História Porcelana; a Irma gêmea de Renesme... REISCRETA - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Saga Crepúsculo
Personagens Jacob Black
Tags Ação, Andrea, Aventura, Jacob, Romance, Sedução, Sexo
Exibições 182
Palavras 4.748
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Escolar, Esporte, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Hentai, Lemon, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Policial, Romance e Novela, Saga, Sobrenatural, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


oi desculpem a demora vou terntar por mais daqui dois dias kkk desculpem mesmo espero que gostem js

Capítulo 4 - Ela é meu inprinting não você!


Fanfic / Fanfiction Porcelana; a Irma gêmea de Renesme... REISCRETA - Capítulo 4 - Ela é meu inprinting não você!

ANTERIORMENTE...

 _ O que Renesmee tem haver com você estar zangado daquela forma... O que ela fez?..._ele pergunta se virado novamente já era tarde, eu  teria que contar 
 Mais preferi repassar nossa ligação a ele por minha mente, e deu certo mais sua expressão zangada me dizia que Nessie estava ferrada, ele tinha uma decepção estampada em seu rosto.

 _ Sim estas são a palavras certas “decepção” nunca achei, ou esperei isto dela!... _ ele diz e sai  entrando na casa, eu fiquei lá o dia todo pensando na minha pequena visões com  Andrea,  será que ria se realizar, não dava pra acreditar, só 3.  Anos de vida. Sou tirado dos meus devaneios assim  que vejo Bella vir a mim.

  _ Venha... Mais faça silencio... Ela não pode acordar... Se não sentira dor!..._ ela diz eu afirmo com a cabeça, e a sigo passamos por uma sala repleta de vampiros só Carlaslie e Edward não estavam ali  subimos as escadas.

AGORA...

O quarto de Renesmee estava trancado e sua respiração estava calma acho que está dormindo olho pra frente e vejo o quarto de outro dele mais não sei dizer de quem e apesar de vir muito aqui o quarto de Nessie  é o único que eu via e vinha.

 Quando entramos, Carslalie esta em pé ao lado com uma badeja e algumas injeções  eu olho pra ela. é linda seus cabelo são ruivos e é bem branquinha mais não tanto quanto Renesmee, ou os Cullens tinha um certo tom rosado na pele que a deixava tão humana, vivi tanto tempo preso neste mundo sobrenatural que a vendo tão normal isto sim era ser sobrenatural. 

Sua respiração estava lenta e ritmada, mais com algumas falhas coisa pouca mais que dava para um ouvido sobre humano escutar, seu coração batia em um ritmo lento e acelerado ao mesmo  tempo. E suas mãozinhas  que estava com uma tala, e uma bandagem que deixava seus pequeno e delicados dedinhos de fora,  segurando o dedão de Edward apesar de dormir,  seu aperto era forte e em seu outro braço avia um ursinho de pelúcia, um... Um... Lobinho era... Não pode ser, é era o que eu dei... Ela ainda o tinha. ele estava surrado mais ainda estava com ela .

 Ela o abraçava com forca, sua expressão não era tranquila, parecia ter pesadelos, Bella se senta ao lado dela, e da um beijo em sua testa. Fazendo carinho,  eu tinha exatos 3 anos pra achar  a cura dela e iria ser agora ...
 
_Jack...  Eu ainda não entendi por que você chegou aqui daquele jeito... será que da pra me explicar ?_ pergunta Bella, eu olho pra Edward, e ele balança a cabeça em negação, sei que pra Bella vai ser bem mais difícil quando souber, e apesar de estar extremamente envolvido eu não tinha o direito de contar, muito menos queria fazê-la sofrer assim.   

_ Agora não Bells... Edward ira ti contar quando achar melhor!... _ eu disse e Edward assente olhando pra ela, que concorda com uma expressão de medo já em seu belo rosto. 

_Eu preciso ir... Preciso fazer algo muito importante mais queria vir depois vela... eu posso ? _ vejo um olhar pro outro, e os dois afirmado, com gestos de cabeça. Saio de lá sem ter direito o que pensar, mais algo me veio como um raio e não poupou a dor. Renesmee se eu Fosse ter uma vida com Andrea o que seria de Renesmee,  ela  não aceitaria isto, não mesmo. ela sempre foi a mimada, sempre teve tudo, E nunca abriria mão de nada, como vou contar a ela que também tive um inprinting por sua irmã. 

