História Por você - Camren - Versão Lauren - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Austin Mahone, Fifth Harmony, Shawn Mendes
Personagens Ally Brooke, Austin Mahone, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Shawn Mendes
Tags Camren, Fifth Harmony, Shawn Mendes
Visualizações 377
Palavras 2.567
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Festa, Romance e Novela, Shoujo-Ai, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Heterossexualidade, Homossexualidade, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olha quem resolveu apareceer \0/ kkk
Genteee, eu ainda amo vcs ta?! kkk <3
Que saudade de vocêeeeess aaa

Capítulo 5 - Capítulo 5


Eram seis e quinze quando me aproximo da porta aberta do escritório de Norma Anders. Sendo minha diretora financeira, não estou surpresa em vê-la trabalhando depois do expediente, mas a presença de seu assistente é inesperada. Ele está inclinado sobre a mesa de frente para ela, e sua discussão é feita em voz baixa. Eu bato no batente da porta para anunciar a minha presença.O assistente se endireita imediatamente, e ele se afasta para que Norma possa me ver.

Olho para ela.

– Preciso daquela procuração para assinar, se ela já estiver pronta.

– Claro. – Ela acena para o assistente. – Boyd, você poderia...

– Certamente.

O jovem corre por trás de mim e vai até sua mesa, presumivelmente para procurar o papel que eu preciso. Pergunto-me brevemente se ele está sempre ansioso assim, ou somente quando a proprietária da empresa aparece. Honestamente, é raro eu me aventurar aqui embaixo até a sala de Norma. Ela geralmente é convocada para ir à minha.

Apesar de minhas raras visitas, sinto-me relaxada nesta encenação. Eu não espero pelo convite de Norma para entrar.

– Sinta-se em casa, Lauren – brinca ela, depois de me sentar em frente à mesa dela. – Pensei que você fosse pedir esse papel no início desta tarde.

– Eu perdi a noção do tempo.

Não é uma resposta totalmente desonesta. Eu tinha outras coisas na minha mente, como os meus planos para aquela noite, mais tarde, mas eu adiei a visita propositadamente. É um desperdício do meu tempo eu passar horas assinando a aquisição da The Sky Launch. É muito mais prático dar uma procuração à Norma para fazer isso em meu lugar.
Mas a assinatura do documento é, de muitas maneiras, a minha declaração oficial de que eu estou continuando com este plano insano.
Então, foi por isso que não pedi que ela me levasse o papel mais cedo. Fiquei adiando até muito tempo depois que minha secretária e a maior parte dos funcionários já tinham ido para casa. E, no fim das contas, aqui estou eu. Com a minha caneta pronta na bolsa.

Boyd retorna e entrega um arquivo para Norma.

– Se isso é tudo, então vou embora.

– Sim, claro. – Ela espia o relógio. – É um pouco tarde. Obrigada por ficar. Vejo você amanhã.

– Certo. Até amanhã, Sra. Anders.

Um olhar passa entre eles e eu percebo que os dois estão trepando. Não é provável que seja assim
tão óbvio para a maioria das pessoas, mas eu tenho estudado a natureza e as relações humanas extensivamente. E reconheço um olhar do tipo vejo-você-pelado-muitas-vezes quando vejo um.
Mas não digo nada e nem deixo transparecer que entendi a situação. Se eu fizesse isso, teria que estar disposta a repreender Norma. As relações sociais não são permitidas entre direção e pessoal. Mas ela é muito valiosa para a empresa para que eu me preocupe com algo tão sem relação com o motivo pelo qual a contratei.

Boyd se vai e Norma abre a pasta e encontra o papel que eu preciso assinar. Ela passa os olhos por ele brevemente antes de entregá-lo a mim. Eu não leio. Apenas assino e coloco a data nos locais apropriados e entrego de volta.

– Você tem certeza de que quer fazer isso? – pergunta Norma quando pega o documento.

Ela já o está colocando de volta na pasta, sabendo que não irei mudar de ideia, embora estejamos começando uma conversa sobre isso.

– Tenho certeza.

