História Por um acaso. - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Shawn Mendes
Personagens Shawn Mendes
Tags Shawn Mendes
Visualizações 73
Palavras 1.473
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Festa, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hello, meus amorzinhos. Turu boum com vocês?
Tá aqui mais um capítulo, espero que leiam com muito amor.
Boa leitura!

Capítulo 7 - O beijo.


Fanfic / Fanfiction Por um acaso. - Capítulo 7 - O beijo.

( Versão Shawn )
Não consigo tirar a imagem da Carolina com aquela camisola da minha cabeça, ela estava incrivelmente sexy. E seu quarto tão bem organizado,  olho cada detalhe. Ele exala um cheiro floral, o mesmo cheiro que sinto nela quando passa por mim, esse cheiro que já me deixou paralisado pensando como seria se ela estivesse em meus braços, explorado cada centímetro daquele corpo perfeito, beijando aquela boca rosada linda, descobrindo um lado dela que até então é desconhecido por mim, pois até agora ela me mostrou ser amarga. 

Passo as mãos pelos cabelos que caiam sobre meu rosto, por conta dos pingos quentes do chuveiro que ainda estava ligado.
Por que pensar nisso Shawn? Você nunca ficou assim por ninguém.

Talvez o jeito dela de me desafiar, ela consegue me dominar apenas com seu olhar, aquele olhar desafiador que me deixa louco. Eu tenho que achar uma maneira de conquista-la, de quebrar esse gelo que ela tem em volta do coração, nem que seja pra ela me tratar melhor.

 

(Versão [email protected] )

- Eu não acredito. - Camila ri e coloca as mãos na boca sem acreditar no que estava vendo.
Então pego um dos objetos que estava dentro da caixa com o polegar e o indicador o levantando e deixando da altura dos meus olhos.

- Isso é uma...?

- Isso mesmo, é uma bola de pompoarismo, aquelas que você introduz no...

- Camila!!! - A repreendo. - Como você sabe dessas coisas?

- Desculpa te informar, mas eu já to bem grandinha maninha.
Ela fala vasculhando mais coisas dentro da caixa, e a cada vez que ela tirava uma coisa eu me surpreendia mais. Chicote, algemas, uma corda... Quem será que mandou isso pra o Shawn? Será que ele gosta dessas coisas? Deve gostar, eu não duvido de nada.

- Olha, tem um bilhete. 
Camila fala e pega o bilhete se aproximando para que lêssemos juntas.

 

"Espero que goste do presentinho novo que comprei pra gente usar.

Um grande beijo. Onde você quiser.

H.B"

To chocada. - Camila falou com um sorriso malicioso nos lábios.

Eu não conseguia abrir a boca para dizer uma palavra, estava muito surpresa com o que vi e com o que li. Eu estava realmente arrependida de ter aberto essa caixa. Não que eu seja inocente ao ponto de nunca ter visto esse tipo de coisa, o filme 50 tons de cinza ta aí pra mostrar o que fazer com coisas daquele tipo.

Ouvimos o chuveiro ser desligado e com rapidez, Camila deu um pulo pra guardar todas as coisas que tiramos da caixa, jogando dentro de qualquer jeito, a aquela altura não podíamos nos dar ao luxo de arrumar.
Nos jogamos no sofá. Sentei de um lado e Camila de outro apoiando suas pernas no meu colo, e eu por impulso, comecei a fazer uma espécie de massagem nos pés dela, coisa que eu nunca faria. Totalmente desconcertada, não queria que ele suspeitasse que abrimos a caixa.

Então ele aparece na sala, de camisa branca, um short leve preto e uma toalha em volta do pescoço enxugando os cabelos. Olhando meio desconfiado para nós duas que estávamos com um sorriso nervoso no rosto.

- Tá tudo bem?

- Sim...é... tá tudo ótimo... claro... sim... por quem não estaria? - Eu e Camila falávamos as duas juntas deixando Shawn com uma cara mais confusa ainda.

Levanto dando um empurrão em Camila que quase cai do sofá.

- Com fome?

- Sim, mas não quero incomodar.

- Mas você já fez isso. - Falo indo em direção a cozinha.

Camila me acompanha e se apoia no balcão olhando pra Shawn que sentava em um banco alto em sua frente, com um sorriso de canto malicioso.

- Então, Shawnzinho, você já sabe o que tem naquela caixa ali?

Camila pergunta na maior cara de pau, apontando pra caixa preta que estava em uma mesinha atrás de Shawn, o fazendo virar para olha-la também. E eu que colocava uma fatia de pizza no microondas para esquentar, arregalei os olhos ao ouvir ela perguntar aquilo. A Camila é louca, como ela foi perguntar aquilo?

- Não sei, deve ser algum presente de fã. Podemos abrir pra ver.  - Ele responde logo se levantando pra poder pegar a caixa.