O que será que meu pai diria. Saio porta a fora da mansão, me transformo corro floresta a  dentro, Jered, Embre, Sem e Paul estão na ronda, començão a fazer perguntas, como não queria responde-los repasso em minha mente, em deus da ligação de Renesmsee  até agora, tudo  o que me aconteceu, assim que me aproximo do lago, exclamações de meus irmãos de bando enchem minha mente coisas como, “ Parabéns pelo novo inprinting garoto” “ boa sorte com elas” “ sinto muito pela pequena Jack” “ onde você vai moleque” “ o que tem em mente” eu não respondi nada, nem uma das perguntas e com essas vieram mais um monte, que eu ignorei e segui meu caminho assim que fiquei perto o suficiente de minha casa, voltei a minha forma humana e corri pra casa entro e começo a gritar.

_Pai...  Pai... Pai cadê você?... _ digo ofegante e eufórico, para contar pra ele tudo sobre ela sobre a pequena Andrea, meu inprinting queria contar o que eu vi sobre ela, sobre a criança, em seus braços.

_ To na garagem garoto!..._ ele diz eu corro pra lá e o vejo com o velho Quill e Sue.

 _ Pai aconteceu algo e eu to desesperado Não sei mais o que fazer Se rio se choro... Se... Se vou morrer Por que se ela morrer eu juro que morro também!..._ digo sem pausa e com um fôlego só. 
_ Acalme-se garoto...  Comte o que esta acometendo?... _ ele diz eu agacho na sua frente e começo a chorar,  mais contenho a voz pra contar. 

_ Lembra-se da historia da irmã de Nessie?..._ eu digo e olho pra ele pra o Velho Quill e Sue também que estão estáticos esperando, pra saber o que avia acontecido. 

_Sim claro... A vampirinha tinha que ter algo haver com ela... Sim lembro a menina que quase nasceu morta... Sei o que tem?..._ ele diz eu não ligo pro modo como ele fala, e prossigo.

 _ Ela voltou pai e ela não e como Renesmee! _ digo e Sue, repara imediatamente no modo que eu digo o nome dela e diz. 

_ É a historia é seria ele nem usou o apelido...  O que aconteceu querido?..._ ela pergunta eu a olho e digo.

 _ Ela e um bebe de 5 anos  ela e totalmente humana...  Ela tem uma doença que foi calçada ao nascer  e não possui  imunidade contra alguns tipos de doenças... E tem alergias graves por remédios e seus ossos se quebram com muita facilidade... Ela só tem 3 anos de vida restante... Pelo menos e o que Carslalie prevê...  Por isto ele voltou... Para que ela fique os últimos anos de vida com a família só que!..._ paro e soluço meu pai olha pra mim seus olhos estão marejado.  

_ O que aconteceu comte Jack... diga ao seu pai o que o fez ficar assim?... _ e diz deixando as lagrimas caírem.

_ Eu... Eu tive um inprinting por ela pai... Acho ate mais forte do que o que tenho com Renesmee...  e sei que posso salva lá...  Mais não sei como... Me ajuda eu vi pai eu a vi... Forte eu a vi viva comigo nos dois... Nossos filhos um... Um menino eu vi quando tive o inprinting... Eu vi ela não  pode morrer não pode!_ digo caindo em um choro compulsivo. 
_ Quill amigo  reúna o conselho...  Sue chame os garotos...  Jack tem algo que pode salvá-la mais primeiro quero vela e falar com seus pais..._ ele diz sorrindo eu sinto a esperança em mim de novo. 

Jacob narrando...    
03h20m depois...

 Já fazia 3 horas que eu estava longe dela, e  me sentia morrer por dentro era algo insano ficar longe dela era algo indescritível, nem com Renesmee eu sentia isto,  meu pai estava com um livro grosso em mãos e um sorriso no rosto, eu estava angustiado e frustrado se não desse certo eu estaria perdendo um tempo precioso. De repente Seth chega correndo e diz.

