História Por você - Camren - Versão Lauren - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Austin Mahone, Fifth Harmony, Shawn Mendes
Personagens Ally Brooke, Austin Mahone, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Shawn Mendes
Tags Camren, Fifth Harmony, Shawn Mendes
Visualizações 234
Palavras 904
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Festa, Romance e Novela, Shoujo-Ai, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Heterossexualidade, Homossexualidade, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Cheguei tarde pra essa maratona mas cheguei kk <3
1/5

Capítulo 8 - Capítulo 8


Por mais necessário que fosse, o surto de raiva que tinha acendido em seus olhos depois tinha me preocupado. Agora, enquanto acaricio sua pele, e Camila praticamente derrete na minha mão, percebo que a minha ansiedade foi em vão.

Além disso, eu percebo como é bom tocar essa garota desse jeito. Muito, mas muito bom.

Meu telefone toca, interrompendo o nosso contato.

– Desculpe-me.

Tiro o telefone da bolsa e o silencio.

Conheço esse toque, era Lucy. Ela está provavelmente checando o meu progresso.

Foda-se ela. Ela está muito ansiosa e isso me irrita. Vou retornar quando estiver pronta, e olhe lá.

– Você pode atender, se precisar – diz Camila.

– Não pode haver nada importante o suficiente para interromper esta conversa.

Tudo bem, é uma frase pronta, mas ao mesmo tempo não é. É possível jogar o jogo e ser sincera, ao mesmo tempo? Meu script é muito solto. Eu sei onde eu deveria terminar antes de sair deste quarto, mas tudo o que acontece antes disso é improvisado.

Nos meus últimos esquemas, eu estudava o objeto e fazia suposições sobre o que ele ou ela queria ouvir, a fim de levá-los até o fim. Eu manipulava as coisas de maneira habilidosa.

Desta vez não é assim.

Apesar de tudo o que tenho dito e feito, até agora, foi perfeitamente elaborado para a minha tarefa, grande parte disso chegou organicamente. É verdadeiro.

É um arranjo tão estranho que, mais uma vez, tenho a sensação de estar completamente fodida.

A garçonete entra e estou aliviada por haver esse intervalo em meus pensamentos. Ela coloca o meu jantar na minha frente, juntamente com um copo de Sancerre. Em seguida, coloca um copo de chá gelado na frente de Camila.

A testa de Camila sobe e eu respondo sua pergunta não feita.

– Eu perguntei a Ally o que você geralmente bebia. Se você tivesse dito que queria algo diferente, eu não ficaria tão legal neste momento.

Meu jogo está funcionando, ela relaxa um pouco e me dá um sorriso.

– Hmm, legal não é exatamente a palavra que eu usaria para você.

Bem, isso é intrigante.

– Qual palavra você usaria para mim, então?

Ela cora e toma um gole de chá. Estou apostando que ela estava pensando em algo sacana. Estou desesperada para descobrir.

Mas a garçonete interrompe minha busca.

– Mais alguma coisa, srta. Jauregui?

– Nós estamos bem. – Eu espero até que ela saia para retornar à minha busca. – Qual palavra você usaria para mim, Camila?

Ela não hesita.

– Controlada.

– Interessante. – Não é o que ela ia dizer. Provo o meu peixe, aparentemente desviando minha atenção. – Não que controlada não seja uma descrição precisa de mim. Mas eu tinha pensado, levando em conta o olhar em seu rosto, que você diria outra coisa.

Ela não responde e eu estou mais convencida de que seus pensamentos eram inadequados. Ela desvia os olhos para estudar a casa abaixo de nós.

Enquanto desfruto de minha refeição, fico estudando a mulher ao meu lado. Ela não é tão fácil de ler como a maioria das pessoas que encontro. Ou talvez seja porque quero saber mais dela do que posso adivinhar por conta própria. Eu quero saber o que ela está pensando. O que ela pensa sobre mim.

Que diabos é isso? Não me lembro da última vez em que me preocupei com o que a pessoa pensava de mim. No entanto, aqui estou eu, não só com o desejo de possuir o seu corpo, mas sua mente também. Eu quero estar em seus pensamentos. Eu quero que ela esteja tão consumida por mim quanto estou por ela.

Ao mesmo tempo, essa ideia me deixa petrificada.

Então, desvio.

– Eu sei por que você concordou em jantar comigo, Camila. – Na verdade, eu não lhe dei escolha. Mas ela provavelmente tem algumas ideias do motivo pelo qual a convidei, então é hora de começar a eliminar as que estão erradas. – Eu tenho que ser honesta com você. Não tenho a intenção de ajudá-la com o seu desejo de chegar à gerência.

Na verdade, eu passei a primeira parte da noite discutindo este tema com Shawn. Fiquei ouvindo quando ele me detalhou as qualificações de Camila em profundidade. Deixei que ele me convencesse de que a promoção dela era a melhor jogada para a casa. Só quando tive certeza que ele iria levá-la ao longo da carreira que eu queria para ela que mencionei a Shawn que pessoalmente não tinha interesse em estar envolvida com as operações do dia a dia da danceteria. Ambos saímos satisfeitos da reunião.

Camila, porém, está inquieta diante de mim e eu senti sua decepção com minha declaração.

Tentei acalmar a garota.

– Isso não significa que você não vai ser promovida. Shawn disse que você é muito capaz, e tenho certeza de que vai conseguir a posição sem a minha ajuda. Posso ser a dona do The Sky Launch, mas não sou sua chefe. Shawn é seu chefe e vai continuar a ser, a menos que o negócio já não prospere sob o seu comando.

Ela solta um suspiro e eu acredito que esteja mais tranquila.

Agora, com esse assunto fora do caminho...

– Mas eu não a chamei aqui para discutir os negócios.

O corpo dela fica tenso novamente.

– Por que você me convidou?

É o momento para largar a minha bomba. Mas não posso evitar ficar flertando em torno da outra opção que provavelmente cruzou sua mente.

– Talvez eu goste de você.


Notas Finais


Já já tô de volta ^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...