Não tenho, não. Eu nunca tinha entrado em um negócio com tantas dúvidas quanto tenho agora.
Não são as finanças que me incomodam. Mesmo se eu perder dinheiro, é uma empresa tão pequena que nem vai chegar a arranhar a superfície de meus negócios.

– O preço é bastante razoável, mas, Lauren, este não é um bom investimento empresarial. – Ela não está tentando menosprezar a minha decisão, eu me lembro. É o trabalho de Norma me questionar.

– Mas é um investimento especialmente ruim? – Eu deveria pelo menos ouvir o que ela tem a dizer.

Norma percorre com os olhos a folha de análise da Sky Launch.

– Não necessariamente. Se você estiver disposta a dedicar-lhe algum tempo e atenção.

– Estou.

Quero dar muito tempo e atenção. Tenho sorte de que tudo o mais nas Indústrias Jauregui está funcionando sem problemas no momento.

Ela fecha a pasta e se inclina para trás em sua cadeira, o cotovelo apoiado no braço, o queixo descansando na palma da mão.

– Por que você se fixou em uma boate?

– Eu possuo danceterias em outras cidades.

Eu tenho uma em Atlantic City. Outra em Miami e duas em Las Vegas. Esta não será a minha primeira aventura no setor, e como o atual proprietário assegurou-me, a equipe do Sky Launch é autossuficiente. Aconteça o que acontecer com Lucy, eu pretendo ter Camila preparada para assumir como gerente geral o mais rapidamente possível. Uma vez que isso tenha acontecido, o meu envolvimento com essa boate será mínimo.

– Deixe-me reformular a pergunta, então: por que está tão interessada nesta boate em especial? Eu poderia mandar algumas pessoas procurar, e poderíamos encontrar algo que fosse mais rentável e que exigisse menos do seu tempo.

Eu me esquivo da sugestão.

– Como está sua família?

– Eu adoro a forma como você acha que, mudando de assunto, vai me distrair de discutir isto.

Mas vou responder à sua pergunta. Meu irmão está em casa, agora. Eu gostaria de poder dizer totalmente recuperado, mas isso vai levar tempo.

O irmão de Norma teve um colapso recentemente e havia sido internado em um hospital psiquiátrico. Enquanto eu normalmente tento não me envolver com a vida privada dos meus funcionários, Norma tinha explicado a situação para que ela pudesse sair alguns dias.

– Ele vai chegar lá – asseguro.

– Sim, eu sei que vai. E Gwen ainda está na Eighty-Eight Floor. – Suas sobrancelhas começam a levantar com uma ideia. – Ei, essa é uma danceteria que você podia considerar comprar.

Ela não vai sossegar até eu lhe dar um motivo mais satisfatório para comprar a danceteria de Camila.

– Existem ativos no Sky Launch que não posso conseguir em outro lugar. – Não parece certo me referir a Camila como uma, embora, legitimamente, ela seja. – Uma funcionária em ascensão. Eu a vi como uma gerente no futuro, e quero ser sua empregadora quando isso acontecer.

Norma considera durante alguns segundos. Em seguida, suspira.

– Não consigo decidir se você está sendo honesta ou apenas tentando me enrolar com palavras. Seja como for, você ganhou. Vou parar de lhe dar minha pequena contribuição.

– Você é uma das quatro pessoas mais importantes na minha vida que não seja a minha família. Eu valorizo sua opinião.

Embora esteja agradecida por ela deixar de lado este assunto, costumo apreciar suas observações.

– Sério? – Ela se inclina para a frente, os cotovelos apoiados na mesa. – Quem são os outros três?

Eu respondo, sem perder tempo.

– Minha secretária, meu assistente, e meu chefe de segurança não oficial. – Esse é um bom título para Jordan.

Norma faz uma carranca.

– Não é triste saber que estamos todos em sua folha de pagamento?

– Não é triste. É o jeito que eu gosto.

Eu escovo um fiapo invisível da minha perna da calça, não encontrando os olhos dela. Não acho que meus relacionamentos sejam tristes. Eu estou contente. Mas como é que pretendo viver o resto dos meus dias? Meramente contente?

Sua carranca permanece.