 

_ Pronto Billy... Estão todos te esperando na casa de Sem! _ ele diz e eu sei que é sobre a reunião que ele pediu, com o conselho. Meu velho estava muito misterioso, e isso me matava eu só pensava em como eu iria encontrar uma solução, caso esta não funcionasse.

 

_ Venha você mais que ninguém precisa estar presente na reunião...   Seth chame  Edward... Bella e o Dr.Cullen...  Diz que é para o bem de sua pequena sim! _ eu olho pra ele, e ele afirma com a cabeça  saímos e fomos em direção a casa de Sem, em quanto Seth saiu em disparada até a casa dos Cullens.

20 minutos mais tarde

Casa de Sem Uiley...

A  casa de Sem nunca esteve tão cheia, eu estava com uma ansiedades tremenda, meu pai não disse o que ele Planejava e isto tava me matando  avião cerca de umas 20 pessoas Lá, esperávamos só  os Cullens e não demoraram a chegar, deus eu estava a ponto de sair atrás deles

_Bom eu pedi que vocês  viessem... O conselho  Já sabe... Eu já esclareci para todos os nossos membros...  Agora só tenho a esclarecer a vocês que são da família da menina... E para você meu filho... Nosso povo tem uma força descomunal no sangue...  há algumas décadas a trás um de nossos médicos fez um teste onde uniu o sangue de um de nosso guerreiro em uma mulher enferma... Esta se curou mais adquiriu certas característica do guerreiro mais o medico por medo que tudo saísse do controle matou a mulher...   Assim acabando com toda a experiência...   mais o que eu quero dizer e que a mulher se curou de um câncer maligno... Por isto nosso povo foi proibido por uma lei de doar seu sangue..._ ele diz eu já avia entendido, eu poderia salva-lá  eu poderia dar meu sangue, mais não saberíamos o que ela se tornaria será que .

_  Já entendi então  Jacob pode salva-lá e isto...  E o que precisamos para fazer?..._ pergunta Edward aflito, via se nos olhos dele que faria qual quer coisa por ela, para que ela vivesse  e eu não era diferente também estava disposto a tudo por ela. 

_ É possível...  Por que o poder de cura de um lobo e sobre humano...  Mais ela adquiria algumas de suas habilidades... E talvez ate..._ diz Carslalie, ele parecia calcular milhares de possibilidade em sua mente, eu quase podia ver a tenção no ar. 

 

_Sim o conselho foi reunido para pedimos permissão...  E por Andrea ser o inprimtingin de  Jacob...   Todos concordaram em tentar...   mais vejam bem... A ligação do sangue e mais forte do que qualquer coisa  nem mesmo o Inprintingin é mais forte que isso...  não sabemos a que ponto esta ligação poderá ser prejudicial  a vida dela... Ou dele...  por isto perguntamos a você meu filho... você permite isto? _ diz meu pai, eu não penso duas vezes eu morreria por ela, algo em mim  já estava indo com ela,  se eu pudesse eu nunca sairia de seu lado.

_ Não precisava nem ter perguntado... minha vida já pertence a ela!_ eu digo e vejo um olhar cúmplice de meu pai a mim, Bela sorri  se pudesse eu diria que ela chorava  e Edward  não se dizer nunca o vi sorrir pra mim a sim,   mais ai Seth pergunta.

_ E a Renesme?_ eu olho pra Edward  que muda sua expressão assim como a de Bella. Eu tenho que ter uma conversa com Renesmee, só queria coragem pra isto.

_ Não se preocupe com Renesmee...  eu me entendo com ela depois!_ digo  meio apreensivo, sabia que uma tormenta viria para eu a enfrentar e eu o faria assim o faria, tinha quer fazer logo isso.

_ Se isto for funcionar... Temos que fazer o quanto antes... Ela não merece passar por isto tudo... Precisamos fazer o mais rápido possível...  você esta... Disposto  Jacob de ir Lá agora e fazer isto?..._pergunta Carslalie com olhos implorativos. Era extraordinário, o quanto eles mudavam com o tempo ou eu que estava mudando. 

_Claro vamos!_ digo e saímos, quando estávamos para entrar em seu carro meu pai diz. 

_ Eu posso ir... Queria conhecê-la!_  Edward afirma e Bella diz.

