História Porcelain Doll - Sugamon (ABO) - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Agust D / Suga, Bangtan Boys (BTS), Black Pink, Kim Nam-joon / Rap Monster
Personagens Jennie, Jimin, Jungkook, Rap Monster, Suga
Tags Abo, Bts, Drama, Namjoon, Rap Monster, Romace, Suga, Sugamon, Yaoi
Visualizações 147
Palavras 1.670
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Hentai, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Drogas, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Heyy gente, como vcs estão? vcs estão bem? Espero que sim!

Me desculpem a demora, e por favor, confiem em mim a Fic começo a ficar boa á partir desse capítulo!

Boa leitura babes ❤

Capítulo 3 - Sensações Estranhas


Fanfic / Fanfiction Porcelain Doll - Sugamon (ABO) - Capítulo 3 - Sensações Estranhas

— Por que não posso usar a minha saia rosa?. — questiono, segurando o tecido delicado em minhas mão — Ela é feia?.

— Não, ela não é feia, é só que... é uma festa para "adultos". — faz ênfase — Por que não usa aquela saia preta?. — aponta para uma das minhas diversas saias jogadas na cama.

Encaro Jennie, um pouco receosa de me trocar em sua frente. Não que eu ache que ela é uma pessoa ruim, ou algo assim, sou apenas muito tímida.

— Ah sim! Me desculpe, eu também preciso me trocar. — fala, fechando a porta de meu quarto.

Coloco a saia preta, que contrasta com a minha pele extremamente branca. Escolho um suéter branco e um All Star da mesma cor. Sempre me vesti desse jeito, não vejo motivo para usar saltos ou roupas extravagantes. Afinal, quem iria prestar atenção em mim quando se está ao lado de Jennie? Ninguém.

— Você quer um... ah tudo bem, você pode usar tênis. Está muito fofa!. — sorri para mim, batendo palmas.

Jennie está usando um vestido preto um pouco justo, porém não é curto, a roupa cai perfeitamente bem com o seu corpo magro. Seus saltos são um pouco altos de mais. Como ela consegue anda nisto?.

— Você também está muito bonita. — sorrio para ela envergonhada, por estar tão simples.

— Acho que você esqueceu de algo.

— Eu? O que?. — pergunto, olhando em minha volta.

— Maquiagem! Você já fica maravilhosa sem, mas posso passar um delineador e batom em você?. — pergunta em expectativa.

Apenas assinto e Jennie parece animada com isso. Eu fecho os olhos, para ela passar o delineador, que é um líquido preto. Logo depois eu abro levemente meus lábios para Jennie passar uma "tinta rosada" nos mesmos. Ela sorri como se dissesse que estou bonita e me dá um espelho.

— Nossa, ficou muito bonito. Acho que nunca tinha usado maquiagem antes, obrigada Jennie. — ela diz que não foi nada e que agora somos amigas.

Pelo que sei, pessoas mais velhas, geralmente, não são muito íntimas de pessoas novas. Fico feliz que Jennie não pense assim.


*

*

*


A mansão onde Jennie estaciona seu carro me deixa de olhos arregalados. Eu sempre achei minha casa um exagero de grande, mas essa é bem maior. Engulo a seco. Nas festas de minha mãe sempre fiquei sentada no meu canto, mas nesta algo me diz que eu não poderei ficar sentada.

— Vamos Yoongi!. — Jennie chama.

Ando atrás dela, para tentar passar despercebida pelas pessoas vestidas em roupas chiques e extravagantes. Jennie parece perceber e pega minha mão, fazendo-me andar ao seu lado. Me sinto menor, do que já sou, quando entramos em uma enorme sala, onde todos conversam e tomam champanhe. Olho para baixo analisando minhas roupas, esse lugar não pertence a mim.

— Jennie! Quem é a sua amiga?. — um rapaz de no máximo 26 anos se aproxima.

— Olá para você também Chanyeol, essa é a Yoongi, Yoongi este é o Chanyeol meu amigo chato. — Jennie parece gostar dele, então deve ser boa pessoa.

— Olá senhor. — me inclino em respeito.

— Que garota educada, e tão graciosa... Poderia me empresta-la por uns minutos?. — arregalo os olhos.

— Não sei, ela não é como as outras ômegas, Chanyeol.

— Eu quero apenas conhecê-la melhor, conversar um pouco!. — o homem alto, que exala um cheiro intimidador, defende-se.

Jennie suspira.

— Tudo bem, mas se você fizer algo com a minha amiga você nunca terá filhos, está me ouvindo?. — o homem assente rindo — Eu preciso cumprimentar algumas pessoas, essa festa é do meu irmão e preciso o parabenizar. Você se importa de ficar um pouco com o Chanyeol?.

Engulo a seco, porém assenti. Não quero incomoda-lá, já estou vivendo em sua casa. Jennie sorri e caminha para falar com algumas pessoas.

Chanyeol sorri para mim e eu tenho que olhar para cima para observar seu rosto. Ele estende seu braço e eu timidamente coloco minha mão ali.

— Me desculpe a indelicadeza, mas o seu cheiro é delicioso. Com certeza já ouviu muito isso, não?. — nego — Como não? Será que foram os meus instintos que te escolheram para ser meu?. — ele observa minha reação, porem não o respondo pois não entendi o que ele quis dizer com isso — Eu estou só brincando. — Chanyeol caminha pela sala comigo ao seu lado. Algumas mulheres cochicham enquanto olham para nós, isso faz com que eu me encolha.

— O que você quer dizer com isso, senhor?.

Dessa vez eu olho em seus olhos.

Ele abaixa sua cabeça para poder olhar em meus também e faz uma careta.

