por que de acordo com o pai da Margo, eu só poderia ficar mais se eu tivesse 5 pontos, e eu só tinha 1.

Isso nos leva a conversa que nós tivemos

2:00 (am)

Margo

Ei

Rafa

Quer ir pro RJ comigo amanhã?

Rafael

Como assim filha?

Tá doida?

Margo

Não, eu só...

Só queria que você passasse mais um tempo comigo...

Você pode ficar lá em casa

Claro, se você quiser...

Rafael

Claro que eu quero!

Quem diria que você não consegue ficar um minuto sem a minha maravilhosa presença 

Margo 

Haha

Perceba que esse "Haha" foi sarcástico 

Esteja aqui na minha casa as 10 que o meu pai leva a gente pra rodoviária 

Rafael

Ok








Notas Finais


Comenta o que vocês tão achando gente
Obrigada por ler


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...