- Não. - Falo alto, quase sendo um grito. Fazendo Shawn parar e me encarar confuso. Camila por sua vez, sorria com uma cara maliciosa, como se gostasse daquele jogo.

Limpo a garganta e digo em seguida.

- N-não queremos saber o que tem aí, deve ser pessoal. Entende Camila? - Falo arregalando os olhos encarando minha irmã que ainda permanecia com o sorriso nos lábios. 

- Eu não me importo em abrir, mas se você não quiser eu não abro.

- Não quero mesmo, d-deixa ela ali mesmo... em cima da mesa. - Falo apontando engolindo em seco. Fazendo Shawn voltar para se sentar.

Camila vai me pagar, essa menina me faz passar por cada uma.

 

(...)
Meia hora depois, eu lavava a louça que estava na pia, já que a esfomeada da Camila tinha acompanhado Shawn na pizza que tinha sobrado.
Os dois estavam no sofá assistindo a um filme que passava na TV.

Depois que terminei de limpar tudo, peguei meu celular que estava no balcão pra dar uma checada nas mensagens que estavam chegando. Apoiei a bunda no balcão, ficando de frente pra pia e de costas pra Camila e o Shawn que estavam na sala, rindo dos meus amigos que mandavam mensagens de um bar totalmente bêbados dizendo que só faltava eu pra completar a festa. E eu explicando pra eles que não poderia ir por que minha irmã tinha chegado.

- Acho que sua irmã tomou minha cama. - Ouço uma voz que vem do meu lado. Era Shawn.

Olhei pro lado e o vi se encostar cruzando os braços. Virei de frente para ver Camila que já estava babando na almofada, apoiando as mãos no balcão. Shawn permanecia ao meu lado, me olhando. Eu de frente pro balcão, e ele de frente para a pia.

- As vezes ela passa dos limites. - Falo dando uma risada fraca colocando uma mecha de cabelo atrás da orelha e logo dobrando um pano que estava sobre o balcão.

- Coisas de adolescente, tudo bem. Todos já tivemos essa fase.

- Eu não tive.

- Então quer dizer que você é mal humorada assim desde sempre?

Virei o rosto para encara-lo. Ele me olhava com a testa franzida e um pequeno sorriso no canto dos lábios esperando uma resposta. Mas eu não ia falar, não ia contar coisas íntimas minhas para alguém que eu mal conheço e ainda ter a fama que tem.

- Sim, sempre fui assim.

- Eu não acredito em você.

- E eu não me importo.

Falo e em seguida dou as costas pra Shawn. Mas sinto suas mãos fortes e frias segurando meu braço.

- Ei, espera. Não quis te aborrecer. Apenas quis conversar, mas se você não quer falar do assunto, eu respeito.

- Não quis me aborrecer? Ata. - Falo debochando puxando meu braço. - Mas sabe qual é o problema? Tudo em você me aborrece. Acha que eu já não estou te sacando? Primeiro a carona, e depois vem com um papo de que perdeu a chave e não tinha ninguém que o socorresse.

- Carolina, eu...

- Mas eu vou logo te avisando. - Falo apontando meu dedo pra cara dele. - Pode ir desfazendo qualquer tipo de idéia que você bolou a meu respeito. Eu não vou ser mais uma na sua listinha fútil, pra depois você se gabar pros seus amigos idiotas que eu fui mais uma besta que caiu na sua rede.

Me virei pra sair dali sem dar oportunidade pra ele se defender, mas antes que eu chegasse na sala, sua mão me agarra novamente, mas agora pela cintura. 

- Você ta totalmente equivocada em tudo o que disse ao meu respeito.

- Ah é? Mas acontece que conheço muito bem garotos como você, e nada do que disser vai me fazer mudar de idéia.
Falei tentando me soltar daqueles braços fortes. 

- Nem isso?

Shawn me puxa de uma vez sem dar oportunidades pra que eu saia de seus braços, encostando seu corpo no meu. E com um movimento rápido ele encosta seus lábios nos meus iniciando um beijo me fazendo ficar totalmente sem reação. Seu braço direito em volta da minha cintura e a mão esquerda na minha nuca, fazendo meus braços ficarem soltos. Eu fiquei paralisada, e quando dei por mim eu já estava entregue, coloquei minhas mãos em volta de seu pescoço. Que beijo, tão suave, tão bom... mas em um movimento involuntário me afasto de uma vez.

- Mas o que você pensa que tá fazendo?


Notas Finais


IIIIIIh, será o que vai acontecer depois desse beijo?

Então, o que acharam?
Espero muito muito muito que tenham gostado.
Por favor, comentem. Falem se gostaram! Isso me ajuda muito a escrever, pois escrevo sabendo que meus leitores estão amando ou odiando minha fic. Todas as opiniões são bem vindas.


PS: Só eu achei esse garoto do gif parecido com Shawn? A boca e a cicatriz que ele tem no rosto. Ou to vendo coisa demais? HAHAHAHA


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...