História Por Toda Eternidade - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Amor, Obsessão, Vampiro
Visualizações 14
Palavras 1.157
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Hentai, Mistério, Policial, Romance e Novela, Sobrenatural, Violência
Avisos: Canibalismo, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Espero que gostem, desculpa se ainda estiver confuso.

Capítulo 7 - Desculpa


Fanfic / Fanfiction Por Toda Eternidade - Capítulo 7 - Desculpa

Capítulo anterior on

Os três nascerão com uma espécie diferente por isso cada um tem seu modo de agir com suas vitimas. Mesmo sendo totalmente diferentes ele são muito unidos, principalmente agora que os três estão com um projeto muito ambicioso.

Hoseok off

 

Capítulo anterior Off

 

 Lidy on

Já de manhã Lidy acorda com o despertador tocando e pela primeira vez sorri ao acordar, levanta e se arruma cantarolando, toma um café rápido mais antes de ela sair sua mãe chama sua atenção com uma noticia muito trágica.

Mãe- Filha toma cuidado, pois, tem um assassino a solta, ontem morreu mais uma pessoa.

- Serio mãe, eu nem vi ( diz surpreendida)

Mãe- Está em todos os jornais. Alias onde estava ontem à noite?

 - Ee eeu saai (ela gagueja)

Mãe- Ta bom, quero conhecer ele viu (da uma risada)

- Mãe para, eu só estava com alguns amigos.

Mãe- Você não tem amigos filha( ela dá outra risada)

- Affs não mereço ouvir isso, tchau

Mãe- Tchau filha.

Lidy estava indo para seu escritório andando pelas ruas de Seul e  antes de chegar para em uma banca de jornal e compra o jornal do dia.

 

Assassino a solta

Na noite do dia 27 de janeiro Algusto Morbel faleceu de madrugada por um assassino que ataca mais de uma vez nossa Seul.O que a policia sabe até agora é que o assassino é um jovem e que provavelmente vive entre nós.

 A família ainda esta chocada com a situação e diz que a ultima vez que  viu Algusto ele tinha saído com um amigo depois das 1 da manhã. O “amigo” ainda não apareceu pra prestar depoimento e ele é o principal suspeito da policia, na noite do crime esse “amigo” vestia calça jeans escura e uma jaqueta azul com óculos redondo.

Se alguém ver esse homem avisar a policia.

Algusto Morbel trabalhava no restaurante Viel em Seul como garçom e deixou um filho e sua esposa.

Quando Lidy leu o jornal deixou ele cair no chão, ela lembrou que esse assassino estava vestido igualzinho ao Hoseok na dia anterior. Seu coração acelerou e já começou a pensar que poderia ser a próxima vitima, mas também poderia ser uma grande coincidência e ela não pode sair julgando Hoseok e o  acusando de assassinato.

Ela chegou ao seu escritório e o viu na porta esperando por ela.

- Bom dia, você leu o jornal hoje? (pergunta já armando um plano)

Hoseok-  Bom dia, não, o que tem de mais ?

- Nada não, o que você fez quando eu fui embora?

Hoseok- Nada de mais ué.

- Me fale passo a posso de sua noite ( diz sorrindo pra ele não desconfiar, mas claro que ele já tinha percebido algo de errado).

Hoseok- Eu tomei banho e fui dormir.

- A sim.

ElA não viu nenhum sinal de mentira, talvez não seja ele o assassino ou ele é um belo ator.

Hoseok- eu vou comprar um café, quer alguma coisa?

- Não obrigada.

Ele saiu com o propósito de ir comprar o jornal para ver o porquê da Lidy estar agindo tão desconfiada.Quando ele leu o jornal entendeu tudo e foi direto resolver esse problema, ele pediu pra um dos seus irmão colocar um falso culpado na cadeia pra ele não ser preso e fazer Lidy parar de desconfiar dele.

Ele volta ao escritório e não vê Lidy.

Hoseok- Lidy, Lidy, chefinha (ele a chama, e ela aparece atrás dele do nada)

- Cade o seu café ? ( levanta a sobrancelha )

Hoseok- Nossa você me assustou, o café eu tomei no caminho. O que tem na sua mão ?

Lidy estava com as duas mãos para trás e em menos de 2 segundos ela começa a ir atrás dele com uma faca.

- Eu sei quem você é. Seu assassino

Ele segura ela e pega a faca de sua mão

Hoseok- Não sou eu, confia em mim

- NÃO, SEU MALUCO

Ele sobe na cima da mesa e joga os papeis em cima dela tentando se defender e ela começa a tentar pular na mesa gritando assassino. Olhando de fora essa briga estava hilária. Eles param ao ouvir uma repórter na tv falando que pegaram o assassino.

 Repórter- Hoje a policia encontrou o assassino que matou um homem essa madrugada, ele foi achado em um apartamento a 100 km do lugar do crime.Ele vai ser condenado Amanha a s 9 horas. Agora podemos andar tranquilamente pela nossa cidade. Obrigada e tenham uma bela manhã.

Depois que os dois ouviram isso Lidy fica envergonhada pelo micão que acabou de passar e pediu mil desculpas pra Hoseok.

- Me desculpa mais uma vez, eu quase te matei.

Hoseok- Eu só te desculpo se você passar o final de semana comigo

- Não, pede outra coisa

Hoseok- Por favor, eu vou pra casa da minha avó, e sabe como são chatas essas coisas de família.

- Eu não quero me intrometer na sua reunião de família (fala causando os braços)

Hoseok- Nossa ainda ta doendo os tapas que me deu (diz fazendo drama)

- Não me tocou essa sua ceninha (faz cara de deboche)  

Hoseok- Você é minha única amiga quero sua companhia. Por favorzinho

- Ok só porque eu quero minha consciência limpa. Agora vamos trabalhar (fiz pegando seus papeis e seu casaco).

Hoseok- Aonde iremos chefinha ?

- Ver o corpo do morto.

Pediram um taxi e foram o caminho intero calados. Ao chegar lá não queriam liberar a entrada dos dois.

Hoseok- Você precisa mesmo ver ele chefinha ?

- Sim né

Hoseok- Ok

Ele foi até o segurança e falou algumas coisas no ouvido dele que Lidy não conseguiu ouvir, e depois foi liberada a entrada deles.

- O que você disse pra ele ?

Hoseok- Nada de mais.

-Ok então.

Eles começaram a olhar o corpo e a forma da marca que matou o homem é parecido a um castiçal e Lidy examinou melhor aquela área e percebeu algo que ninguém tinha percebido que é cinza de cigarro perto daquela marca. Ela mostra a Hoseok e eles chegam a conclusão que o assassino de Kevyn Rook é uma pessoa que fuma.

Pensamento Hoseok On

Ele realmente é tonta, ta caindo direitinho, agora estou analisando o corpo do morto com ela, eu jurava que tinha sido alguém que eu matei mais não é. Eu vou achar o assassino antes dela só pra ver ela humilhada por mim.

Pensamento Hoseok Off

     Pensamento Lidy On

Eu estou mais perto do que esperava do assassino, agora eu sei que é uma pessoa fuma e no dia em que eu falei com a mulher do falecido ela tinha manchas de cigarro na mão. Amanhã eu irei de uma vez por todas desvendar o assassino e irei fazer isso sozinha, pois, quero mostras a todos que não preciso de um ajudante. Quero ver ele humilhado por mim.

Pensamento Lidy Off

 


Notas Finais


Espero que tenham gostado.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...