_ Claro você vai adora-la! _ bella afirma sorrindo, e eu ajudo meu pais a entrar no carro de Edward,  coloco sua cadeira no porta malas e entro, e lá vamos nós.

12 minutos depois...

 Nós aviamos chegado, à casa do Dr. Cullen, eu estava impaciente ele avia ido preparar um os objetos  de coleta, ele Havia me dito que primeiro iria tirar uma pequena quantidade de meu sangue para testes, e foi o que fez, testou se éramos compatíveis, e eu era um doador universal, disse que meu sangue era equivalente a uma descoberta, pois era bem mais ativo as enzimas que ativas que produzem  os glóbulos brancos, ele disse que estava pronto para a transfusão de sangue  para ele ver se meu poder de cura iria funcionar nela,  eu estava nervoso,  muito nervoso Carlaslie disse que avia uma possibilidade dela rejeitar meu sangue e não funcionar, mais eu pedia a todos os espíritos que desse certo, meu pai avia ido ao quarto dela ver se  ela estava bem e conhece lá.

_ Pronto... Já esta tudo pronto agora venha preciso que Você me ofereça pelo menos um Litro de sangue...  mais isto pode afetá-lo... Por isto devo perguntar de novo você esta de acordo?... _ ele pergunta displicente e de modo serio, de um modo  preocupado “sei o que estou fazendo doutor” penso mais na verdade eu só queria ela bem e viva.

_ Sim claro... pode tirar o quanto for necessário eu aguento!..._ digo e o sigo a uma salinha, é a mesma que Bella teve as meninas. Passei momentos terríveis aqui mais este momento vai compensar, sei que vai dar certo, tem que dar.

_ Isto levará muito tempo?...    E que eu queria vela... E  ainda tenho que esclarecer alguns coisas com Nessie!..._ digo,  estava aflito, nunca me senti tão fora do controle como se eu fosse um boneco sendo controlado, ele se vira e diz.

_ Acho que...  No máximo uma hora!..._ eu suspiro. Queria que fosse logo ainda tinha que resolver o assunto com Renesmee. Algo me dizia que não iria ser uma conversa calma.


_ Ta bom Doutor... Vamos lá!..._ Ele pega uma borracha a amara em meu braço, e trás uma agulha com cuidado ele a Inseriu em meu braço, na altura do cotovelo, sinto a agulha em minha carne, mais não me afeto o vejo retirar a borracha que prendia meu braço, e conectar  uma pequena mangueirinha na agulha da seringa que avia retirado, agora prende com esparadrapo a agulha, e a mangueirinha em meu braço. Vejo meu sangue fluir para um pacotinho ao lado.

                                                   1hora depois...

Quando termino e encher o saquinho o Dr. Retira a agulha e diz.


_ Obrigado Jacob devo minha eternidade a você... Não sei se conseguiria viver sem ela...  já pensei milhares de vezes como seria sem ela... E nada me vinha à cabeça...  morro por dentro só de pensar!  _ ele diz eu olho e digo.

_ Pode não parecer...    mais ela e minha vida e sem minha vida eu não existo...    Posso ir vela agora?_ pergunto ele  arruma a bolsa de sangue retirado e Poe dentro de uma espécie de geladeira, retira tudo de meu braço, e coloca em uma sacola de lixo, depois leva a uma lixeira selada.

_ A sim claro... Mais vá com calma e se eu fosse  você comia algo antes... Pra ajudar na sua recuperação... E Esme preparou um banquete pra você!..._ ele diz rindo, eu me levanto da cadeira e me sinto meio tonto, mais  consegui me manter Em pé, sai de vagar e fui  na cozinha avia muita comida mais só peguei uma banana, e fui  escada a cima. Lá no corredor avia alguns deles. Emmett e Rose, Alice e Jasper na porta, eles me Dão passagem,  vejo Edward e Bella em pé nos pés da cama, e meu pai sentado Na beira, ela estava acordada  e ria para meu pai,  que ria também. Ela tinha uma das mãozinhas imobilizada e engessada,  escuto sua voz doce e lenta em um sopro muito fraco.

_ você e meu vovô... Também?..._ pergunta ela, sorrio diante de sua pergunta, era tão frágil não parecia em nada com tudo que eu via na vida ultimamente, e meu pai diz.