– Foi Lucy Vives que vi aqui no outro dia?

Eu não gosto da preocupação de Norma sobre a minha vida social, ou a falta dela. Isso lhe dá uma desculpa para brincar de casamenteira e eu não estou interessada em nada disso. Então deixo que ela acredite no que quiser sobre Lucy. É mais fácil assim.

– Sim, ela estava aqui.

– Você não está redecorando nada agora, está?

Eu não respondo, mas minha expressão diz a ela que não estou. Esta seria a única razão relacionada com o trabalho para a visita de Lucy – se ela fosse cuidar da decoração de um dos escritórios.

Norma assume como eu imaginei que ela faria.

– Por mais que eu esteja feliz em ver você com uma pessoa em sua vida, realmente gostaria que não fosse ela.

Agora o mais triste é que Lucy é a mulher da minha vida. Que meu passado tenha me amarrado à pessoa que eu desprezo mais do que ninguém... a não ser eu mesma.

Fico de pé, disposta a encerrar a conversa.

– Obrigada por sua ajuda, Norma.

Saio da sala rapidamente, como se ao escapar dessa discussão eu pudesse escapar da realidade que foi o foco dessa discussão. Mas não há como escapar dessa realidade. Eu fiz a minha cama. É hora de mentir.

...

 

São quase dez horas naquela noite, quando paro meu carro no estacionamento da Columbus Circle.
Meu punho está apertado ao redor do volante. Aperto mais, despejando toda a minha agressão nesse volante. Então, relaxo. Esse movimento me ajuda a me concentrar. Estou ansiosa e preciso disso para queimar alguma tensão.
Realmente, o que eu preciso é ir para casa e correr algumas horas na esteira. Mas estou aqui, então saio do meu Maybach e sigo em direção às portas da frente da casa noturna.

Já estive duas vezes agora no Sky Launch, antes de hoje. As duas vezes foram durante o dia, uma vez com o vendedor e outra vez com o meu avaliador.
Eu nunca vi isso em operação nem conheci nenhum dos funcionários. Antes de fazer isso, quero a
oportunidade de observá-los em seu ambiente. Essa é a minha desculpa para esta visita. É besteira. Quero observar Camila em seu ambiente. Eu não dou a mínima para ninguém mais. A escala pendurada na sala dos funcionários indicou que ela vai tirar a próxima semana de folga. Amanhã é sua formatura, então suponho que usará esses dias para comemorar. Hoje à noite é a minha única chance de vê-la no trabalho. Quando ela retornar, a transferência de propriedade estará completa, e eu serei a sua nova patroa.

É uma sexta-feira e ainda não estamos no verão, mas há uma fila na porta da danceteria. Eu me viro para entrar de forma rápida, um vestido Armani muito caro é uma passagem automática para entrar em qualquer lugar. Lá dentro, passo alguns minutos observando a pista de dança. O DJ é bom e o layout funciona bem. Olho para os quartos bolhas que circundam o segundo andar. Eles são o destaque da casa. Com um pouco de ênfase, eles poderiam atrair uma multidão ainda maior. Na verdade, não é difícil imaginar como o lugar ficaria ainda melhor com alguns ajustes.
Eu me pego fazendo um brainstorming e acho melhor parar. Isso é para Camila. Marketing era sua área de interesse na faculdade. Após sua apresentação, tenho a sensação de que suas ideias para a casa iriam acabar com as minhas.
Pensando em Camila e suas ideias, não posso esperar mais. Eu tenho que encontrá-la. A escala de trabalho que vi indicou que ela deve estar atendendo no bar do primeiro andar. Atravesso em meio à multidão que começa a crescer à medida que chego mais perto do balcão.

Vejo a garota quando ainda estou a vinte passos de distância.

Nos dias que se seguiram ao simpósio – semanas agora, três para ser exata – eu muitas vezes me perguntava se tinha imaginado o efeito que Camila Cabello causava em mim. Minha sanidade não é exatamente indiscutível, afinal de contas, e a maneira como fiquei obcecada e pregada no chão por causa dessa garota desconhecida é realmente maluca.
Mas mesmo com toda esta distância, com a música tocando tão alto que não posso ouvir a sua voz e as luzes tão fracas que não posso decifrar os detalhes de suas feições, mesmo agora, ela me puxa com uma força magnética que não é nem explicável nem racional. Meus olhos se agarram a ela como se ela fosse o único brilho em um quarto escuro.