— Senhor? Eu nem sou assim tão velho, pode me chamar de oppa, se quiser. O que eu quis dizer é; quando estamos destinados aquela pessoa, não à mais volta, você será dela para sempre, mesmo que ela não seja sua. Instinto é uma merda, muitos alfa e ômegas sofrem até a morte por não conseguirem conquistar a pessoa quem ama. Mas não se preocupe, isso não acontecera com você. Tenho certeza que, nenhum alfa seria idiota ao ponto de lhe rejeitar.

Fico alguns segundos pensando em suas palavras, mas antes que eu possa respondê-lo, Jennie aparece ao meu lado.

— Meu irmão vai fazer o discurso agora, shiu. — Jennie diz animada olhando para um ponto específico.

Acompanho seu olhar e o ar me falta ao ver o homem, mais alto e mais forte, que todos os outros nesta sala. Todos olham para ele, admirando-o. Ele sorri de lado com confiança e passo sua mão em seus cabelos loiros, que estão em um perfeito topete. Engulo a seco, sentindo meu coração cada vez mais acelerado. Minha pernas parecem fracas e por alguns segundos minha visão some e tudo fica preto. Minha visão volta e eu repito ofegante e confusa.

— O que aconteceu, você está bem?. — encaro Jennie com os olhos aflitos.

— Jennie e-eu... — ela me puxa para um lugar reservado antes que eu possa continuar.

— O que aconteceu com você? Achei que fosse desmaiar!. — ela pausa suas mãos em meus ombros.

— E-eu... eu não sei Jennie. O meu coração ficou acelerado, minhas pernas ficaram moles e eu perdi a visão por uns segundos. O que aconteceu Jennie?. — pergunto, com medo.

Jennie me encara com os olhos arregalados e a boca aberta, tentando dizer alguma coisa.

— Isso aconteceu quando você olhou para quem?. — ela parece com medo da resposta.

— E-eu não sei quem era, ele é loiro, muito alto e forte. — olho em volta, mesmo sabendo que só nós duas estamos aqui.

Preciso olhá-lo novamente.

— Oh meu Deus... eu não acredito. Puta que pariu, eu não acredito nisso!. — arregalo os olhos.

— J-jennie você está brava comigo? Você sabe quem ele é?.

— Ele é o meu irmão! Os seja, seus instintos o escolheram e agora você pertencerá a ele a vida toda!.

Minha boca abre-se. Não sei o que falar. Lembro-me do que Chanyeol disse "O que eu quis dizer é; quando estamos destinados aquela pessoa, não à mais volta, você será dela para sempre, mesmo que ela não seja sua. Instinto é uma merda, muitos alfa e ômegas sofrem até a morte por não conseguirem conquistar a pessoa quem ama."

— E a-agora?. — meus olhos se enchem de lágrimas.

— Agora... bom dizem que os opostos se atraem, certo? Você pode tentar conquistar o meu irmão, mas vai ser muito difícil. Ele nunca gostou de ninguém antes, Yoongi. Espera! Eu tenho um plano, mas ele é muito arriscado. Você aceita?.

— E-eu acho que sim.

— Tudo bem, me desculpe é que eu ainda não posso acreditar.

De repente escuto uma voz rouca e grave, que faz todos os meus pelos se arrepiarem.

— Não pode acreditar no que?. — antes que possa olhar para o alfa que meus instintos escolheram, Jennie me puxa para ficar atrás de si  — Quem é essa atras de você?. — Jennie não responde apenas fica ofegante — O que há de errado?. — por alguns segundos eu permaneço de olhos fechados, apenas apreciando seu cheiro forte que marca presença.

— Nada! Eu só estou aqui... tomando um ar. Ah, aliás amanhã eu venho aqui, tenho um presente para você.

— Não gosto de surpresas e você sabe  muito bem disso. — sua voz me faz estremecer.

— Namjoon, eu sou sua irmã. Tenho o direito de poder dar-lhe um presente. Agora, me deixe, por favor. — fala um pouco irritada, gostaria tanto de poder sair de trás de Jennie, mas não posso — Anda, tem mulheres o esperando. — diz com um tom debochado.

Como assim tem mulheres esperando por ele?.

— Até amanhã, maninha. — a voz rouca e arrastada diz, antes de ouvir seus passos afastando-se para longe de mim.

— Ufa, ele quase viu você.

— Por que ele não pode me ver? Eu sou fe-feia, é isso?. — meu lábio inferior tremi.

— Não! Você é linda!. — Jennie diz segurando em meus ombros.

— Linda? Essa palavra não é digna de representar um ser tão belo como você. — o moço alto, Chanyeol, aproximando-se com um sorriso.

— Chanyeol... — Jennie diz com uma voz apreensiva.

— O que? Apenas disse a verdade. Ela é linda como... como uma boneca de porcelana, da porcelana mais delicada e cara. — ele sorri de lado para mim e eu coro.

— Você está, claramente, dando em cima da minha amiga! Ela já tem um quase namorado, então não fique com intimidades para cima dela. — arregalo os olhos.

Namorado?.

— Como assim um quase namorado?. — a voz de Chanyeol sai irritada.

— Isso mesmo, ela está conhecendo alguém. E está muito apaixonada por essa pessoa, não é mesmo Yoongi?. — Jennie vira-se para mim.

— S-sim. — confirmo, mesmo confusa, decido confiar em minha amiga.


*

*

*


— O que você vai fazer, Jennie?. — pergunto, já vestida em meu pijama.

— Talvez eu me arrependa muito disso, mas... darei você ao meu irmão.


Notas Finais


Ahh finalmente o Nam apareceu!!

Gostaram? qualquer dúvida não exite em comentar, okay?

Amo vcs babes ❤☻


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...