_ Não anjinho... Sou seu amigo... E vim aqui pra ver como você esta!... _ ele diz e olha pra mim e ela também olha.

_ Oi você e amigo da mamãe veio vê eu também?... _ ela pergunta eu olho pra Bella e digo.

_ Sim sou amigo da mamãe e seu também...  vim tirar esta dor de você...  ainda sente dor?..._ eu pergunto com os olhos cheio de lagrimas, não conseguia  me conter.

_ Dói só um pouquinho... vovô disse  que não vai due mais !..._ ela diz eu olho nos teus olho, e digo.
_ Nunca mais  vou deixar você sentir dor... eu prometo nunca mais vai doer!... _ eu digo a vejo sorrir e abraçar o pequeno cachorrinho de pelúcia.

_Sabe quem deu este cachorrinho pra você?.._ eu pergunto a vendo  sorrir, e dizer.

_ Sim foi Jack amigo de o papai e da mamãe...  o nome dele e Lupe... Você gostou dele... Ele gostou de você!..._ ela diz, eu sorriso e digo.

_  Amigo da mamãe sim... Do papai acho que temos que conversar kkkk... Sabe uma vez eu estava distraído sem nada pra fazer... Ai vi uma mulher vendendo vários brinquedos... E então eu comprei este e trouxe pedi a seu pai que desse a você... E já vi que ele tem cuidado de você e você dele!... _ ela arregala os olhos e sorri, eu sorrio e vejo todos sorrindo na sala também.

_ foi você que deu lupe pra mim... Vem Cá!..._ ela diz me chamando mais pertinho da cama, eu obedeço e me abaixo, e ela diz.

_ Obrigado você salvou minha vida... O lupe e um protetor ele protege eu!..._  e diz, me fazendo rir e dar um beijinho na sua testinha as lagrimas me tomam eu tento as esconder mais é tarde, só finjo que nada a cotece.

_ Jack quer ser meu amigo... Eu poso cuida de você... como cuido do lupe e você cuida di mim!... _ Ela di eu rio, linpo o rosto e digo.

_ fechado  mais só vou aceitar se for pra sempre?..._ ela estende o dedinho eu Faço o mesmo, entrelaçando nossos dedos ela diz.

_ Ta fechado...  pra sempre!... _ e  De repente Carlaslie entra e diz.

_ Ta  tudo pronto... Posso começar a fazer a transfusão!... _ ele a pega com cuidado ela fecha os olhos bem divagar como se estivesse muito cansada. Quando Carlaslie desse as escadas com ela, vejo a porta do quarto de Renesme se abrir,  ela me olha e core pra mim.

_ A Jack que bom que veio...  só você me entende... Ninguém mais sabe  o que eu passo... Vem comigo preciso ti cotar o que estes monstros fizeram!..._ ela diz, como se só estivéssemos nós, no Corredor, eu a acompanho e vejo Bella bufar, e Edward fazer uma cara de decepção eu também estava Decepcionado, e frustrado com ela, mais teria calma e esperaria e teria paciência,  e logo após entrarmos em seu quarto e tranca aporta, e se senta na cama me puxando  com sigo, me cento na  beira  a vejo ir ao meio da cama cruzando as pernas e abrasando um travesseiro ela começa a dizer.

_ Ai Jack foi horrível... E eu não fiz nada pra merecer isto... Ela... Ela entrou aqui do nada e me bateu todo por causa daquela Aberração lá em baixo... Eles não ligado mais pra mim... Não me querem mais Jack me deixa morar com você?..._ ela dispara dizendo um monte de  absurdo, eu já sabia o que tinha acontecido, e não a apoiava, e avia ofendido, a minha Andrea a toa por ciúmes ate Bella ela ofendeu, Ela não para continua dizendo, seus absurdos.

_ Por que ela tinha que voltar... Não basta ter roubado vovô de mim... Agora querer o resto da família também!..._ não aguentei tanta bosta sair da boca dela.

_ JÁ CHEGA RENESME!!!..._ eu grito vendo-a arregalar os olhos, e me olhar incrédula. Eu nunca avia gritado com ela. Não por falta de vontade por que Nessie sempre me tirava do serio, mais por que o inprimtingn não Deixava, Nessie era pra mim como um alfa, Mais em deus que sofri o segundo inprimtingn por Andrea, e como se me sentisse livre, finalmente livre, de algo que nunca quis, De algo que me prendia.