E ela não é?

Camila é entusiasmada pelo trabalho. O modo como ela se movimenta em torno de seus colegas de equipe para servir seus clientes... É uma dança, bonita e fascinante. Os sorrisos e acenos que ela compartilha com aqueles ao seu redor são tão envolventes que fico instantaneamente com ciúmes de cada destinatário. Eu quero seus sorrisos. Eu quero que ela acene para mim. Quero me comprometer com ela. É mais do que a minha natureza competitiva surgindo aqui. Não tem nada a ver com os meus jogos passados ou experiências, embora o sentimento de alegria seja idêntico. É desconcertante e eu não sou uma mulher que seja facilmente confundida.

Desvio meu foco para longe pelo tempo suficiente para distinguir um lugar vazio na extremidade do balcão. Então meu olhar retorna para ela. Meu olhar fixo e constante, provavelmente, será atribuído a uma cliente sedenta tentando atrair os atendentes, mas, sinceramente, eu não me importo com o que Camila pensa de mim, contanto que ela pense em mim. Anseio por sua atenção com uma dor profunda. Anseio pelo momento em que ela olhar para mim, quando ela se conectar comigo.

Vou me recusar a ser atendida por qualquer um que não seja ela. Preciso saber se eu provoco nela o mesmo efeito que ela provoca em mim.

Enquanto a observo, um dos outros barmens, um homem que eu imagino ser Shawn Mendes, o gerente, reúne a equipe em torno dele. Logo ele distribui doses de bebida e estão todos participando.
Se eu estivesse realmente aqui para espionar o meu pessoal, este seria o episódio que poderia chamar a minha atenção. Beber atrás do bar não é uma forma aceitável de gerir uma casa noturna. No entanto, embora eu não possa ouvir exatamente o que está sendo dito do meu lado do balcão, os aplausos e gritos parecem indicar uma ocasião especial. Do jeito que todo mundo está focado em Camila, suponho que seja sobre ela.

– Uhuu! – grita ela, como se para confirmar meus pensamentos. – Uau, isso é muito bom!

Ela é divertida, eu percebo. Além de ser inteligente e responsável, ela sabe como se divertir. É tão diferente de mim, tão estranho que poderia ser algo completamente oposto. Mas não, em vez disso, isso me intriga ainda mais. Como se fosse possível.

Assim que as doses são consumidas, a equipe se dispersa. Camila fica atrás do bar. Estou mais aliviada do que gostaria de admitir. Meu alívio é substituído pela inveja quando ela se aproxima para abraçar um cliente. Quem é este homem? Eu mandei Jordan ficar de olho nela por boa parte das últimas duas semanas. Suas descobertas mostraram que ela tem uma vida social limitada, suas saídas relacionadas apenas ao trabalho, à faculdade e aos exercícios, quer dizer, corrida. Não houve nenhuma evidência de um namorado ou mesmo de um amigo próximo. Será que Jordan perdeu alguma coisa importante?
Eu me esforço para ouvir a conversa entre os dois. Rapidamente, consigo deduzir que o homem é simplesmente um cliente regular. Meu alívio retorna. Embora eu possa ter de intervir se ele continuar a olhar para os seios de Camila do jeito que está fazendo. Eu não o culpo. São peitos excepcionais. Eu não consigo parar de olhar. Mas eles não deviam ser compartilhados com esses idiotas bêbados que só querem uma transa rápida.

Graças a Deus eu não sou nem bêbada, nem alguém que quer uma transa rápida. 

Devagar.

É assim que será com Camila. Eu vou levar um bom tempo quando eu transar com ela, e não vai ser apenas uma vez.


Notas Finais


Lauren sempre soube da Norma e do Boyd (Quem lembra quando ela disse pra Camila sobre eles e que Lauren não podia saber?) eles pensam que Lauren é bobinha ahahaha


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...