História Por trás de uma Mascara - Temporada 2 - Novas aventuras - Capítulo 55


Escrita por: ~

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Personagens Adrien Agreste (Cat Noir), Alix Kubdel, Alya, André Bourgeois, Chloé Bourgeois, Gabriel Agreste, Marinette Dupain-Cheng (Ladybug), Mylène Haprèle, Nathalie Sancoeur, Nathanaël, Nino, Personagens Originais, Plagg, Sabine Cheng, Sabrina, Tikki, Tom Dupain
Exibições 64
Palavras 1.001
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ficção, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Suspense

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 55 - Tchau Anna


Fanfic / Fanfiction Por trás de uma Mascara - Temporada 2 - Novas aventuras - Capítulo 55 - Tchau Anna

Tinha me esquecido completamente que tínhamos visitas e pessoas presentes no local, logo Marinette, Adrien e Dani aparecem.

—Um presente Luna?—Perguntou Dani, balancei a cabeça positivamente.—Oh… Adorei querida irmã… Um dos melhores presentes.—Agradeceu, abri um sorriso largo a ela.

—Sim… —Disse Adrien com um sorriso de canto, encarando Marinette.—Adoramos o presente Luna, um dos melhores até hoje.—Agradeceu o garoto loiro.

—Concordo, quem começa?—Perguntou Marinette com um sorriso de canto também, encarando a Dani, as duas se entreolharam e Dani deu um passo lhe a frente.

—Eu.—Apenas disse Danielle abrindo um sorriso.

~*~

Encarava Chloé de maneira assustada, o que nós temíamos infelizmente aconteceu, uma coisa um pouco tanto quanto ruim.

—Posso dormir está noite aqui Alya?—Perguntava Chloé de maneira preocupante.

—Claro que pode, somos uma equipe.—Respondi pensativa.—É Seu pai? Ele irá procurar por você para tirar satisfações.—Disse lembrando.

—Eu tenho os meus contatos e segredos, caso ele tentar algo contra mim ou tentar simplesmente divulgar minha imagem, espalho tudo.—Respondeu Chloé com um sorriso discreto.

—Você está bem armada contra seu pai, desda aquela briga que tiveram você parece que está armada mas que tudo nesta vida.—Falei dando um sorriso, ela soltou uma risada sem graça.

—É… —Respondeu ela sem graça.—Aquela briga da minha queria mãe não foi legal mesmo… Desde que ela voltou da Inglaterra… Por favor não quero falar sobre isso.—Ela disse, respeitei ela de qualquer maneira.

—Sim, entendo você.—Falei pousando minhas mãos sobre o ombro dela.—Vai ficar tudo bem depois de um tempo, acho que ele tem coisas a esclarecer no momento, certo?

—Certo.—Respondeu Chloé soltando uma risada.—Vamos procurar a Dani, Luna, o pessoal, enfim, devem estar fazendo algo divertido e não convidarem a gente.—Concordei com a cabeça, e saímos andando.

~*~

—Sinceramente, se fazer de Santa não dá em nada.—Falei soltando uma risada, com a faca entre meus dedos, com um sorriso discreto.—Coitada da Anna!

—Concordo… —Concordou Luna rindo.—Sinceramente, amanhã devo fazer isso de novo.—Marinette e Adrien concordaram.

—Certo, deixe ela aqui, está… “Machucada”, nada que alguns pequenos cortes na sua boca e em seus braços não resolvam, vamos.—Disse me retirando com o pessoal atrás de mim, deixando para trás Anna desmaiada sobre o chão.

Subimos as escadas voltando a nossa casa, que estava vazia, fechamos o porão com nossa chave e saímos dali, indo lá fora, Luna foi junto com nós, indo na sombra ficando lá, encontramos Alya e Chloé.

—Oi pessoas.—Falei sorrindo, acenando a elas.—Vamos até a Luna, ela não vai vir aqui no sol de jeito nenhum, nem que de um milhão para ela.—Todos concordaram e caminhamos até Luna.

—Oi gente.—Falou Luna acenando.—Estão tudo bem?—Perguntou ela, sabendo a resposta de sempre de todos.

—Claro, o que vocês andaram fazendo e não convidaram nós?—Perguntou Alya como sempre, eu era péssima em inventar desculpas.

—Estávamos limpando a casa, quer dizer… eu, a Dani e preguiçosa e ficou no quarto mexendo na Internet como sempre.—Mentiu Luna, a única que sabia mentir.

—É eu e a Mari estávamos passeando sem rumo por ai.—Falou Adrien.—Vou ir para casa do Nino, até logo gente.—Completou Adrien, dando um beijo na bochecha da Mari e saio andando.

—Bom, vou ir para casa, e melhor.—Disse Alya.—Só queria saber o que vocês aprontavam, tchau.—Chloé e Alya deram as costas, indo para algum lugar.

Marinette fez a mesma coisa, foi embora acompanhada das garotas, deixando eu e a Luna sozinhas, entramos na casa o mais rápido.

—Ei Dani.—Chamou Luna.—Bora fazer uma aposta?

—Claro né.—Falei sorrindo, enquanto ela pensava em alguma coisa para nós apostarmos, sabia que ganharia de qualquer jeito.

—Você vai ter que pintar o cabelo de loiro.—Apenas concordei com o que ela dizia.—Você vai ter que… Hum… Ah… Por enquanto vou pensar, mais caso não conseguir, vai pintar o cabelo de loiro, ok?

—Certo, sei que não diria algo que não conseguiria completar facilmente.—Disse dando lhe as costas, subindo as escadas, Luna ficaria lá embaixo por um tempo.

Subi correndo, me dando uma grande ideia que poderia resultar em algo terrível, mas não custa arriscar de vez em quando – “Que tal eu pegar a caixa da Luna?” – Pensei, entrando em seu quarto novamente.

—Onde ela guarda?—Me perguntei.

—NÃO LHE INTERESSA!—Gritou Luna, me assustando, virei para trás e apenas a vi com uma cara de fúria a mim.

—Eu me assustei!—Reclamei colocando a mão em meu coração que estava disparando muito rápido a cada segundo.

—Não teria se assustado se não tivesse fazendo algo errado.—Respondeu ela.—Sou sua amiga, pro seu bem, saia daqui antes que eu te bata forte.

—Você não tem coragem.—Desafiei ela.

—Dúvida?—Perguntou ela, eu confirmei com a cabeça.—Tá certo… Se eu fosse você, aproveitava esse tempo que você tem para correr.—Disse ela batendo no relógio de seu pulso, batendo no vidrinho.

—Corro lá fora, você não gosta de sair no sol, então vou no sol e quero ver você correr atrás de mim, é ai Luna?—Perguntei, ela me olhou.

—Quero ver você sair lá fora, se eu não te conhecesse, eu acharia que estaria no quarto, mas te conheço desde que nasceu, e tranquei a porta principal.—Dei um tapa em minha própria testa.

—Bate em mim não, sou tão linda para ter um roxo em meu olho lindo e verde e maravilhoso e lindo, e… Favorzinho.—Disse insistindo.

—Coitada.—Respondeu ela ironicamente.—Desta vez passa, na próxima corro atrás de você, vai logo.—Sai o mais rápido que poderia de seu quarto.

Fui em direção ao meu quarto, logo me joguei na cama, olhando no meu celular, tinha 3 chamadas perdidas do Ken, sabia que deveria ir falar com ele de qualquer jeito.

—Não vou olhar nele.—Falei desligando a tela do meu aparelho.—Estou tentando ignorar ele, foi chata a piada dele, estou profundamente magoada.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...