_ VOCÊ NÃO VE O ABISURDO DO QUE DIS...  DEIXE DE SER MIMADA ELA E SU IRMA... O QUE DEU EM VOCÊ?... _ digo exaltado, vendo a encher os olhos de lagrimas, Respiro fundo fecho os olhos e me acalmo, e abaixo meu  tom de voz, não queria a fazer chorar, Me sento ao seu lado na cama e digo.

_ Nessie... Ela não tem culpa... Olha... Você nem deu um chance a ela...      falou com ela?..._ pergunto, tentando de tudo para acalmar os ânimos, era revoltante esta situação mais, Deus se eu não ficasse calmo iria acabar fazendo uma besteira.

_ Não Jack mais!..._ não a deixei continuar, comedo de ela falar  merda. e eu perder o controle di novo, Renesmee era uma menina incrível, mais muito mimada, tão mimada que deixou de ser quem era quando pequena, perdendo completamente a essência de menina doce que era.

_ Nessie... Olha... Sei que e difícil pra você dividir a atenção... Mais ela e só um bebê... Quando crescer será diferente e outra... Ela e frágil não e como você... Não tem habilidades ou cura ela precisa de cuidados e você como irmã devia cuidar dela...  Ela sente sua falta  Nessie... Se e difícil pra você que sempre teve tudo... Imagine para ela que nunca teve nada... E só um bebê... E já passou por coisas que você nunca nem imaginou...  Olhe ao seu redor Renesmee você não e uma princesa em um castelo com dragões em volta... Você e uma mulher feita...   Já notou a futilidade que você tem feito com seus pais... Com sues tios e avos... Comigo...  Se ponha uma única vez no  lugar dela...  o que você sentiria se a única pessoa que deveria te amar incondicionalmente ti desprezasse!... _ paro e  vejo a fúria em seus olhos, ela se levanta  enxuga os olhos e diz Friamente e calculado em cada mínima palavra.

_ Posso ser uma mulher... E tenho meus direitos... Eu nunca vou gostar dela sabe por quê?...    Por que... Ela não passa de alimento...  nunca disse isto Jack mais não sou como minha família nunca entendi  por que nos rebaixarmos a beber sangue de animais... Se  temos tudo podemos tudo... Não sou como eles e não serei... Cansei desta vida  de merda... Eles não são nada eles são vermes humanos... são nojentos nos somos superiores não devemos nos rebaixar a esta classe de inúteis!.. _ ela diz de um modo que me faz tremer de raiva. Frustração nojo eu sentia nojo dela, nunca imaginei dizer isto de Renesme, mais era o que eu sentia,  a mulher que um dia eu achei amar incondicionalmente, hoje eu estava prestes  a matar de tanto raiva.

_ Você Jack e diferente... Não e um de nós... Mais e melhor que eles também...  Não precisa  desta vida sua rasa e superior à deles... Você e meu...  Eu sou sua inprimtingn... Se eu e você formo aos vulturis eu os convenço a nos aceitar!... _ ela diz sorrindo e me deixando com mais nojo, meu corpo todo tremia, ódio eu já via tudo em vermelho.

_ Você esta louca Renesmee... Eu nunca me juntaria àqueles parasitas nojentos... Nunca ficaria contra os humanos... E nem meu povo... E não sou seu!..._ digo vendo a sorrir, ela se levanta e se Poe em pé diante de mim.

_ Há Jack... Você e sim...  e nós dois vamos nos juntar a eles... já decidi  sou seu inprintingn e você sabe que não suporta ficar longe de mim!...  _ ela diz e eu rosno. a raiva e o nojo me domina mais uma única coisa me fez me conter, saber que uma discutição só causaria estresse em Andrea.

_ Agora vamos à sala... Vou contar a eles o que decidi... Quero só ver a cara deles quando souberem  que vamos embora!..._ ela diz eu dou risada, ela Olha sem entender.

