História Por trás das câmeras CAMREN - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Camila Cabello, Fifth Harmony
Personagens Camila Cabello, Lauren Jauregui
Tags Camila Cabello, Camren, Fifth Harmony, Lauren Jauregui
Visualizações 222
Palavras 1.297
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Bom, amo fics e tenho me apaixonado cada vez mais por esse mundo que leva o nosso imaginário para lugares que nós não imaginávamos. Agradeço por todas que já pude ler, que finalizei e venho acompanhando.
Pensei muito em como escrever uma que retratasse algo que eu quisesse que tenha ou tivesse acontecido e portanto trouxe nosso lindo shipper CAMREN para um "por trás das câmeras"

Sempre imaginei como seriam elas sem os holofotes e portanto quis retratar isso

Espero que gostem e boa leitura!

Capítulo 1 - Que mundo é esse?


Cabello, Karla Camila:

Já passam dás 03:00 da manhã e todas dormem, mas eu ainda estou aqui com o mesmo embrulho no estômago que insiste em mim em noites assim [..]

Fazer parte desse mundo ainda me é muito estranho. Venho sentindo muita falta da minha família. Não é que não goste de cantar, da banda, das meninas e dos nossos fãs, na verdade eu adoro tudo. É muito mais do que imaginei para minha vida. Esse nosso primeiro ano foi cheio de glamour e muitos sucessos. Nossas músicas estão batendo recordes, mas essa semana... bom não sei, acho que a realidade está chegando a mim sem piedade e bem lenta (acho que para ver se a sinto por mais tempo, tipo uma tortura). Às vezes me sinto sufocada.

- Camz? – Sou retirada dos meus pensamentos com a voz rouca de Lauren me chamando. – Ainda acordada? Você está bem? Posso ajudar? – Quantas perguntas. Deus! Qual devo responder primeiro?

- Sim, oi! – Giro meu corpo para ficar de frente para Lauren, que no momento está em pé em frente meu beliche. – Estou sem sono, mas estou bem. – Respondo sem muito esforçar a voz. – Acho que apenas estou sentindo falta da minha vida menos “badalada”. – Sorri simples e ela então retribuiu e logo pede passagem para que possa deitar ao meu lado. 

A Lauren realmente é incrível. Na verdade, para mim ela é mais que especial. É claro que ela não sabe. Deus! E nunca pode saber, mas a verdade é que me apaixonei por ela desde a primeira vez que a ouvi. Mentira! Na verdade, quando eu a vi. Isso mesmo, foi nesse momento que me vi completamente louca por uma menina. Eu nunca tinha me visto assim nem por meninos, então foi estranhamente estranho me ver assim por... quem? Quem mesmo? Mas Deus, como pôde? Mas claro o destino ainda ia brincar muito comigo. Para você ver, pensei que nunca mais a veria, talvez, mas não, aqui estamos e fazemos parte do meu grupo. Se eu gostei? Amei a princípio. Logo comprei a ideia de estar aqui com um “crush” até então totalmente alheio a tudo que eu sentia. Nunca falei isso para ninguém, mas parece que os fãs não pegam leve de maneira alguma. Eles logo notaram que “algo mais acontecia entre a gente”. Mal sabem que o shipper é real. Na verdade, “unireal”. Sou tão Camren quanto eles. Camren! Isso mesmo esse foi o nome dado ao nosso “relacionamento”. Enquanto eu gosto, curto e sofro calada com toda essa brincadeira, Lauren parece nunca se sentir à vontade sobre esse assunto. Mas eu sempre tento deixar a situação menos desconfortável para ela. Os nossos harmonizers (nome carinhoso adotado por eles para quem é fã do nosso grupo) não estavam totalmente errados em achar que algo acontecia. Muitos vídeos e fotos circulam de nós duas sempre em situações pouco prováveis para duas amigas. Quase todas as vezes, eu, lesada, estou literalmente babando por Lauren. É incrível! É tão natural que quando eu me vejo assim já desejo: “por Deus que ninguém tenha gravado”. Desejo que quase nunca é atendido. Riu sempre dessas minhas bobeiras que faço quando estou perto do mais lindo crush do mundo, o meu, minha Lauren. Tá, tá, nem tão minha, mas ao menos somos muito amigas o que nos faz ser muito próximas. Sendo assim já dá para aproveitar um tantinho.

