História Por trás da TV câmara - O suspiro do vampiro - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Bolsonaro, Brasília, Câmara, Comedia, Comunistas, Fascistas, Jean Wyllys, Maria Do Rosário, Plenário, Política, Temer, Temer Vampiro, Tiririca
Visualizações 15
Palavras 821
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Ecchi, Festa, Lemon, Yaoi
Avisos: Adultério, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 1 - Capítulo Único


As teorias apresentadas eram várias. Os memes tomavam conta. Seria realmente o fim do mundo ou um começo de algo maior?! Temer não sabia. Só queria matar aqueles insolentes.
Jean, Jair e Tiririca. Os três votando igual apenas para tirá-lo do poder. 

Como se ele fosse um golpista,  um usurpador, como se tivesse leiloando o meio ambiente pra comprar a bancada ruralista.

Deus, não tinha nem sentido. Tinha que ter algo a mais!

E ainda naquela noite, nos banheiros do plenário, ele descobriu. Aquilo de nada tinha a ver com o povo ou o país. 

Todos os outros parlamentares já haviam deixado o plenário e os três deviam estar achando que estavam completamente sozinhos em sua festinha. Temer ficou os encarando pela fresta da porta. Já estava  duro, tão duro quanto a sua leve impotência permitia. 

E ver três homões da porra cobertos de porra era algo sensual demais para ele.

Não, ele não aguentou. Queria, mas já não era um garotão como Jean. Temer gozou, com um urro alto.

- SAAAAAAANTA INFLAÇÃO.

Os outros três então se assustaram com o barulho e pausaram a brincadeira. Paralisados no que faziam.

Bolsonaro pegava Jean por trás, enquanto este era chupado por Tiririca, que, sem camisa, já estava todo arranhado pelas unhas do outro parlamentar.

E como se não bastasse isso, de repente brotou Maria do Rosário, de  uma das cabines . Toda descabelada, ela ajeitava as calças enquanto guardava alguma coisa na bolsa. 

Meu Deus. Aquilo era um vibrador.

Então ela viu Temer parado junto a porta, membro de fora, com um olhar de deleite. A comunista deu um pulo.

-AAAAAAAAAAHHHHH UM FASCISTA! SOCORRO, SOCORRO, UM FASCISTA!

Ela começava a pular no lugar e a se  chacoalhar. Todos olhavam a cena incrédulos.

Tiririca até quase engasgou-se com a porra de Jean. 

Temer não conseguia pronunciar  nada, muito menos se mexer.  Ainda estava com as pernas bambas.

E foi quando o super, o mito, resolveu salvar a dama que estava em apuros. 
 

Bolsonaro saiu de dentro do ânus de Jean e sequer se vestiu, apenas voo  para cima de Temer e lhe desferiu um soco na cara, fazendo com  que  o presidente caísse de costas no chão.

Nisso, Maria parou de pular e gritou alto.

- NAÃÃÃÃO!

E largou a bolsa, correndo até Temer, que gemia de dor no chão.

Ela acariciou seu cabelo grisalho e dirigiu um olhar feio a Bolsonaro.

- O que estava pensando?! Nada justifica tamanha violência! Já pensou se este homem morre?

- Mas Maria... 

-Não, Bolsonaro!  Não venha com suas  desculpas de selvagem. Eu apenas me assustei, não preciso de nenhum macho alfa  para me defender! E tem mais. Você tem noção do inferno que esse homem deve estar vivendo, para nos espiar dessa maneira e tentar aliviar a tensão? Ele é só mais uma vítima da sociedade!

- Isso mesmo! - Gritou Jean, vestindo sua calça. Via em Maria uma grande pessoa. Uma pena ela ter vagina.

- MARIA DO ROSÁRIO.  Você está defendendo este homem, que ofende sua honra?! 

Roxa de raiva, a mulher se levantou e quase enfiou  o dedo na cara de Jair.

-Eu não sou uma selvagem como o senhor!

Bolsonaro já ia responder a altura quando Tiririca correu até os dois e pôs um braço no ombro de cada um.

- Caaalma, calma, calma companheiros.   Ninguém aqui quer piorar tudo na câmara, né nom?!

Bolsonaro estalou a língua. Maria do Rosário suspirou e desabafou.

-Eu me  descontrolei. Fascismo e violência me dão nos nervos.

-E-eu.... fu-fui.... eleito pelo povo também... - Temer murmurou no chão, antes de  desmaiar, soltando um grande suspiro. Aquilo tudo era demais pra ele.

-Acho melhor levar esse imprestável para um hospital -  Bolsonaro resmungou.

Os outros assentiram com a cabeça. 

Ele se abaixou e puxou a calça do presidente para cima, cobrindo suas genitálias.  Então, como o fortão que era, o pegou pelos braços e começou  a  puxá-lo, enquanto Maria seguia logo atrás, sendo amparada por Jean, que acariciava seus cabelos.

Tiririca seguia  tranquilamente ao lado dos dois comunistas, levando a bolsa da colega, quando de repente pareceu nervoso.

- Se piorar ainda mais, saio do cargo.

Apontou para um canto mais ao longe, bem afastado e escondido mesmo, onde um homem segurava um smartphone, teclando.

Wladimir.

Os homens arregalaram os olhos. Maria os estreitou e rosnou.

- Não vê nada. Aposto que está a  pedir fotos  de de outras mulheres como se fossem um pedaço de carne. Uma amiga minha, casada inclusive, não que isso importe,  caiu na lábia daquele homem.

Jean apertou os lábios. Ele sabia quem era aquela amiga.

Bolsonaro revirou os olhos,  odiando aquele papo de mulherzinha.

-Vamos levá-lo logo, então.

Tiririca não se controlou e soltou uma gargalhada alta. Wladimir nem notou.
 

-Vamo arrastá ligeiro porque né, vai que nosso vampirão sugador se transforma de vez HAHAHA.

E  os quatro saíram do plenário levando Temer a tiracolo. Aquele dia seria inesquecível.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...