_ Você nunca foi meu inprimtingn... Quando você nasceu era pra ser sua irmã nunca foi você...  meu lobo só foi guiado para você por que seu corpo avia tomado parte dela pra sobreviver... Mais ela foi forte sobreviveu...  você não entende não é...  ela não e o resto como você sempre pensou... Ela era tudo... Você que foi a intrusa o tempo todo... Você que foi o parasita sugando Bella sugando Andrea e tudo o que tinha de vida ali... Mais ela foi forte... E sobreviveu e voltou pra mim...  Andrea e meu inprimtingn... E  foi meu lobo que depositou em você a carência que tinha dela... Você não tem efeito algum em mim... Não mais... A não ser repugnância!..._ me viro sem olha-la e digo.

_ Sabe Renesmee...  eu achava que seria difícil fazer isto... Mais não é... Você tornou fácil  não queria que você sofresse mais...  Mais quer saber... Não ligo mais... Quer ir viver com os da sua  raça como diz... Vá enfrente  não ligo mais! _ digo e começo a sair dali, mais sou parado com o que ela diz.

_ tolo... Ela pode ter tirado você de mim... E todos mais vocês não a terão por muito tempo... Eu ouvi... Três Anos e só o que aquele verme tem!... _ ela diz eu rio, ainda tremendo de raiva, meu lobo rosna querendo sair.

_ Não mais...   Achamos  a cura dela!... _ dou uma risada, de cabeça baixa e digo bem de vagar.

_ Eu sou Acura...  ela vivera... E A teremos pelo tempo que quisermos...  sabe por quê?...    Por que ela sim... Merece viver... O que você hoje despreza!... _ digo e sorrio.

_ No... Não terá... não se eu  mata-la!...  _ ela diz e sai correndo, me arremessa na parede, ela sempre foi mais forte que eu, e que qualquer um ali mais nunca usou sua forca. Eu atravesso a parede com meu corpo e ligo o que ela diz, ela vai atrás de Andrea. Não posso deixar, não posso!.. me levanto e corro o máximo que posso... vendo na parte de baixo,  Edward lutar com Renesmee, e Bella tentar    segurá-la  Emmett a segura,  a tempo  Rosalie com Andrea em seus braços e Carslalie e Esme na frente de Rosalie,  Jasper e Alice também estavam  em posição de defesa,  para proteger Andrea.
 
_  Você Ousam defender esta imunda... Vocês ousam ficar contra mim!..._ ela diz eu vou na frente dela, e digo.

_ Não estamos contra Você...  nunca estivemos!..._ e Bella diz.

_ Por que age assim... Ti demos tudo... Por que nós enfrenta... Depois de tudo que passamos por você...  por que tem tanto ódio dela... Um ser inofensivo...  Por que despreza os humanos eles nunca nos fizeram nada?..._ ela ri na cara de Bella, e diz.

_ Vocês não entendem...  em um futuro próximos eles Serão só alimento... Só estou tentando  fazê-los entender... Aqueles que são fracos não sobrevieram...  Já vi que nem um de vocês sobrevivera  aqui...  Aqui  não tem mais lugar pra mim!..._ ela se solta  dos braços de Emmett em um movimento brusco e diz.

_ Posso ir agora mais... eu volto e eu mesma a matarei irmãzinha!... _ diz ela.

_ Renesmee... Você não precisa  ir minha filha... Tente entender  nós amamos você... Ela só presida de cuidados...  logo você vera que também a ama!... _ diz Bella,  Renesmee vira diz.
 

_ Não mamãe... Amor e para os fracos... e para manipular seres inferiores!..._ ela olha pra mim ao dizer isto.

_ Mais agradeço por terem me criado...  já não preciso mais disso...   vejo o quanto evolui Vocês agora são inferiores a mim... Vou viver plenamente  com seres a minha altura... Saciar minha verdadeira sede... Sabe mamãe nuca gostei de sangue animal... Pra mim era o mesmo que comer comida podre... Enquanto um manjar era posto em todos os lugares em que eu ia... Via... Ouvia... E os humanos são isto simples... alimentos!... _ ela diz rindo e sai porta afora, rindo feito louca a casa é tomada por um silêncio absurdo vejo Jasper pegar Andrea nos braços e subir as escadas com ela.  

Continua...


Notas Finais


bom foi isso espero que tenham gostado fiz vairias mudanças e vam aver mais jaja eu coloco mais bjs e digam o que acharam :D


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...