História Por Você - G!P - Capítulo 45


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton
Tags Camreng!p
Visualizações 357
Palavras 1.011
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Boa noite meus amores, olha eu aqui de novo né kkkk
Bom... Boa leitura e até sexta.

Capítulo 45 - Eu não vejo a hora!


CAMILA POV 

Eu estava me sentindo com 6 anos de novo, uma alegria tão grande dentro de mim, eu jamais saberia explicar, Lauren me pediu em casamento, ela foi tão romântica e está tão linda, as palavras dela foram intensas, eu a amo tanto, ainda estamos de joelhos no chão, a decoração tão linda, a piscina, as luzes, tudo. Com toda calma e paciência ela continua me olhando, observando cada parte de mim como se estivesse gravando, as luzes refletindo em seus lindos olhos verdes, sua pele branca e macia, eu a quero dentro de mim, a noite inteira, quero fazer amor até amanhecer, quero beijá-la com todo amor que tenho em mim, e dizer que a amo até o dia da minha morte e até depois.

Lauren: eu te amo tanto Camila,  amo os seus olhos, seus lábios, o jeito que seu cabelo fica quando você mexe, a sua voz quando você acorda, tudo em você e apaixonante.

Um sorriso rasgou meu rosto, os olhos dela brilhavam, o sorriso dela meio tímido, tão linda e tão minha. Passei meus dedos em seus lábios, meus olhos seguiam cada movimento de seus lábios acariciando meus dedos, senti as mãos dela em minha cintura, aproximei meu rosto do dela e beijei o canto de sua boca, os olhos dela presos nos meus, as mãos dela agora apertando com mais força minha cintura,  com calma Lauren empurrou meu corpo para trás me fazendo deitar nas pétalas espalhadas no chão, senti beijos em meu pescoço e sua língua quente molhar meu ponto de pulso, ela chupa com força meu pescoço e sorri, pois com toda certeza ficará marcado por muito tempo ali.

Lauren: tão cheirosa amor, me deixa ver seu corpo, me deixa tirar seu vestido.

Camila: ti...tira, faz o que você quiser amor.

Ela sorriu sacana e me virou de costas, com uma calma agonizante ela foi abrindo o zíper do vestido, assim que o vestido sumiu do meu corpo senti suas mãos percorrer minhas costas, o dedo indicador se arrastando na minha bunda.

Lauren: caralho Camila, sem calcinha... olha como isso me deixa dura.

Ela empurrou seu quadril na minha bunda, sua ereção fazendo pressão em minhas nádegas, uma leve ardência se fez presente quando ela deu um tapa deliciosamente leve.

Camila: outro!

Mais um e depois mais outro, aquilo estava gostoso mas era uma tortura, eu já estava totalmente molhada, sentia meu líquido escorrendo, eu precisava de mais.

Camila: você está tão dura amor.

Ela me virou de frente e olhou em meus olhos, seus olhos verdes tão escuros que eu poderia gozar só com seu olhar em mim, ela levou uma mão até minha boceta vergonhosamente encharcada.

Lauren: que delícia, tão molhada... pronta pra mim, mas antes...

Ela baixou a cabeça até sua respiração bater em meu clitóris inchado, respirou fundo com é passou a língua no meu clitóris, arrastou seus dentes com uma leveza torturante, sem perder mais tempo ela me chupou, sua boca quente chupando fortemente meu ponto sensível, suas mãos apertando minha bunda, meus gemidos cada vez mais altos, as reações do meu corpo deixava os apertos dela mais forte, minhas pernas se fechava automaticamente e ela as abria mais, seus gemidos abafados me enlouquecia, meu corpo tremendo era sinal do meu primeiro orgasmo da noite, Lauren levou a mão até minha barriga e segurou meu tronco que insistia em se erguer a cada reação do meu corpo, ela me penetrou com dois dedos e não deu tempo de racionar, eu estava gozando intensamente na boca quente da minha futura mulher.

Lauren: Porra Camila, tão gostosa.

Minha respiração ainda alterada, eu não conseguia falar uma palavra, meu peito subia e descia descontrolado, meu coração batia tão forte que eu podia ouvir, Lauren subiu em cima de mim e beijou meus seios, passou a língua lentamente fazendo trilhas de um seios ao outro.

Camila: sem tortura amor, já estou molhada de novo. 

Lauren: eu sei, eu te deixo assim, só eu!

Ela afastou mais minhas pernas e se alojou entre elas, olhando dentro dos meus olhos ela me penetrou lentamente, nossos corpos soados colados, nossos seios juntos fazia meu corpo se arrepiar, sem pressa ela começou a mexer o quadril, todo seu comprimento me preenchendo, cada parte do meu corpo tremeu quando ela atingiu meu ponto esponjoso.

Camila: não me tortura amor.

Os movimentos aumentaram, agarrei em seus ombros cravando minhas unhas ali, meus gemidos rasgaram minha garganta cada vez que ela aumentava a força, ela gemia tão manhosa soava como música, fechei meus olhos e apenas ouvi o barulho de nossos quadris se chocando, era gostoso misturado com nossos gemidos, o calor cada vez maior, meus olhos perdiam o foco de tanto prazer, ela capturou meus lábios começando um beijo intenso, nossas línguas saboreando o sabor do amor, mordi seu lábio inferior e os movimentos aumentaram, eu sentia que não iria demorar muito pois eu estava tão sensível, Lauren estava gemendo manhosa e nem parecia aquela Lauren selvagem, fazer amor com  ela é gostoso, e foder também, meu corpo começou a tremer novamente, dessa vez assim como eu Lauren também, ela também estava perto.

Lauren: eu preciso te foder amor.

Camila: não perca tempo.

Sem sair de dentro de mim ela se pôs de joelhos, levantou minhas pernas e as colocou em seus ombros, com força e rapidez ela aumentou mais os movimentos, gritos de Alívio saiam de minha boca, ela rugia de prazer e aquilo ficava cada vez mais gostoso, eu mordia meus lábios e podia sentir o gosto metálico do sangue em minha boca, senti me ventre se contrair e sem esperar mais eu gozei forte, meu líquido quente se despejando no membro de Lauren, segundos depois fui preenchida, ela gozou forte, nossas respirações descompensadas, nossos corpos agora colados novamente, ela deitou a cabeça em meus seios e senti ela sorrindo.

Lauren: eu não sei você, mas eu ainda tenho fôlego pra mais uma.

Camila: então arrume mais, pois eu tenho fôlego pra mais 10

Lauren: eu te amo Camila, você é a mulher da minha vida, eu sou totalmente dependente de você.

Camila: eu te amo Lauren Jauregui, Futura Jauregui-Cabello.

Lauren: Jauregui-Cabello, eu não vejo a hora!

Até que a morte nos separe.



Notas Finais


Não ficou tão legal, mas... sexta eu prometo que o capítulo vai ser melhor, eu amo vocês, até sexta meus amores ❤🌹


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...