- O que você sente mais falta? – Estamos de barriga para cima, uma ao lado da outra, olhando para o teto do nosso ônibus que segue viagem para mais uma cidade que vamos nos apresentar. São tantas cidades que não sei para qual estamos seguindo. – Eu sinto da liberdade de sair com meus amigos e fazer o que bem queríamos sem sermos julgados e muito menos gravados e fotografados. – Lauren completa a pergunta já dando sua resposta. 

- Bom – Penso. Lembranças de dias tranquilos com minha família vem a minha mente. – Acho que do mesmo que você. Principalmente de momentos com minha família, minha vó. – Respondo. – Lembro que aos domingos estávamos todos reunidos, conversando. Falávamos alto que por muitas vezes ninguém nem escutava ninguém e sempre acabávamos rindo de qualquer bobagem. E hoje isso poucas vezes acontece. Nossa rotina hoje é muito corrida. Muito trabalho. Estamos cada vez mais longe de momentos assim. – Finalizo com uma voz saudosa e triste.

- Camz! – Ela curva o corpo ficando de lado. Nossos rostos acabam ficando bem próximos. Posso sentir seu hálito. Acho que estou ficando bem desconfortável. Me ajeito um pouco tomando distância. – Não se sinta só. – Completa – Nos sinta como sua segunda família. Você sabe que pode contar comigo e com as meninas. Também não preciso te dizer mais uma vez que você é nosso maior tesouro. Sem você esse grupo perde o sentido, a graça, a infância boa. Você é tipo a maior “alma harmonizer” – Finaliza brincando e me tirando um enorme sorriso. É incrível como ela me faz bem.

- Obrigada, Lolo! – Agradeço não só pelas palavras de carinho mencionadas por ela, mas no meu íntimo agradeço mais ainda por ela existir. – Lauren? – A chamo já me arrependendo.

- Fala. – Ela me responde ainda com o mesmo sorriso lindo de sempre.

- Nada. – Hesito em dizer o que estava pensando loucamente em falar. Se controla, Camila. Tenho dito isso para mim mesma muitas vezes. – Eu só acho que estou ficando com sono. – Finalizo me sentindo aliviada.

Ela me olha intrigada como se não acreditasse que ao chama-la tão penosamente eu apenas queria dizer “quero dormir”. E então ela dispara:

- Bom, se você não quer falar, eu não vou insistir, mas vai me deixar ficar aqui contigo mais um pouquinho. Você pode dormir que vou ficar te vigiando para ver se você realmente queria mesmo dormir. – Fala fazendo um ar de “estou de olho em você, Camila Cabello”. Com aquele mini sorriso de canto de boca. Meu Deus! Ou ela está brincando comigo ou realmente é cega. Eu aqui louca para dizer tudo que sinto e torcendo que ela logo saia antes que faça alguma besteira e ela vem dizer que quer ficar velando meu sono. 

- Ah! Santo Deus! Podia ser menos interessante, senhorita Jauregui? – Juro que pensei alto. Devo ter corado um tanto, pois ela me olha com um sentimento de “estou satisfeita”, e insistentemente com esse sorriso de lado.

Bom, lutar comigo é mais fácil do que ficar lutando para que ela se vá. Eu tenho controle de mim. Ou pelo menos acho que tenho. Pois ela está aqui ao meu lado e agora decidiu ficar fazendo carinho no meu braço direito e me olhando de cima. Ô céus! O que ela pensa que está fazendo? Me mantenho com os olhos fechados e de costas para ela. Dessa maneira ela não pode ver com clareza o meu rosto e meu corpo vibrar com seu toque. Ela sempre tenta cuidar de mim de alguma maneira. Sempre parece ser inocente seus gestos comigo. Parecem puros de qualquer maldade. O que na verdade me dói muito, pois fico confusa. Às vezes penso que Lauren também sente algo por mim. Mas vai que eu estou confundindo e acabo gerando uma confusão entre nossa relação de amizade? Bom, não posso arriscar. Nem por ela, nem pela banda, pois por mim eu já teria dito tudo o que sinto por ela. É tão surreal isso tudo, pois eu nem ao menos beijei alguém, mas já me imagino dando o melhor beijo no meu melhor e único crush. Por vezes fico vendo minhas séries e ao passar as cenas de beijo e até mesmo de sexo fico me vendo ali junto com Lauren. Nossa, que horror, Camila! Cristo! Preciso realmente adormecer agora pois estou sentindo meu sexo pulsar e se ela notar é o fim. 


Notas Finais


e ai o que vocês acharam?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...